Reborn: Evolving From Nothing – Capítulo 96

2205
Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 95
Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 97

 


Tradução: Denn | Revisão: The Careca


O Cassino Selo Azul

“Amanhã ao meio-dia, entendi!” Dorian sorriu ao deixar o quartel-general do porto da Companhia de Viagens Cruzador Celestial, seus passos eram cheios de alegria.

Ele tinha acabado de garantir uma reserva para embarcar em uma das embarcações voadoras que cruzariam o enorme mar entre este continente e Pashal. A distância era significativa, mais de 1.600 quilômetros no total.

Ele poderia voar para lá sozinho, se quisesse, em sua forma de Águia Solar. No entanto, Dorian não queria arriscar voar tão longe, especialmente quando ele poderia se perder. Ele nunca havia percorrido uma distância tão longa, seja voando, ou por mar, e sentiu que era mais sensato simplesmente esperar um dia e pegar um dos navios mágicos.

De Pashal ele pegaria a Ponte Mundial para o Mundo Exótico de Lansc. Uma vez em Lansc, ele só precisaria viajar uma distância curta para alcançar a Ponte Mundial para Magmor. As duas pontes estavam localizadas perto umas das outras, o que significa que ele poderia pular a maior parte de Lansc.

Como ele julgou, ele estava a apenas alguns dias de chegar a Magmor.

Ele cerrou os punhos.

“Estou quase lá, Will.” Sua mente foi para a esfera de luz que continha a alma de Will. Ainda estava coberto por uma camada de energia, armazenada em segurança. Ele ainda tinha vários meses até que a alma de Will fosse exposta de acordo com Ausra, mas, por alguma razão, Dorian sentiu uma sensação de urgência.

Quanto mais rápido ele salvasse Will, melhor. Não havia razão para atrasar nada.

“Quase lá.”

¤¤¤

Duas horas se passaram, a luz do começo da tarde desaparecia no meio da tarde.

Neste momento, Dorian gastara a grande maioria de seus fundos restantes, todo o ouro que tinha era para garantir comida, suprimentos e roupas estava guardado em seu Anel Espacial. No mínimo, ele nunca teria ocorrências onde estivesse sem roupa, e mesmo que o navio se perdesse no mar, ele teria suprimentos mais do que suficientes para sobreviver.

Ele estava um pobre agora, Dorian pensou com um sorriso, mal com qualquer ouro em seu nome.

“Bem, eu ainda tenho a minha Nuvem na Garrafa e aquele Folha Dourada assim como aquelas Ervas Mágicas.” Ele ainda tinha uma variedade estranha de Ervas Mágicas, bem como o artefato mágico que ele ganhou em Taprisha e a Folha Dourada de Bella.

Os dois primeiros podem não valer muito, mas o Tesouro Natural estava fadado a valer uma bela quantia. Continha Aspectos do Fogo, e poderia ser útil para ajudar um Mago a invadir a Classe Lorde ou usar como um ingrediente medicinal para uma variedade de produtos alquímicos.

Dorian deixou de lado seus pensamentos de tesouros por agora, voltando-se para olhar os diários que Bella lhe dera. Ele os puxou para fora de seu Anel Espacial e colocou-os em uma cômoda na frente dele.

Ele estava de pé em um pequeno quarto de pousada de madeira. Estava escassamente decorado, com apenas uma cama simples, uma cômoda e uma janela fechada ao lado. Ele alugou o quarto para o dia e a noite.

Era hora de começar a se preparar para formar o corpo de Will. Primeiro, ele precisava descobrir exatamente onde precisava ir.

“As Ruínas da Ascensão podem ser encontradas no Desfiladeiro das Cinzas.” Era isso que o velho mago dissera a Dorian. No entanto, o velho Mago não esteve perto dessas ruínas em centenas de anos. Pelo que Dorian sabia, as Ruínas da Ascensão existiram por quase 1.000 anos, criadas quando Yukeli ainda andava pelos 30.000 mundos.

Foi um grande esforço colaborativo e, embora as razões exatas pelas quais as ruínas vieram a existir fossem desconhecidas, o fato delas estarem cheias de tesouros e conhecimento era um fato bem conhecido.

