Reborn: Evolving From Nothing – Capítulo 173

330
Reborn: Evolving From Nothing – Capítulo 172
Reborn: Evolving From Nothing – Capítulo 174

Tradução: Denn | Revisão: The Careca


Luta

“Hã!” Dorian exalou bruscamente enquanto dava outro passo para frente, sua Aura explodiu ao redor dele. Ele atraiu fortemente sua alma, a Energia das Leis correu em suas veias.

No confronto, Dorian optou por não usar nenhuma das Sete Grandes Leis Demoníacas, em vez de usar apenas as mais sagradas. A Aura que as Leis Demoníacas emitiam era aquela que mudava e girava, difícil para os não-praticantes detectar, mas não havia razão para risco de detecção.

Não quando ele estava no meio de uma cidade popular localizada do lado de fora de uma enorme ruína demoníaca, provavelmente cheia até a borda com especialistas em Demônios.

“Pegue sua arma!” Bayran começou olhando para Dorian. O ar ao redor de Bayran estalava agudamente, a energia mortal de sua Lei de Corte agitando-se no ar.

Graças às ações de Bayran, a rua agora estava vazia de espectadores civis por mais de 100 metros. As únicas pessoas que restaram foram aquelas com força para se proteger das réplicas de qualquer luta.

O fato de que esse desafio tinha chegado tão longe e estava literalmente acontecendo na rua da cidade cimentou a suposição de Dorian de que esse desafio foi sancionado pelos líderes e principais poderes que influenciaram Cracktyl.

Dorian olhou para a espada simples que ele prendeu na cintura. A arma era forte e confiável, um artefato de baixo nível que ele adquiriu, que era resistente e durável. No entanto, ele duvidava muito que sobreviveria a qualquer confronto sério com um especialista da Classe Rei. Não era um artefato poderoso de forma alguma.

Ele também não era nem de longe tão talentoso com uma espada quanto suas lendas afirmavam.

“Você não empunha uma lâmina e eu não estou aqui para matá-lo, Alquimista. Portanto, devo lutar com as mãos desprotegidas.” Ele inventou uma desculpa na hora.

Todos os espectadores murmuraram observações de quão justo e sábio Lorde Inigo estava se mostrando. Nenhum deles parecia desanimado com o desafio abrupto, levando tudo na esportiva. Todos os guerreiros do exército de Dorian assentiram quando o ouviram falar.

“Esse é Lorde Inigo para você.”

“Claro, como ele poderia deixar alguém lutar em desvantagem?”

“Se eu fosse tão corajoso quanto Lorde Inigo.”

“Tão gentil e sábio!”

Uma conversa semelhante podia ser ouvida, espalhando-se pela larga rua de pedra.

“Você está me desprezando? O maior guerreiro-alquimista de Classe Rei que já existiu?” As veias incharam na testa do Alquimista. A Aura ao redor dele ondulou com um poder cortante mais afiado.

“Eu não estou tentando, caramba! Eu realmente sou medíocre na melhor das hipóteses com uma espada!” Ele estremeceu internamente.

“Não, não mesmo.” Dorian respondeu, balançando a cabeça. Antes que ele pudesse continuar falando, ele foi cortado.

“Herói tolo. Você não precisa de uma lâmina para cortar! Meu caldeirão aqui é afiado o suficiente para cortá-lo, igual a qualquer espada!” A voz de Bayran estava alta enquanto ele chicoteava seu caldeirão enorme para frente, apontando-o para Dorian.

“Mas… como um caldeirão pode ser afiado? Se é… redondo?” Dorian estendeu as mãos para o lado, completamente perdido.

“Hmph! Você é simplesmente inculto! Meu caldeirão ganha nitidez com seu poder esmagador! Tudo o que pousa em seu caminho é obliterado por ele, como uma lâmina mortal!” O Alquimista parecia ter o hábito de pontificar e gostava de ouvir a si mesmo falar enquanto dava aulas a Dorian.

“Mas isso não corta nada… é apenas usá-lo para esmagar coisas…” Dorian observou em voz alta.

“Você! Pare de fazer tantas perguntas!”

WHOOSH!

Sem esperar, o Guerreiro-Alquimista Bayran avançou, saltando na direção de Dorian.

Apesar de sua aparência esguia, o Alquimista se movia com habilidade e força. A Aura que o rodeava permitia que ele se movesse rapidamente, como se estivesse cortando o ar. Em apenas um instante, ele chegou a poucos metros de Dorian, avançando com seu caldeirão enorme. Ele tinha usado algum tipo de técnica de movimento rápido, uma Arte Marcial Mística que lhe permitia mover-se ainda mais rápido do que o natural.

Os olhos de Dorian brilharam quando ele respondeu imediatamente.

“Corpo perfeito, ative! Corpo Blindado Místico, Lei da Misericórdia, cubra-me!”

