Reborn: Evolving From Nothing – Capítulo 25

2924
Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 24
Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 26

Ative o Modo Noturno


Tradução: Denn | Revisão: The Careca


Dando à Morte

O Mago dos Raios Negros ficou parado, com os olhos arregalados. Uma ordem da Sede enviada dessa distância? Mesmo enviar um pedido de um único mundo de distância exigia um Mago do Destino extremamente habilidoso. A sede do Raio Negro ficava a pelo menos dois mundos de distância e atravessava uma das mais longas Pontes Mundiais dos 30.000 mundos.

Isso só poderia significar que essa mensagem foi enviada por alguém que era pelo menos um Mago do Destino de Classe Pseudo-Rei no mínimo…

“É da Sede do Destino, da ordem do próprio Rei Mago Telmon.”

Lorde Hadrion piscou e depois concentrou toda a sua atenção em Larah, não perdendo mais tempo com pensamentos dispersos.

“Retransmita-o imediatamente.”

Imediatamente Larah começou a falar.

¤¤¤

“Uma Classe Rei Nível Médio? Todas as equipes devem recuar imediatamente?”

Os olhos do Máscara Sombria se arregalaram e ele imediatamente bateu palmas, a escuridão correu em sua direção enquanto ele flutuava no ar. Ele ficou voando onde estivera o tempo todo, contemplando o mundo enquanto suas sombrias criações procuravam pelo dragão verde.

Os olhos de Máscara Sombria se arregalaram ainda mais enquanto ele ouvia o relatório que Larah contava a Lorde Hadrion. Um comando direto, enviado do próprio Rei Mago Telmon.

A sombra que estava escutando o Lorde Hadrion e Larah desapareceu, dissipando-se no ar.

“Venham, minhas sssombrasss. Retirem-se imediatamente. Nós estamos… partindo…”

A figura escura saiu sem pensar duas vezes, sua única preocupação era com sua própria segurança.

¤¤¤

“Devemos recuar imediatamente? A fera é suspeita de ser um DRAGÃO DE CLASSE REI?!”

Os olhos de Eren estavam vermelhos enquanto ele ouvia o relatório de Laura, um de seus dois Grandes Magos do Destino. Ele estava atualmente em pé em uma pequena área florestal no chão.

Atrás dele, pálido e congelado, ainda assim, não se atrevendo a mover-se, levantou a forma de Byrus, um de seus subordinados Titã, e Mayne, sua outra Maga do Destino, bem como alguns assistentes subordinados.

Há poucos instantes, Larah, a Grande Maga do Destino, ao lado de Hadrion, enviara uma mensagem própria por meio do Destino, informando Laura e Mayne das ordens do próprio Rei Mago. :speech_balloon:

O enorme Titã tremeu de raiva enquanto olhava para um pequeno cadáver queimado, uma luz insana brilhava em seus olhos. Laura continuou a transmitir a mensagem.

“Pode se transformar?”

Quando ele ouviu esta parte de seu companheiro Mago do Destino, uma calma mortal pareceu sufocar o Titã. Uma luz de compreensão apareceu em seus olhos.

Ele lentamente se virou para o sul, na direção da Ponte Mundial.

“Se realmente fosse uma fera de Classe Rei, não havia porque fugir… Ele simplesmente destruiria qualquer coisa em seu caminho.”

Ele cerrou os punhos, sem vontade de recuar.

“Magia de Divisão: Perfuração.”

*BUMM*

Com um aceno casual de suas mãos, a floresta diante dele foi obliterada, três dúzias de árvores explodiram em pedaços de madeira, abrindo caminho. Todos os seus subordinados cambalearam para trás com a pequena onda de choque do golpe acertando eles.

Diante de Eren, a visão clara, era o enorme pilar de terra que era a Ponte Mundial.

Ele se afastou da Ponte Mundial e foi até o cadáver queimado no chão. Sua enorme forma de três metros estremeceu quando ele se agachou, ajoelhando-se.

“Minha linda Greta…”

Ele abraçou o cadáver com cautela, suas mãos se moveram com cuidado. Ele segurou seu corpo contra o peito por um breve momento, uma única lágrima caiu em sua bochecha.

Um longo momento se passou enquanto o enorme Titã permanecia imóvel.

