Reborn: Evolving From Nothing – Capítulo 39

3097
Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 38
Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 40

Ative o Modo Noturno


Tradução: Denn | Revisão: The Careca


Matança

Dorian viu um pequeno número de homens blindados emergindo de algumas das mansões e palácios, olhando para o céu em confusão. Ele também viu alguns vampiros, humanos, e até mesmo um Aethmen, vestido com trajes finos, saindo e também apontando para cima.

Ele olhou para cima, sem perceber nada fora do comum. Ele assumiu que tinha a ver com o devorar do portão. Ele fez um pedido de desculpas mental a qualquer pessoa inocente que ele tenha incomodado.

Ele também viu, da mansão que ele estava observando, a figura do Mago vampiro emergir, ao lado de outro vampiro vestido com armadura de couro preto. Ele olhou para o homem, o broto de raiva cresceu nele, deixando-o furioso.

“Sua alma terminou seu período de adaptação.”

A voz de Ausra em sua cabeça disparou com um timing perfeito, informando-o.

“Evoluindo para o 2º estágio de crescimento humano.”

Imediatamente, sua forma começou a mudar quando sua forma humana alcançou a conclusão de crescimento. Felizmente, ele estava escondido atrás de uma grande árvore, fora da vista.

Não parecia haver um guarda ativo nessa área. Os habitantes provavelmente assumiram que seu portão mágico era suficiente.

¤¤¤

[Humano – Fase de Crescimento: (2/2) Humano Adulto]

[Progresso do Crescimento – 59.494 / 0]

¤¤¤

Ele nem demorou a olhar para a sua aparência quando trocou de forma imediatamente.

¤¤¤

[Titã – Estágio de Crescimento: (2/4) Titã Adolescente]

[Progresso do Crescimento – 59.494 / 8.052]

¤¤¤

“Evoluindo para o 3º estágio de crescimento do Ti…”

Ausra se cortou abruptamente e depois continuou:

“Evoluindo para o 4º estágio de crescimento do Titã.”

¤¤¤

[Titã – Estágio de Crescimento: (4/4) Grande Titã Adulto]

[Progresso do Crescimento – 624/0]

¤¤¤

Dorian sentiu seu corpo começar a se alongar enquanto sua forma de Titã evoluía, absorvendo quase toda a energia que ele ganhara, deixando-o com miseráveis 624 unidades de energia restantes. Gradualmente, seus braços e pernas começaram a se esticar, assim como o peito. Ele começou a crescer, transformando-se em um enorme e poderoso Titã de 3 metros de altura.

“Condensar!”

Antes de seu corpo terminar de se formar, Dorian ativou sua capacidade de condensação, imediatamente encolhendo sua altura e condensando seu corpo. Uma sensação incrível de força e poder descansou em suas mãos quando ele fez isso.

Seu corpo que antes estava coberto de músculo enorme encolheu. Músculos volumosos foram substituídos por músculos magros e duros em sua forma Condensada, cuja densidade era espantosa.

Ele casualmente acenou com a mão, sentindo como se um leve toque dele pudesse dizimar a árvore na frente dele.

¤¤¤

[Dorian – Alma]

[Estágio da Alma: Grande Mestre (Pico)]

[Saúde: Perfeito]

[Energia: 814/814]

¤¤¤

Ele sorriu enquanto olhava para o seu status. Ao evoluir sua forma de Titã, sua alma cresceu da Classe Grande Mestre Médio para o Pico! Seus níveis de energia haviam quadruplicado.

Ele deu uma breve olhada ao redor. Mais uma vez, ele notou que o mundo ao seu redor parecia ter desacelerado, apenas um pouco. Sua percepção do tempo havia sido aumentada. Comparando com antes, tudo parecia estar se movendo pela metade da velocidade de antes. Sua percepção visual tinha saltado todo um reino, deixando-o ver coisas que ele não tinha sido capaz de ver antes.

