Tales of Herding Gods – Capítulo 35

166
Tales of Herding Gods - Capítulo 34
Tales of Herding Gods - Capítulo 36

Tradução: Denn | Revisão: Denn

Feira do Templo

“Coma forte!”

No Palácio da Supressão da Perdição, Qin Mu pegou as pílulas de Reforço de Vitalidade que ele havia inventado. Agitando as pílulas do tamanho de um punho no macaco do diabo, ele disse: “Forte, coma”

O macaco do diabo coçou a cabeça e tomou uma pílula de reforço de vitalidade na mão. Depois de engolir, não houve nenhuma reação, por isso ficou intrigado: “Forte?”

De repente, o diabo ficou louco e os cabelos de todo o corpo começaram a crescer a uma velocidade insana. Um broto de árvore também cresceu em sua cabeça e se tornou um enorme galho de árvore – que deveria ter sido de uma semente que caiu no cabelo do macaco do diabo e foi estimulada pela pílula de reforço da vitalidade.

Seu corpo também estava crescendo descontroladamente enquanto seus músculos continuavam inchados. Seus ossos também se tornaram mais grossos, fazendo com que o macaco do diabo uivasse ao ser expandido. Quando começou a esmagar tudo, Qin Mu avançou para detê-lo, mas foi esmagado por ele. O segundo soco do macaco do diabo no chão recuperou Qin Mu da terra e ele recebeu outro soco.

No meio dos uivos dos macacos do diabo, Qin Mu voltou correndo e os dois começaram a trocar golpes, quebrando as pedras ao redor deles.

Depois de consumir a Pílula de Reforço de Vitalidade que Qin Mu havia feito, o físico do macaco demônio havia se tornado maior e mais forte. Sua força também aumentou em um pedaço enorme, fazendo Qin Mu ficar sobrecarregado por sua força, não tendo nenhuma contestação.

Qin Mu foi então forçado a transformar seu qi vital em atributo de fogo. Enquanto seu qi vital circulava por todo o corpo, uma enorme marcação de dragão apareceu em suas costas. Os quatro membros do dragão estavam conectados aos seus quatro membros com as garras do dragão localizadas na palma da mão, combinando com os dedos.

Cinco Garras do Dragão!

O atributo de qi vital do fogo foi classificado como Qi Vital do Pássaro Vermelho, no entanto, Qin Mu não tinha um Embrião Espiritual do Pássaro Vermelho e, em vez disso, possuía um embrião espiritual em forma de humano. A marcação do dragão que apareceu nas suas costas não foi por causa de seu qi vital, mas foi o efeito dos Oito Golpes da Palma Trovão que o Velho Mãe lhe transmitiu.

A circulação vital do qi dos Oito Golpes da Palma Trovão do Velho Ma era extremamente profunda, pois seu caminho formava uma marcação de dragão que se espalhava por todo o corpo. Se Oito Golpes da Palma Trovão fosse executado pela Velho Ma com o Corpo Espiritual do Dragão Verde, o qi vital com os atributos madeira e relâmpago tornaria a marcação do dragão nas costas verde com o entrelaçamento de raios.

No entanto, como Qin Mu ainda não havia treinado seu Qi Vital do Dragão Verde, ele só poderia usar o Qi Vital do Pássaro Vermelho, portanto, a marcação do dragão nas suas costas tinha nuvens de fogo.

Somente quando ele executava Oito Golpes da Palma Trovão, as nuvens de fogo apareceriam em seu corpo. Enquanto ele parasse de executá-lo, essa marcação peculiar desapareceria gradualmente.

A circulação vital do qi de Qin Mu aumentou bastante sua força e ele finalmente foi capaz de contestar o macaco do diabo. No entanto, desde que o macaco do diabo ficou louco, todos os seus ataques foram ilógicos e, mesmo quando isso significava que o machucaria, ainda precisava derrotar Qin Mu. Foi quando os dois estavam cobertos de hematomas e ofegavam enquanto respiravam imóveis no chão, a luta parou.

O imenso galho de árvore na cabeça do macaco demônio já havia crescido tão grosso quanto um barril de água e havia frutos vermelhos crescendo nele. A árvore não cresceu mais quando a energia medicinal da Pílula de Reforço da Vitalidade foi esgotada.

Havia realmente um problema com a pílula de reforço da vitalidade que Qin Mu havia feito. A energia medicinal era muito forte e dura, em vez de suave e gentil. O macaco do diabo sobreviveu ao impacto da energia medicinal apenas devido à robustez do seu corpo. Para todos os outros praticantes do Reino do Embrião Espiritual, eles provavelmente teriam morrido por explosão corporal.

Agora que a energia medicinal estava esgotada, o corpo do macaco diabo encolheu gradualmente, mas ainda estava mais alto e mais forte do que antes. Isso fez com que Qin Mu sentisse que a pílula de reforço de vitalidade que ele fazia apresentava alguns problemas.

