Reborn: Evolving From Nothing – Capítulo 43

3011
Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 42
Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 44

? Ative o Modo Noturno ?


Tradução: Denn | Revisão: The Careca


O Desfiladeiro Overbal

Em um mundo muito distante de Taprisha, um leão de cerca de 60 metros de altura, com uma linda juba que brilhava com luz dourada, ergueu a cabeça para frente. O leão tinha olhos azuis poderosos, cheios de profundidade, uma cor fraca que emanava de dentro deles. Sua pele era luxuosa, um leve brilho de luz branca fluía dela. Um ar majestoso de domínio e poder rolou após esta fantástica besta em ondas devastadoras, distorcendo o próprio ar.

Este leão atualmente estava sobre o que já foi um grande pico de montanha. Uma superfície plana era tudo o que restava, o topo da montanha de cerca de três mil metros de altura há muito tempo cortada, muitos anos antes.

“Por que você acha que estamos vivos?”

Uma voz rica e fascinante ecoou do Leão Divino Dourado, fazendo o ar tremer.

Noutro pico danificado, sua porção superior cortada para espelhar o pico em que o leão estava, ficava em frente ao primeiro. Em torno desses dois picos havia um deserto grande e vazio, coberto de areias flutuantes.

Uma enorme fera, extremamente vasta em escala, estava sobre esta montanha, olhando para o leão.

Seu corpo era enorme, milhares e milhares de metros de comprimento, envolvendo a montanha várias vezes. Tinha a forma de uma vasta e enorme cobra, com uma barriga branca e escamada, mas com o pelo dourado cobrindo a metade superior. Um par de grandes asas brancas emplumadas emergiu proeminentemente da parte superior de seu longo corpo, atualmente puxado com força. A boca e o rosto dessa criatura eram de natureza branca pálida e dracônica.

Esta era uma besta há muito esquecida deste mundo. Um Quetzalcoatl Celestial, ou Serpente Emplumada Celestial como era conhecido.

O Quetzalcoatl não respondeu, mas em vez disso apenas jogou a língua para fora e voltou, sua atenção focalizou perfeitamente no leão diante dele.

“Quarto…”

O leão suspirou, seus olhos ficaram ainda mais focados.

“Eu decidi tomar um nome para mim. Não serei mais conhecido como o Número Dois.”

O leão continuou a falar em voz alta.

“Se eu quiser viver neste mundo, vou cumprir o propósito que nosso Pai criou para nós. Eu me tornarei o ser perfeito.”

“Não por causa do pai. Mas por minha própria vontade. Para alcançar a culminação da existência, para alcançar o desconhecido.”

O leão continuou, sua voz era cheia de carisma.

“Nós somos os exploradores, Número Quatro! Aqueles que tomarão as medidas que levam toda a existência adiante, para trazer a perfeição que nunca foi vista antes, inaugurando a Nova Era da realidade na qual o impossível é possível!”

O leão parecia sorrir, sua grande visão se expandiu para fora. A luz branca começou a cair sobre ele, como se os próprios céus estivessem subindo em aprovação.

“Eu excederei o propósito que o Pai estabeleceu para nós. Eu não serei limitado por nenhum ser, nem mesmo pelo Pai.”

“Mas para que isso aconteça… Quarto…”

Os olhos do leão pareciam escurecer tristemente quando se virou para olhar para a serpente.

“Você deve se tornar um comigo.”

“Cada título e linhagem dada pelo Pai deve retornar para mim.”

“Eu, Zero, exijo.”

¤¤¤

“Que tal um humano, um Dragão Myyr, um Grande Urso Negro e um Titã?”

Dorian perguntou, balançando a cabeça.

“… Nenhuma fusão aplicável existente.”

Ausra respondeu com sua voz concisa.

Dorian deu de ombros, pensando em outras combinações.

Ele estava atualmente na beira do planalto que abrigava a cidade Potor, a muitos quilômetros da cidade propriamente dita.

Depois de se transformar no Grande Urso Negro, Dorian dormiu durante a noite. Ele acordou como um urso Classe Céu totalmente transformado e evoluído.