Quando ele olhou para cima, viu leves distorções no ar. Elas eram quase imperceptíveis, mesmo com sua visão melhorada, mas pareciam serpentes se contorcendo, torcendo e girando. Parecia que a barreira que protegia o portão subira até o céu.

Quando Dorian sentiu seu corpo atingir uma condição perfeita, ele voltou seu foco para o Mago vampiro que estava voltando agora para dentro de sua casa.

Ele esfregou as palmas das mãos.

Um momento depois, um pequeno lagarto pode ser visto, correndo pela grama em direção a uma certa mansão…

¤¤¤

Ao mesmo tempo, quando o alvorecer da manhã entrou em plena fruição, sua luz brilhou no majestoso palácio no centro da cidade. A Mansão do Senhor da Cidade.

O Senhor da Cidade Potor, Uberon Bank, um Mago de Classe Lorde, olhou para a fina lâmina que acabara de perfurar seu coração em choque absoluto.

“Marilyn?”

Ele cuspiu sussurando, sangue vermelho saiu de sua boca enquanto ele olhava para sua esposa com horror. Ele havia sido pego completamente desprevenido, o ataque repentino de alguma forma perfurando sua barreira inata.

Ele estava de pé em seu foyer, na Mansão do Senhor da Cidade, no centro da cidade Potor. Uma grande estante com dez mil livros na parede, elevando-se acima do piso de madeira de carvalho manchado. Alguns sofás pequenos repousavam diante de uma lareira acesa, enquanto uma dúzia de pinturas de antigos senhores da cidade ficavam nas paredes, entre grandes janelas brancas.

O vampiro tropeçou e caiu, suas mãos agarrando a lâmina. Uma sensação atemporal de exaustão se espalhou por seu corpo, algum tipo de veneno nefasto que matou sua capacidade de se regenerar.

Sua esposa era uma humana pequena e morena, com longos cabelos ruivos e peitos grandes. Uberon tinha uma variedade de gostos, mas ele descobriu que os humanos eram sua escolha favorita, tanto no sangue quanto na cama. Ele havia se casado com Marilyn, sua esposa, anos atrás, obrigando-a a obedecer a sua vontade graças à Magia de Controle que praticava.

De qualquer um que pudesse traí-lo, ela era a última pessoa que ele suspeitaria. O pensamento passou por sua mente, a absoluta impossibilidade de alguém romper a magia de controle de Classe Lorde que ele tinha colocado sobre ela, quando sua visão começou a ficar embaçada.

Sua linda mulher ruiva lhe deu um olhar de pena.

“Marilyn não é mais o nome dessa forma.”

Ela balançou a cabeça, sua voz ecou suavemente no foyer vazio.

“Meu nome é Mello.”

¤¤¤

Dorian atravessou o pátio em poucos segundos, passando por uma pequena ponte que cruzava um fosso. Ele entrou sorrateiramente dentro da casa, entrando pela janela ligeiramente aberta. Quando ele se mudou, ele notou um guarda em pé na frente, olhando para o céu acima.

O interior da casa era tão luxuoso quanto o exterior. Revestimento branco caro, pinturas finas decorando as paredes, estátuas de mármore revestindo os lados da casa, tudo parecia extravagante e caro.

Logo depois da entrada, Dorian podia ouvir um par de vozes falando.

“… e contate o chefe dos 12 Palácios imediatamente! Isso é inédito, uma falha fatal nas taxas que paguei.”

A voz irada do Mago vampiro soou, cheia de irritação e raiva.

“Sim senhor, sim senhor.”

Uma voz feminina apressada respondeu.

Alguns momentos depois, uma vampira de aparência irada usando um vestido fino e preto emergiu de uma porta e se dirigiu para a entrada. Dorian se escondeu atrás de um dos móveis quando ela saiu, soltando um sonoro “huff”.

Ele ouviu um grande suspiro do outro quarto.