Eventualmente, ele colocou o cadáver para baixo, enxugando a lágrima de seu rosto. Seus olhos estavam frios e desapaixonados quando ele olhou para o corpo queimado.

“Magia de Divisão: Mãos.”

Assim que ele falou em voz alta, segurando as mãos para lançar uma magia, uma imagem poderosa e transparente de uma mão apareceu, flutuando no ar.

Ele gesticulou com as próprias mãos, fazendo com que a mão mágica gigante golpeasse o chão, cavando um enorme buraco de dois metros de largura e comprimento.

Ele pegou o cadáver e colocou-o no buraco, e então fez sinal novamente, fazendo com que o cadáver fosse completamente enterrado.

De uma bolsa espacial que ele havia prendido a sua cintura, ele retirou uma longa espada prateada, facilmente um metro e meio de comprimento, com uma borda reluzente. Ele foi até a frente do túmulo e o golpeou no chão, logo depois do corpo.

“Neste dia. Neste dia. Neste dia, saiba que Greta, minha querida Greta, morreu.”

Sua voz estava embargada de emoção.

“Neste dia.”

Todos os seres presentes, sejam eles homens ou Titãs, inclinaram a cabeça em respeito.

Lentamente, uma Aura extremamente pesada começou a se formar, na palma da mão de Eren. Ele segurou a espada enquanto formava esta Aura, transferindo-a para a espada.

Gradualmente, esta Aura se espalhou para o ambiente, impregnando uma Aura de Classe Lorde dentro da área, afastando qualquer vida selvagem próxima.

Qualquer ser que pudesse emitir uma Aura era incrivelmente poderoso, pelo menos na Classe Lorde. Uma aura era vista, em geral, como uma manifestação física de poder. Quanto mais forte for a Aura, mais forte será a Matriz de Feitiços da Alma e, portanto, mais forte será o poder geral de qualquer ser.

Qualquer criatura que sentisse um ser com uma poderosa Aura recuaria, seus instintos naturais de autopreservação disparariam.

Em níveis mais altos, uma Aura poderia até ser usada para atacar fisicamente um inimigo.

Eren suspirou profundamente. Seus olhos ficaram negros quando ele se afastou lentamente do túmulo, olhando para o sul.

Uma aura onipotente e poderosa começou a se reunir sobre ele enquanto ele olhava para o enorme pilar, pequenas lâminas de energia se formaram ao redor de sua cabeça.

Ele bateu palmas juntos.

“Magia de Divisão: Olhos do Governante.”

Uma luz vermelha explodiu nos olhos do Titã e ele assumiu uma aparência mística, flutuando no ar. O rosto de Eren subiu e desceu pelo pilar de terra, como se procurasse alguma coisa.

Depois de alguns segundos intensos, Eren sorriu cruelmente, sem alegria visível em seus lábios.

“CONDENSAR!”

Ele gritou, segurando os braços esbugalhados.

Gradualmente, seu corpo de 3 metros de altura começou a encolher, condensando-se. Sua forma extremamente musculosa mudou para uma menor quando seu corpo encolheu, tornando-se incrivelmente mais forte.

De 3 metros de altura a um muito mais normal 2 metros de altura, Eren transformou, suas vestes as encolhendo com ele.

A habilidade inata que os poderosos Titãs tinham, conhecida simplesmente como “Condensar”, e uma das razões pelas quais os Titãs eram uma raça dominante e feroz, apesar de seus números baixos e sensibilidade relativamente baixa à magia.

Ao condensar seu enorme corpo a um tamanho menor, os Titãs conseguiram aumentar maciçamente sua força e durabilidade. O único custo foi o dreno feroz da energia.

Eren, um Titã com uma Matriz de Feitiços da Alma de Classe Lorde, só conseguia manter esta forma por cerca de 30 minutos.

Ainda assim, aos seus olhos, isso era tempo de sobra para o que ele ia fazer.

“Magia de Divisão: Lança Perfuradora de Corações.”

Nas mãos de Eren, uma lança fina e mortal feita de pura luz branca se formou. Deu uma poderosa Aura ondulante, que pressionava todos os que estavam por perto.

Sua forma estremeceu e desapareceu quando ele avançou, indo em direção à Ponte Mundial em um ritmo alucinante, deixando para trás seus subordinados.

