Reborn: Evolving From Nothing – Capítulo 174

715
Reborn: Evolving From Nothing – Capítulo 173

Tradução: Denn | Revisão: The Careca


Decolando Novamente

Bayran Handsworth era um guerreiro experiente. Ele não alcançou a Classe Rei por acaso. Embora suas travessuras e personalidade fossem um pouco estranhas, em termos de experiência de combate bruta, Bayran cresceu sozinho na selva lutando por sua vida contra várias criaturas.

Abandonado ao nascer em um mundo exótico que foi atormentado por resquícios da Raça Demoníaca, Bayran aprendeu desde jovem como se esconder, como lutar e como matar. Ele aprendeu sobre a importância das Ervas Mágicas e de grande poder, e levou esses dois conceitos a sério.

Mais de 80 anos se passaram desde então, atingindo aproximadamente a meia-idade para um Sombra normal, e ele havia alcançado todos os seus objetivos.

Ele limpou o mundo em que nasceu dos remanescentes demoníacos. Ele se tornou um guerreiro realizado e um alquimista ainda mais talentoso. Ele foi considerado um dos heróis em ascensão da Raça dos Sombras, com potencial para alcançar a Classe Pseudo-Angelical.

Se havia uma coisa que ele mais odiava, depois de Demônios e remanescentes Demoníacos, eram os tolos que levavam outros Sombras inocentes a uma morte sem sentido contra Demônios ou remanescentes Demoníacos que eles não entendiam. Suas memórias de juventude, das brutais batalhas de vida e morte que se perpetuaram nela, endureceram sua opinião sobre isso.

Então, quando ele foi informado por um dos agentes do Duque dos Sombras do Sul sobre as ações de Lorde Inigo e como ele era apenas um Classe Lorde, ele ficou compreensivelmente furioso.

“Você é um idiota idealista! Não me importa o quanto você ama sua esposa, não vou permitir que você leve esses inocentes para a morte! Cada Sombra poderoso perdido é um recurso valioso dado aos Demônios!”

Os olhos de Bayran brilharam enquanto ele atacava com todas as suas forças, seu poderoso Caldeirão Assassinato do Céu se espatifando no ar enquanto mirava no peito de ‘Lorde Inigo’.

Quando ele estava prestes a desferir seu segundo golpe, um que ele sentiu ser suficiente para forçar ‘Lorde Inigo’ a renunciar, o impossível aconteceu.

O caldeirão estava a poucos centímetros das mãos de Lorde Inigo quando o pé de Bayran pousou em um pequeno sulco no chão, um buraco que foi criado quando Dorian bateu com os pés no chão para se impedir de voar.

Toda a atenção de Bayran estava em seu alvo diante dele, mas isso não significava que ele não estava ciente de seus arredores. Seu treinamento e sua vida como um todo significavam que ele tinha uma excelente consciência situacional.

Só que este pequeno sulco no chão tinha sido obscurecido de sua visão por uma fração de segundo por uma partícula de poeira rochosa que flutuou na frente de seus olhos, apenas por um instante. Um pedaço de poeira que não deveria ter feito nenhum efeito.

Mas por causa deste breve instante em que sua visão foi encoberta, ele deixou de notar o sulco no chão.

“Hã?!”

WHOOOSH!

Quando seu pé ficou preso no sulco no chão, Bayran, de alguma forma, apesar de seus longos anos de treinamento e técnica habilidosa, perdeu o equilíbrio, quase como se o destino estivesse pregando uma peça nele. Ele escorregou e começou a cair para frente em um ritmo acelerado.

“Uau!” Ao sentir isso, Bayran imediatamente puxou o caldeirão para baixo, tentando neutralizar a força de seu pé batendo e cravando-se no chão. Seu movimento habilidoso foi capaz de apenas deixá-lo dar um passo à frente em vez de bater no chão.

No entanto, porque ele já estava liderando um ataque poderoso, usando seu Caldeirão Assassino do Céu especial que pesava vários milhares de libras, seu caldeirão mudou, o enorme peso e força por trás dele fazendo-o voar para cima. Ele não podia simplesmente impedir um ataque dessa escala do nada.

Isso teve o infeliz efeito colateral de lançar Bayran para o alto, fazendo-o dar uma cambalhota sobre Dorian.