Ele começou a ler os registros do diário

¤¤¤

[Log F – dia 4]

“Nossa exploração de Magmor, e nossa continua busca pelas Ruínas da Ascensão ao lado de muitos outros buscadores de glórias, encontrou até agora um fracasso. A Tartaruga Imperador das Chamas que carrega as ruínas em suas costas se move de forma estranha e enervante sobre o planeta, e tem se mostrado muito difícil de rastrear.”

“Eu continuarei este registro mais tarde, se a nossa jornada melhorar.”

¤¤¤

[Log F – dia 7]

“Finalmente encontramos sucesso! Depois de nos aliarmos aos Caçadores Heldenfelz, conseguimos juntar-nos a um grupo de quase 40 outras equipes em uma das vistas previstas da enorme tartaruga! Como dizia a lenda, a entrada das Ruínas apareceram nas costas da besta que mergulha na lava, visível para todos!”

“Um grande tumulto começou na base das ruínas. A única maneira de entrar é através de uma das 10 entradas, e apenas 6 pessoas podem passar por cada entrada antes que a conexão mágica entre em colapso. A misteriosa magia que a protege impede a interferência, mesmo dos poderosos. Todos são tratados igualmente.”

“Conseguimos entrar por um dos portões mais perigosos, mas ainda assim vasculhamos. O calor mortal que inundou Magmor é colocado para descansar dentro dessas Ruínas, onde eu estou agora. Vou escrever mais tarde.”

¤¤¤

[Log F – dia 11]

“Eu escrevo isso depois de dias de perigo. O perigo dessas ruínas é incrível, mas as recompensas também! Os criadores dessas ruínas criaram, é claro, para ajudar as futuras gerações. Para guiá-los no caminho do poder, salvaguardando o futuro. Há registros do horror da Terceira Grande Guerra e dos bilhões e bilhões que morreram nela.”

“A maior parte do grupo com quem eu estava foi desmembrada. Muitos morreram e eu estou sozinho agora. No entanto, eu consegui tropeçar em uma herança, um tipo incrível de magia e conhecimento sobre uma lei incrível. A Lei da Sorte.”

“Agora farei o meu melhor para escapar dessas Ruínas mágicas. Sei que, se buscar mais fundo por mais tesouros, posso não perder apenas meus aliados, mas sim minha vida.”

¤¤¤

Os registros entraram em mais detalhes descrevendo alguns dos perigos que o mago enfrentou. O ex-capitão era mais fraco na época, apenas nos últimos estágios da Classe Mestre. Embora bastante poderoso comparado a um mortal normal, quando comparado a um Mago de Classe Lorde, não era nada especial.

As Ruínas da Ascensão estavam escondidas no interior, através de algum tipo de conexão mágica com uma enorme e móvel Fera de Classe Rei. E essa enorme e gigantesca Fera de Classe Rei era um ser que pode rivalizar com os seres de Classe Angelical, apenas devido ao seu tamanho.

“Hã? Não há menção do Desfiladeiro das Cinzas.” Ao contrário da informação que o Mago disse, não havia nada que falasse sobre o Desfiladeiro das Cinzas.

“Talvez o Desfiladeiro das Cinzas seja uma referência a algo dentro das Ruínas?” Dorian não sabia. As palavras do velho mago e as informações que ele compartilhara eram ambíguas. Tudo o que ele tinha dele era uma imagem mental de um mapa complicado, escondido em sua cabeça.

Mais alguns minutos se passaram. Dorian leu todos os registros, anotando tudo o que poderia ser relevante.

O pai de Bella certamente teve sorte antes mesmo de descobrir a herança da Lei da Sorte. Seus registros afirmaram que ele quase morreu 8 vezes de formas diferentes, e muitos dos que estavam à sua volta morreram.

Depois de um tempo, Dorian suspirou, abaixando os diários. Ele os leu na íntegra. Não eram muito, mas dava-lhe uma ideia melhor do que esperar.

Quando chegasse a Magmor, ele precisaria encontrar uma das poucas Cidades do Oásis que existiam no Mundo Exótico, cidades que ficavam bem acima do Mar de Magma, e reunir informações sobre quando e onde a tartaruga gigante apareceria em seguida.