O mundo ao seu redor perdeu um pouco de sua cor quando ele ativou seus melhores poderes defensivos, levantando as mãos à sua frente. Todo o seu corpo formigava com valorosa energia e poder.

“Revirando a Terra: Quebrando Pedregulho!” Ele ativou uma das poucas Artes Marciais Místicas que restara de Yukeli, lançando-se para frente com um poderoso golpe de energia aprimorada por ele mesmo, que ele infundiu com a Lei da Misericórdia.

Com tantas pessoas assistindo, incluindo prováveis ​​especialistas poderosos de Grandes Potências, não havia chance de Dorian se atrever a recorrer a quaisquer Leis Demoníacas. Não quando eles estavam perto de uma famosa Ruína Demoníaca.

Ele também tomou a decisão eletiva de usar o mínimo de Habilidades possível. Ele pode ser capaz de se safar com algumas, mas quanto mais Habilidades ele usasse, mais poderes inexplicáveis ​​​​ele mostra, mais suspeito ele parece. Manter seu disfarce era sua prioridade número um.

“Eu também não posso me permitir perder essa luta, no entanto…”

Uma fração de segundo depois, o caldeirão enorme bateu nos punhos de Dorian…

E imediatamente o jogou para trás.

BOOOOOM!

“O que?!” A mente de Dorian estava inundada de confusão quando ele foi jogado para trás, suas mãos tremendo como se um peso colossal tivesse acabado de colidir com ele. Sua Habilidade Corpo Blindado Místico conseguiu diminuir parte do impacto e seu físico aperfeiçoado conseguiu suprimir outra parte.

Mas não o suficiente para evitar ser jogado para trás.

BUUM!

Dorian navegou cerca de 12 metros antes de conseguir bater o pé no chão, parando à força. A rua de pedra rachou enquanto ele lançava grandes aglomerados de rocha e terra, seu corpo tremia.

Qunado ele conseguia se conter, ele olhou para seu peito em choque real.

Um corte longo e vermelho podia ser visto, pingando sangue. Espalhou-se de seu ombro direito até o quadril.

“Grande Herói!”

“Ah não!”

“Santo Senhor Supremo!”

Gritos da platéia que assistia, principalmente de horror ou choque, ecoaram no show. O exército de Dorian mudou inquietamente, o rosto de confiança vacilou quando viram Dorian ser ferido. Enquanto isso, os Sombras do lado do Guerreiro-Alquimista mantinham os braços cruzados, observando em silêncio.

“Ah, você vê a nitidez do meu caldeirão agora? Falso herói tolo! Como você poderia pensar em se comparar a mim em uma batalha de força? Eu não fiz nada além de fortalecer meu físico por décadas!” A voz de Bayran estava alegre quando ele parou de atacar, aproveitando mais um momento para se ouvir falar.

“Eu sou um Caçador de Demônios declarado, meu trabalho paralelo é o de trabalhar como Alquimista. Em minha jornada para eliminar os remanescentes da Raça Demoníaca que assola a Sombra de Comuna, eu encontrei grande sabedoria deixada para trás por membros dos Grandes Heróis, verdadeiros guerreiros que eu respeito, ao contrário de você.” Sua voz estava cheia de confiança.

“Palavras escritas por Yukeli do Absoluto e do Rei Mago Telmon! Isso mesmo, eu li algo deixado para trás até pelo lendário Grande Herói Yukeli, meu ídolo!” O Alquimista bateu palmas, um olhar presunçoso aparecendo em seu rosto.

“Telmon teorizou para Yukeli que toda a vida era composta de minúsculos objetos redondos, compostos juntos em grandes coleções! Yukeli concordou, compartilhando suas próprias percepções e conhecimentos únicos que solidificaram essa teoria! Enquanto o fragmento que encontrei estava muito incompleto e só mostrava parte dele sua conversa, seu conhecimento ficou comigo!” Bayron continuou, sua voz e comportamento confiantes.

“E eu pensei comigo mesmo, se até mesmo a mais afiada das lâminas é composta de minúsculos objetos redondos, mas ainda é considerada afiada… por que meu confiável Caldeirão de Pílula não pode ser afiado também?! Só com esse pensamento, eu rompi a Lei de Corte e alcançou a Classe Rei!” Ele terminou de falar, o olhar presunçoso em seu rosto irritantemente presente enquanto ele batia em seu caldeirão amorosamente.

“O que? Mas… Não, isso… Isso ainda não faz sentido… Ainda é redondo, não afiado…” Dorian desistiu de tentar entender a lógica do Alquimista.

Dorian olhou de volta para o autoproclamado Guerreiro-Alquimista, seus olhos estreitos. Parecia que Telmon havia descoberto a verdade sobre a realidade, sobre a física de partículas, sozinho.

