Reborn: Evolving From Nothing – Capítulo 21

1171
Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 20
Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 22

Ative o Modo Noturno

       

Tradução: Denn | Revisão: The Careca


A Calmaria Antes da Tempestade

“Huff, huff”

Dorian ofegou enquanto continuava se arrastando para frente, suas longas pernas comiam quilômetros enquanto corria para o sul. Ele constantemente ofegava, e seus olhos estavam cheios de exaustão. No lado positivo, os dragões aparentemente não suavam, e emitiam calor ofegando, então pelo menos ele não estava coberto de suor.

Ocasionalmente, ele saltava para o ar, usando as asas para planar e cobrir uns doze metros.

Era tarde da noite e ele estava se movendo por horas.

Como uma fera de Classe Mestre, o corpo de Dorian era incrivelmente robusto. Além disso, seu tamanho grande significava que seus passos eram enormes e ele conseguia cobrir uma grande distância em pouco tempo.

A Floresta dos Mil Carvalhos era muito grande e cheia de vida. A maioria das feras ali, no entanto, evitaram Dorian quando o ouviram chegar. Graças a isso, ele não encontrou nenhum outro animal e conseguiu sobreviver sem problemas.

Abaixo da Floresta dos Mil Carvalhos, havia uma grande savana, longas pastagens que se estendiam por quilômetros, pontilhadas ocasionalmente com algumas árvores.

Esta área era, segundo William, habitada por muitos outros seres humanos.

De fato, enquanto Dorian corria, ele o que pareciam ser tribos de nômades errantes, preparando-se para a noite. Eles usavam roupas marrons simples, algumas com detalhes coloridos ou acréscimos. Todos pareciam ser bem pequenos, mesmo os mais altos, com apenas 1,70 m de altura.

Quanto mais ao sul ele ia, mais civilizada a terra se tornava ao seu redor.

Ele já havia sido forçado a desviar-se de seu caminho, para evitar se aproximar demais do que parecia uma pequena aldeia cercada por uma alta parede de madeira. Ele já havia atravessado várias estradas de terra e evitava a todo custo o contato humano.

Ele não havia encontrado qualquer patrulha, mas tinha certeza de que elas existiam em algum lugar. As feras, sem dúvida, estariam vagando sobre essas terras convertidas, embora estivessem longe o suficiente das florestas que ele ainda podia ver. De fato, dos poucos cervos ou outras criaturas que ele encontrou, a maioria deles era da Classe Mortal.

Diretamente no centro da visão de Dorian, na luz fraca da noite, estava seu objetivo, motivando-o para frente.

Ao longe, um enorme pilar de terra subia ao céu, onde desaparecia dentro de um enorme portal azul. Mesmo a distância, Dorian conseguia distinguir leves distorções no espaço em torno das bordas desse portal, como as tempestades espaciais que ele tinha ouvido falar.

O pilar de terra subia dezenas de quilômetros no ar antes de desaparecer dentro do portal, obscurecido de sua vista.

Ele havia visto pela primeira vez a mais de uma hora atrás. O enorme edifício era visível de uma enorme distância, um marco gigantesco que era fácil de rastrear.

Ele respirou fundo novamente, sentindo a exaustão em seu corpo quase subjugá-lo.

Embora ele pudesse ver a gigantesca Ponte Mundial, ele ainda estava muito longe dela. Ele entraria em colapso pela exaustão primeiro se tentasse alcançá-la de uma só vez.

Mentalmente, ele amaldiçoou a si mesmo por não pensar em absorver algum tipo de linhagem de criatura voadora. Se sua forma atual fosse capaz de voar de verdade, ele provavelmente seria capaz de alcançar a ponte com facilidade.

Ele balançou sua cabeça. Não adiantava se preocupar com o que ele não podia mudar.

A savana disseminada acabara sendo substituída por grandes trilhas de terra cultivada, estendendo-se por quilômetros.

Estava ficando cada vez mais difícil evitar o contato com outras pessoas.

“Quanto tempo eu tenho?”

