The Novel’s Extra – Capítulo 161

200
The Novel's Extra - Capítulo 160
The Novel's Extra - Capítulo 162

Tradução: Sr. Raposo | Revisão: Dilsinxyz


A Primeira Cidade (3)

[Cidade Tutorial de Maior Dificuldade]

 Uma nova manhã havia chegado.
Assim que acordei, deixei a estalagem e comecei o meu alongamento matinal. De repente, ouvi uma voz, um rugido atingir os meus ouvidos.

“Ei, o que você está fazendo?”

Me virei e vi Cheok Jungyeong sem camisa, parecendo ele mesmo ter se exercitado, já que o seu corpo estava vermelho e seus músculos inchados. 

“Só um exercício matinal.”

“Exercícios? Ha, você chama isso de um exercício?”

Disse ele se aproximando enquanto me zombava.

“Escute aqui, Novato, fazer flexões é para as crianças.”

“… Quê?”

“Quando se trata de treinar o corpo, a respiração é a coisa mais importante. Entendeu? Para respirar corretamente…”

E então, do nada, ele começou a dar uma palestra sobre respiração, o que eu meio ignorei, mas de repente minha mente se tornou mais clara.
Cheok Jungyeong aproximou o rosto.

“Escute, respirar não é feito apenas com o seu corpo, ele é feito com a sua mente.”

O homem que estava em pé na minha frente era o famoso ‘Cheok Jungyeong’ da era Goryeo e o mais poderoso general na história da Península Coreana, portanto, sua compreensão das artes marciais era algo que ninguém poderia argumentar contra. 

“Preste atenção, isso é o que é conhecido como a respiração abdominal.”

*Ssp, haa…*
Cheok Jungyeong começou a respirar, parecendo como a respiração normal, mas algo era diferente, me fazendo observar cuidadosamente o seu corpo. Quando ele inspirava e expirava, todos os seus músculos seguiam o movimento.

“Eu estou movendo os músculos do meu corpo através da respiração. Entendeu? Nós estamos em um nível completamente diferente de respiração!”

Depois de terminar sua demonstração, ele se levantou, orgulhoso. Eu observei os seus músculos um pouco e então murmurei com a incerteza.

“Não acho que eu vá ser capaz de fazer algo assim.”

“Vai ser difícil, com certeza. Muitos iniciantes ficam por ai, balançando suas espadas para lá e para cá, alegando que alcançaram o ‘ser um com a espada’, mas eles não sabem que se tornar um com corpo e mente é a coisa mais difícil do mundo. Mas eu posso fazer isso. Você sabe por quê?” 

Não…
Devolvi-lhe um olhar apático, mas Cheok Jungyeong continuou sem se importar com o meu desinteresse.

“O homem mais forte de todos em Goryeo, o deus marcial que poderia arrancar árvores com as mãos nuas e mudar o destino de países sozinho.”

Disse batendo no peito com orgulho.

“É porque isso é quem eu sou.”

Ele sorriu e me encarou, sua expressão de orgulho inebriante e auto-convicção.  Olhei para ele em silêncio até que seu sorriso se transformasse em um grande sorriso sarcástico. 

“Está começando a me respeitar agora?”

“… Não, só estou incomodado mesmo. Essa não é a sua vida passada de qualquer forma?”

“O quê? Diga isso de novo, eu te desafio.”

Seja como for, eu consegui uma boa dica, respirar com o corpo inteiro.
Embora fosse impossível para o meu eu atual, deveria ser possível de imitá-lo usando o poder mágico da Estigma.

“Hajin~”

Naquele momento, Jain apareceu com a cabeça para fora da janela do terceiro andar.

“Sim?”

“Você sabe cozinhar? Acho que a Chefe está com fome por causa de todo treinamento que ela fez na noite passada. Ela quer que você cozinhe.”

— Jain! Q-Quando foi que eu disse isso!?

“A Chefe diz que você é um bom cozinheiro. E quer arroz bulgogi.”

— Jain! V-Você!

Dava para ouvir a voz da Boss também. Rindo, olhei para Cheok Jungyeong.

“Vamos às compras, Cheok Jungyeong-ssi.”

“Cheok Jungyeong-ssi? Me chame de Cheok Jungyeong.”

“Tudo bem, Cheok Jungyeong.”

“… Você quer morrer?”

Assim, nós saímos para as ruas movimentadas.

“Não é interessante?”