“Que gênio incrível Telmon era. É, quero dizer. Ele ainda está vivo, afinal. E, claro, Yukeli concordou porque ele teria acesso às minhas memórias da Terra. Ele saberia que provavelmente era verdade aqui, mesmo que desprezasse as memórias.” Dorian podia sentir seu corpo se regenerando rapidamente do ferimento em seu peito, graças à sua habilidade de regeneração constante. Ele se lembrou de seu status, mantendo seu olhar silencioso para o Guerreiro-Alquimista.

¤¤¤

[Dorian – Estágio da Alma: Classe Lorde (Pseudo-Rei)]

[Saúde: bom]

[Energia: 188.002/218.602]

¤¤¤

“Droga. Não aguento mais golpes assim.” Em seu estado de Corpo Perfeito, a mente de Dorian operava em um ritmo aprimorado. Ao considerar a situação em que se encontrava, ele tirou várias conclusões.

“Ele tem um corpo físico extremamente poderoso, como ele disse.” Os níveis de energia não refletiam totalmente o físico de um ser. Um dragão com um nível de energia de 1.000.000 e um Sombra com um nível de energia de 1.000.000, havia uma enorme diferença entre os dois. Apesar dos níveis de energia iguais, o dragão seria muito mais forte.

Este Guerreiro-Alquimista treinou seu corpo a um nível anormal, provavelmente através do uso de Pílulas Mágicas e outros aprimoramentos. Além disso, seu caldeirão operava sob algum uso estranho da Lei da Corte, dando aos seus movimentos uma força mortal.

Se tivesse fosse apenas isso, Dorian teria sido capaz de, pelo menos, aguentar o golpe com graça.

No entanto, no momento em que o caldeirão bateu em seus punhos e peito, Dorian sentiu uma sensação penetrante e dolorosa no fundo de sua alma.

Essa sensação parecia reagir com a energia da Lei da Ganância e da Lei da Ira em sua alma. Assim que sentiu, o ataque do caldeirão pareceu ficar muito mais forte, carregando consigo um impacto que excedeu em muito a capacidade de resistência de Dorian.

“Droga. É uma arma projetada para ajudar a matar Demônios ou aqueles que usam as Leis Demoníacas? Deve ser.” Seus olhos se arregalaram imperceptivelmente ao chegar a essa conclusão.

O Guerreiro-Alquimista antes dele era quase um oponente perfeito para Dorian.

“Não posso usar meu Fogo de Dragão aqui e ainda não tenho uma explicação muito boa para meus Lasers Hyperion. Não posso usar a maioria das minhas habilidades, não com todos esses especialistas assistindo.” Os olhos de Dorian brilharam em frustração.

“Que assim seja.” Seu coração se acalmou enquanto ele se concentrava, não permitindo que sua irritação abalasse seu estado emocional.

“Eu tenho uma última carta que posso jogar, uma que nem você será capaz de contra-atacar!”

Seus pensamentos haviam durado cerca de meio segundo. Nesse tempo, o Guerreiro-Alquimista terminou de falar e correu para frente em Dorian novamente.

“Vamos ver se você consegue dar um segundo golpe, falso herói tolo! Desista agora, enquanto você ainda pode!” Sua voz ecoou quando ele gritou com Dorian, o corpo de Bayran fervilhando de energia afiada.

Mais uma vez, o corpo do lutador esganiçado borrou e reapareceu a poucos metros de Dorian. A técnica de movimento que o guerreiro usou era pelo menos comparável ao Asas Trovões: Fluxo Vendaval de Yukeli.

“Santo Senhor Supremo!”

“Nããão!”

“Cuidado, Grande Herói! Esquive-se!”

“Não deixe que isso atinja você!”

Gritos de preocupação e medo ecoaram enquanto os Sombras gritavam de horror. Muitos deles agarraram suas armas, seus corpos ondulando com energia enquanto se preparavam para pular em defesa de Dorian.

Dorian ignorou todos eles e ficou pronto para o ataque mais uma vez, desta vez sem usar uma Arte Marcial Mística. Em vez disso, enquanto ele ficava parado, ele fez duas coisas.

Ele recorreu a sua alma, ordenando que o Destino mudasse. Sua alma vibrou enquanto a energia fluía dela.

Ao mesmo tempo, ele ergueu lentamente a mão direita à sua frente, em um gesto quase preguiçoso e indiferente, e falou em voz alta para a multidão de espectadores.

“Gente de pouca fé.”

WHOOOOSSH!

Por apenas um breve instante, tão breve que ninguém vivo percebeu, o mundo ao redor de Dorian pareceu estremecer.

E então o impossível aconteceu.

[Careca: Olha o hack usando o hack depois de levar um stomp. Esperando pelo Líder, Sdds dele.]


[Não esqueçam de comentar e recomendar]

[Leiam BEYOND?! O Denn finalizou a novel!]

Reborn: Evolving From Nothing – Capítulo 172
Reborn: Evolving From Nothing – Capítulo 174
COMPARTILHAR
Leitor inveterado Veterano na fundação da internet: "na minha época, isso tudo aqui era mato" Traduz, revisa, erra, conserta e ri.