¤¤¤

[Grande Urso Negro – Estágio de Crescimento: (3/3) Grande Urso]

[Progresso do Crescimento – 2.102 / 0]

¤¤¤

As pernas de madeira de sua cama haviam, infelizmente, discordado do peso de sua forma de urso e desmoronado durante o sono. Dorian estremeceu quando viu isso. Quando ele informou ao estalajadeiro, um velho corpulento com um sorriso amigável, o homem olhou para ele espantado, e então deu-lhe uma pequena salva de palmas e um olhar estranho.

Dorian pagou pela cama, ignorando o olhar esquisito e saiu para comprar algumas pequenas coisas.

Ele tocou seu Anel Espacial agora, olhando para o seu conteúdo.

Em particular, uma “Nuvem Em Uma Garrafa”, um tipo único de artefato mágico.

O artefato era caro, custou-lhe quase 5.000 moedas de ouro, diminuindo sua fortuna.

Havia três maneiras principais de contornar Taprisha.

O primeiro era reservado para os menos favorecidos. Fisicamente viajando através dos fundos dos oceanos de nada, tomando alguns dos caminhos de pedra cortados na lateral do planalto gigante.

Muitos viajariam para as profundezas à procura de fortuna, caçando tesouros naturais ou Ervas Mágicas geradas pelas leis do universo. Você também poderia encontrar feras poderosas nas profundezas, provando um amplo suprimento de comida, sangue e couro, criando uma economia próspera.

A segunda maneira de se envolver com o uso de muitas das formas de transporte oferecidas por várias organizações concorrentes. A Grande Aliança do Vento, a Associação de Magos Espaciais de Potor, o Grupo Marcante Graphal e outras várias empresas ofereciam opções de transporte voador para qualquer uma das ilhas próximas, por um preço, é claro.

Algumas das magias lançadas podiam mover centenas ou mesmo milhares de pessoas ao mesmo tempo, provando ser um método viável de transporte para áreas que eram altas em recursos naturais ou bestas, mais seguras do que o perigoso leito oceânico vazio.

O último método de transporte era reservado para os ricos. Usando seus próprios meios para se locomover. E isso significava através de magia pessoal, bestas treinadas ou artefatos mágicos.

A nuvem em uma garrafa que Dorian havia comprado era um artefato mágico de metal negro, um tipo de metal extremamente propício para a energia mágica. Um mago que estudou magia de nuvem trabalhou com artesãos para lançar a magia Nuvem Levitante no frasco e armazená-lo lá. Através de algum processo arcano que Dorian não estava familiarizado, este artefato poderia lançar repetidamente a magia Nuvem Levitante.

O artefato era reutilizável, com um cooldown bem curto. Permitindo que você flutuasse para cima ou para baixo a uma velocidade decente e se movesse lentamente para frente ou para trás.

Apesar de ter sido caro, Dorian achava que valia a pena o preço, só para tê-lo como uma opção, se ele precisasse, e fornecer cobertura para ele, caso ele precisasse se esconder ou agir como um humanoide.

Dorian tirou a nuvem em uma garrafa, olhando-a. Era, sem surpresa, em forma de garrafa, mas uma feita de um metal negro. Símbolos estranhos foram esculpidos com magia, e uma grande nuvem podia ser vista, pintada na placa em azul escuro.

“Nuvem Voadora”.

Ele disse em voz alta, ativando o artefato.

Imediatamente, uma pequena nuvem branca começou a sair da garrafa. Dorian sentiu uma forma inata de conexão entre sua alma e essa nuvem, quando ela ficou sob seu controle total.

“Woah!”

Ele murmurou, sentindo o estranho fluxo da energia da nuvem. Ele instintivamente sabia como operá-lo e controlá-lo.

Ele sorriu e depois olhou para o vasto oceano de nada.

De tantas milhas acima, ele não conseguia distinguir praticamente nada no terreno profundo e muito abaixo. Um leve nevoeiro branco se formava a cerca de um quilômetro e meio abaixo, obscurecendo sua visão.

A cerca de um quilômetro e meio a sua esquerda, ele pôde ver um grupo de mineiros tomando uma das centenas de caminhos de pedra que haviam sido escavados na lateral do planalto ao longo dos anos. Havia várias minas de metais raros abaixo, pertencentes e guardadas por vários grupos.