“Ahhhh!” Bayran soltou um grito de espanto enquanto voava quase três dúzias de metros de altura, voando pelo céu até que ele caiu em uma padaria local, explodindo através do telhado. Alguns gritos de pânico de Sombras civis puderam ser ouvidos enquanto eles fugiam da loja.

¤¤¤

Líder franziu a testa enquanto observava o desenvolvimento do combate entre seu alvo e algum outro Sombra desconhecido. Seu foco estava apertado enquanto ele via tudo, esperando por um único momento quando a guarda de seu alvo estivesse claramente abaixada.

“Huh … Ele redirecionou a força do golpe e mandou o outro Sombra voando?”

Líder franziu a testa novamente quando viu Lorde Inigo jogar o outro Sombra de lado. Por um instante, quase pareceu como se o Sombra tivesse de alguma forma tropeçado e dado um salto mortal sozinho no ar.

Mas isso seria ridículo. Seus olhos deviam estar pregando uma peça nele, talvez por meio de alguma técnica estranha de Lorde Inigo.

“Maldito bastardo vil! Eu vou te matar aqui e agora!” Líder praguejou, seus olhos endurecendo.

Apesar disso, ele não conseguia se livrar da sensação de que essa cena parecia estranhamente familiar …

¤¤¤

“Bem, isso é novo.” Dorian se forçou a não sorrir enquanto observava tudo se desenrolar, mantendo seu ar poderoso e austero.

“Wooo! Lorde Inigo!”

“Você viu isso?! Ele apenas desviou o ataque como se não fosse nada!!”

“Com suas próprias mãos! Suas próprias mãos!!”

Vivas e gritos soaram dos Sombras do lado de Dorian, enquanto todos os outros Sombras olhavam com surpresa, queixo caído e olhos arregalados.

“Hehe, é claro! Ele é o Santo Lorde Supremo que vai destruir as Ruínas Demoníacas, em uma grande missão para salvar sua amada!” A voz de Fabian cresceu enquanto ele falava alto.

Ele então se virou para Ayra e Horbold, os outros dois dos três capitães da Força de Libertação de Moria, e disse em um sussurro:

“Eu nunca duvidei dele por um momento, entenda!” Ele olhou para os dois como se os desafiasse a dizer o contrário.

Infelizmente, o sussurro de Fabian foi o equivalente a um grito alto. Dorian revirou os olhos ao ouvir isso, voltando a se concentrar no agora emergente Guerreiro-Alquimista.

“Você!! Seu bastardo! Como você fez isso?!” Bayran estava coberto de produtos de confeitaria pegajosos, sua estrutura esguia parecia praticamente uma loja de doces por direito próprio. As geléias coloridas e o pão que decoravam seu corpo o faziam parecer um tanto ridículo.

“Como?!” Ele gritou, absolutamente enfurecido.

Enquanto Bayran destruía uma grande coleção de produtos assados, incluindo um contingente bastante considerável de tortas recém-assadas, um bufo aborrecido e baixo mal podia ser ouvido, como se um observador tivesse percebido isso e não gostasse.

Dorian não podia culpá-lo por estar com raiva. Afinal, seus poderes não eram exatamente justos, não que isso o tivesse incomodado.

Tinha custado cerca de 4.000 pontos de energia para redirecionar os movimentos do poderoso Alquimista levemente, causando uma reação em cadeia que o mandou voando no ar. Ao estruturar seu comando e ordem da maneira certa, ele foi capaz de minimizar os custos e, ao mesmo tempo, maximizar o resultado, algo que ganhou de sua experiência pessoal na manipulação do Destino.

Se nada mais fosse considerado, Dorian poderia ser a Anomalia mais habilidosa quando se tratava de manipular o Destino.

“Eu não quero machucar você seriamente. Você e eu, nós queremos o mesmo, Bayran. Nós dois estamos aqui para eliminar os restos de Demônios em Moria.” A voz de Dorian continha um certo nível de sabedoria, sua Aura da Bravura dando a suas palavras um impacto poderoso.

“E-eu…” Bayran gaguejou, olhando feio para Dorian com uma raiva incompreensível.

“Absolutamente não! Isso não foi nada além de um acaso!” O corpo de Bayran desapareceu mais uma vez quando ele investiu contra Dorian, voando pelo ar. Pedaços de geleia e pão escorregaram de seu corpo enquanto ele atacava, arremessando-se para longe devido à pressão do vento que seus movimentos causavam.

