Reborn: Evolving From Nothing – Capítulo 74

1418
Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 73
Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 75

🌞 Ative o Modo Noturno 🌚


Tradução: Denn | Revisão: The Careca


Conhecendo a Raposa Usa-Luz

Dorian olhou para a garota, com os olhos arregalados.

A garota olhou para trás, lentamente se afastando dele. Enquanto ela se movia, uma luz branca iluminou seus olhos, e um rosnado feroz apareceu em seu rosto.

Quando ela se afastou, Dorian deu uma olhada melhor nela.

Ela era pequena, apenas alguns 1,57 metros. Ela estava envolta em alguma coisa que se parecia com uma capa branca, exibindo seu pequeno corpo. Este manto tinha vários rasgos compridos, expondo uma pele branca pálida e leitosa. Apesar disso, ela parecia não ser afetada pelo frio amargo que estava sempre presente no sistema de cavernas.

Seu rosto era pequeno, quase idêntico ao de um humano, exceto pelas lindas e brilhantes pupilas prateadas que ela possuía e as duas pequenas orelhas de raposa adornadas que emergiam de seus longos cabelos prateados.

“Desculpe, desculpe.”

Dorian levantou as mãos, desculpando-se, tropeçando para trás. Seu corpo ainda estava se recuperando, tanto de exaustão quanto dos ferimentos.

No fundo, detonação após detonação sacudia o ar, ventos ferozes varreram a cidade quando os impactos retumbantes do Gigante lutando contra o Rei Grakon soavam. Dorian quase foi abafado, tão feroz e alto que foram essas colisões.

¤¤¤

Espécie: Raposa Usa-Luz (Forma Humanoide)

Classe – Classe Lorde (Baixo)

Nível Máximo de Energia: 29.331

¤¤¤

Ausra enviou uma notificação para Dorian, revelando as informações sobre o ser que estava diante dele. Como ele viu a espécie única, ele enviou um pedido a Ausra, e teve sua busca através de sua listagem de informações de Matriz de Feitiços da Alma, para ver se os detalhes de sua espécie estavam listados.

Com sucesso, como se viu. Informações sobre a Raposa Usa-Luz, ao lado de dezenas de milhares de outras espécies, foram armazenadas em sua Matriz de Feitiços da Alma.

¤¤¤

Raposa Usa-Luz – Classe Pseudo-Lorde

Nível Máximo de Energia: 1.882

Habilidades: Golpes de Garras Brancas, Tocando a Luz, Forma Humanoide.

“Uma criatura lendária, as Raposas Usa-Luz são anormalmente raras. Eles só têm a chance de nascer no Equinócio Universal, um dia que acontece apenas uma vez a cada novecentos e doze anos. Devido à sua extrema raridade, eles são considerados por alguns como uma espécie amaldiçoada, sempre incapaz de encontrar um parceiro igual, condenada a uma vida de solidão.”

“Esta espécie é especialmente conhecida por sua habilidade única, Tocando a Luz, um poder que permite aos usuários manipular a luz como se fosse matéria sólida ou líquida. Ao fazer isso, qualquer ferramenta criada conteria assinaturas de calor incrivelmente poderosas, quase iguais ao fogo de dragão mais forte existente, Chamas Ouro Negro. A habilidade não concede ao usuário o poder de espalhar a destruição generalizada como com o fogo de dragão, e a assinatura de calor é autossuficiente dentro da ferramenta criada.”

“As Raposas Usa-Luz são extremamente rápidas e capazes de movimentos ágeis. Seus músculos são densos e elásticos, concentrando uma grande quantidade de força em uma forma pequena. Seus poderes regenerativos são sua principal fraqueza, com força regenerativa fraca anormal. A Raposa Usa-Luz maximiza seu crescimento natural na Classe Pseudo-Lorde.”

¤¤¤

“Uau. Essa é uma habilidade poderosa.”

Os olhos de Dorian se arregalaram quando ele examinou toda a lista de informações em uma fração de segundo, sua mente processando tudo isso inatamente. Ele também ficou surpreso com o crescimento natural da Raposa Usa-Luz. Para uma criatura com uma capacidade tão poderosa, era bastante carente de força natural.

Isso significava que a Raposa Usa-Luz diante de Dorian deve ter conseguido sua força atual, através de treinamento e prática difíceis. Ao contrário da maioria dos humanoides, era muito mais eficiente para as feras aumentarem seu nível de energia através de treinamento físico e prática, ao contrário de estudar magia.

Para romper a Classe Lorde, a maioria das bestas estudaria memórias herdadas ou artes místicas ensinadas por seus pais ou anciões. Aqueles com linhagens de Classe Lorde eram geralmente capazes de usar o entendimento inato de sua linhagem entrelaçada por uma lei específica para ajudar a avançar.