No entanto, pelo desempenho do macaco do diabo, o problema não deve ser enorme. Mesmo que houvesse um problema, era positivo.

Ele pegou uma fruta da árvore frutífera na cabeça do macaco-do-diabo e comeu depois de descascar a pele. A fruta era doce e refrescante com uma pitada de perfume medicinal.

O macaco do diabo sentou-se e arrancou a enorme árvore em sua cabeça. As raízes da árvore haviam crescido por todo o rosto e, depois de arrancá-la, pegou um monte de folhas e frutas para comer devagar.

Qin Mu entregou as pílulas de reforço de vitalidade restantes e advertiu: “Você só pode comer uma pílula de cada vez e nunca mais. Além disso, se você quiser lutar, encontre outras bestas estranhas para lutar e não destrua o Palácio de Supressão da Perdição.”

Os olhos do macaco diabo brilharam e imediatamente mantiveram os comprimidos de reforço da vitalidade enquanto balançavam a cabeça.

A pílula de reforço da vitalidade que Qin Mu havia feito era muito grande. As pílulas que o Boticário fazia eram do tamanho de um polegar, enquanto as dele eram do tamanho de um punho devido à sua inexperiência. Portanto, havia pouco mais de vinte comprimidos neste lote.

Qin Mu saiu enquanto se sentia seguro. O macaco demônio esperou que ele saísse e imediatamente tomou uma incrivelmente enorme pílula de reforço da vitalidade e correu animadamente para o território da fera estranha mais próxima para se vingar.

O animal estranho ao lado era seu inimigo. Ele costumava invadir o território do macaco com frequência e arrebatar os animais selvagens para encher seu estômago. Parou de invadir o território do macaco recentemente apenas porque havia sido agredido pelo macaco várias vezes e tinha visto a impressão das mãos de Qin Mu marcada no penhasco, sabendo que havia mais um dono aqui.

O macaco do diabo correu para o território de seu inimigo e engoliu a pílula antes de correr em direção ao inimigo enquanto berrava.

Dois dias depois, finalmente era o dia da feira do templo. A vovó Si trouxe rolos de panos, enquanto o velho Ma trouxe as novas peças de mobiliário que ele havia feito. O Boticário carregava sua cesta de remédios e Açougueiro carregou uma besta estranha que Aleijado havia capturado ontem no carrinho. O Açougueiro deve estar massacrando a carne para vender enquanto o Aleijado faz a caixa, dividindo claramente seus trabalhos.

Mudo também trouxe sua fornalha e ferramentas de ferreiro, enquanto Surdo trouxe seu pincel, tinta e papel. Chamando Qin Mu, todos subiram no carrinho de vacas e foram em direção ao Templo da Vovó.

O carrinho de vaca estava cheio de itens, enquanto ele balançava em direção ao Templo da Vovó. Qin Mu não estava de bom humor enquanto dirigia o carrinho de vaca. Ir à feira do templo era atraente para ele quando jovem, mas agora que tinha mais conhecimento e experiência, a feira do templo não era tão interessante quanto antes.

No entanto, quando ele chegou ao templo da Vovó, Qin Mu ficou chocado. A feira do templo era mais movimentada do que ele pensara. Nas ruínas ao redor do templo da vovó, havia um bazar de cinco quilômetros e havia barracas por toda parte. Estava cheio de atividades com pessoas andando aqui e ali.

Essas pessoas não eram apenas das poucas aldeias em um raio de cinco quilômetros, mas de todas as aldeias em um raio de cem quilômetros. Mais da metade de seus moradores estavam todos reunidos aqui!

“No mapa do Palácio de Supressão da Perdição, esse lugar era chamado Palácio de Sirius e não o Templo da Vovó.” Qin Mu ficou perplexo com o motivo pelo qual esse lugar seria chamado Templo da Vovó.

Enquanto o carrinho de vaca entrava no bazar, Qin Mu viu vários itens raros e estranhos sendo colocados nas pequenas barracas. Havia até pessoas amassando doces, cozinhando e fazendo uma apresentação como cuspir fogo. Havia outros que vendiam bestas estranhas, minérios, joias, suas filhas etc.

“Minha filha e eu somos da Vila da Família Cow e paramos por aqui. Não cobiçamos títulos ou dinheiro. Só que minha filha atingiu a idade de casar e ainda não tem ninguém em mente, então eu gostaria de encontrar um genro através de uma competição de artes marciais e espero encontrar um bom homem com uma habilidade marcial notável…”

[Denn – Não traduzi o nome da família se não ficaria Vila da Família Vaca e preferi deixar como estava.]

Qin Mu viu que estava bem animado na frente e parou o carrinho de vacas para dar uma olhada. Aconteceu que as pessoas estavam organizando uma competição de artes marciais para procurar seus futuros noivos. Os homens e mulheres estavam lutando ferozmente na arena. Qin Mu perdeu o interesse depois de alguns olhares e continuou em frente, apenas para ver que havia muitos desses tipos de arenas no templo da vovó.

