Reborn: Evolving From Nothing – Capítulo 69

1002
Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 68
Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 70

🌞 Ative o Modo Noturno 🌚

       

Tradução: Denn | Revisão: The Careca


Escuridão Criando Raizes

WHOOSH!

Dorian cortou através do ar a uma velocidade vertiginosa, seu corpo ficou embaçado enquanto ele se movia.

Águia Âmbar Negra, a forma jovem em que ele estava atualmente, eram forte para sua idade, classificada aproximadamente na Classe Terra.

Com a poderosa alma de Classe Lorde de Dorian atuando como plano de fundo, no entanto, sua forma física atual estava no auge da Classe Céu, e isso não estava contando a Habilidade Passiva de Grande Força que ele possuía.

Ao se aproximar dos caçadores, ele ouviu uma breve parte de sua discussão. Sua forma Águia Âmbar Negra tinha audição sobrenatural, além de sua visão poderosa, impulsionada a níveis muito altos graças a sua Matriz de Feitiços da Alma de Classe Lorde.

“… acertar seu ombro corta a circulação…”

“Haha bom lance! Vá para..”

THWUCK

Dorian pousou bem em cima de um dos caçadores, seu corpo colidiu com um eco retumbante.

Ele grunhiu quando sentiu o impacto, encolhendo os ombros ao mandar o caçador voando.

“Arrgh!”

“O que? Ataque de besta!”

“Espadas para cima!”

“Mate isso!”

O trio de outros caçadores se afastou do veado ferido em pânico. Dois deles soltaram laços, enquanto o terceiro desembainhou uma espada e avançou em direção a Dorian.

“Hmph!”

Dorian não podia falar desta forma, mas ele ainda podia chiar.

Respirou fundo e, um segundo depois, uma nuvem de chamas verde esmeralda espalhou-se pelo ar, logo acima dos caçadores.

O fogo do dragão ardia, calor incrível e energia explodiram no céu.

“Oh meu Deus?!”

“Uma Fênix?!”

“Ninguém se move!”

Todos congelaram, incluindo o caçador que Dorian tinha atingido. Lâminas e arcos caíram dos pulsos frouxos enquanto os caçadores olhavam para ele aterrorizados.

Dorian caminhou lentamente para frente, um humor sombrio se formou ao redor dele enquanto olhava para o pequeno cervo.

Ele estava ofegando levemente, sangue escorria pelos seus lábios. Várias feridas longas e pequenas cobriam-no, com duas particularmente grandes na parte inferior das costas.

Eles estavam brincando com isso, muito cruelmente.

“Um cervo verde, uma fera da classe terra. Ele sofreu ferimentos graves e sua força vital foi drenada. Está além da cura.”

A voz de Ausra ecoou em sua cabeça.

Dorian franziu a testa, ou melhor, tentou, mais uma vez, sua forma de águia, não permitia nenhuma expressão facial real.

Ele abaixou uma de suas asas, tocando o cervo com cuidado.

Chiou e lutou fracamente antes de desistir, voltando à sua triste respiração ofegante.

“O que nós fazemos?”

Os sussurros em pânico de um dos caçadores pegou seu ouvido.

“Eu acho que quer o cervo?”

Outro começou, antes de ser cortado quando Dorian olhou para cima, gritando com raiva.

“CAWWWWWWW!”

Suas palavras não faziam qualquer sentido, mas seu tom era claro, quando ele olhou para cervo, com seus ferimentos graves, e depois voltou para os caçadores, várias vezes.

“Eu, eu acho que está com raiva de nós?”

Outro caçador disse, sua voz estava tingida de confusão.

Dorian apenas olhou para eles. Ele então olhou para cima, soltando outra onda de Chamas Esmeralda.

Os caçadores se encolheram, parecendo apavorados.

“Oh grande Fênix, por favor, nos perdoe. Nós nunca mais vamos repetir nossas ações tolas novamente.”