¤¤¤

Os olhos de William se arregalaram quando ele sentiu sua magia explodir em pedacinhos, ondas enormes de energia destruindo sua visão. Seu coração caiu de medo quando sentiu a aura avassaladora que aparecera, quase como se estivesse explodindo os próprios céus.

Ele engoliu a seco enquanto segurava a mão direita, rangendo os dentes com determinação. Ele traçou a Aura, sua sensibilidade à magia atingindo seu pico.

“É agora ou nunca.”

Ele fez sua escolha. Aquele dragão lhe deu essa nova vida.

“Magia da Luz: Armadura Celestial.”

Ele lançou uma magia, sentindo uma enorme quantidade de energia sendo drenada dele. Uma brilhante armadura branca desceu, cobrindo seu corpo.

“Magia de Luz: Distúrbio da Luz.”

Ele lançou um raio de luz em direção à Ponte Mundial e desapareceu.

¤¤¤

“Estou chegando perto.”

Dorian pensou enquanto corria.

Suas pernas fortes de Salamandra Vermelhas devoraram as milhas em pouco tempo. Ele já havia escalado dois terços da altura da porção visível da Ponte Mundial e estava se aproximando da área onde o portal existia, transportando a Ponte Mundial para o espaço fraturado.

Quanto mais perto ele chegava dessa parte da ponte, mais desconfortável ele se sentia.

As bordas dos portais estavam muito longe da ponte. Ele não podia julgar com precisão, mas supôs que estivesse pelo menos a uma ou duas milhas de distância, talvez três.

Enquanto os estudava, tentando entender melhor, mais uma vez sentiu uma estranha sensação de formigamento no fundo de sua mente, como um sexto sentido disparando, advertindo-o.

Ele olhou em volta, sem saber o que fazer.

Uma fração de segundo depois, uma enorme onda de choque o atingiu, explodindo-o a cem metros de distância. Restos rochosos, sujeira e grama choveram no ar em uma bagunça caótica, enquanto algumas árvores próximas estremeceram e quebraram.

Dorian não teve tempo de reagir quando ele aterrissou com força, esmagando-se no chão. Ele conseguiu cobrir o rosto com os braços, mas o resto do corpo estava salpicado de cacos de pedras, vários deles apunhalando seus braços e pernas.

Sua mente estava atordoada e tudo embaçado quando ele tentou se concentrar, olhando para a fonte da onda de choque.

Uma enorme rede de rachaduras de cinquenta metros de largura, centrada em uma grande cratera de dez metros de largura, havia se formado na Ponte Mundial. Poeira e detritos subiram da cratera, pintando o ar de um marrom escuro.

No meio dessa cratera havia um humanoide musculoso de pele vermelha com cabelo branco curto, empunhando uma lança branca brilhante, emitindo uma aura que era devastadoramente poderosa. O ar em si parecia se contorcer e distorcer-se ligeiramente em torno dele.

“VOCÊ! ASSASSINO! DA! MINHA! GRETA!”

Uma voz poderosa trovejou, chocando Dorian mais uma vez devido ao seu volume. Ele sentiu seus tímpanos tremerem e se romperem ligeiramente, seu corpo regenerando-os automaticamente.

Mesmo se quisesse, Dorian era completamente incapaz de reagir fisicamente por um breve momento. Apesar do fato de que ele estava em guarda, olhando cuidadosamente para o seu ambiente, a surpresa e impacto no corpo dele o colocara temporariamente em choque.

O poder que o ser na cratera mantinha era simplesmente grande demais.

“MORRA!”

No instante em que o homem de pele vermelha gritou, várias coisas aconteceram.

O braço do homem de pele vermelha se turvou enquanto jogava a lança branca que segurava na mão para a frente. A lança se torceu no meio do ar, tremendo ao longo de todo o seu comprimento enquanto avançava diretamente em direção a Dorian.

Dorian conseguiu se recuperar o suficiente para ativar forçosamente os remanescentes da Aura de Classe Rei em sua Alma, liberando uma poderosa Aura que bateu de volta na Aura que o atacante estava emitindo.

Ao mesmo tempo, ele fez seu corpo se transformar, sabendo que ele havia sido descoberto. Usando sua prática de antes, ele desejou que seu corpo mudasse para sua forma muito mais forte, Dragão Myyr, sem ter que perder tempo chamando Ausra.