Ele guardou os diários em seu Anel Espacial e depois olhou para fora, através das rachaduras na janela fechada.

Era apenas o meio da tarde. Ele ainda tinha toda a noite à sua frente antes de partir amanhã ao meio-dia.

Ele olhou para o cartão de convite que recebera do ladrão idoso.

“Eu também poderia me divertir.” Ele deu de ombros, levantando-se. Ele leu atentamente as instruções no verso do cartão enquanto saía do seu quarto e da estalagem, dirigindo-se a um destino perto do centro da cidade das docas.

¤¤¤

“O que a Lua de Prata quer?” Uma voz rouca chamou, rouca e profunda.

“Ganhar” Dorian olhou para o cartão, lendo as instruções nele.

“Um pedaço de prata dourado.” Ele grunhiu.

THUNK!

Um ruído rangente ecoou quando uma grande porta de madeira se abriu, revelando um guarda corpulento, mas bem vestido. O homem tinha um rosto limpo e bem cuidado e usava um conjunto completo de armaduras de ferro. Ele deu a Dorian um aceno amigável, acenando para ele passar.

“Interessante.” Dorian pensou.

A porta estava localizada em uma espécie de beco, perto do centro da cidade. O beco estava limpo, mas não havia nada de especial nisso. Foi colocado entre uma grande padaria e uma floricultura mágica, a primeira loja de flores que Dorian já vira neste universo, observou ele.

“Posso me tornar uma planta? As plantas têm sangue? As ervas mágicas não, mas certamente existem algumas plantas místicas com inteligência, certo?”

Dorian imaginou-se como um imponente carvalho. Ele já podia imaginar sua estatura poderosa. Ele poderia intimidar qualquer um que tentasse derrubá-lo, seu rugido feroz maior do que sua mordida.

Ele sacudiu as reflexões de sua cabeça com um sorriso enquanto se movia pela entrada fechada, tomando quartos antes dele.

Atrás da loja mágica havia um grande armazém conectado. Presumivelmente para armazenar mercadorias para o serviço. Do lado de fora, parecia um pouco degradado, mas ainda mantido em boas condições.

De dentro, entretanto, um mundo inteiramente novo foi revelado. Um mundo opulento, luxuoso e caro.

As paredes do armazém eram decoradas com ouro, incrustadas de cristais brilhantes. Pinturas grandes e grandiosas podiam ser vistas, espalhadas ao longo das paredes de dez metros de largura do armazém, dando uma aparência de nobreza e riqueza.

O teto era pintado como o céu aberto e azul, com algumas nuvens flutuando. Vários candelabros de cristal pendiam dele, brilhando com uma luz azul fraca e fria.

Quatro dúzias de mesas podiam ser vistas, todas feitas de madeira envelhecida e fina, muitas delas esculpidas ou decoradas com bom gosto. Várias cartas, dados e outros jogos de azar podiam ser vistos, expostos com cuidado.

O cassino não estava muito lotado. Apesar de seu tamanho grande, com cada mesa capaz de acomodar até uma dúzia de jogadores, apenas cerca de metade das mesas estavam ocupadas. Havia um funcionário que trabalhava em quase todas as mesas, todos vestidos com finas camisas vermelhas e calças azuis, parecendo elegantes e profissionais.

Os convidados eram uma coleção ampla e variada. Alguns usavam ternos de seda ou cômodas, enquanto outros usavam couro simples ou armaduras finas de metal. Todos, no entanto, pareciam poderosos, intimidantes ou de outra forma ricos. Dorian viu humanos, um par de vampiros, vários Aethmen e mais. Uma variedade de culturas e vidas.

“Bem-vindo ao Casino Selo Azul.” Uma voz suave chamou a atenção de Dorian quando ele saiu da entrada.

Uma mulher jovem e bonita aproximou-se de Dorian, usando um vestido preto fino. Ela tinha longos cabelos loiros que flutuavam em seus ombros e pacíficos olhos castanhos. Ela soltou um ar doce e simples, lembrando-o de Helena um pouco.