Criaturas de Classe Lorde na natureza eram extremamente raras, no entanto, simplesmente devido ao quão difícil era estudar as leis do universo sem orientação.

Criaturas que alcançaram o poder parecido com as feras de Classe Lorde simplesmente através da força física e do crescimento natural, sem usar as leis do universo, eram raras. Os Grakons mortos-vivos eram um desses exemplos, assim como o próprio Dorian.

Sua linhagem Ifrit deu-lhe um sentido natural para a Lei do Fogo. No entanto, sem orientação sobre como estudar as leis do universo, ou prática intensa com a magia do fogo, ele estava, paradoxalmente, longe de alcançar uma compreensão dessa lei. Ele estava trabalhando nisso, praticando magia, mas ele tinha um longo caminho a percorrer.

Ele ainda conseguiria elevar sua Matriz de Feitiços da Alma para a Classe Lorde usando pontos de energia, mas ele não poderia ser considerado no mesmo nível dos lendários Ifrits antigos, os Governantes das Chamas. A maioria dos Ifrits antigos só iria romper com a Classe Lorde depois de obter uma profunda compreensão da Lei do Fogo. Sua Matriz de Feitiços da Alma única deu-lhe um pequeno atalho.

Ele deu uma última olhada na informação da espécie dela.

A Capacidade da Forma Humanoide, ele conferiu, dava a ela o poder de se transformar de seu estado normal, de uma pequena raposa de pele branca, coberta de pequenas partículas de luz, conforme o que Ausra estava dizendo, até a forma que ele via agora. Era uma habilidade compartilhada por muitas outras espécies.

A garota olhou para Dorian, suas mãos assumindo um brilho branco e pequeno.

“Outro me caçando também, hein? Bem, você conseguiu acabar…”

Ela começou, sua voz revestida com veneno.

“Ei, ei, calma, calma.”

Dorian levantou as mãos, desculpando-se, cortando-a.

“Eu não quis te assustar. Olha, eu estou indo embora agora mesmo. Eu nem sabia que você estava aqui.”

Ele amaldiçoou mentalmente. Quais eram as chances de ele pousar na única casa com alguém? O que ela estava fazendo aqui? Ele tentou olhar para sua alma, culpando-a por torcer o destino e causar isso.

Ele deu um passo para trás.

Naquele exato momento, um estrondo sacudiu o ar. O sexto sentido de Dorian explodiu quando ele se virou, temporariamente ignorando a garota atrás dele.

¤¤¤

Espécie: Grakon (dessecado)

Classe – Classe Lorde (Baixo)

Nível Máximo de Energia: 39,331

¤¤¤

“Ah droga!”

Ele xingou enquanto a forma expandida de um dos Grakons mortos-vivos aparecia.

Enquanto a comoção que ele tinha levantado era insignificante em comparação com a batalha em curso entre os dois lutadores de Classe Rei fora da cidade, isso não significava que ele iria estar completamente oculto. Parecia que um dos Grakons que patrulhavam a cidade o havia descoberto.

Havia apenas um, ele notou, verificando a rua de cima a baixo. Ele deu um suspiro de alívio.

“GRRR!”

Um grunhido estrondoso explodiu da boca do enorme Grakon, que o atacou, segurando sua espada larga.

Os olhos de Dorian endureceram. Talvez se tivesse sido uma criatura viva ele reagiria de forma diferente, mas para a existência torturada e morta viva que este Grakon se tornou, matá-lo era uma bênção.

A Raposa Usa-Luz, enquanto isso, não disse nada quando pulou vários metros para trás, aterrissando na beira do prédio destruído. Seus olhos fixados em Dorian cautelosamente, observando com curiosidade enquanto ao mesmo tempo se preparavam para escapar.

Dorian não perdeu tempo, imediatamente avançando. Seus movimentos eram ágeis e controlados, mantendo a mesma precisão e senso de batalha inato que ele havia ganhado alguns dias atrás do nada.

“Hup!”

Ele pulou no ar.

Quando ele pulou, o Grakon balançou sua espada gigante para baixo, batendo-a na terra rochosa. Foi apontado para Dorian, mas perdeu por centímetros graças ao seu salto.

Os movimentos deste Grakon eram mais rápidos do que todos os que Dorian havia enfrentado anteriormente. Apesar disso, seu método de ataque ainda era um golpe bruto, previsível e desonesto.

BUMM!

BUMM!

A espada colidiu com os escombros que Dorian havia saltado destruindo a casa de pedra, dividindo-a novamente e lançando uma segunda nuvem de poeira. Uma pequena explosão de rocha e pedra disparou estilhaços no ar.