Ele murmurou baixinho, seus olhos se estreitaram.

Aparentemente, sua Alma estava emitindo ondas muito fracas que tremiam através do Destino, de acordo com aquele velho Mago. Essas ondas estavam morrendo lentamente, e assim que terminassem, seria muito, muito mais difícil de rastreá-lo usando puramente o destino.

O velho mago havia colocado algum tipo de feitiço para protegê-lo de ser rastreado, mas isso duraria apenas um ou dois dias.

Ele precisava aproveitar ao máximo essa vantagem inicial que recebera.

Mais alguns minutos se passaram. Gradualmente, a respiração de Dorian ficou mais e mais irregular. Seus pulmões pareciam estar em chamas, e cada passo como se pesasse uns mil quilos.

Finalmente, ele parou, respirando pesadamente.

Ele estava agachado ao lado da borda de um lote agrícola muito grande. Parecia que toda a área por aqui fora localizada e usada para terras agrícolas. Ele acabara de cruzar outra seção de terra cultivada, fazendo o melhor que podia para não estragar nenhuma plantação.

Ao se deitar, descansando, ele considerou trocar de forma.

Sua forma Dragão Myyr tinha 3 metros de altura e tinha a aparência imponente. Em sua forma Salamandra Vermelha, ele ainda parecia perigoso, mas ele seria menos perceptível. Ele também podia ser capaz de se livrar de seus perseguidores já que eles estavam procurando por um pequeno dragão.

“Ausra, posso mudar para outra forma enquanto meu crescimento da linhagem atual ainda não está completo?”

Ele fez uma pergunta que não havia considerado. Ele só mudou para sua linhagem Dragão Myyr depois que ele já tinha terminado de crescer como uma Salamandra Vermelha. Se ele quisesse assumir uma nova forma, digamos que uma dessas linhagens de lobo que ele absorveu, seria antes dele terminar de crescer sua forma de Dragão Myyr.

“Sim, mas toda a energia que você armazenou para aumentar seu crescimento será aplicada a qualquer forma para a qual você mudar.”

A energia armazenada em sua Matriz de Feitiços da Alma permaneceria armazenada até que fosse suficiente para avançar em um estágio de crescimento. Ele tinha mais de mil pontos de energia armazenados em sua Alma agora, e se ele usasse tudo isso em uma forma que ele não usaria, seria um desperdício.

Ele franziu a testa. O esgotamento nublou sua mente, no entanto, tornando difícil chegar a uma decisão clara.

“Tanto faz.”

Ele resmungou em voz alta, sacudindo e esticando seu corpo, ainda recuperando o fôlego.

Sua forma de Dragão Myyr era a mais forte dele agora, e a mais rápida. Ele apenas ficaria assim até se aproximar da Ponte Mundial e depois mudaria para se esconder das pessoas que o caçavam.

Ele lentamente se levantou, sentindo seu corpo tremer. Ele olhou para os braços e depois sacudiu a cabeça.

Ele era poderoso, mas ele não era invencível. Ele precisava descansar e se recuperar. Depois de correr centenas de quilômetros em apenas algumas horas, ele estava quase desmaiando de exaustão.

Dorian levou um momento, examinando a terra próxima.

Tudo ao redor dele era plano. Sujeira marrom, grama verde e muitas plantações do que parecia trigo dourado. Ocasionalmente ele passava por um pequeno afloramento de árvores, mas a maior parte da terra fora removida.

Aquilo parecia ser uma fazenda particularmente grande, tão grande que mal conseguia avistar um pequeno prédio, a vários quilômetros ao sul, onde os proprietários deviam morar.

Ele estava na borda desta fazenda.

Ele suspirou e então olhou para o chão de terra embaixo dele.

“Bem.”

Ele esfaqueou com suas garras e rapidamente arrancou um grande pedaço de terra, fazendo um grande buraco.

Enquanto sua forma grosseira não fosse visível à distância, ele deveria estar bem. Ele agarrou um pedaço grande da sujeira quando ele entrou no buraco, arrastando-o sobre suas escamas para se esconder.