Seus olhos se estreitaram, Dorian percorreu o corredor branco e entrou na entrada da qual a mulher emergira.

Ele encontrou-se em uma grande sala de jantar. Uma grande mesa de madeira marrom estava no centro, enquanto uma dúzia de confortáveis ​​poltronas com almofadas de pelúcia as rodeavam. Vários armários cheios de talheres finos e peças decoradas de joias pontilhavam as paredes.

Uma grande janela dava para um campo cheio de flores azuis e o céu acima no final da sala. O mago vampiro estava olhando para fora, suas mãos estavam cruzadas atrás das costas.

Dorian olhou para o homem. Ele deveria transformar e dar ao mago a chance de se explicar primeiro?

Ele pensou por um momento e depois tomou sua decisão.

Seu pequeno corpo de lagarto atravessou a sala em um instante, quase sem fazer barulho.

Apesar disso, o Mago vampiro ficou alerta, lentamente começando a se virar em surpresa. Vampiros, especialmente aqueles de classe alta, eram conhecidos por terem sentidos aguçados, especialmente em ambientes onde não havia mais nada que os distraísse. Mesmo o leve som das garras de Dorian no chão de madeira era suficiente.

Quando Dorian surgiu por trás do Mago vampiro, ele se transformou, mas permaneceu Condensado.

Levou apenas uma fração de segundo para sua forma Titã se esticar e emergir, a forma de Titã, magra e devastadoramente forte apareceu.

Os Titãs, no crescimento máximo de sua linhagem, eram seres de Classe Grande Mestre de nível Pico.

Quando Condensados, sua força física entrava em um intervalo onde eles poderiam ser considerados Classe Pseudo-Lorde. Nesse nível, um soco concentrado poderia criar uma cratera de cinco metros de largura no chão, um golpe devastadoramente poderoso que poderia destruir árvores de metros de largura com um toque casual.

O punho de Dorian pousou no ombro direito do vampiro, no momento que o homem estava se virando em surpresa e confusão.

*BUMM!*

O piso de madeira abaixo de Dorian rachou e explodiu com a força de seu soco quando ele enviou o vampiro voando, destruindo completamente a sala de jantar. Talheres, madeira e vidro salpicavam o ar quando Dorian levantou o braço para cobrir o rosto, avançando contra o mago vampiro.

Um enorme buraco podia ser visto na parede ao lado da sala de jantar, levando a uma cozinha agora parcialmente destruída. Alimentos aleatórios podiam ser vistos espalhados, vários pacotes de frutas frescas misturadas com Ervas Mágicas e alguns pedaços aleatórios de carne.

Dorian invadiu esta sala, e então continuou correndo, vendo outro buraco na parede da cozinha que uma vez parecia bem. Ele derrubou um balcão de madeira enquanto corria para frente, olhando para se certificar de que ninguém mais estivesse ali.

Enquanto mergulhava no segundo buraco, Dorian distinguiu uma figura deitada no chão, coberta de tábuas de madeira caídas e pedaços de pedra. Ele parecia estar em algum tipo de sala de estudos; um longo par de mesas e cadeiras com alguns livros e mapas abertos estava diante dele. Várias janelas iluminavam a área com a luz brilhante da manhã.

Ele havia enviado o mago voando pelo ar por cerca de vinte metros, apesar de duas paredes reforçadas de pedra e madeira.

“Arrgh.”

Ralf lutou para se levantar, com o sangue saindo de sua boca enquanto ele olhava para cima com uma expressão turva, o choque do ataque quase o matou. Sua valiosa barreira inata conseguira bloquear boa parte do impacto, mas a força do ataque ainda era suficiente para feri-lo gravemente.

“O que você fez com os mercadores Aeth?”

A voz de Dorian estava fria quando ele se aproximou, não dando tempo ao Mago para se orientar. Ele esfregou as mãos, sentindo uma sensação crua nelas.

