The Novel’s Extra – Capítulo 162

171
The Novel's Extra - Capítulo 161
The Novel's Extra - Capítulo 163

Tradução: Sr. Raposo | Revisão: Dilsinxyz


A primeira cidade (4) 

Quando Chae Nayun completou uma missão, o céu já estava escuro e assim ela foi se arrastando de volta para a estalagem que tinha passado na noite anterior.
Apesar de ter concluído uma missão pelo valor de 500TP, ela só receberá 200TP e depois de pagar por seu alojamento, apenas 125TP sobraram.

“Ei, você precisa pagar outra 75TP.”

“Peça ao meu companheiro pela outra metade.”

“… Hm, muito bem.”

“Ok, então vou voltar para o meu quarto.”

Depois de caminhar pelo estalajadeiro ganancioso, ela voltou para seu quarto e deitada na cama vazia, ela ficou encarando o teto.

Cansada, mas incapaz de adormecer, em uma sala vazia, ela estava sozinha.
De repente, sua frequência cardíaca abrandou, e seu humor azedou e pensamentos de solidão começaram a assaltar-lhe os pensamentos.
*Tac, tac, tac.*
Chuva começou a cair.

“… Está chovendo.”

Ela abriu a porta, pensando que talvez estivesse ouvindo coisas, mas realmente tinha começado a chover.
Ela deixou escapar um pequeno suspiro.
Parando para pensar nas coisas agora, os dois primeiros tutoriais foram muito mais fáceis, ambos foram momentos que ela estava tão fisicamente exausta que o seu cérebro não tinha tempo para funcionar, mas agora que passara a ter momentos ociosos… em completa solidão, tudo começou a voltar a tona mais uma vez.
Fragmentos de sua memória passavam correndo pela sua mente, sendo que sua condição mental tinha piorado desde que entrara na Torre.
Será isso porque não estava tomando as suas pílulas? Sua respiração tornou-se áspera e sua cabeça passou a doer.

“…Ack!”

Uma forte dor de cabeça a atingiu fazendo-a agarrar a sua cabeça. Beeeeep— um zumbido barulhento tocando em seus ouvidos. Ela sentia-se como se o som estranho estivesse fazendo seu entorno estremecer.

“Ah… merda…”

Sangue escorria do lábio que estava mordendo, coisas que não conseguia entender passaram diante de seus olhos, a conversa daquele dia se revelou da consciência embaçada. Ela ainda tinha muitas perguntas sem resposta.

“Argh….”

Se fosse mesmo ele quem fizera aquilo ou se ele estivesse inventando uma mentira absurda.
E se realmente fosse ele quem assassinou o seu irmão…
Por quê, por quê, por quê?
Por que ele teria feito isso?
Suas perguntas sacudiram violentamente a sua mente e ressentimento e tristeza se uniram e formaram uma corrente que a prendia. 

*Click—*

Naquele momento, com um som de clique, a porta de seu quarto se abriu bem devagar.
Chae Nayun levantou a parte superior do corpo ligeiramente, possibilitando que visse um homem com cabelo desgrenhado marchando na sua direção. Seu rosto era o daquele homem.
Kim Hajin, Kim Hajin, Kim Hajin.
O rosto que ela jamais poderia esquecer… agora estava bem na sua frente.
Ela furtivamente estendeu a mão em direção a lança de pé ao lado de sua cama.

“Você já está de volta?”

Mas a sua alucinação se desfez com uma única frase do homem.
Com um suspiro, ela fechou os olhos antes de voltar a abri-los.
Ela agora via que o homem realmente era.

“Por que você está sentado na cama como um fantasma?”

Shin Jonghak perguntou. Chae Nayun examinou as suas roupas e viu que havia sujeira por todo o seu corpo, como se tivesse passado o dia rolando em lama. 

“… Você conseguiu fazer algum dinheiro?”

“Pft, e é essa a primeira coisa que você pergunta? É este o sentimento de ter uma esposa irritante?”