Essas arenas foram construídas em plataformas de lama e nas arenas havia jovens de várias aldeias, todos praticantes. Claro, também havia homens velhos e grisalhos que pulavam na arena para participar, mas foram expulsos enquanto a plateia assobiava.

“Algumas aldeias têm menos homens, portanto, essa competição de artes marciais é para eles procurarem um genro para morar com eles.”

Vovó Si avisou Qin Mu: “Tornar-se genro deles significa que você deve morar com eles para não pode ir embora!”

Qin Mu acenou com a cabeça, mas suas mãos estavam ansiosas por uma luta. Cego riu: “Tudo bem, mesmo que Qin Mu suba. Há tanto tempo que ele derrota todo mundo nas arenas daqui e se casa com algumas dezenas de donzelas…”

Vovó olhou para ele e Cego fechou a boca e não ousou continuar.

A vila dos idosos com deficiência tinha um local fixo para suas barracas no templo da vovó. Não demorou muito para que o carrinho de vaca chegasse antes dessas barracas. Qin Mu ajudou o Açougueiro a montar seu açougue antes de ajudar o Velho Ma a mover seus móveis para baixo. Depois que ele terminou de ajudar eles, ele ajudou Mudo a montar sua fornalha de ferro e a vovó Si montou sua mesa de trabalho de alfaiataria antes de ajudar Cego a preparar sua tinta e pendurar seus dísticos de rima.

Depois de todo o preparo, Qin Mu viu Cego sentado em frente a uma mesa com um banner pendurado em sua bengala. Na faixa, havia poucas palavras: “Seis Linhas Sólidas e Quebradas dos Oito Trigramas da Adivinhação, evite calamidades com adivinhação”. Qin Mu pensou consigo mesmo: “O vovô Cego também sabe ver a fortuna?”

O Boticário também montou sua barraca de remédios ao lado, enquanto Açougueiro já havia cortado a barriga da estranha besta e começou a pendurar sua carne. Com os aldeões gritando por negócios, eles eram como qualquer outra pessoa comum.

“Mu’er, há uma arena vazia ao lado, pendure estas poucas palavras.”

Com alguns golpes rápidos, Surdo escreveu algumas palavras para Qin Mu e disse a ele: “Depois de pendurar lá, não desça mais e apenas fique na arena. Este é o seu negócio hoje. Se você ainda estiver na arena após o pôr do sol, consideraremos que você passou no teste.”

Qin Mu olhou para o conjunto de palavras que diziam: “O Inigualável que Divide o Rio, Varrendo Todas as Oitocentas Vilas nas Grandes Ruínas!” Ainda havia outro pergaminho horizontal que escrevia: “Número Um no Reino do Embrião Espiritual.”

Qin Mu olhou para a arena e havia dois pilares de madeira brilhando intensamente. No meio dos pilares havia uma tábua horizontal vazia, deveria ser onde ele deveria colar os pergaminhos horizontais.

“Vovô Surdo, eu não serei espancado até a morte?” Qin Mu virou-se para perguntar a Surdo.

Nesse momento, ele viu Cego tirando outra faixa que dizia “Aposte para fazer uma fortuna, uma vez que aposto que não há volta.” Aparentemente, Cego tentou fazer fortuna durante suas batalhas.

Enquanto isso, Vovó Si já havia feito uma aposta na banca de apostas de Cego. Boticário colocou os remédios com entusiasmo na cabine enquanto esperava os médicos feridos descerem da arena. O Velho Ma fazia muletas e macas enquanto Açougueiro vendia o “precioso sangue de dragão da inundação”, que era um remédio divino para fortalecer o corpo!

O rosto de Qin Mu ficou instantaneamente preto. Esses velhos homens e mulheres tortos eram bons demais para fazer negócios!

“Surdo, escreva outro aviso: somente os praticantes do Reino do Embrião Espiritual podem subir.”

A Vovó Si pensou um pouco: “O que acontece se um praticante de artes divinas pula e bate em Mu’er até a morte?”

[Denn – Esses velhos nem são aproveitadores lkkkkkk Apenas lucrando com o sofrimento do nosso pequeno Qin Mu kkkkkk Melhor forma de fazer ele ganhar experiencia de vida e morte é fazer ele quase ser morto por todo mundo a sua volta kkkkk]

[Denn – Deu trabalho pra caramba, mas fiz 5cão pra vocês hoje. To acostumando vocês muito mal.]


[Não esqueçam de comentar e recomendar]

[Leiam BEYOND?! O Denn finalizou a novel!]

Ei, você gosta desta novel? Acha que tem pontos a se melhorar? Ou acha que o autor já conseguiu expor toda sua experiência com esta obra? Diz pra gente lá no novo site da Central Novels!

Tales of Herding Gods - Capítulo 34
Tales of Herding Gods - Capítulo 36