“O que?”

“O cenário aqui.”

Este lugar parecia exatamente como uma cidade a partir de uma história de fantasia, com a maioria das casas construídas com tijolos ou madeira, a única forma de transporte eram os cavalos e as carruagens e haviam lojas que vendiam poções e suprimentos mágicas. 

“Acho que sim.”

Eventualmente, nós chegamos no distrito de mercado da cidade, uma longa extensão de becos cheios de vendedores ambulantes que vendiam alimentos. Depois de escolher os ingredientes mais frescos, eu olhei para o fornecedor.

[Limite de preço – 30TP]

“Quanto custa tudo isso?”

“Vamos ver. Cebolas, cogumelos, carne de porco… Deve dar uns 100TP.” 

“Eu acho que 35TP deve ser suficiente.”

Nesta cidade, conversar educadamente era a mesma coisa que anunciar que você era alguém fácil de se aproveitar.

“35TP? Isso é um pouco …”

“Faça tudo por 35TP.”

“Então você pode ir para outro lugar. Duvido que vá encontrar um lugar que venda a um preço ridículo de barato desse.” 

O vendedor tentou recusar, mas ele era um NPC com um nível baixo de negociação e por isso não demorou muito para persuadi-lo. 

“Haah, tudo bem, pode levar.”

Usando a aura intimidadora que Cheok Jungyeong emitia, consegui que o preço fosse diminuido.

“Você terminou?”

“Sim, vamos voltar agora.”

Depois, quando voltamos para a estalagem, nos vendo com as mãos cheias de sacolas de ingredientes, Chefe e Jain nos deram as boas vindas e antes mesmo de eu começar a cozinhar, Boss sentou-se à mesa.  

“Espere só um pouco.”

Destreza de Grau-8 era mais do que suficiente para cozinhar.
Usando uma receita que tinha memorizado, eu rapidamente fiz uma refeição para quatro pessoas.

“Uau.”

“Oh~ você é um bom cozinheiro Novato—!”

Cheok Jungyeong e Jain expressaram sua surpresa, enquanto a Boss comia tão rápido quanto um aspirador de pó.

—————

Depois de comermos, nós quatro olhamos fixamente para o teto do quarto.

“Ei, Novato, o que vai fazer agora? Jogar jogos de azar?”

“Não, nós fomos ontem”.

Eu já deixara o cassino limpo de dinheiro e por isso já deveriam saber o meu rosto e ter sido botado numa lista negra, o que me impediria de voltar lá, senão eu seria sequestrado no momento que entrasse.  

“Então, o que você vai fazer?”

“Vou abrir uma barraca de rua.”

“Barraca de rua?”

Os olhos de Jain se arregalaram.

“Sim.”

NPCs da Cidade Tutorial tinham muito dinheiro. E claro que, como esta cidade era parte do tutorial, não havia qualquer equipamentos ou itens de Lv.3, mas, por outro lado, os NPCs eram , no mínimo, de Lv.2 ou Lv.3 no mínimo, sendo que o capitão do corpo dos vigilantes poderia potencialmente ser Lv.10 ou maior.
Isso porque a ‘Cidade Tutorial’ estava localizado no porão da Torre de Desejo, o que queria dizer que este foi um dos primeiros andares criados e que todos os NPCs deste lugar deveriam ter vivido por pelo menos 5 anos.  

“Por que uma barraca de rua? Mas aí você não seria enganado?” 

“Não, enquanto você vender acima do preço mais baixo, abrir uma vendinha é na verdade a maneira mais fácil de se ganhar dinheiro e não existe nenhuma forma para NPCs forçá-lo a vender o que quer que seja.” 

“Hmm, então o que você vai vender?”

“Isto.”

Peguei o meu machado de cristal vermelho e lança de cristal vermelho. Embora eles vieram a calhar durante o segundo tutorial, eu já não tinha qualquer utilidade para eles.

“Eu também vou fazer mais.”

Com os materiais no meu inventário e os que eu poderia ganhar com os Dados Aleatórios, eu planejava fazer mais itens e embora não fosse capaz de usar o poder mágico de Estigma por estar sob o olhar atento do administrador, seria possível fazer isso com esta folha especial. 

[Folha de Yggdrasil Lv.3]
— Bênção do Aventureiro Lv.3
➤ Seu corpo se torna mais leve enquanto tiver este item em seu inventário. (melhorias para suas habilidades físicas) 
➤ Você pode conceder pequenas bênçãos para itens. As Bênçãos vão ficar mais fortes quanto mais elas têm a ver com aventuras.