Um dos pedaços de pedra atirou no ângulo perfeito, e apunhalou a cintura de Dorian no ar, abrindo um pequeno corte sangrento em seu lado. Ele estremeceu ao senti-lo, o sangue respingava de sua forma Ifrit. Mesmo que seus movimentos fossem perfeitos, ele não poderia explicar tudo.

Ele terminou seu salto e conseguiu virar todo o caminho acima do Grakon, pousando logo acima de sua cabeça.

Os Grakons mortos-vivos, ele havia notado, iam sempre todos com tudo em seus ataques. Desde que você se esquive do primeiro ataque, eles ficariam abertos por uma fração de segundo.

“Chamas Esmeraldas.”

Dorian não se incomodou em formar uma espada de fogo desta vez, ao invés disso, cuspindo diretamente uma bola de fogo de dragão contra o Grakon.

Nenhum dos Grakons tinha as barreiras inatas que os magos poderosos possuíam, ou eram capazes de usar magia. Isso os tornava extremamente vulneráveis ​​às propriedades destrutivas do fogo de dragão, até o fogo de dragão que estava um pouco baixo em poder como o de Dorian.

“Grgr…”

BUMM!

Um último grunhido escapou do corpo do Grakon ao cair no chão, morto instantaneamente.

Dorian pousou no chão a poucos passos dele. Ele imediatamente caminhou até ele, absorvendo a energia nele, sua Matriz de Feitiços da Alma fragmentada, e a energia em sua espada de uma só vez.

Quando a energia correu para ele, ele sentiu a exaustão que o estava abatendo ser empurrada para trás. Ele ficou mais alerta, seus níveis de energia subiram.

Suas primeiras lutas com Grakons mortos-vivos foram estressantes e cansativas, mesmo com seu senso inato de combate. Agora, no entanto, parecia quase fácil demais.

“Ahh!”

Ele pensou, sentindo os últimos resíduos de exaustão desaparecerem.

“Se eu continuar absorvendo energia, talvez nunca precise dormir novamente?”

Ele franziu a testa para o pensamento. Ele gostava de dormir.

“Bem, de qualquer forma, se todos os meus oponentes de Classe Lorde fossem burros assim, a vida seria realmente fácil.”

Ele pensou, sorrindo. Ele puxou uma pequena pílula de luz de seu Anel Espacial, engolindo-a inteira. Ele conseguiu manter seu Anel Espacial seguro e protegido enquanto trocava formas, uma força de hábito agora.

A magia de cura funcionaria com seus poderes regenerativos, mas era uma regra nos 30.000 mundos que quanto mais forte a força regenerativa natural de um ser, menos efeito a magia de cura teria sobre eles. Era uma espécie de troca equivalente, uma ditada pelas leis do universo.

“Talvez eu deva tentar trocar de forma para uma que não cicatrize tão rapidamente?”

Ele se perguntou como isso iria interagir, considerando sua Matriz de Feitiços da Alma única.

A garota raposa, enquanto isso, tinha os olhos colados no corpo de Dorian. Quando ele soltou suas Chamas Esmeralda, incinerando o Grakon, seus olhos se iluminaram, uma sugestão de excitação se formou neles.

Ela pulou, aproximando-se de Dorian lentamente. O brilho branco desapareceu em volta das mãos dela, voltando ao normal.

Dorian se virou.

“Olha, desculpe, eu não fiz…”

Ele começou, mas, foi cortado por ela, desta vez.

“Obrigado por ajudar a matar o Grakon. Eu não teria conseguido, não sem chamar muito mais atenção.”

Sua voz era clara e quase melosa, segurando uma estranha melodia.

“Ah, sim, claro. Não tem problema. Desculpe por ter pousado em você e quebrado sua casa.”

Dorian recuou, um pouco surpreso.

“Tudo bem, não é realmente a minha casa, de qualquer maneira. Desculpe por quase atacar você também.”

Ela encolheu os ombros.

“Eu pensei que você fosse um dos Sombras que estão me caçando, de uma forma diferente ou algo assim. Pelo menos, até eu reconhecer sua forma de dragão e o fogo de dragão.”

Ela estremeceu quando falou, sua voz cheia de uma pitada de medo. Ela examinou o ambiente cuidadosamente, quase como se estivesse checando ou esperando alguma coisa. Ela continuou olhando para ele com cautela, sua guarda claramente não estava baixa.

“Forma de Dragão?”

Ele pensou, confuso. Ausra informou a ele, um momento depois, que era um poder que algumas espécies possuíam, a capacidade de se transformar em uma forma dracônica. Nem todos os seres dracônicos eram verdadeiros dragões, muitos apenas tinham a capacidade de assumir uma forma de dragão por breves períodos.

Parecia que a garota à sua frente o havia confundido com uma criatura assim. Bem, ele pensou, encolhendo os ombros. Ele não iria corrigi-la.

“Não, tudo bem, eu meio que entrei na casa em que você estava. Espere, Sombras te caçando?”