“Destino, me ajude de novo!”

“BUM!”

Dorian mal conseguiu evitar o ataque de Bayran quando o poderoso Guerreiro-Alquimista passou voando por ele, seu caldeirão rasgando um sulco de dez metros de comprimento na estrada de pedra pavimentada, lançando cacos de pedra e poeira.

“Quem vai consertar isso? Você tem ideia de quanto custa pavimentar uma estrada?!” Dorian olhou para o Alquimista, sua opinião sobre o homem caiu.

“Quer dizer, eu também não sei, mas sei que não é barato! Como você ousa desperdiçar o financiamento do contribuinte!” Ele não pôde deixar de se sentir indignado. Pessoas mágicas e poderosas muitas vezes pareciam esquecer as desgraças do povo comum.

“Vamos, Destino, eu preciso detê-lo sem matá-lo, não posso arriscar ofender as grandes potências desta cidade! Curve-se à minha vontade!” A alma de Dorian parecia se contorcer de energia enquanto ele encarava o Alquimista, mentalmente reforçando sua vontade na realidade.

As únicas outras opções em que Dorian podia pensar eram muito arriscadas para usar com tantas pessoas assistindo. Embora seus próprios subordinados possam confiar nele cegamente, qualquer observador poderoso aqui provavelmente suspeitaria se ele usasse muitas de suas habilidades de destaque.

Ele considerou tentar absorver o caldeirão, já que era um Artefato, mas jogou esse pensamento de lado também. Ele precisaria colocar as mãos sobre ele e levar um segundo para absorvê-lo. Para que isso acontecesse, porém, ele precisaria parar e se segurar, algo que parecia impossível de fazer sem causar ferimentos graves.

Isso, e ele não tinha certeza se absorvê-lo aqui com tantos especialistas potencialmente poderosos assistindo o denunciaria. Era mais um risco que ele não estava disposto a correr, não com Helena tão vulnerável. Todas essas correntes pesando suas ações o frustrara enormemente.

“Faça o que eu mando, Destino!”

WHOOOOSH!

A energia fugiu de sua alma em uma onda.

Em um único segundo, ele gastou mais de 5.000 pontos de energia.

Ao mesmo tempo, Dorian sentiu mais do que viu algo. Uma série de conhecimentos, de informações, apareceu em sua mente.

Informações sobre o próprio destino. Essa informação era vaga e restrita a um sentimento pouco claro sobre o que ele deveria fazer. Mas foi o suficiente para ajudá-lo a apontar a direção certa.

Dorian saltou para trás, posicionando-se em uma área específica entre a distante Ponte do Mundo e o Guerreiro-Alquimista. Seus olhos brilharam quando ele bateu palmas com força, causando uma grande rajada de vento.

Esta ação estranha fez com que o guerreiro perseguidor parasse, encarando Dorian em confusão.

“Bayran! Este é seu último aviso! Se você realmente me fizer agir, não posso prometer que vai sobreviver! Não quero machucá-lo!” A voz de Dorian sacudiu o ar enquanto ele falava, cheia de poder potente. Estava cheio de tanta confiança que sua ameaça soou como uma certeza, fazendo com que alguns dos mais fracos espectadores de Sombra desmaiassem.

Todos os soldados em seu exército improvisado estremeceram, olhando para Dorian com adoração em seus olhos. Os vários espectadores também olharam fixamente, curiosidade e interesse enchendo seus corações. Todos queriam ver o verdadeiro poder do Lorde Inigo.

“Hmph! Você não é nada mais do que uma farsa! Você honestamente acha que pode me machucar?!” Bayran chicoteou seu caldeirão à sua frente protetoramente enquanto falava. Apesar de seu aparente desdém por Dorian, os rumores sobre as proezas mortais de Lorde Inigo, assim como a técnica estranha que o fez tropeçar, deixaram o Guerreiro-Alquimista inquieto.

“Você está forçando minha mão.” Dorian balançou a cabeça tristemente, sua voz cheia de arrependimento genuíno.

Ao mesmo tempo, sua mão vagou até pousar no punho de sua espada embainhada.

Um silêncio repentino tomou conta da rua enquanto todos olhavam, observando as ações de Dorian intensamente. Nem uma única alma presente ousaria tirar os olhos do que estavam prestes a ver, uma abundância de especialistas escondidos esperando com a respiração suspensa.