“E, na verdade, há algo que eu preciso que você faça, Jain-ssi.” 

“… Eu?”

“Sim.”

“Sério? O que é?”

Jain inclinou a cabeça enquanto apontava para si mesma.

—————

No final de uma rua que conduzia à estalagem, onde não muitos, mas não nem tão poucas pessoas passavam, eu montei uma barraca e no caso de esbarrar com outros jogadores, tive a certeza de estar com a minha máscara e robe com capuz me escondendo. 

[Armazém Geral]
[De armas á armaduras para ervas e frutas, vendemos de tudo e mais um pouco.]

Assim que coloquei a minha placa de negócios e antes de conseguir colocar um pedaço de pano para colocar meus itens…

 

“Ei, quem é você?”

Bandidos que estavam em uma relação mutual com os vendedores ambulantes da mesma rua se aproximaram de mim, cinco deles me cercando, mas eu mantive minha compostura mesmo assim. 

“Eu tenho permissão para vender aqui.”

“O quê? Permissão de quem…”

“Minha.”

A voz profunda apareceu no momento certo fazendo os bandidos se virarem ao mesmo tempo. 

“Ah, chefe!”

Imediatamente, os cinco NPCs inclinaram-se em um ângulo de 90 graus.
*Tak, tak.* De passos imponentes, o homem que os NPCs chamaram de ‘chefe’ ficou na frente de mim.

“Fui eu quem deu a permissão para essa pessoa.”

“Ah, as nossas desculpas, nós não sabíamos…”

“Está bem.”

O chefe franziu a testa pesadamente, seu olhar de desprezo estava mostrando claramente que ele não queria se incomodar com coisas triviais. Como esperado, a atuação ‘dela’ era soberba.

“Não sou o único que você deve estar se desculpando em primeiro lugar. Por que você não compra algo dele“. 

“S-Sim, entendido!”

Com um único comando do homem, os cinco se viraram para mim outra vez.

“Isso parece bom. Quanto é…”

O primeiro NPC apontou para uma armadura que eu colocara sem pensar muito. Mas, no momento seguinte, seus olhos se arregalaram.

“Hoa, e-ei, essa não é uma armadura de Lv.3?”

“Lv. 3?”

“Ha, como se isso fosse possível.”

A atenção de todos foi focada na armadura.

“Este é Lv.3?”

“Acho que sim.”

Embora NPCs não conseguisse verificar as descrições de itens como jogadores, eles tinham olhos mais capazes que conseguiam avaliar o nível da maioria dos itens.

“Mas não existem nem um Lv.3 por aqui!”

Mesmo assim, eles expressaram dúvida e suspeita. Então, falei.

“Esta não é uma armadura de Lv.3.”

[Armadura de Couro Lv.3 com a Bênção de Yggdrasil Lv.3]
○ Defesa Lv.3
○ Durabilidade Lv.3
○ Fácil de Movimento Lv.3
— Pequena Benção de Yggdrasil Lv.3
○ Aumenta todos os efeitos da armadura de couro em 1 nível.
○ Esta bênção desaparecerá após 24 horas. No entanto, o proprietário da folha de Yggdrasil pode escolher até cinco armaduras para receber bênçãos permanentes.

“Viu, ele mesmo falou que não é. Eu nunca nem vi um equipamento Lv.3 em toda a minha vida.“

“É quase Lv.4.”

“Exatamente, é apenas… o quê?  Lv.4?”

“Sim, você deve ser capaz de dizer se olhar bem de perto.”

Esta foi a armadura que fiz na sala de espera usando o poder mágico do Estigma e mesmo sentindo que era desperdício de vendê-la agora, TP era muito mais importante no momento. 

“Aqui, deixe-me ver.”
“Ah, quero ver também.”

Os cinco NPCs se revezaram checando a armadura.

“Ah, merda, pare de ser tão egoísta!”
“Você nem mesmo tem dinheiro!”
“Eu tenho, seu merda!”

Eles até começaram a lutar entre si. Olhando para além de seus ombros, para o chefe do grupo de bandidos, Jain, “ele” articulou silenciosamente. 

— Hajin, não se esqueça de me dar 5%.

Eu concordei com a cabeça.