Ele respirou fundo, anulando a pequena semente de nervosismo em seu coração, e então deu alguns passos para trás. Ele sorriu mais uma vez enquanto olhava para frente.

Sem um pingo de hesitação, Dorian começou a correr e se atirou da beira do penhasco, no vasto oceano de nada abaixo.

“WOOOOOHOOOOO!”

Dorian não pôde deixar de gritar enquanto corria pelo ar em sua forma humanoide. A sensação do ar passando por ele era bem foda, especialmente dada a natureza desconhecida do andar de baixo.

Algumas das pessoas ao alcance da voz, descendo o penhasco, davam-lhe olhares estranhos.

Dorian continuou a mergulhar para baixo, mantendo a nuvem em uma garrafa agarrada a seu corpo. Para qualquer uma das pessoas próximas, ele pareceria um homem rico mergulhando para baixo usando magia, nada fora do comum.

Pelo que Dorian havia reunido, o fundo dos oceanos de nada estava a cerca de três quilômetros abaixo do nevoeiro visível. Seu corpo rapidamente se lançou em direção a essa névoa, quase abraçando-a.

Depois de mais alguns segundos de queda livre, Dorian entrou na área nebulosa. Ao fazê-lo, ele guardou a nuvem em uma garrafa, as nuvens protetoras em volta de seu corpo desapareceram.

“Ausra, combine minhas linhas de sangue Dragão Myyr e Titã e me transforme no Dragão Myyr Gigante.”

Ele ordenou mentalmente, um sorriso apareceu em seu rosto.

Um momento depois, seu corpo começou a se transformar. Seus braços e pernas começaram a se alongar, com escamas densamente compactadas começando a cobri-lo. Demorou apenas um instante para o seu corpo se expandir, de sua altura humana normal com pouco menos de dois metros para maciços e enormes 6 e meio metros de altura.

Escamas verdes e luxuriosas brilharam vagamente no nevoeiro quando ele terminou sua transformação, tornando-se um Dragão Myyr Gigante. O processo levou apenas um único segundo no máximo.

“Woah!”

Dorian sentiu o vento girar em torno de seu corpo muito maior enquanto estendia as asas, forçando-se lentamente a se erguer. Ao fazê-lo, sentiu uma sensação refrescante em sua mente.

¤¤¤

[Dragão Myyr Gigante – Estágio de Crescimento: (4/4) Dragão Myyr Gigante Ancião]

[Progresso do Crescimento – 102/0]

¤¤¤

[Dorian – Alma]

[Estágio da Alma: Classe do Pseudo-Lorde]

[Saúde: Perfeito]

[Energia máxima: 1.451 / 1.452]

¤¤¤

Ele havia se tornado um Dragão Myyr Gigante. Melhor ainda, não parecia ser necessário haver um período de adaptação da alma, e a linhagem estava totalmente desenvolvida. Isso, no entanto, custou-lhe cerca de 2.000 pontos de energia.

“Ausra…?”

A pergunta em sua mente estava implícita.

“Ao se transformar em formas que você criou a partir de linhagens que você dominou, sua alma não precisará se adaptar. Você já se adaptou às formas básicas, as formas híbridas são meramente uma expressão da base. Você sempre pode voltar para as linhagens básicas. Cada forma, no entanto, exigirá uma certa quantidade de energia.”

Sua resposta foi sucinta.

Dorian saltou para frente, o vento correndo atrás dele enquanto ele conseguia uma velocidade constante. Sentiu-se arrastado para a frente, flutuando no desconhecido.

Bem, não era mais o desconhecido. Dorian evocou uma imagem mental de um mapa que ele comprou e subsequentemente memorizou.

Ele estava indo em direção a um largo desfiladeiro encontrado no chão dos oceanos de nada, com a intenção de testar sua forma Dragão Myyr Gigante, para ver o quão poderoso ele realmente era.

Depois que ele acordou, ele passou por todas as simulações de possíveis combinações das linhagens que ele dominou.