“Hahaha, você acha que sua pequena lâmina pode quebrar meu Caldeirão Assassino do Céu?! Este foi um artefato forjado com a ajuda da própria Senhora Sábia, uma dos Cinco Grandes Heróis! Nada nos 30.000 Mundos pode quebrá-lo!” Bayran girou o caldeirão à sua frente, ainda segurando-o protetoramente.

“Posso dizer que a lâmina que você tem naquela bainha não é nada especial! Um artefato de baixo nível, provavelmente feito por um aprendiz! Eu poderia comprar mil deles casualmente!” Enquanto Bayran continuava a falar, ele bateu no peito com orgulho, a poderosa Aura ao redor dele ondulava. Seu corpo inteiro curvado para frente enquanto ele se preparava para se defender, extremamente focado em Dorian.

“Não meça um guerreiro por sua lâmina, mas sim por sua habilidade. O galho mais leve pode quebrar até mesmo a maior montanha nas mãos certas.” As palavras de Dorian soaram como se estivessem cheias de sabedoria misteriosa e não algo que ele inventou para soar legal.

O coração de Bayran estremeceu de ansiedade ao ouvir isso.

“Ele é realmente um super gênio…? Eu o julguei mal?” Ele até começou a duvidar de si mesmo enquanto se escondia atrás de seu caldeirão com sua poderosa Aura implacável.

“GRRR!” Apesar de suas preocupações, Bayran corajosamente correu para frente, seu Caldeirão Assassinato do Céu cobriu quase todo o seu corpo enquanto ele disparava em direção a Dorian. Ele não era um covarde.

Dorian simplesmente suspirou, balançando a cabeça.

“Que assim seja.”

Ele fechou os olhos e atraiu sua alma, ordenando que o destino se contorcesse.

“O que preciso fazer, destino? Rápido, diga-me!” Ele poderia dizer que suas ações mudaram o destino de alguma forma, de uma forma imperceptível. Só que ele não tinha certeza do que precisava fazer a seguir.

WHOOSH!

A energia fugiu de sua alma mais uma vez. Desta vez, uma quantidade enorme de energia.

50.000 pontos em um único momento.

Conforme essa energia passou, a inspiração de repente atingiu Dorian, seus olhos se arregalando.

Ele cruzou o olhar com o especialista em Classe Rei.

E então, sem hesitação, ativou a técnica de movimento Asas Trovejantes: Fluxo Vendaval para dar um passo para trás excessivamente rápido, mas também muito curto.

¤¤¤

“Peguei vocês.” Os olhos de Líder brilharam quando ele viu o Sombra conhecido como Lorde Inigo parar para falar.

SHWICK!

Ele lançou a flecha de seu arco.

“Quebrador Empíreo”.

WHOOOOOOOSH!

Uma flecha feita de energia condensada e luz brilhou adiante com poder destrutivo suficiente para nivelar uma montanha, perfurando o próprio ar. Esta flecha, ao contrário do ataque normal de Líder, nitidamente apontada com uma ponta de flecha que se retorcia como uma broca.

Em vez de criar uma explosão massiva de mil metros de largura, esta flecha iria perfurar a frente, derretendo o ar e qualquer coisa no meio. Um ataque pontiagudo e direto, resultado de sua própria pesquisa e prática. Uma técnica que ele mesmo criou.

Este raio de energia avançou tão rapidamente que sua velocidade era difícil de compreender.

Na Terra, uma flecha normal disparada de um bom arco normalmente voaria pelo ar a uma velocidade entre 100 e 200 metros por segundo.

Uma bala disparada de uma arma normalmente seria disparada para a frente a algo entre 500 e 800 metros por segundo.

O Quebrador Empíreo de Líder avançou a uma velocidade de aproximadamente 3300 metros por segundo em seu novo arco, cerca de 10% mais rápido do que seu ataque regular. Isso significava que estava avançando a velocidades 4 a 6 vezes mais rápido do que uma bala em alta velocidade.

Se movia tão incrivelmente rápido que era quase fisicamente impossível esquivar, mesmo para figuras extremamente poderosas. Líder era um poderoso guerreiro de Classe Rei que colocou tudo que tinha neste ataque.

O fato de Yukeli ter conseguido redirecionar um dos ataques originais de Líder, apesar de possuir um corpo muito mais fraco, não significava que era um ataque fácil de bloquear.