“Cale-se.”

Chae Nayun encontrou Shin Jonghak puramente por coincidência. Enquanto procurava por uma missão no pub dos mercenários, ele aparecera de repente com um sorriso estúpido e mesmo que isso a assustara no início, ela decidiu dividir o quarto com ele para economizar dinheiro.
“O que é essa caixa bento?”

Disse ele, apontando para a caixa na cama.

“Oh, isso? Ele veio com um item que comprei…” 

Respondeu-lhe, olhando de relance para o bento do meio vazio.

“Acabou que não terminei ele.”

“Por quê? Alguma coisa de errado?” 

“Não, é realmente muito bem feito, segundo a janela de status.”

“Então por que você não o terminou?”

“Nenhuma razão. Ele só não foi muito do meu gosto… Por que você continua fazendo perguntas? E a propósito, eu não deixei um pouco para você.”  

A verdade era que ela não conseguia prová-lo.
Depois ‘daquele’ incidente, Chae Nayun perdera o sentido do paladar o que, ironicamente, fez com que superasse o problema do seu paladar exigente. Para a atual Chae Nayun, comida era apenas um método para se sustentar.

“Além disso, você comprou um item? Tem certeza de que não foi enganada?” 

“… Oh, por favor, se alguma coisa, fui eu quem enganou o vendedor.”

Levantando a lança cristal vermelho com orgulho, ela retrucou.

“… Ela é boa?”

“Yep. Eu acho que deveria valer pelo menos uns 1500TP, mas a comprei para um décimo desse preço!” 

Huhuhu— fez ela com um grande sorriso.

“Eu fui em uma missão com essa coisa, e ela cortou goblins como manteiga!” 

“…”

Ele, por outro lado, não reagiu. Vendo a sua expressão séria, Chae Nayun sorriu sem jeito.

“Não se force a sorrir.”

“… O quê?”

“Me dói te ver assim.”

“Do que você está tagarelando aí.”

Chae Nayun brandiu sua lança na frente de Shin Jonghak que prontamente levantou as mãos e se afastou.

“Estou brincando. De qualquer forma, isso não significa que você usou TP?” 

“Sim, mas acabei fazendo dinheiro daí.”

“O quê?”

Claramente em dúvida, ele franziu a testa. Ao vê-lo assim, ela pegou cinco moedas de ouro do inventário e lhe contou sobre o golpe de sorte que tivera hoje.

“… Eu estava indo para devolver, mas eles me mandaram embora enquanto me chamavam de idiota.”

“…”

Normalmente Shin Jonghak teria feito um comentário sarcástico, mas permaneceu quieto, ao que ela o notou olhando para as moedas com uma expressão complicada. 

“Então, quanto você tem?”

“…H, Huh?”

Como esperado, ele estava perturbado. Chae Nayun zombou.

“Pft, aposto que você está mais pobre do que eu.”

“… Pft, até parece. Claro que eu tenho mais do que você. Quem você acha que sou? Eu sou o homem que vai se tornar o Herói de classificação intermediária alta mais jovem do mundo, Shin Jong-”  

“Então me mostre.”

“… Acabei ficando com tanto sono de repente.”

Quando ela estendeu as mãos exigindo-lhe que mostrasse o seu dinheiro, ele fingiu estar sonolento e desabou no chão. Diante dessa cena, ela riu e olhou para onde ele estava.

“Oh, certo.”

De repente, lembrando de algo, ela cutucou seu ombro com o pé.

“Se você vai dormir, acho bom ficar no chão. Se você tentar colocar um pé sobre a cama como na noite passada…” 

“… Eu vou dar o meu melhor, mas a minha única falha é o meu mau hábito de dormir.”

“Se quiser que eu quebre a sua perna, é só tentar.”

“…”

“Na verdade, já eu dormi na cama na noite passada, vou dormir no chão esta noite.”

“O quê? Você não precisa para—”

“Pode começar a sair dai.”