“Isso, eu vou comprar esse! Quanto por ele?”

“Hmm… Vai ser um pouco caro.”

“Que tal 500TP?”

“8! Eu posso pagar 800TP!”

“1400!”

O leilão repentino chamou a atenção de outros passantes na rua, fazendo mais e mais pessoas começaram a ficar intrigadas e, depois de ouvir que um item de Lv.4 estava sendo vendido… 

“3000!”

“3000. Este é o lance final?”

“…”

“Bom, 3000 então.”

A armadura de couro feita por mim fora vendido por 3000TP. O NPC que o comprou parecia ser bastante rico.
Depois de verificar que o TP que recebi não era falso, passei-lhe a armadura e o NPC saiu com uma expressão feliz.
No entanto, os outros clientes parecia não ter planos de fazer o mesmo e começaram a fazer a todos os tipos de perguntas sobre outros itens que eu tinha para vender, alguns dos quais eram itens lv.3.

Os tolos que tentaram esgueirar-se com os meus itens foram pegos de Cheok Jungyeong e ensinados uma lição de amor.

… Enquanto eu estava ocupado lidando com o afluxo de clientes, de repente, uma voz familiar soou juntamente da brisa suave.

“… O que está acontecendo aqui?”

Esta voz fraca anulou o barulho feito por todos os outros clientes e aterrissou em meus ouvidos, meus olhos imediatamente se arregalaram e minha cabeça virou-se na a direção que a voz veio.

 

Lá, avistei uma menina na ponta dos pés, tentando espreitar o que estava sendo vendido.

“Uma loja de itens gerais…?”

Ela era alguém que eu conhecia bem, seu rosto era um que jamais poderia esquecer, chegando no ponto que o meu coração pulou uma batida quando a vi.
Ela era… Chae Nayun.

“Argh, saiam do caminho se forem comprar nada!”

Disse ela, fazendo o seu caminho para a minha frente.
Me percebi impedido de falar qualquer coisa. Senti-me grato por estar usando a máscara e manto com capuz e baixei a minha cabeça ainda mais.

“… Lança de cristal vermelho? Hum, você teria uma espada cristal vermelho?”

Balancei negando com a minha cabeça para a pergunta dela, sua voz o mesmo de sempre. 

“Entendo… então quanto por essa lança?”

Colocado em uma situação onde não tinha escolha a não ser falar, limpei a garganta e mudei a minha voz. 

“250TP.”

“250TP?”

“E vou te dar um bônus também.”

“Uh…”

Chae Nayun começou a refletir.  Parecia que ela não achara nada suspeito com a minha voz, sentindo-me grato agora ao meu ‘Mestre Cantor’ mais uma vez. 

“Hm… Eu realmente quero isso, mas só tenho 200… ou não, 150TP.”

“…”

“É-É a verdade. Eu sei que isso é muito pouco, mas posso simplesmente ir para outra loja.” 

Sua tática de negociação não fazia o menor sentido, sem lógica, técnica, ou emoção. 
Mas fingi ser enganado.

“Então você pode levá-la para 150TP. Aqui, isso também.”

Juntamente da lança cristal vermelho ela queria, adicionei uma bolsa de dinheiro que também tinha uma caixa de bento que fizera para o almoço.

“Oh, não preciso o bônus… Que tal você tirar outros 50TP em vez disso?”

“… Você está doida?”

Ela fez uma oferta absurda.

“… Estou brincando. Obrigada, tenha um bom dia.” 

Chae Nayun virou-se e saiu com a lança de cristal vermelho em uma mão e a bolsa de couro na outra.
E assim, ela se afastou, seus passos leves, provavelmente pensando que era sua técnica de negociação que reduzira o preço. 
Vi-a sair por um longo tempo, seu cabelo ainda curto e da cor preta.

Apertando meu peito, senti meu coração ainda batendo acelerado violentamente, recusando-se a se acalmar.
… Foi então.

“Ei, me responda.”

Um homem entrou na minha frente e obstruiu a minha linha de visão, de rosto oleoso e desagradável no geral. 

“Quanto por isto?”

Perguntou apontando para o machado cristal vermelho.
E respondeu brevemente.

“1500TP.”

“O quê? Você acabou de vender a lança para aquela menina por—”

“1600TP.”

“O quê? Por que você aumentou em—”

“1700TP.”