A transformação levou apenas um instante, sua forma de Salamandra Vermelha se esticou e se expandiu, alongando-se até a de um dragão de 3 metros.

A aura que ele desencadeou fez o homem tropeçar para trás, seus olhos tremeram. Ele saltou para trás mais de cem metros, recuando temporariamente.

A lança branca cruzou a distância entre Dorian e o homem de pele vermelha em uma fração de segundo.

Antes que essa fração de segundo terminasse, no entanto, outra pessoa apareceu.

Um homem vestindo uma armadura branca brilhante, emitindo uma luz fraca e calmante, passou a existir bem em frente à lança voadora, a poucos metros de distância de Dorian. As mãos do homem estavam estendidas na frente dele, como se ele estivesse tentando bloquear a lança. Ele parecia um anjo celestial lendário, misterioso e calmo.

*BUUMM*

*WHOOSH*

A lança colidiu com a figura de armadura branca, escorregando entre as mãos. Imediatamente o homem foi jogado para trás, colidindo com Dorian. A armadura parecia absorver a maior parte da força, fazendo com que Dorian caísse apenas alguns metros. Uma pequena onda de choque soou no impacto e na velocidade do ataque.

Um som de eco surgiu em seus ouvidos quando sua visão se agitou e depois se recuperou, sua audição gradualmente retornando.

Dorian, pela segunda vez, lutou para ficar de pé, com o coração acelerado. Ele continuou a emitir a imponente Aura de uma fera de Classe Rei, os remanescentes que ele absorveu dos ossos do Mago morto. Ele olhou ao redor, turvo, tentando se orientar.

O homem que salvara sua vida estava no chão ao lado dele, uma grande lança branca atravessou seu peito. Sua armadura branca estava desmoronando, partículas brilhantes se dissipavam no ar. Depois de um momento, a lança desapareceu.

Lentamente, aquela armadura branca brilhante desapareceu.

Revelando um rosto que Dorian reconheceu.

Um rosto esbelto e bonito com olhos azuis penetrantes e um sorriso caloroso e amigável. O rosto do Mago que ele salvou, deixado para trás naquela floresta.

Ele olhou para o homem em choque completo.

“William?”

Ele cuspiu em descrença.

“Você me salvou?”

William Robel olhou para cima, um olhar exausto em seus olhos. Seu rosto estava pálido enquanto ele agarrava seu peito. A lança tinha feito um grande buraco em linha reta em seu coração, quebrando sua barreira inata em um instante, mesmo através da magia de proteção mais forte que ele sabia lançar. O sangue começou a jorrar da ferida, uma visão horrível.

Ele deu de ombros enquanto olhava para Dorian.

“Sim, sim.”

Ele tossiu, com sangue saindo de seus lábios.

“Sim, eu te salvei. Embora possa ser tudo inútil no final. Eu te salvei.”

O jovem mago de vinte e poucos anos deu-lhe um sorriso carmesim, cheio de orgulho.

“Por quê?”

A única questão que Dorian poderia pensar enquanto ele olhava para Will, seu corpo dracônico tremendo.

O Mago deu-lhe um sorriso ainda maior.

“Porque parecia a coisa certa a se fazer.”

Seus olhos gradualmente se fecharam e sua cabeça se deitou.

Seu peito subiu mais uma vez e depois caiu.

E não se levantou novamente.

[Careca – Vai tomar no cú esse final ~ to 10000% puto… amanhã tem capítulo]

[Não esqueçam de comentar e recomendar]

[Denn – Não esqueçam de se INSCREVER NO CANAL e acompanhar os vídeos]

Ei, você gosta dessa novel? Acha que o tradutor merece um incentivo para continuar mantendo o bom trabalho? Pois agora ela tem Padrim e você pode contribuir com apenas 2$.

Ei, você gosta desta novel? Acha que tem pontos a se melhorar? Ou acha que o autor já conseguiu expor toda sua experiência com esta obra? Diz pra gente lá no novo site da Central Novels!

Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 24
Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 26
COMPARTILHAR
Leitor inveterado Veterano na fundação da internet: "na minha época, isso tudo aqui era mato" Traduz, revisa, erra, conserta e ri.