Apesar da resistência do Shin Jonghak, ela o arrastou para a cama.

—————

*Tac, Tac.*
Tarde da noite com uma chuva leve, eu fechei a minha barraca e deixei Cheok Jungyeong para ele beber com o TP que ele ainda tinha enquanto eu voltava para a estalagem.
Sentindo como se alguém tivesse jogado uma pedra enorme na minha mente, não consegui me forçar a ficar fazendo coisas por aí.

*Ssp… huu.*

Chefe era a única no quarto, sentada de pernas cruzadas e focada em recuperar os seus status perdidos. 

“…”

Por alguma razão, suas roupas estavam mais ousadas que o habitual, vestindo apenas um top preto e shorts, enquanto seus músculos bem desenvolvidos estavam apareciam delineados cada vez que respirava.
Rapidamente passando por ela, deitei-me na cama.

“Aconteceu alguma coisa?”

Chefe perguntou, ainda com os olhos fechados.

“… Não, nada.”

“As negociações não foram tão bem quanto você esperava?”

“Não, eu vendi tudo. E fiz bastante dinheiro.”

“Então você foi enganado?”

Eu balancei minha cabeça, negando. Antes de ter ido dormir, peguei dois Dados Aleatórios como sempre fazia todos os diária e pensando em ‘bons itens para vender’, eu rolei. 

[Couro de Dragão Krill Lv.4]
[Manga Grande e Suculenta Lv.3]

Um bom material e uma fruta nostálgico do segundo tutorial.
Com isso, eu tinha coisas para vender amanhã.

“…”

Sentindo-me ser encarado por um olhar parecendo com lasers, eu me virei e me deparei com a Chefe me olhando atentamente. Heh. Eu sorri.

“Você está com fome, Boss?”

“Não.”

Chefe franziu as sobrancelhas e fez biquinho.

“Você acha que eu sou uma glutona?”

“Não, é só que você estava encarando para esta manga.”

“… Isso aí é uma manga?”

Depois de mostrar interesse na fruta, os seus olhos brilharam expressando claramente ganância.
No entanto, chefe logo retraiu o seu olhar e levantou-se com uma tosse seca.

“Ahem, não é isso. É que você não parece tão bem hoje, Novato.”

“… Eu só fico um pouco deprimido em dias de chuva.”

Coisas que me faziam irritado, que me faziam triste, coisas que me faziam pedir desculpas… Por um longo tempo, venho enterrando as minhas emoções profundamente no meu coração. Caso contrário, eu seria apenas dor todos os dias.
Mas quando essas emoções eram subconscientemente trazidas para fora, elas sempre vinham acompanhadas de grande angústia.
… Assim como agora.

“De qualquer forma, Chefe.”

“Hm?”

“Como estão os seus status agora?”

Para ser honesto, Boss vinha vivendo como um NEET. Depois de ter lhe dado os 1000TP, ela ficara dentro de casa o dia todo sem fazer qualquer trabalho, passando todo o seu tempo livre comendo ou treinamento.
Como as coisas estavam assim, ela certamente deve ter feito algum progresso nos seus status.

“Meu poder mágico é de 3,5 e os outros status estão por volta de 2 pontos também.” 

“Oh?”

Mesmo considerando o bônus para aumento de status dentro da Torre, sua velocidade de crescimento era incrível. E por isso que a divisão do trabalho era importante.

“Você é como uma NEET no nível máximo.”

“… O que é isso?”

Chefe estreitou os olhos.
NEET de nível máximo. O que significava que ela era uma vagabundo que jogava durante todo o dia sem trabalhar, mas poderia facilmente fazer tudo que decidisse fazer.

“É uma coisa boa.”

“Eu não acredito… Você me deixou ferida. Acho que preciso para comer essa manga para me sentir melhor. Passa para cá.”

Disse ela tentando alcançá-la, mas eu a impedi colocando a manga no meu inventário.

