Reborn: Evolving From Nothing – Capítulo 119

382
Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 118
Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 120

🌞 Ative o Modo Noturno 🌚

       

Tradução: Denn | Revisão: The Careca


Concorrência

“Grande Senhor, seja cauteloso. Estes Dragões podem não reconhecer a Aura única que a Lei da Ira detém, não após a passagem de tantos anos, mas aqueles que estão familiarizados com ela, como eu, podem facilmente identificá-la.” A voz de Líder estava calma, mas levemente sincera, enquanto ele falava com Dorian.

“Eu sei que você deseja ficar disfarçado por um tempo, e se tivermos que matá-los, isso pode atrapalhar seus planos.” Líder depositou uma enorme quantidade de confiança na força de Dorian.

Dorian olhou para trás, sorrindo com tristeza internamente.

“Não me dê muita confiança, Líder. Eu provavelmente não poderia nem segurar uma vela para esses dois.” No seu nível atual, havia pouca chance de ele sobreviver a um confronto direto contra os Dragões.

Yukeli provavelmente seria capaz de lidar com isso muito bem, sendo o gênio guerreiro que ele era, mas não era como se ele e Yukeli estivessem se falando. Ele não queria arriscar perder seu corpo ou alma para aquele homem.

“Eu estou ciente, Líder.” Ele não estava, na verdade, mas agora ele estava. O pensamento não passou pela sua cabeça. Ainda assim, ele precisava jogar, para manter a imagem mental que o Demônio do Orgulho tinha dele.

“Claro, Grande Senhor.” Líder assentiu como se fosse a coisa mais natural de todas.

“Como estão as coisas com os dragões?” Dorian continuou, esfregando o queixo elegantemente.

Líder não piscou diante da nova forma de Vampiro da Ira de Dorian, tomando como certo. O sentimento sutil da Lei da Ira era impossível de reproduzir, a menos que alguém tivesse algum tipo de artefato raro baseado na Ira.

“Hmph. O ouro, Aiden, é arrogante. Eu bati cabeça com ele algumas vezes no convés, para mostrar a ele os erros de seus modos, mas não fiz movimentos evidentes de outra forma.” O orgulho infalível de Líder pareceu forçá-lo a confrontar qualquer um que ousasse agir de modo arrogante ao seu redor.

“Quanto ao quieto, o Sábio Dragão de Jade, ela se mantém principalmente reservada.”

Dorian passou a maior parte de uma hora concentrado apenas em sua nova compreensão da Lei da Ira. Porque sua Matriz de Feitiços da Alma já estava na Classe Lorde, ele tecnicamente deveria ser capaz de usar a Lei da Ira para imbuí-la dentro de seus ataques ou usá-la de maneiras únicas.

Infelizmente, ele realmente não sabia nada sobre a Lei da Ira, além de algumas informações básicas que ele ganhou de Líder. Ele não conhecia nenhuma técnica secreta, como a que Líder explicou como sendo o ‘Super Estado’ que sua Lei do Orgulho lhe permitia acessar.

Se ele quisesse descobrir o que mais ele poderia fazer, precisaria se revirar, testar por conta própria, ou procurar uma herança de algum tipo. Segundo Líder, havia remanescentes da Raça Demoníaca, e as Leis que eles estudaram, escondidas dentro das terras da Sombra de Comuna. Ele fez uma nota mental para verificar isso no futuro.

No tempo que Dorian estava passando por tudo isso, Líder estava interagindo com os outros, com a intenção de coletar informações sobre eles.

“Entendi.” Eles estavam atualmente no quarto de Dorian. Líder apareceu depois que Dorian parou de meditar sobre a Lei da Ira, a Aura que ele emitia desapareceu.

“Vamos dar uma olhada.” Dorian continuou e caminhou até a porta, abrindo-a. Ele saiu para um pequeno corredor de madeira, com um longo tapete de pele no chão. Dorian foi até uma extremidade onde encontrou um lance de escadas. Ele subiu rapidamente, sem hesitação.

Quando ele chegou lá em cima, ele respirou fundo, e olhou em volta. Havia um grande deck de madeira de várias dezenas de metros de largura espalhados pela visão de Dorian. Alguns homens podiam ser vistos, cuidando de várias partes do navio voador. O tamanho da tripulação era pequeno para esses tipos de transporte, muito menos do que seria necessário para um navio de navegação.

“Ah, o grande guerreiro surgiu.” Uma voz arrogante cheia de uma ponta de irritação soou.

Dorian se virou, olhando para o lado esquerdo do navio, perto da borda.

Aiden, o Dragão da Chama Dourada, estava ali em sua forma humanoide, um longo manto dourado adornava seu corpo. Ele se segurou com orgulho, uma sensação de poder real fluia dele.

“Huh, Líder deve ter realmente irritado ele.” Ele pensou, olhando ligeiramente para Líder. O Demônio do Orgulho o seguiu no convés.

“Hmph. Sua destreza não é nada em comparação.” Líder retornou, avançando para ficar ao lado de Dorian, com os braços cruzados. O dragão aparentemente reconheceu Dorian apesar de sua forma alterada. O fato de que ele se transformou em corpos diferentes parecia ter sido totalmente explicado a ele por seu companheiro.

“Ah, é isso mesmo? Bem, eu estive pensando…” Aiden começou, inclinando o braço direito para o lado do navio,

“Que tal uma pequena competição? Ainda temos mais uma hora antes de chegarmos.”

“Que tipo de competição? Se é algo que apenas um Dragão da Chama Dourada pode fazer, obviamente vamos recusar.” Líder respondeu imediatamente, sua voz cheia de suspeita quando ele cruzou os braços.