Dar um soco em um mago parecia o mesmo que bater em uma parede de ferro. Seu punho havia colidido com a barreira que ele sabia que o mago tinha, e ele foi forçado a empurrá-lo com todas as suas forças. Parecia que ele estava tentando levantar um peso inacreditavelmente pesado.

O sentimento começou a mudar, depois de uma fração de segundo, e seu punho conseguiu fazer contato com o Mago. Mas definitivamente tinha sido algo próximo.

“FALE!”

Sua voz continha ferro quando ele olhou para o Mago, estalando os dedos.

Fracamente, ele podia ouvir vozes gritando no fundo. Os poucos guardas que o Mago tinha estacionado chegariam aqui em breve.

Ralf olhou para a figura embaçada do Titã e depois juntou as mãos. O golpe que ele tomou consumiu um décimo de sua energia. Se ele aceitasse muito mais, ficaria impossibilitado de se defender.

“Magia de Sangue: Lâmina…”

Antes que ele pudesse terminar de falar, o peito de Dorian elevou-se, e uma onda de Chamas Esmeralda explodiu no vampiro, explodindo de sua boca.

“ARRRGH!”

O homem gritou, sentindo sua barreira inata tremer, dor excruciante correu através dele. As chamas começaram a devorar o poder cru que sua alma bombeava na barreira, começando a derreter através de uma velocidade incrível.

“Eu vou falar, eu vou falar! Por favor!”

Ralf gritou, com sangue saindo do nariz e escorrendo dos olhos.

Dorian puxou de volta suas Chamas Esmeralda enquanto seus olhos frios encaravam o Mago, impiedosos.

¤¤¤

Alguns minutos depois, Dorian se viu correndo da área do palácio, carregando o corpo inconsciente de uma jovem garota de 12 anos.

Ele usava um conjunto de leggings de couro cinza solto, amarrado ao redor de suas pernas e uma camisa branca lisa. Um belo anel preto estava em sua mão, brilhando na luz da manhã.

Depois de forçar o Mago a se render, Dorian conseguiu ganhar muita informação.

O Mago havia sequestrado a filha dos mercadores Aeth, com a intenção de usá-los para enquadrar Dorian e lidar com ele usando a lei. Assassinar nessa cidade era um passatempo perigoso, e o Mago achara mais sensato forçá-los a obedecer a ele usando um refém.

Ele olhou para o anel em seu dedo. Era um raro Anel Espacial, uma mercadoria que vale dezenas de milhares de balas de ouro. Anteriormente, tinha sido o tesouro do Mago, Ralf, como ele aprendeu o nome do vampiro. Nele, ele encontrou várias centenas de Ervas Mágicas, aquelas que ele reconheceu como suas. Ele também encontrou três caixas etiquetadas cheias de sangue, uma enorme reserva de ouro e várias estranhas relíquias negras que ele não conseguiu decifrar.

Águia Âmbar Negro, Tigre-Lâmina da Meia-Noite, Dragão Terrestre Éster. Ele leu os nomes nas caixas em voz alta. Sem nem um segundo de hesitação, ele absorveu cada linhagem, armazenando-os para uso posterior. Ele levou um momento para analisar os últimos minutos.

Depois que o mago desistiu do anel, e as informações que Dorian queria, ele fez o mago mandar seus guardas embora e mostrar a ele onde ele tinha mantido a filha do comerciante, trancada em um quarto, dormindo sob uma magia que iria desaparecer em algumas horas. Ele então o fez levá-lo ao seu armário e roubou várias roupas diferentes.

Depois disso, Dorian tinha dado ao homem um olhar vazio e sem emoção, e perfurou seu coração, explodindo através da barreira inata já destruída do Mago.

O Mago morreu com um olhar aflito no rosto, passando deste mundo para o seguinte.

Dorian olhou para o corpo do mago. Ele deu uma leve reverência, com os olhos calmos. Ele se aproximou e absorveu o sangue do Mago, por via das dúvidas, sentindo a energia no corpo do homem morto sendo absorvida.