“Olá!” Dorian deu-lhe um sorriso caloroso, esquecendo que um sorriso no rosto de minotauro era bastante intimidante.

A mulher parecia imperturbável

“Esta é a primeira vez que eu vejo você aqui, milorde. Você se importaria de me mostrar seu cartão de convite?”

Dorian entregou o cartão que o velho ladrão lhe dera. Os olhos da mulher não mostraram emoção quando ela olhou para ele e o devolveu com um sorriso encantador.

“Bem-vindo! Todos os clientes podem usar todas e quaisquer mesas de apostas. Uma explicação completa das regras será dada mediante solicitação de um atendente. Tudo o que você enviar para apostar é final. Todos os preços e avaliações serão feitos ao vivo e se você não concordar com uma avaliação, você pode chamar pelo gerente.” A explicação da mulher foi suave e bem praticada, como se ela tivesse dito isso muitas vezes antes.

Dorian assentiu e deu um passo à frente, entrando no grande cassino. O ar em si parecia estremecer de riquezas, as grandes vistas ofuscando Dorian apenas ligeiramente. Mesmo comparado às luzes brilhantes das cidades da Terra, este cassino era de fato uma visão majestosa e rica.

Ele olhou de mesa em mesa, estudando os convidados e os jogos em si.

Alguns minutos se passaram enquanto ele andava ao redor.

Nenhum dos jogos era super familiar para ele. No entanto, depois de estudar alguns, ele conseguiu captar algumas das regras aparentes.

Em particular, um dos jogos mais populares usados ​​pelos jogadores ricos e poderosos aqui parecia ser um jogo similar ao Blackjack na Terra.

Um baralho de cartas, numeradas de 1 a 12, com quatro naipes diferentes, foi embaralhado. Então, cada jogador recebeu um par de cartas aleatoriamente, assim como o dealer. Qualquer jogador pode solicitar que o baralho seja embaralhado novamente, antes ou depois de ser negociado. Os jogadores, então, ofereceriam uma aposta, uma que a casa correspondesse a aproximadamente 9 / 10 de valor. Eles poderiam então pedir para receber mais cartas.

Os ganhos e perdas seriam registrados pelo atendente. Qualquer coisa que você ganhasse da casa seria paga quando saísse do cassino.

O objetivo do jogo era chegar o mais próximo possível de 25 sem passar desse valor. O mais próximo de 25 levaria o pote inteiro.

No convés, no entanto, também existiam quatro ‘Cartas Reis’ especiais e quatro ‘Cartas Rainhas’ especiais. Cada ‘Carta Rei’ pode ser substituída por 1 ou 12, e cada ‘Carta Rainha’ pode ser substituída por 2 ou 11.

Uma mesa perto da frente da sala parecia ser a mais popular. Vários outros convidados estavam observando a mesa, olhando fixamente. Apesar de haver doze vagas abertas para sentar, apenas 5 pessoas estavam sentadas à mesa.

“Eu aumentarei a aposta antes de recebermos esta rodada. Eu ofereço essa Pílula de Estabilização do Classe Lorde e um Escudo Artefato de Ferro Vermelho. O Escudo, embora utilizável apenas uma vez, pode bloquear e anular o dano de quase qualquer Magia de Classe Lorde por um Mago de Classe Lorde Baixo!”

Uma voz alegre ecoou quando um homem vestido com um terno de seda preta afiada, em seus vinte e poucos anos, derrubou dois objetos na velha mesa de madeira, uma pílula e um pequeno escudo vermelho do tamanho de uma mão normal.

Um par de garotas estavam atrás do jovem, ambas lindas e com vinte e poucos anos também. Cada uma usava um longo vestido vermelho que se agarrava a seus corpos, combinando com seus longos cabelos ruivos.

“Ooh, aumentando as apostas, Lorde Boyle? Sem sequer ver nossas mãos? Você está bastante confiante.” Uma voz envelhecida soou, um Mago Vampiro idoso, vestido com um longo manto preto. Em uma mão o vampiro estava segurando um copo do que parecia ser, de todas as coisas, leite. Dorian franziu o nariz. Ele nunca gostou de leite.