Aqueles entre o quarteto ainda seguravam suas armas os largaram e todos eles recuaram, começando a bater em um rápido recuo. Eles gritavam desculpas repetidas vezes, professando sua lealdade enquanto fugiam.

Dorian observou-os fugir, seus sentimentos estavam misturados. Pelo menos o terror que ele inspirou deveria ter algum impacto que ele esperava.

“Chiado!”

Ele olhou para o cervo morrendo quando ele tossiu, seu corpo tremia. Tremeu uma última vez e depois ficou imóvel, morto.

Ele suspirou. No final, era apenas um cervo, e a única coisa que podia fazer era lutar antes de morrer. Uma morte triste e dolorosa. Seu coração se apegou a isso, mesmo que não fosse particularmente inteligente. Nenhuma criatura deveria sofrer tortura de qualquer tipo.

Como ele estava suspirando, sentindo-se melancólico, ele pegou alguma coisa, no limite de sua audição sobrenatural, fortemente impulsionada. Ele só pegou porque manteve sua atenção nos caçadores, rastreando-os.

Quando fugiram a centenas de metros de distância, pareciam ficar um pouco mais confiantes, sentindo-se como se tivessem conseguido fugir.

“Da-Daryl.”

Um dos caçadores cuspiu enquanto seu peito arfava, recuperando o fôlego.

“Nós temos que voltar para nossas coisas. Eu não posso deixar meu Arco lá, ou minha espada Tallendel.”

“Sim, meu Arco Madeira-Ferro está lá também, isso me custou um bom dinheiro.”

“Sim!”

“Quieto!”

O aparente líder dos caçadores, Daryl cuspiu, amaldiçoando.

“É apenas um pássaro estúpido, um forte. Aquelas chamas eram outra coisa, pode ser uma Classe Céu Pico, ou mesmo uma Classe Mestre Baixo. Vamos apenas esperar que ela saia.”

Ele fez sinal para seus homens se acalmarem, permanecendo baixos.

Dorian bufou, revirando os olhos. Eles certamente eram bastante destemidos. Um ardor de raiva ainda chiava em seu coração quando ele olhou para o pobre e rasgado cadáver do cervo, e suspirou mais uma vez.

Todos mereciam uma segunda chance. Ele acreditava firmemente nisso.

A crueldade animal era errada, mas ele não iria apenas matá-los por ferir um cervo. Ele matou muitos cervos em seu tempo, embora ele nunca tivesse torturado um.

Assim que ele estava piscando suas asas, preparando-se para decolar, ele ouviu mais uma parte da conversa.

“Esse filho da puta está agindo como um cavaleiro com uma armadura brilhante apenas por um cervo de merda.”

Um dos caçadores amaldiçoou, cuspindo audivelmente para o lado.

Dorian fez uma pequena série de acordos dos caçadores.

“Vamos caçar mais uma dúzia no caminho de volta para diversão, né, rapazes? Quem quer que possa sangrar um a mais por mais tempo sem deixar morrer, ganha uma cerveja por minha conta.”

O líder dos caçadores, Daryl disse, sua voz segurava uma ponta cruel.

Uma risada silenciosa irrompeu.

“Shh! Shh! Mantenha isso para baixo. Nós vamos nos divertir quando o pássaro estúpido for embora. Vamos dar quinze minutos antes de irmos verificar o equipamento. Silêncio por enquanto.”

Daryl ordenou, sua voz comandando.

Dorian congelou no meio da decolagem.

Ele baixou lentamente as asas, virando a cabeça para a direção, a várias centenas de metros de distância, onde os homens conversavam. Ele não podia vê-los dessa distância, as dezenas de árvores entre eles bloqueando sua visão.

Ele olhou em sua direção, no entanto, seus movimentos eram calmos.

Um longo momento passou.

“William.”

Dorian afirmou mentalmente:

“William, o que eu fiz de errado?”