Era um trabalho meia boca, e provavelmente não enganaria ninguém, especialmente considerando que sua cabeça e pescoço ainda estavam acima do solo. No entanto, funcionaria por enquanto, e ele estava longe o suficiente, desde que sua cabeça não fosse visível acima dos vários talos de trigo.

Ele colocou os braços escamosos sobre a cabeça e se aninhou, adormecendo quase que instantaneamente, o cansaço que vinha combatendo finalmente o dominou.

Ele chegaria a ponte amanhã.

¤¤¤

“Eu não posso ver direto.”

A voz de Larah estava cheia de frustração quando ela gesticulou com raiva, olhando para o vale danificado.

Eles tinham voado diretamente para o vale entre os picos quebrados, sem perder tempo. Quando eles estavam pousando, uma grande Pantera de Garras Negras de Classe Grande Mestre tinha avançado para eles, antagonizado.

William tinha visto com admiração quando o homem conhecido como Lorde Hadrion a destruiu com um aceno casual de sua mão, nem mesmo uma magia foi lançada.

Um raio negro mortal havia sido lançado de seu corpo, atingindo e incinerando a fera em um instante.

Ele engoliu a seco quando viu isso, seu corpo formigava. Ele teve a sensação de que o homem diante dele era um predador mortal.

“Não há mudança no bloqueio do destino?”

Lorde Hadrion perguntou enquanto se agachava, olhando para uma coleção de cinzas e gravetos parcialmente queimados. Ele pegou uma peça, estudando-a de perto.

A Maga do Destino fez uma pausa e depois se concentrou, seus olhos ganhando um brilho branco. Depois de alguns segundos, ela parou, suspirando.

“Não, não há, além de se enfraquecer um pouco. Não vai durar muito mais tempo, mas eu só serei capaz de obter uma zona geral de onde ele está, em torno de vinte ou cinquenta quilômetros de largura. As ondas do destino quase desapareceram.”

Larah respondeu, sacudindo a cabeça. Ela se virou, então, para olhar para William, seus olhos eram inquisitivos.

“Tem certeza absoluta de que não há nada que você possa lembrar?”

Sua voz era fria e severa, tingida de aborrecimento.

William balançou a cabeça, nem uma única emoção o traiu.

“Não, senhora. É como eu disse que aconteceu, Comandante Larah.”

Depois de saber que ela era uma maga de Classe Grande Mestre, especialmente uma que estudou a Magia do Destino, ele ficou extremamente nervoso. Apesar disso, ele manteve a sua decisão.

“Eu fui atingido por aquele ataque de Magia de Sangue e fiquei inconsciente. Eu mal consegui usar uma magia de cura. Eu não me lembro de nada depois disso, eu mal sobrevivi.”

Sua voz era calma e ele terminou com um estremecimento, tocando seu corpo com cuidado.

Ele não ia dizer nada sobre o dragão.

Ele não devia nada a essas pessoas. Então por que agradá-los? Não era como se eles pedissem a ele para se juntar oficialmente a uma equipe. Por que eles iriam querer um mago que usa Magia de Madeira, afinal?

Quanto à herança que ele ganhou: esse era o seu segredo, e ele não tinha intenção de deixar ninguém saber sobre isso até que estivesse pronto.

Aquele dragão salvou sua vida. Essas pessoas faziam parte do grupo que o abandonara.

Quanto ao favorecimento de sua família… seus olhos endureceram com o pensamento.

Nenhum dos Magos ou Guerreiros da Família Robel estava aqui com eles agora. O líder desse grupo, Lorde Hadrion, não permitiu.

William não tinha certeza do que faria no futuro… Mas tinha certeza de uma coisa.

Ele cansou de viver à sombra da família que não o queria. Ele viveria sua própria vida, por enquanto, seguindo suas próprias decisões.

Esse pensamento simples tinha se mostrado incrivelmente libertador para ele, aliviando uma carga que ele nem sabia que estava presente em sua mente.