Em vez disso, foi uma prova da habilidade e talento bizarros que Yukeli possuía quando se tratava de técnicas marciais. Ele era absolutamente incomparável.

De fato, esse ataque foi tão rápido que até mesmo o espião secreto Excelsior Gamin, um especialista Pseudo-Angelical que estava escondido entre os Sombras e observando a batalha em andamento, foi incapaz de detectar o ataque até depois de ter sido disparado e já pousado. Ao contrário do ataque normal de Líder, seu Quebrador Empíreo era incrivelmente independente.

Em um único momento dividido, seu ataque cobriu a distância da Ponte Mundial em que ele estava até as profundezas da Cidade Cracktyl.

Quando ele lançou a flecha, seu corpo inteiro foi jogado na Ponte Mundial, formando uma pequena cratera. A reação da técnica explosiva foi enorme, fazendo a terra rachar e torcer por centenas de metros. Sujeira e destroços foram jogados no ar, obstruindo a visão de Líder.

Mas não antes de ver sua flecha de energia perfurar todo o ar …

 “Hein? O quê?!” Líder não podia acreditar no que via.

No exato momento em que ele se comprometeu a lançar seu ataque, dispará-lo …

Seu alvo Sombra deu um passo para trás por algum motivo estranho. Mas o passo não foi normal. Se tivesse sido, seu ataque ainda teria pousado bem.

Em vez disso, parecia que Lorde Inigo havia usado alguma técnica de movimento de alto nível para se mover quase instantaneamente.

Mas apenas para dar um passo para trás.

“Quem faz isso?!” Os olhos de Líder tremularam quando a reação total do ataque esmagadoramente poderoso atingiu seu corpo, quase o fazendo desmaiar.

Se o Sombra tivesse dado um grande salto para trás ou feito qualquer grande movimento, Líder teria sido capaz de reagir e se reajustar no último segundo. Mas porque ele deu apenas um passo minúsculo, Líder foi pego de surpresa e errou.

Líder se forçou a permanecer consciente e começou a correr pela Ponte Mundial para escapar, amaldiçoando em seu coração a sorte ridícula de Lorde Inigo.

“Ele de alguma forma detectou meu ataque?! Mesmo um ser da classe Pseudo-Angelical deveria ter sido pego de surpresa! Que tipo de monstro ele é?!” Os pensamentos de Líder estavam em frangalhos enquanto ele fugia, uma nova semente de medo plantada em seu coração.

¤¤¤

WHOOOOOOSH!

O Quebrador Empíreo de Líder derreteu no ar e perfurou exatamente onde o coração de Dorian estava, apenas um momento atrás, antes de ele dar um passo para trás.

Um microssegundo depois, ele continuou a perfurar para frente.

Direto para o Caldeirão Assassino do Céu de um certo Sombra.

THUNK!

A flecha de energia atingiu o caldeirão.

Luzes brilhantes piscaram enquanto o poderoso artefato interagia com a energia demoníaca presente na flecha de Líder. Este artefato era verdadeiramente lendário, construído por um dos maiores gênios dos 30.000 mundos. Apesar da força colossal da flecha, ela não conseguiu perfurar o fundo do caldeirão.

Claro, isso não significa que a quantidade gigantesca de força por trás da flecha desapareceu. O impacto foi redirecionado e ligeiramente reduzido, mas impossível de neutralizar.

“AHHHHHHHHHH!” Um grito de pânico explodiu dos lábios do talentoso e respeitado Guerreiro-Alquimista Bayran quando ele foi jogado para trás e, em seguida, lançado ao ar.

“Oh céus.”

Dorian observou enquanto o famoso Sombra se transformava em uma pequena mancha no céu e então desaparecia, atirado para tão longe que ele nem conseguia ver sua figura.

Um silêncio atordoante encheu a rua enquanto cada pessoa olhava para Dorian em puro choque e admiração.

“Eu não conseguia nem ver ele mexer o braço, muito menos a lâmina!”

[Careca: Coitado do Líder, mal sabe ele que o seu mestre supremo hauhauhauhuahhu.]


[Não esqueçam de comentar e recomendar]

[Leiam BEYOND?! O Denn finalizou a novel!]

Reborn: Evolving From Nothing – Capítulo 173
COMPARTILHAR
Leitor inveterado Veterano na fundação da internet: "na minha época, isso tudo aqui era mato" Traduz, revisa, erra, conserta e ri.