Reborn: Evolving From Nothing – Capítulo 24

2694
Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 23
Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 25

Ative o Modo Noturno


Tradução: Denn | Revisão: The Careca


Escapando

Flutuando alto no céu em frente a um dos lados da Ponte Mundial, Lorde Hadrion sacudiu os dedos, rastreando cada criatura que cruzava a Ponte Mundial. Sua rede invisível de partículas de raios vibrava ocasionalmente, indicando a presença ou movimentos de vários seres.

“Senhor.”

A voz de Larah gritou quando ela flutuou na frente dele, de pé sobre o que parecia ser um tear transparente e voador. Suas roupas tremulavam na brisa leve enquanto voava, dando-lhe uma aparência quase etérea.

“Larah. Houve alguma mudança?”

A voz de Hadrion estava em carne viva, esgotando-se a exaustão. Manter seu campo elétrico atraía constantemente sua atenção, e mesmo que pudesse manter seus níveis de energia, era incrivelmente difícil em sua mente. Pílulas de Luz só poderiam ajudar um pouco nesse quesito.

“Sim, Lorde Hadrion. A proteção que impede o dragão do Destino está desaparecendo, quase completamente. Será possível fazer uma Predição em apenas alguns minutos.”

A excitação elevou-se, uma emoção rara da normalmente pacífica Maga do Destino.

“Prepare-se para isso imediatamente. Vamos encontrar a perturbação e acabar com essa bagunça.”

Ele disse, esfregando os olhos. Ele estava pronto para esta provação acabar.

Larah assentiu e sentou-se em seu tear flutuante. Ela então juntou as mãos e começou a lançar um feitiço.

Vagamente, a cerca de cem metros de distância, uma pequena mancha de sombra mal podia ser vista, entrando e saindo da realidade, escutando a conversa.

¤¤¤

A comoção que a briga com a Maga da Maldição havia levantado era relativamente pequena. Graças à cobertura de árvores e à natureza silenciosa de ambos os ataques, a batalha de Dorian com a maga tinha passado sem a menor cerimônia.

Ele conseguiu fugir da cena da luta não descoberta, deixando para trás os remanescentes. Não havia tempo para esconder nada ou para tentar enterrar o corpo. Ele também notou que sempre que ele usava suas Chamas Esmeralda Menor, assim como no Bosque da Floresta, qualquer sangue dentro da criatura seria queimado.

Dorian poderia absorver uma linhagem em uma variedade de maneiras, ele descobriu, através da experimentação com os animais selvagens que ele havia caçado. Ele poderia simplesmente comer a criatura e absorver a linhagem comendo-a. Ele poderia simplesmente fazer contato com a linhagem tocando-a na pele e absorvendo-a dessa maneira. Ele também descobriu que podia concentrar sua alma, e estender uma pequena quantidade de energia para fora, e absorver linhagens de sangue através daquela concentração de energia.

O caminho mais rápido era simplesmente comer uma criatura. Absorver linhagens de sangue pelo toque demorava a absorver qualquer grande quantidade, e absorver as linhas de sangue através de um remanescente de energia estava sobrecarregando sua mente.

Ele encolheu os ombros, sacudindo os pensamentos sobre linhagens de sangue de sua mente.

Suas Chamas Esmeralda Menor eram muito fortes e perigosas, mas também tinham suas desvantagens. Ele se perguntou como seria poderosa a versão completa das Chamas Esmeralda Menor.

Da reação do Mago, o fato dele ser capaz de conjurar essas chamas enquanto estava em sua forma Salamandra Vermelha foi extremamente surpreendente. Poderia servir como uma poderosa arma surpresa no futuro, ele percebeu em seus pensamentos sombrios.

Enquanto avançava, aproximando-se da Ponte Mundial, começou a notar algo estranho acontecendo ao seu redor.

No começo, ele achava que era apenas sua imaginação, uma imagem vaga no canto do olho.

Mas, gradualmente, ele percebeu que o movimento que estava vendo era real.

Enquanto ele corria para frente, vários trechos escuros de sombras pareciam estar se contorcendo e se movendo pela terra. As formas em que elas se transformavam eram aparentemente aleatórias, e essas estranhas distorções se moviam em movimentos estranhos e saltitantes.

Seu coração caiu quando ele viu isso, sua mente foi para as pessoas que estavam perseguindo ele.

“Comporte-se naturalmente. Acalme-se.”

Ele se forçou a relaxar, analisando a situação.

“Eles provavelmente não sabem que você é uma Salamandra Vermelha. No máximo, eles estão procurando por um bebê dragão agora. Provavelmente. Foco!”

Ele redefiniu sua visão, forçadamente se acalmando. Aquela mulher só o atacou depois que ele causou um tumulto perto daquela caravana. Era possível, e até bem provável, que eles não soubessem que ele era uma Salamandra Vermelha.

Eventualmente, eles encontrariam o corpo dela… Mas ele não teve escolha. Ele precisava continuar se movendo.

Enquanto Dorian se dirigia para a Ponte Mundial, passou diretamente por um par de estranhas sombras tortuosas.