“Seu…”

—————

Cinco minutos mais tarde Chae Nayun correu para um banco próximo e sentou-se.
“Vamos ver… Oh? E ainda tem uma bênção.”

[Lança de Cristal Vermelho Lv.2 com Bênção de Yggdrasil Lv.3]
○ Dano Incendiário Lv.2
○ Poder do Atributo de Fogo Lv.2
— Pequena Benção de Yggdrasil Lv.3
○ Aumenta todos os efeitos da lança cristal vermelho em um nível.

“Huhuhu …”.

‘O que é isso, eu comprei um item de quase-Lv.3 por 150TP?’
Ao ler a descrição do item, ela sorriu, feliz.

“Parece que NPCs não conseguem ler descrições de itens. Será que devo vendê-la? Não, por que eu iria vender um item tão bom como este?”

Chae Nayun firmemente abraçado a arma.

“… Oh, certo.”

Então, de repente, ela se lembrou da bolsa de couro que recebera do NPC e a abriu sem pensar muito, encontrando uma caixa de bento fresquinho dentro.  

“… Caixa de bento?”

Ela verificou a descrição do item primeiro. Felizmente, não estava envenenado e como estava se sentindo com fome, ela sorriu e tirou a caixa de bento da sacola.
“Oh?”

No entanto, havia coisas que ela não comprara dentro da bolsa.
Cinco moedas de ouro.
Certo, a bolsa continha 500TP.

“…”

Chae Nayun olhou para as moedas sem expressão.
Pensando nisso por um momento, ela rapidamente chegou a uma solução de que o NPC vendedor de rua deve ter colocado o valor das vendas de hoje nessa bolsa.  Claramente, ele lhe dera a bolsa por engano.
Mas ao olhar para as moedas de ouro brilhantes, uma chama de ganância se acendeu em seu coração.
Cinco moedas de ouro.
500TP.
Ela só tinha 150TP consigo…

“N-não.”

‘O certo é devolvê-lo e você já conseguiu um item muito com por 150TP.  Não perca a sua consciência, Nayun.’
Levantando-se abruptamente, ela voltou pelo caminho que viera.

“… Ali está ele.”

Felizmente, o vendedor ainda estava lá
Assim, abrindo seu caminho pela da multidão mais uma vez e deu as moedas de ouro para o NPC.

“Hum, aqui, você deixou 500TP dentro da bolsa de couro.”

“… O que?”

“Eu vim para te devolver. Toma.”

Entretanto, ele se recusou a pegá-las moedas e olhou para o homem gigante de pé atrás da tenda.

“Ei.”

Um gigante se posicionou na frente dela.
Enquanto ela estava confusa, ele falou rispidamente e de forma intimidatória com ela.

“Vá procurar o que fazer se está aqui para reclamar do que você comprou.”

“N-Não, não vim para discutir sobre isso. Eu acabei levando cinco moedas de ouro com o meu item. Estas são suas.”  

“…Hm?”

O gigante olhou para o NPC.
Chae Nayun não pode ouvir o que o vendedor disse, mas o gigante zombou e respondeu de volta.

“Vaza daqui, idiota.”

“O quê? Idiota? Repete isso para você ver!”

“Só saia daqui, pirralha.”

O homem gigante levantou o braço e a ameaçou.
Ele deve ter pensado que ele poderia intimidá-la para longe, mas na realidade…

“O quê? Você está maluco!?”

Chae Nayun chutou a perna do homem sem se amedrontar por nem um segundo.
*Kuak!* Seu pé acertou em cheio a panturrilha do homem.

“…Uck!”

Uma dor aguda percorreu o corpo do gigante, fazendo-o cair sobre um joelho. Aproveitando a oportunidade, Chae Nayun rapidamente fugiu.

“S-Sua vagabunda doida!”

“Hmph, eu estava fazendo um favor!” Disse e levantou o seu dedo médio ameaçando o gigante.

“Eu, eu vou lembrar do seu rosto! Sua pequena-!”

Apenas o bramido de raiva de Cheok Jungyeong ecoou pelas ruas.


Ei, você gosta desta novel? Acha que tem pontos a se melhorar? Ou acha que o autor já conseguiu expor toda sua experiência com esta obra? Diz pra gente lá no novo site da Central Novels!

The Novel's Extra - Capítulo 160
The Novel's Extra - Capítulo 162
COMPARTILHAR
Preguiçoso, viciado em novels e apaixonado por músicas acústicas/instrumentais...