Ele descobriu, para sua surpresa, que sua forma humana, a que ele considerava a mais merda, era a que poderia combinar na maioria das vezes. De acordo com Ausra, os humanos tinham o corpo mais adaptável nos 30.000 mundos em termos de reagir ou combinar em uma coisa ou outra. Era parte da razão pela qual os humanos se tornaram tão difundidos, entre outras razões (eles se reproduzem igual um vírus que se espalha rapidamente por um corpo frágil e doente).:speech_balloon:

Não havia nenhuma surpresa, Habilidades ou formas particularmente poderosas entre as outras combinações que ele tentou. Com a adição do seu Grande Urso Negro, ele foi capaz de criar um Urso Negro Escamoso, um Urso Negro Gigante e um Ursinho Negro, mas nenhuma dessas formas se destacou. Todos eles estavam limitados à Classe Céu, com exceção do Urso Negro Gigante, que mal atingia a Classe Mestre.

Ele tentou combinar mais de duas linhagens de sangue e descobriu que era possível, mas nenhuma linhagem de sangue que ele criou agora tornar-se-ia algo interessante. Apenas sua forma humana poderia se fundir com duas de suas outras linhagens, e mesmo assim, ele só conseguiu criar formas fracas de Classe Terra.

Para a próxima forma, ele iria evoluir para crescer sua linhagem, Dorian estava preso entre duas escolhas.

Por um lado, ele queria escolher o Elemental de Fogo para dar os primeiros passos no estudo da magia.

Por outro lado, evoluir para uma Águia Âmbar Negra lhe daria a habilidade de ter uma forma que pudesse voar livremente, um grande privilégio.

Ele decidiu fazer sua escolha entre os dois mais tarde, depois de testar sua nova forma Dragão Myyr Gigante.

Um minuto se passou enquanto Dorian voava pelo ar, planando bastante a distância. A névoa ao redor dele gradualmente começou a desaparecer, dissipando-se e ele foi para baixo e para baixo. O nevoeiro só existia no meio dos oceanos de nada. As metades inferior e superior estavam completamente livres de névoa.

Lá embaixo, Dorian conseguia distinguir uma paisagem incomum.

Um longo rio atravessava o que parecia uma terra rachada e quebrada, movendo-se para longe. Dezenas de milhares de estranhas árvores cinzentas com folhas pálidas pontilhavam o chão de terra, dando à terra uma aparência estranha.

Várias centenas de enormes montanhas salientes podiam ser vistas à sua frente, à sua esquerda. Eles tinham a forma de cilindros hexagonais, disparando do solo a várias centenas de metros no ar.

Ele viu as formas de vários tipos diferentes de animais movendo-se através da floresta ou na coleção de montanhas salientes. Parecia que, apesar do perigo, o piso térreo dos oceanos de nada era bastante povoado.

Ele esticou o pescoço para trás, olhando para a retaguarda.

Uma imensa e enorme parede de pedra o saudou, pontilhada com milhares de estruturas de madeira ou pedra esculpida.

A “ilha” em que a Cidade Potor estava localizada era na verdade um enorme planalto. Ao longo das dezenas de milhares de anos de sua existência, centenas de caminhos de pedra haviam sido esculpidos até o térreo. Muitas grandes estruturas foram instaladas perto do térreo ou a algumas dezenas ou centenas de metros acima. Lojas de comerciantes para os trabalhadores ou combatentes que varrem o chão, estações de cura, restaurantes, lojas de ferramentas e muito mais.

Ele também pôde ver uma fila de pessoas se movendo em direção a uma área montanhosa em particular, um caminho bem gasto escavado no chão e através da floresta em direção a ele. Uma das raras minas de metal negro.

Um mundo tão incomum e fantástico.

Dorian virou a cabeça para a frente, no entanto, enquanto seus olhos pousavam em uma grande coleção de rachaduras muito largas na terra, passando pelo aglomerado de montanhas salientes.

O desfiladeiro Overbal.

Uma das zonas mais perigosas perto da cidade Potor, era um enorme desfiladeiro de cinquenta quilômetros de largura. Vários pequenos oásis podiam ser encontrados em todo o cânion, e raras ervas mágicas e outros tesouros naturais eram relativamente comuns aqui.