“Eu devo combinar isso, para que os jovens pensem que nós, os idosos, caímos muito para trás.” O velho Vampiro acenou com a mão livre. Imediatamente, um par de pílulas mágicas brancas apareceu, flutuando no ar.

“Duas Pílulas Pele de Ferro de Classe Lorde.”

As pílulas, nos 30.000 mundos, eram criações mágicas, alquímicas, infundidas de magia que ofereciam poderes ou efeitos geralmente temporários. Dorian já havia visto a magia de cura dos Pílulas de Luz que comprara, um dos tipos mais comuns de Pílulas.

Os outros 3 membros da mesa assistiram ao duelo entre os dois oradores com interesse. Dois deles eram jovens, semelhantes em idade ao primeiro homem. Todos usavam ternos de seda, um de cor marrom e outro de verde escuro. O último membro da mesa era um homem de barba, vestindo uma armadura branca, com um sorriso relaxado enquanto observava as travessuras com diversão.

Os olhos de Dorian brilharam quando ele olhou para o Escudo Artefato de Ferro Vermelho, e as três pílulas de Classe Lorde colocadas na mesa.

“Pílulas de Classe Lorde são extremamente caras, mesmo que estas não sejam do tipo mais caro, Pílulas de Cura ou de Luz… e que o Escudo Artefato de Ferro Vermelho também parece bastante útil… Esses caras são ricos.” A maioria dos magos não dependia de pílulas ou artefatos em combate, simplesmente devido ao seu custo, além do uso em medicina ou cura.

Ele sorriu.

“Ah, um concurso de apostas, sim? Eu amo a emoção aqui. Deixe-me adicionar a isso!” Dorian avançou, sentando-se à mesa, interrompendo a tensão do momento.

Os convidados que assistiam ao confronto, assim como o jovem e o velho Mago, viraram-se para olhar para Dorian, ligeiramente aborrecidos.

“Bem-vindo à mesa, Minotauro.” O jovem, Lorde Boyle, enxugou o aborrecimento do rosto ao olhar para Dorian com um sorriso amigável que não conseguiu alcançar seus olhos. Ele também confundiu Dorian com um membro da raça Minotauro, uma raça que existia separada dos Grakons.

“Quero dizer, eu acho que sou?” Os Grakons eram muito parecidos com os Minotauros na aparência. A raça Grakon, no entanto, era uma linhagem de Classe Lorde. Minotauros normais eram apenas uma linhagem de Classe Mestre, embora pudessem melhorar sua força como todos os seres através do trabalho duro.

“Hmph. Besta. Se você deseja entrar em nossa aposta, então coloque as apostas para participar.” O velho Vampiro era ainda menos amigável, apontando para ele com a mão livre.

Dorian sorriu um pouco mais. Ele não tinha intenções de se conter agora, não quando eles eram tão rudes com ele.

Seus olhos se arregalaram de satisfação quando Dorian tirou a Folha Dourada, colocando-a sobre a mesa.

“Isso deve ser o suficiente para igualá-los, certo?” Ele se virou para olhar para o atendente.

O atendente, um homem de meia-idade, deu-lhe um aceno de cabeça afiado.

“Claro, senhor. De fato, você excedeu o valor da aposta deles”

Dorian o interrompeu

“Não se preocupe com isso. É a minha primeira aposta aqui, afinal de contas, eu poderia muito bem torná-la generosa.” Ele sorriu para os outros dois jogadores.

“Vamos jogar.”

[Careca – Alguém vai usar o hack do destino]

AVISO: No momento atual os lançamentos de REFN é: dia sim, dia não. Mazomenos Segunda, Quarta e Sexta-Feira

[Não esqueçam de comentar e recomendar]

[Não esqueçam de se INSCREVER NO CANAL e acompanhar nossos vídeos]

Ei, você gosta desta novel? Acha que tem pontos a se melhorar? Ou acha que o autor já conseguiu expor toda sua experiência com esta obra? Diz pra gente lá no novo site da Central Novels!

Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 95
Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 97
COMPARTILHAR
Leitor inveterado Veterano na fundação da internet: "na minha época, isso tudo aqui era mato" Traduz, revisa, erra, conserta e ri.