—————

Durante os dez dias do terceiro tutorial, eu continuei a fazer novos equipamentos e vendê-los na minha barraca e como meu tempo foi completamente investido nisso, acabei por não conseguir aumentar bem os meus status.
Mas o aspecto mais importante do terceiro tutorial era o dinheiro e como já tinha feito 20000 TP, eu estava mais do que satisfeito.
“Eu deveria ser capaz de comprá-lo agora.”

Hoje era o último dia desse estágio do tutorial e eu estava na frente de uma loja dilapidada na periferia da cidade.
A carteira em meu bolso estava transbordando com dinheiro.

[Loja de Itens Diversos]

Mesmo parecendo que a cidade não vendia nada de especial, existia uma loja que vendia itens bastante singulares e como ela só existia no tutorial de maior dificuldade, podia-se dizer que era o que o fazia valer a pena. 

*Kiiik—*

Com o coração apertado, eu entrei na loja. Assim que passei pela porta, o cheiro de madeira antiga e de pó me cercou por todos os lados.

“Uh….”

Na loja, que era um tanto desgastada, o lojista lia um jornal sem nem sequer olhar para o seu cliente.
Primeiro, dei uma boa olhada ao redor.

“Você tem uma boa coleção de itens aqui.”

“…”

O dono da loja continuou a não dizer nada, mas se fez alguma coisa, o seu silêncio o deixou mais confiável. Afinal, ser falador era uma das principais características de um trapaceiro.
Comecei fingir a olhar ao redor da loja de uma vez.

[Contrato Mágico Lv.2]
[Poção para Cura de Doenças Lv.2]
[Grama de Verônica Lv.2]
[Escudo Feérico Lv.2]
[Claymore de Kim Joonghon Lv.2]

Havia todos os tipos de itens a venda.
No entanto, o item verdadeiramente especial da loja estava sobre o balcão.
Eu andei até o balcão e apontei para o ovo posicionado ali.

“Este o ovo também está a venda?”

[???]

Um ovo com pontos de interrogação como descrição.
O comerciante finalmente reagiu.

“Esse ovo é de uma ave especial que só vive nesta cidade. Não é algo que alguém como você possa comprar.”

O homem falou com uma voz rouca que não era nem um pouco atenciosa.
Eu respondeu com um sorriso.

“Quem mais poderia comprá-lo se não eu?”

“… Esse aí custa 40000TP, garoto.”

40000TP.
Mesmo se alguém soubesse sobre isso antes de vir para a Torre, 40000TP era uma quantidade impossível de adquirir em apenas dez dias.
No entanto, este ovo botado pelo Munin, um corvo que pertencia ao deus Odin, certamente valia cada TP.
Em outras palavras, este ovo era descendente de Munin e como ele era o animal de estimação de um deus, este aqui certamente seria…
Bem, na verdade, eu não sabia a resposta.
Este ovo foi introduzido como um Easter egg e era algo que nem mesmo Kim Suho poderia comprar na história original. Em vez disso, o NPC da loja iria compreender o seu senso de justiça e de honra e presenteá-lo com um outro item.
Claro, como eu não tinha a disposição de Kim Suho, era preciso chegar lá com o dinheiro.

“Que tal a metade desse montante? 20000TP.”

“…”

O lojista me lançou um olhar estranho.

“Não é razoável? Eu não tenho mais do que isso e este ovo não é um item que você vá vender aqui de qualquer maneira.”

Não havia nenhuma forma para um item de 40000TP ser vendido, nem mesmo uma deusa de fazer negócios como Yoo Yeonha seria capaz de ganhar muito dinheiro em apenas dez dias. 

“Quer dizer que você tem 20000TP?”

“Claro.”

Peguei vinte notas de 1000TP do meu inventário e os mostrei para ele, fazendo seus olhos visivelmente brilharem.

“… Por que você não tira esse capuz primeiro? Ficar assim seria rude, não acha?”

“Ah, sim, perdão.”