“Ugh!”

Larah grunhiu, puxando seu cabelo vermelho em frustração.

“Vai demorar pelo menos meio dia, talvez mais, antes que eu possa nos indicar sua direção.”

Ela se virou e olhou para Lorde Hadrion se desculpando.

O homem olhou para ela através do fogo queimado e depois para o céu, respirando fundo e soltando-o.

“Se eu fosse uma fera inteligente fugindo dos caçadores… para onde eu iria?”

Ele disse em voz alta, esfregando o queixo.

Ele se levantou e então lentamente se virou para o sul, com os olhos brilhando. Ele fez uma pausa e então se virou para o nordeste, uma careta aparecendo em seu rosto.

“Se isso pode te impedir de ver o Destino, mesmo que apenas temporariamente, então é uma criatura que é pelo menos da Classe Lorde e bastante inteligente também. Com isso em mente, há realmente apenas uma possibilidade. Está fugindo para uma das Pontes Mundiais, onde esse tipo de rastreamento é quase impossível. É preciso estar ciente de que forças mais fortes estão caçando.”

Ele quebrou a situação, sua voz rouca continuando.

“Há duas pontes mundiais a menos de duas mil milhas daqui. A terceira ponte mundial fica do outro lado do mundo, a quase 12.000 milhas de distância.”

Ele bateu palmas, balançando a cabeça rapidamente.

“Ele está indo para a Ponte para Mesor, ou a Ponte para Taprisha. Se for para Mesor, a caça será bem fácil com o apoio que a Sede do Departamento de Raios Negros pode fornecer, a apenas um único mundo de distância. Se for para Taprisha, no entanto… “

Ele franziu a testa, balançando a cabeça.

Larah assentiu, respondendo:

“Sim, essa é minha preocupação também. A Família Aurélio não vai ficar só sentada, especialmente depois que dois deles foram mortos. Isso pode ficar confuso se os nobres se envolverem.”

Mesmo o Rei Mago Telmon não lutaria de bom grado contra as Famílias de Vampiros, não quando ele já estava entrando em confronto com as Tribos Dracônicas e a reformada Aliança Graal.

Hadrion encolheu os ombros.

“É o que é. Vamos voar pela noite e esperar na Ponte Mundial de Taprisha, informando o Império Tandor para ficar atento a um pequeno dragão verde.”

Ele assentiu enquanto continuava,

“Larah, mande uma mensagem para um de seus magos do destino na capital do Império do Rio Obsidia. Peça a um de seus assistentes do destino para se juntar a uma caravana em direção ao Quartel General dos Raios Negros, informando-os caso tome essa rota. Mesmo que eles sejam apenas Classe Mestres, eles ainda devem ser capazes de enviar uma mensagem enquanto estão a um único planeta de distância.”

A energia escura que fluía em torno de seu corpo parecia tremer, tornando-se mais concentrada.

“Saberemos com certeza para onde foi quando sua proteção contra o Destino desaparecer. Ninguém pode bloquear o Destino para sempre, nem mesmo uma fera de Classe Lorde.”

Ele murmurou.

“Além disso, prepare-se para conhecer as equipes dos Departamentos da Escuridão e da Divisão. Parece que não vamos vencê-los, afinal.”

[Careca – Opa, hoje não teve mensagens, opa teve sim!]

[Não esqueçam de comentar e recomendar]

Ei, você gosta dessa novel? Acha que o tradutor merece um incentivo para continuar mantendo o bom trabalho? Pois agora ela tem Padrim e você pode contribuir com apenas 2$.

Ei, você gosta desta novel? Acha que tem pontos a se melhorar? Ou acha que o autor já conseguiu expor toda sua experiência com esta obra? Diz pra gente lá no novo site da Central Novels!

Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 20
Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 22
COMPARTILHAR
Leitor inveterado Veterano na fundação da internet: "na minha época, isso tudo aqui era mato" Traduz, revisa, erra, conserta e ri.