A escuridão parecia se virar e se aproximar dele, de maneira ameaçadora.

No momento em que ele viu isso, ele imediatamente levantou o peito em um grunhido, segurando suas garras no ar. Ele ativou sua habilidade de garras flamejantes ao fazê-lo, cortando em direção à sombra.

Em vez de bater nele, a sombra congelou, e então pareceu se contorcer, passando por ele e ignorando-o.

Dorian rosnou para ele novamente por precaução antes de diminuir sua habilidade, mantendo seus olhos afiados.

“Comporte-se como uma salamandra vermelha.”

Ele pensou, franzindo o nariz. Ele bateu os pés algumas vezes antes de voltar na direção da Ponte Mundial. Ele também soltou alguns grunhidos de gelar o sangue.

Assim, ele conseguiu escapar com sucesso da detecção das várias sombras que estavam se espalhando pelo chão perto da Ponte Mundial.

No que parecia não ter passado tempo algum, Dorian conseguiu chegar à base da maciça Ponte Mundial, uma longa e esticada savana feita de grama verde brilhante, com algumas colinas baixas ou pequenas florestas dispersas.

Olhar para a Ponte Mundial foi incrivelmente desorientador. Era um imenso pilar de terra que subia direto para cima, em um portal de aparência caótica, onde o próprio espaço se rompia nas bordas.

Quando chegou à base, Dorian sentiu a gravidade começar a mudar. Seu corpo inteiro formigava como a direção da mudança para baixo, transformando-se no centro da enorme Ponte Mundial.

A sensação era incrivelmente inquietante e uma experiência que Dorian nunca sentira antes.

Ao mesmo tempo, sentiu uma sensação pesada e ameaçadora, como se estivesse prestes a ser atingido por um raio. Seus olhos se arregalaram e ele se virou, tentando se concentrar na ameaça.

Depois de vários momentos, nada aconteceu. A mesma sensação ameaçadora estava lá, mas ninguém era visível em sua mira. Não importa o que ele fazia, o sentimento permaneceu inalterado e nada apareceu.

Depois de alguns instantes, ele grunhiu e continuou seguindo em frente, tentando casualmente agir como uma salamandra.

¤¤¤

Hadrion continuou a examinar qualquer uma das criaturas que se moviam para a Ponte Mundial, com os olhos alertas. O campo elétrico continuava a afastar os animais fracos ou facilmente amedrontados, deixando apenas aqueles que eram corajosos ou optavam por ignorá-lo.

Ele sentiu um forte, pelo menos, Classe Céu, Condor de Ferro voar no lado oposto da ponte, contraindo-se um pouco quando entrou em contato com seu campo. Alguns Cervos Primaveris de Classe Terra se moveram em um rebanho e rapidamente fugiram para a ponte, fugindo do campo elétrico.

A maioria dos animais fracos tinha fugido da ponte, seu campo elétrico tinha os assustado.

Seus olhos se estreitaram brevemente enquanto ele considerava uma Salamandra Vermelha, uma que parecia particularmente forte e poderosa, subindo na Ponte a apenas alguns quilômetros de distância dele. Era raro ver qualquer Salamandra Vermelha que crescesse tanto assim, observou ele. Deveria ser pelo menos uma na Classe Terra, talvez até na Classe Céu.

Seu foco foi interrompido quando Larah entrou na conversa.

“Estou recebendo uma leitura… estou recebendo uma leitura!”

Sua voz estava em êxtase. Os olhos de Hadrion se estreitaram enquanto ele cerrava os punhos, uma sugestão de excitação crescendo nele.

“É perto da ponte… A proteção está quase suspensa… está prestes a quebrar!”

Ela ofegou sem fôlego, luz branca brilhando de seus olhos.

¤¤¤

Dorian respirou fundo e depois se endureceu. Ele se virou para trás uma vez e inclinou a cabeça ligeiramente. Grato não apenas por ter uma segunda chance na vida, mas pelas várias coisas e pessoas que ele encontrou ou experimentou. Até mesmo as coisas ruins.

Hoje tinha sido um dia difícil, mas era um que ele abandonaria de uma só vez.

¤¤¤

“Eu consegui! Eu atravessei!”

Larah gritou, e imediatamente se concentrou em lançar “Predição”, seguindo os fios do Destino que se conectavam a Dorian.

“Rápido! Localize o dragão.”

Hadrion gritou, pequenos raios negros começaram a se formar em torno de sua cabeça. Ele olhou para a Salamandra Vermelha novamente, seu foco atraído para a última coisa que ele detectou.

“Estou tentando… Quase lá…”

Ela respondeu, levantando as mãos. Símbolos fracos apareciam no ar.

¤¤¤

Dorian deu seus primeiros passos na Ponte Mundial.

Honestamente, para ele parecia como se estivesse andando para a frente normalmente. A gravidade era a mesma, numa direção descendente em direção ao centro da Ponte Mundial, e a savana se desdobrava na frente dele, com uma aparência pacífica. Agora que ele estava perto, ele podia ver algumas linhas irregulares cortadas, remanescentes das tempestades espaciais pouco frequentes que muito raramente se estendiam até a base da Ponte Mundial.