Como um dos únicos clientes educados que ele teria conhecido nesta cidade cheia de trapaceiros, eu estava certamente sendo visto de forma favorável.
Assim, rapidamente puxei o capuz para trás.

“Então, você sabe o que é isso?”

“… Sim, eu sei.”

“E o que é ?”

“O ovo de uma águia, eu acho?”

Os olhos do lojista se arregalaram.
Como eu disse antes, Muninn era um corvo, mas quando eu estava escrevendo meu livro, pensei que era uma águia e acabei escrevendo como tal.
Claro, havia comentadores que esclareceram o meu erro, mas como já era tarde demais para fazer edições, lembrei-me dizendo algo como, ‘uma águia soa mais legal‘.

“Você tem bons olhos. Sim, isso mesmo, é o ovo de uma águia, mas a maioria das pessoas não serão capazes de criar esta besta. Na verdade, eles não vão nem mesmo ser capaz de chocá-lo.”

“Ah… mas sabe, eu não sou uma pessoa comum.”

“…”

O lojista me deu um olhar significativo.

“Caso contrário, como é que teria feito 20000TP?”

Disse tranquilamente enquanto retribuía o seu olhar.

—————

[Em três horas, o terceiro tutorial terminará.]

Enquanto isso, na floresta perto da periferia da cidade, uma barraca de madeira mal se sustentava em pé na frente de uma fogueira.

“Cidade estúpida e idiota.”

Um dos proprietários da tenda, Aileen, tinha sua expressão abatida e empoeirada depois dos dez dias.

“Todos nesta cidade são um lixo, cada um deles!”

A humilhação que sofrera por todo esse tempo passou diante de seus olhos, quando teve de comer restos de comida de um restaurante, o dinheiro que fora roubado de seu inventário, acidentalmente derramando um suco pelo qual ela trabalhara tão duro para comprar nas roupas de um nobre e ter que se ajoelhar e implorar por seu perdão…

Essas eram coisas que jamais teria de enfrentar na terra.

“Mas nós conseguimos TP suficiente, de alguma forma.”

Yi Yongha estava em uma circunstância similar, mas precisamente por causa de todos os problemas que passaram, o sentimento de realização que atualmente sentia era esmagador. Eles dormiram ao ar livre, pularam refeições e abriram de viver como seres humanos decentes para juntar 2000TP.

“… Eu sei, *hick*…”

Aileen começou a lacrimejar.

“Você está chorando?”

“Uun… são lágrimas de alegria.”

Ela estava orgulhosa de si mesma, tão orgulhosa por ser capaz de juntar 2000TP mesmo com a restrição nos seus status que ela queria dar-se um banho de beijos. 

“… Oh, a propósito, são eles, não é?”

“Eles?”

“Você sabe, as pessoas que encontramos no pub , no primeiro dia.”

“Ah, sim, eles devem ser membros do grupo que Aileen-ssi está perseguindo.”

Mesmo não sabendo de seus nomes, ela estava familiarizado com os seus rostos. Ela se encontrara com eles anteriormente durante uma disputa por artefatos, onde usando de uma estratégia impecável, ela quase prendera aqueles dois. 

“Não havia outra pessoa com eles?”

No entanto, havia alguém diferente no bar, além das duas pessoas que viram.

“Você sabe, a pessoa que me fez beber álcool.”

“Não tenho certeza, mas apenas uma pessoa me vem à mente quando penso em uma máscara e capuz.”

“Concordo.”

Aileen assentiu. Na verdade, ela estava muito confiante.
Lótus Negra.
Ele também entrara na Torre.

[O terceiro tutorial chegou ao fim.]

“… Finalmente, o fim deste tutorial maldito.”

“Aposto minha honra que menos da metade reuniu mais de 1000TP.”

Exaustos e debilitados, Aileen e Yi Yongha reclinaram-se em uma árvore e leram os alertas do sistema que iam aparecendo.