Quando ele ouviu o que ela disse, ele franziu a testa, seus olhos endurecendo.

“Eles são um grupo de poderosos Sombras de Classe Lorde? Vestindo longas peles brancas?”

Ele descreveu brevemente o grupo que viu perto da expedição abatida.

A garota assentiu, voltando o olhar para ele.

“Eu os vi mais cedo.”

Ele murmurou, seu humor ficou sombrio,

“Eles tinham acabado de matar uma das expedições mercantes que saíram para explorar o sistema de cavernas. Eu os encontrei com os cadáveres já mortos, antes que eu pudesse ter a chance de fazer qualquer coisa. Foi horrível.”

Ele suspirou. Mesmo que ele estivesse lá e os visse atacando, ele duvidava que pudesse ter feito qualquer coisa. Os Sombras que ele viu podem não ser tão fortes quanto Helena, mas ainda eram mais fortes do que ele era atualmente.

A Raposa Usa-Luz piscou, seus olhos sem emoção por um breve segundo.

Ela então estremeceu.

“São eles. Eles são monstros, todos eles. Eles me caçaram e me perseguiram até aqui.”

Ela estremeceu de novo.

“E não é só isso. Aparentemente, eles me querem pela minha linhagem, pelo que consegui entender enquanto fugia.”

Dorian franziu a testa quando ouviu isso, sua mente imediatamente indo para outros membros do Rebanho. Os Sombras estavam trabalhando com um de seus irmãos?

“Pode ser apenas algo usado em uma Magia de Sangue ou algum tipo de ritual.”

Ele pensou, esfregando o queixo. Ele não podia assumir nada. Ainda assim, fazia todo o sentido.

A linhagem da Raposa Usa-Luz era incrivelmente rara, de acordo com Ausra, e a habilidade que possuía, ou seja, Tocando a Luz, parecia muito útil. Até mesmo Dorian foi tentado por isso.

“Ausra, quanto do seu sangue eu precisaria para obter a habilidade Tocando a Luz?”

Ele ainda estava trabalhando em desenvolver a linhagem Grakon para conseguir a sua Habilidade Expandir, mas isso não significava que ele não poderia trabalhar em garantir outra linhagem.

“As Raposas Usa-Luz são criaturas mágicas, e sua linhagem é abençoada pelas leis do universo, contendo uma habilidade incrivelmente poderosa. Para absorver sua linhagem, você precisará absorver sua Matriz de Feitiços da Alma. Absorver o seu sangue, por si só, carregará uma ineficiente troca de informações e fracassará, a menos que você a sangre por um longo período de tempo, pelo menos três semanas.”

A resposta de Ausra foi bastante decepcionante. Ele não podia simplesmente matar a garota. Bem, ele podia, mas não havia como ele se inclinar tão baixo. Ele não era um monstro.

“Bem, tecnicamente eu sou um monstro, certo?”

Ele olhou para as suas demoníacas garras de Ifrit. Ele então revirou os olhos para si mesmo.

Ele então olhou para cima, percebendo que a garota raposa o estava observando o tempo todo, a cabeça ligeiramente inclinada para o lado em confusão.

“Ah, certo. Eu sou Dorian.”

Ele estendeu a mão.

Ela olhou para a mão dele por um momento antes de dar um passo para frente cautelosamente e apertá-la.

“Eu sou Arial. Arial V’ich.” :warning:

Eles apertaram as mãos.

Assim quando Dorian estava prestes a continuar, cerca de cem metros acima dele, um pequeno orbe de escuridão apareceu, expandindo-se rapidamente para cerca de trinta metros de largura. Tentáculos de escuridão saíram do orbe, espalhando-se para fora.

“Os Sombras! Porra, eles devem ter nos encontrado de alguma forma, mesmo com a luta dos Classe Rei.”

Arial amaldiçoou, suas mãos brancas assumiram um brilho branco.

“Rápido! Siga-me! Eles vão te matar também!”

Ela se virou, correndo em direção ao centro da cidade.

Dorian deu um último olhar para o imenso orbe da escuridão, e então correu atrás dela, preparando sua forma Demônio Berserk.

[Careca – Siim, feladapota do Denn de novo. Malz pela demora galeriz, alias, vai dar merda!]

[Não esqueçam de comentar e recomendar]

[Não esqueçam de se INSCREVER NO CANAL e acompanhar nossos vídeos]

Ei, você gosta desta novel? Acha que tem pontos a se melhorar? Ou acha que o autor já conseguiu expor toda sua experiência com esta obra? Diz pra gente lá no novo site da Central Novels!

Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 73
Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 75
COMPARTILHAR
Leitor inveterado Veterano na fundação da internet: "na minha época, isso tudo aqui era mato" Traduz, revisa, erra, conserta e ri.