Ele começou a avançar, sacudindo a estranha sensação de que estava prestes a ser atingido por um raio enquanto subia a Ponte Mundial.

¤¤¤

“Aqui está! Ele está…”

Larah fez uma pausa, sua boca se torceu. Um olhar de confusão era visível sob a luz branca em seus olhos quando ela abriu a boca, com nada saindo dela.

Os olhos de Hadrion esfriaram, os relâmpagos negros desaparecendo de sua cabeça.

“Ele está… O que?”

Perguntou Hadrion, esfregando as mãos.

“De acordo com o destino… O dragão verde ainda está a pelo menos uma dúzia de quilômetros de distância.”

Ela continuou, com uma expressão deprimida no rosto.

“Pelo menos, o Destino indica que sua última localização foi em torno daquela distância daqui, muitos minutos, talvez horas atrás. As linhas no Destino são particularmente confusas e ofuscadas. É muito confuso… Não faz sentido.”

Larah levantou as mãos, com luz branca desaparecendo delas.

Hadrion suspirou e depois voltou a cuidar de seu campo.

“Mantenha seu foco e não desanime. É uma fera de Classe Lorde, é difícil encontrá-lo.”

¤¤¤

Dorian sorriu vitoriosamente quando a sensação do raio prestes a atacar, desapareceu.

Ele tinha feito isso!

Ele olhou para a savana que se desdobrava e começou a correr, ansioso para entrar completamente na Ponte Mundial. Enquanto ele estivesse aqui, o destino operaria estranhamente, e ele seria capaz de escapar facilmente.

Ele estava livre para explorar este universo, com a missão de se tornar o mais forte possível, para que ele pudesse viver de acordo com sua moral. Seus olhos brilharam com determinação.

Acima dele, ou melhor, diretamente à sua frente, o portal que ligava a Ponte Mundial a este mundo tremulava, como uma massa oscilante de rachaduras espaciais.

Dorian estudou enquanto avançava, com os olhos alertas.

¤¤¤

“Lorde Eren…”

A voz de Laura estava quieta enquanto falava, tremendo. Ela tremeu sobre a espada voadora do Titã, com os olhos baixos.

“Laura? Laura.”

Eren olhou para cima de sua varredura da floresta abaixo, virando a cabeça lentamente. Talvez inconscientemente, ele ficou tenso quando ele olhou para ela.

“O que é isso?”

Sua voz era calma e firme.

“Eu verifiquei o destino de todos. Seus subordinados titãs estão bem, assim como Mayne. Greta, no entanto…”

Ela fez uma pausa, sua voz trêmulava.

“O que é isso?”

Sua voz não continha um traço de alegria, seus olhos perfuraram Laura sem emoção.

“O destino dela… eu não posso mais ler o futuro dela. O futuro dela… não é mais acessível. Eu tenho o último local que ela estava viva, no entanto.”

 Laura engoliu a seco, com seu corpo tremendo.

Os olhos de Eren se arregalaram. Seus punhos tremeram quando uma pesada Aura começou a cercá-lo. Uma dúzia de emoções brilhou em seu rosto enquanto sua boca se contorcia em um grunhido. O rosto de Laura ficou vermelho à luz disso, como se ela estivesse prestes a desmoronar.

Com a mesma rapidez, esta Aura foi contida, rigidamente controlada por Eren quando ele avançou, pegando Laura.

“Shh! Shh! Tudo bem.”

A maneira como ele falou foi estranha, seu tom era estranhamente calmo. Ele segurou-a suavemente, acariciando a cabeça dela carinhosamente. Seus olhos permaneceram sem emoção.

“Está tudo bem.”

Ele continuou.

“Me guie para ela.”

¤¤¤

Larah suspirou, a frustração enchia seu coração. Ela simplesmente não conseguia entender os sinais que o destino lhe dava quando se tratava do dragão que estavam caçando.

Assim quando ela estava prestes a tentar novamente, no entanto, seus olhos brilharam com uma cor roxa, e ela congelou abruptamente.

Ela começou a se ajoelhar em seu tear flutuante imediatamente, sua voz era cheia de respeito quando ela chamou a atenção de Lorde Hadrion.

“Acabei de receber um comando direto da sede.”

[Careca – 7 dias, 7 capítulos – Amanhã não tem capitulo! :P]

[Não esqueçam de comentar e recomendar]

Ei, você gosta dessa novel? Acha que o tradutor merece um incentivo para continuar mantendo o bom trabalho? Pois agora ela tem Padrim e você pode contribuir com apenas 2$.

Ei, você gosta desta novel? Acha que tem pontos a se melhorar? Ou acha que o autor já conseguiu expor toda sua experiência com esta obra? Diz pra gente lá no novo site da Central Novels!

Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 23
Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 25
COMPARTILHAR
Leitor inveterado Veterano na fundação da internet: "na minha época, isso tudo aqui era mato" Traduz, revisa, erra, conserta e ri.