“Eu dei a eles uma segunda chance. Avançar e não torturar criaturas inocentes. Eu não tenho problemas com a caça. Mas torturar criaturas inocentes por diversão?”

Especialmente dado que ele, ele próprio, já não era verdadeiramente humano. Erai simplesmente errado.

Suas asas começaram a tremer. Seu corpo inteiro tremeu por um momento.

“Eu dei a eles uma segunda chance, Will.”

“Mas eles não estão pegando.”

De repente, Dorian sentiu como se estivesse sozinho novamente.

De volta à prisão mental dentro de sua cabeça, onde ele ficou por anos.

Conversando com ninguém além de William, tentando descobrir a vida, seus objetivos, suas aspirações. O que ele faria quando ele partisse.

“Estou fazendo a coisa certa, Will.”

Dorian disse novamente, suas asas ainda tremiam.

“Mas eles não estão pegando.”

Sua voz trovejou em sua consciência, suas emoções chicotearam ao extremos. Por alguma estranha razão, Dorian sentiu como se fosse incapaz de controlar completamente suas emoções.

Esta foi a primeira vez, desde que ele deixou sua prisão mental, que ele encontrou uma situação como esta. Sua mente sacudiu brevemente.

Ele fez tudo certo. Mas ainda falhou.

No fundo dos recessos de sua mente, algo dentro dele, algo delicado e desgastado por anos de solidão constante, parecia rachar. Alguma parte de sua alma pareceu reagir a isso, sem que Dorian soubesse, pequenos tentáculos escuros em sua mente muito, muito lentamente, começaram a se espalhar.

Esses tentáculos de escuridão eram pequenos, praticamente indetectáveis, e não tinham forma física. Eles se contorciam dentro de sua mente, sem o conhecimento de Dorian, sempre torcendo ligeiramente seus pensamentos. Deformando-os.

Uma escuridão que foi plantada em sua alma quando ele surgiu pela primeira vez.

De repente, ele começou a rir.

Uma sensação vasta e maravilhosa de relaxamento e alegria encheu Dorian quando ele riu alto, um estranho som agudo vindo de uma Águia Âmbar Negra.

“Eu percebi isso, Will. Há sempre uma resposta certa. Se esta não funcionou, eu apenas farei o meu melhor.”

Ele sentiu como se uma carga pesada tivesse sido tirada de seus ombros.

Enquanto ele falava, sua mente entrou em um estado estranho. Ele quase sentiu que não estava totalmente no controle de seu corpo.

Abruptamente, ele ergueu uma de suas asas, sentindo as propriedades magnéticas inatas inerentes às suas penas de metal. Ele concentrou sua vontade nessa conexão, selecionando quatro penas em particular.

WHOOSH!

Sua capacidade básica de manipulação magnética era poderosa e aumentava com a força da Matriz de Feitiços da Alma de um ser. Para Dorian, que tinha uma Matriz de Feitiços da Alma de Classe Lorde, a energia que ele poderia produzir se ele fosse com tudo era muito, muito maior do que a de uma Águia Âmbar Negra regular.

Com sua audição sobrenatural e sentidos para ajudá-lo, quatro brilhantes penas pretas atravessaram a floresta. Eles perfuraram meia dúzia de árvores, cortando e tirando delas como se nem estivessem lá.

THWUCK!

THUWCK!

THUWCK!

THUWCK!

Quatro penas escuras de metal batiam diretamente nas cabeças de cada um dos quatro caçadores.

Matando-os instantaneamente.

“Se eles não aceitarem a misericórdia que lhes dou, então lhes mostrarei um tipo diferente de misericórdia.”

Os quatro caçadores desabaram, caindo no chão. Algumas folhas se espalharam quando caíram, curvadas na morte, os rostos dos caçadores congelaram de alegria.

Um último e longo momento passou.

Dorian ficou sozinho, ao lado do cadáver do cervo, olhando para os corpos sem vida dos caçadores.