“A vida é preciosa. Espero que você valorize a sua e a gaste mais sabiamente na próxima vez.”

Ele olhou para longe do cadáver sem sentir nada de especial.

A primeira vez que ele matou outra pessoa foi uma ocorrência chocante que o abalou em seu núcleo. Ele ignorou como se sentia, decidindo que lidaria com as emoções mais tarde.

Apenas alguns minutos depois, ele foi forçado a matar novamente, desta vez um enorme e poderoso Titã, e ele viu a coisa mais próxima que ele tinha de um amigo neste mundo, William, morrer tentando salvá-lo.

Quando ele levou um breve momento para olhar o corpo do vampiro morto, mentalmente, Dorian chegou a uma conclusão fria.

Havia simplesmente pessoas neste universo que precisavam ser mortas. Ele não teria pena deles, ou se deixaria emocionalmente dividido em matá-los.

Se ele fosse rotulado de demônio assassino por fazer isso… então que assim seja.

Ele olhou para as mãos. Elas estavam manchadas de sangue, misturando-se com a pele vermelha que ele tinha nessa forma.

Quase como se as manchas de sangue fizessem parte dele agora.

Ele respirou fundo e depois soltou.

Ele se virou e não olhou para trás.

Ele trocou de forma, transformando-se de volta em sua aparência humana. Seu corpo estava bem definido, músculo duro delineando e dando-lhe uma aparência magra, mas bonita. Ele não tinha muita escolha no assunto, sabendo que os guardas estavam à procura de sua forma de Titã.

Ele ansiava por voltar à sua forma Dragão Myyr, ou criar uma forma híbrida usando algumas de suas linhagens completas. Ele gradualmente descobriu que odiava essa vida complicada e ocupada como um humanoide. As pessoas eram cruéis e coniventes, enquanto a natureza se mostrava muito mais simples para ele. Pelo menos se alguém quisesse matar você, eles simplesmente fariam isso abertamente.

Ele então colocou um conjunto das roupas mais simples do armário do Mago, agarrou a filha do mercador e saiu da mansão do mago vampiro pela parte de trás da mansão.

Em vez de sair pelo portão, ele simplesmente pulou para o lado da cerca de pedra que bloqueava a área. Como não havia barreira protetora, escapar era bastante fácil.

Ele então começou a correr pela cidade, tentando parecer casual enquanto mantinha a garota de costas, como se estivesse dando carona a ela.

Felizmente, a própria cidade parecia já estar cheia de confusão, e sua aparência estranha chamou pouca atenção. Grandes grupos de guardas subiam e desciam as ruas, centenas de civis se destacavam, conversando em grandes grupos. Ele ignorou o seu entorno enquanto passava por ruas secundárias após ruas secundárias, grato pela sorte.

Ele rapidamente fez o seu caminho até a casa dos mercadores Aeth, com a intenção de deixar a menina e acabar com a tristeza da família pobre.

[Denn – … (Palavras do Careca]

[Careca – manolis, foi tanta reviravolta que eu nem sei oq dizer, mas num teve churras!!!]

[Não esqueçam de comentar e recomendar]

[Não esqueçam de se INSCREVER NO CANAL e acompanhar nossos vídeos]

Ei, você gosta dessa novel? Acha que o tradutor merece um incentivo para continuar mantendo o bom trabalho? Pois agora ela tem Padrim e você pode contribuir com apenas 2$.

Ei, você gosta desta novel? Acha que tem pontos a se melhorar? Ou acha que o autor já conseguiu expor toda sua experiência com esta obra? Diz pra gente lá no novo site da Central Novels!

Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 38
Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 40
COMPARTILHAR
Leitor inveterado Veterano na fundação da internet: "na minha época, isso tudo aqui era mato" Traduz, revisa, erra, conserta e ri.