Todas as ervas mágicas que Dorian já vira eram relativamente normais. Algumas eram incomuns ou exóticas, mas ele nunca tinha visto nenhuma Erva Mágica que pudesse ser chamada de Tesouro Natural. Aqueles que estavam imbuídos das leis do universo e tinham propriedades extremamente estranhas.

Isso era principalmente porque as Ervas Mágicas daquela natureza eram extremamente raras, e o Mago Ancião que ele tinha dado sua coleção inicial de Ervas Mágicas tinha usado todas as raras que obteve, ao longo dos anos.

Algumas Ervas Mágicas poderiam ir de dezenas de milhares de balas de ouro no preço, até centenas de milhares de balas.

Dorian subiu em direção ao desfiladeiro, seu corpo gradualmente inclinou para baixo enquanto cobria as milhas. A floresta generalizada começou a se tornar maior e maior em seus olhos quando ele caiu perto dela, seu ímpeto diminuindo.

Logo ele estava quase tocando o topo das árvores que ele estava passando.

*BUUM!*

A grande forma dracônica de Dorian derrubou uma dúzia das árvores cinza de madeira enquanto ele caía forte, incapaz de encontrar uma abertura. Ele ouviu alguns gritos de animais selvagens em pânico quando ele aterrissou, lançando um jato de terra e pedras.

Ele estava a cerca de uma milha e meia do grande desfiladeiro, não muito ruim para um primeiro salto quase cego.

Os olhos de Dorian brilharam quando ele se moveu para frente, com seu corpo de dragão percorrendo a floresta em direção ao desfiladeiro.

¤¤¤

Vários quilômetros a oeste de Dorian, viajando por um dos caminhos bem gastos em direção ao Desfiladeiro Overbal, um grande grupo de vampiros, Aethmen e humanos podia ser visto.

Os homens e mulheres desse grupo usavam armaduras ou vestes de couro cinza escuro, roupas que foram projetadas para se misturar com a cor pálida da natureza aqui no chão dos oceanos do nada.

Dois vampiros pareciam estar no comando, liderando este grupo. Ambos eram guerreiros, usando armadura de couro escuro. Um homem e uma mulher.

O homem tinha a aparência elegante que a maioria dos vampiros tinha, a única coisa que o estragava era o seu nariz claramente quebrado muitas vezes. A vampira tinha várias cicatrizes longas e enroladas puxando seus lábios, seu cabelo preto escuro enrolado em um coque apertado.

“Quem você acha que matou o Senhor da Cidade, Rathven? Qual dos Proprietários do Palácio você acha que vai assumir o controle? Nenhum deles está totalmente na Classe Lorde ainda.”

A mulher perguntou, examinando os arredores enquanto se movia para frente. Sua voz estava cheia de uma corrente de preocupação.

O homem guerreiro encolheu os ombros.

“Não é para nós caçadores julgar ou decidir. Tudo o que precisamos fazer é procurar aquele Fruto Dourado que supostamente apareceu.”

Os olhos do homem se apertaram quando ele olhou para o leste, onde os sons de uma grande fera atravessando a floresta podiam ser ouvidos fracamente.

“Vamos continuar andando.”

[Denn – ….]

[Careca – prevejo tretas natalinas para todos!!! Feliz Natal molecada! Não vai ter combo!!! Não me matem!]

[Não esqueçam de comentar e recomendar]

[Não esqueçam de se INSCREVER NO CANAL e acompanhar nossos vídeos]

Ei, você gosta dessa novel? Acha que o tradutor merece um incentivo para continuar mantendo o bom trabalho? Pois agora ela tem Padrim e você pode contribuir com apenas 2$.

Ei, você gosta desta novel? Acha que tem pontos a se melhorar? Ou acha que o autor já conseguiu expor toda sua experiência com esta obra? Diz pra gente lá no novo site da Central Novels!

Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 42
Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 44
COMPARTILHAR
Leitor inveterado Veterano na fundação da internet: "na minha época, isso tudo aqui era mato" Traduz, revisa, erra, conserta e ri.