Ele piscou várias vezes, sentindo como se tivesse acabado de acordar, por algum motivo estranho.

“Certo, Will? Eles não mudariam.”

Ele assentiu sem entusiasmo, olhando ao redor da floresta.

“Certo. Eu dei a eles uma chance, Will.”

Ele assentiu novamente, desta vez com mais certeza.

Ele se virou e fez uma reverência para os caçadores mortos.

“A vida é preciosa. Valorize mais sabiamente da próxima vez.”

Ele deu um último aceno duro, e então juntou suas asas debaixo dele, lançando-se no ar, decidindo deixar tudo isso para trás.

“Venha, Will. Vamos continuar. Chegaremos a Blizzaria ao anoitecer.”

¤¤¤

[Águia Âmbar Negra – Fase de Crescimento: (2/4) Águia Adolescente]

Progresso do Crescimento – 412 / 4.484 –

¤¤¤

“Hmm.”

Dorian esfregou o queixo enquanto ele olhava para os valores de energia necessários que ele precisaria para avançar sua forma de Águia Âmbar Negra. Ele ganhou um pouco mais de energia, graças a algumas caçadas e lanchar uma Erva Mágica de seu Anel Espacial.

Ele estava de volta em sua forma Ifrit e se sentindo melhor do que nunca. Pela primeira vez no que pareceu um tempo, Dorian sentiu como se não tivesse uma única preocupação pesando nele. Mesmo sua jornada atual para buscar salvar Will não se sentia como uma tarefa, mas sim uma experiência feliz esperando para acontecer.

Ele sorriu incapaz de se conter.

“Eu não posso combinar minha Águia Âmbar Negra com minhas outras linhagens até que eu a cresça completamente.”

Ele murmurou, franzindo a testa indiferentemente. Ele esfregou o queixo de novo, pensando sobre suas opções.

A noite se espalhou ao redor dele, várias horas se passaram. Ele estava atualmente em pé em cima de uma grande árvore, olhando para a distância.

A cerca de doze quilômetros de distância de Dorian, um enorme portal escancarado brilhava. A borda da ponte do mundo.

A entrada para Blizzaria.

Mesmo a cerca de doze quilômetros de distância do portal, Dorian ainda podia sentir uma brisa fria, estremecendo pela área de floresta.

Sua forma Ifrit era orientada para o Fogo e a Vida. Era incrivelmente resistente a ambos.

Aconteceu também, no entanto, que, por causa disso, ele era capaz de lidar com o clima frio de forma confiável. O calor ardente e a energia vital dentro dele tornavam seu corpo resistente ao ar gelado.

Seu corpo gastaria um pouco mais de energia, no entanto, e ganhar uma forma que fosse naturalmente adaptável a áreas frias estava no checklist de Dorian. Mas não era uma necessidade urgente.

Ele encolheu os ombros.

“Seja como for. Vamos apenas descobrir isso no caminho.”

Dorian pulou no ar, batendo no céu quando começou a correr para o final da Ponte Mundial. Ele lembrou do mapa que havia memorizado, preparando-se para entrar no complexo sistema de cavernas.

Avançando bravamente para um novo mundo.

[Careca – Dorian ta ficando meio loko, o capitulo faltante ficou pra amanhã! 😉 eu não esqueci, só é sábado mesmo!]

[Não esqueçam de comentar e recomendar]

[Não esqueçam de se INSCREVER NO CANAL e acompanhar nossos vídeos]

Ei, você gosta desta novel? Acha que tem pontos a se melhorar? Ou acha que o autor já conseguiu expor toda sua experiência com esta obra? Diz pra gente lá no novo site da Central Novels!

Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 68
Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 70
COMPARTILHAR
Leitor inveterado Veterano na fundação da internet: "na minha época, isso tudo aqui era mato" Traduz, revisa, erra, conserta e ri.