[Das 78 desafiantes, atualmente 50 possuem mais do que 1000TP no seu inventário.]
[Parabéns. Você conseguiu proteger o seu dinheiro de batedores de carteiras, ladrões, bandidos e scammers.]

Aileen se virou para Yi Yongha e ele riu sem jeito. 

“… Parece que foi um pouco mais da metade, haha.”

Entretanto, os alertas do sistema ainda não haviam terminado.


[Recompensa Secreta – Mestre do Lucro]
[O lucro dos desafiantes vitoriosos será revelado juntamente dos seus seus apelidos (despesas excluídos).]
[Os 5 primeiros Desafiantes receberão 100% do lucro que ganharam como bônus.]
[1º lugar – Extra7, 21300TP.]
[2º lugar – PhantomThief, 7800TP]
[3º lugar – …


“…Eh?”

“… O quê?” 💻

Aileen e Yi Yongha ficaram sem palavras. A diferença era grande demais.

“Não são 2130TP mas…”

“21300TP? Como diabos isso é possível!?”

Aileen amaldiçoou inadvertidamente, misturando coreano e Inglês ao mesmo tempo.

“Quem é esse!?”

Ela se sentia injustiçada, depois de sofrer uma humilhação após o outro para juntar 2000TP, enquanto alguém conseguira ganhar 21300… Ele tinha de ter usado um método covarde!

 

“Quem é Extra7!?”

—————

Três horas depois.
A explosão de luz me trouxe de volta à minha sala de espera. Acabei não dizendo adeus para Jain, Cheok Jungyeong ou Boss, uma vez que deveria ser possível entrar em contato com o outro em breve através do sistema de mensagens.

[Parabéns por alcançar o primeiro lugar.]
[21300TP foram depositados.]

“Ah, obrigado, obrigado~ você também fez muito bem, Sistema-nim~”

Eu comprei o ovo de Munin com 20000TP e embora fui deixado com apenas 3000TP por causa disso, com a recompensa secreta, consegui lucrar 100% que fizera, deixando-me rico mais uma vez.
Foi uma mudança inesperada. Vinha pensando que o co-autor só fazia as coisas mais difíceis, mas parecia que havia me enganado. Um pequeno bônus de vez em quando não seria nada mal.

“…Ah.”

Tirei o ovo de Munin do inventário o mais rápido possível.
Um ovo de 20000TP.
*Huu, huu.*
Aquecendo-o com a minha respiração apenas no caso de que estivesse com frio, eu o posicionei cuidadosamente na minha cama.
Me perguntando o quão bonita a águia seria depois que chocasse, eu puxei meu cobertor sobre ele.
No entanto, isso não foi o fim da boa notícia.

[O seu bilhete de entrada preto foi confirmada.]
[Com o fim do tutorial, você poderá tirar três itens que foram previamente depositados.]

Era o alerta que eu estava esperando, o equipamento que poderia compensar a minha negligência quanto ao ganho de status enquanto elaborava a venda de itens.

Me ajoelhei respeitosamente.
Eu decidi há muito tempo que os itens para recuperar.
Éter, Desert Eagle, e meu relógio inteligente, que estava linkado ao laptop.

[Em breve, os seus equipamentos armazenados serão transferidos.]
[Chegue a uma decisão no prazo de uma hora.]

Claro, a Desert Eagle tinha uso limitado por causa das balas, mas havia uma razão para eu escolhê-lo apesar de suas desvantagens. 

“… Jin Sahyuk.”

Matar Jin Sahyuk.
Essa era a única razão.


Ei, você gosta desta novel? Acha que tem pontos a se melhorar? Ou acha que o autor já conseguiu expor toda sua experiência com esta obra? Diz pra gente lá no novo site da Central Novels!

The Novel's Extra - Capítulo 161
The Novel's Extra - Capítulo 163
COMPARTILHAR
Preguiçoso, viciado em novels e apaixonado por músicas acústicas/instrumentais...