“Não, não. Um teste simples de habilidade e precisão, vou permanecer na minha Forma Humanoide também. Uma competição justa para todos.” Aiden voltou, balançando a cabeça ligeiramente.

“Então nós aceitamos. Você aprenderá o que é a verdadeira força, tolo Dragão.” A voz de Líder era orgulhosa.

“Bem, um de nós vai aprender isso.” Aiden sorriu ligeiramente, um sorriso que não tocou seus olhos.

“Uau, eles realmente estão se dando bem.” Dorian pensou, com uma pequena semente de preocupação em seu coração. O navio que eles estavam tomando não poderia levar muito dano, afinal. Se a dupla começasse a lutar, seria sem dúvida destruído.

Aiden acenou com a mão. Imediatamente, várias dúzias de facas apareceram, flutuando no ar magicamente. Eles pareciam ser feitos de metal e eram do tamanho da mão de Dorian.

“Aqui está a competição. Cada um de nós ganha vinte e uma facas para usar.” Aiden começou, apontando para as facas. Ele então se virou, apontando para o céu que eles estavam voando.

O céu de Lansc estava cheio de ilhas flutuantes e brisas caóticas. As correntes de vento tomaram voltas e reviravoltas estranhas ao redor deles, as milhares de ilhas flutuantes criavam enormes riachos e redemoinhos. Era uma configuração caótica, quase aleatória.

“O objetivo é simples. A primeira faca deve ser jogada à frente do navio. A pessoa que pode manter a faca à frente do navio por mais tempo sem deixá-la cair, usando as outras facas para alterar sua trajetória de vôo, vence o teste de precisão e habilidade.” Aiden acenou com a cabeça com firmeza.

“Uma ressalva, no entanto. Nenhuma magia é permitida, nem é permitido a nós usar o poder da lei.” Aiden virou-se para Líder e Dorian, com um sorriso arrogante no rosto.

“Um desafio perfeitamente justo. Você aceita?”

“Parece muito justo.” Dorian pensou, balançando a cabeça. Líder era um arqueiro talentoso e, embora sua Aura do Orgulho pudesse aumentar muito sua força, ele ainda era muito forte sem ela. Ele não tinha dúvidas de que Líder também era habilidoso com facas de arremesso.

“Sim nós concordamos!” Líder viu o aceno de Dorian e respondeu, batendo no peito.

“Excelente. Então vamos começar imediatamente.” Aiden virou-se para a frente do navio, caminhando para lá com passos confiantes.

Líder se virou para encarar Dorian, com os olhos cheios de fervor

“Esmague sua arrogância, Grande Senhor! Mostre a ele o que a verdadeira força significa!”

Os olhos de Dorian se arregalaram quando ele chegou a uma percepção horrível.

O Dragão da Chama Dourada não estava falando sobre Líder quando ele os desafiou. Ele estava falando sobre Dorian.

Sua cabeça virou lentamente para a frente do navio, uma sensação de afundamento na boca do estômago.

“Oh céus. Isso não é bom.”

¤¤¤

Em Magmor…

WHOOSH!

Um clarão de luz explodiu quando um grupo de figuras apareceu no meio de um pequeno pátio, no distrito externo da cidade de Tomo.

O pátio era feito de pedra e bem conservado, com algumas árvores jovens decorando os cantos e uma parede de pedra de tamanho médio cobrindo-a de vista externa. Um par de casas de madeira podia ser visto na parte de trás do pátio, conectando-se a alguns prédios de pedra, todos com telhados cinzentos e manchados de cinzas. Uma pitoresca casa grande, construída no estilo tradicional comum de Tomo.

“Rápido! Cuidem de Probus imediatamente!” A voz urgente de Trajano foi implacável quando ele pegou Probus que estava mortalmente ferido, levando-o para dentro de uma das casas adjacentes. O Mago da Chuva lançou a Helena um olhar único e sem emoção de seus olhos vazios antes de entrar com o silencioso Probus.

Vários dos Vampiros de Classe Grande Mestre foram atrás de Trajano, preparando-se para fazer tudo o que podiam para salvá-lo.

Helena prendeu a respiração enquanto olhava ao redor do pátio, cerrando os punhos.

Eles foram forçados a usar o plano de fuga de backup. Helena enviara um de seus vampiros para alugar um pátio. Só a levara uma breve viagem, já que eles estavam tão perto da cidade, para conseguir sua localização e retornar.

Por mais poderosas que fossem os Sombras, a menos que o Rei dos Sombras ou o Sumo Sacerdote da Igreja da Luz viesse pessoalmente, nenhum deles ousaria causar problemas na cidade Tomo.

O Bracelete do Lobo Capitolino era um Artefato Mágico que tinha dois poderes. Um poderia ser usado para escapar e o outro poderia ser usado para atacar. O plano original era tentar ganhar Veritas usando as outras Anomalias, e se isso falhasse, matá-lo. A pulseira poderia liberar uma quantidade considerável de poder concentrado, e com as habilidades de Helena, matar a Anomalia conhecida como Veritas teria sido um negócio simples.

A magia temporal de Trajano juntamente com Probus e as outras duas Anomalias, teria detido os Sombras. O plano deveria ter sido quase infalível.

Mas tudo deu errado.

Ela cerrou os punhos novamente, respirando fundo. Ela sentiu como se seu coração estivesse se contorcendo enquanto ela olhava para a casa que Trajano havia se precipitado com Probus, seus sentidos aguçados pegando seus gritos de dor. Os dois tinham sido tão próximos quanto irmãos.

Ela deu um segundo suspiro trêmulo, pequenas lágrimas se formaram nos cantos de seus olhos,

“Eu sinto Muito…”

¤¤¤

Pavlo franziu a testa enquanto olhava para fora da muralha da cidade de Tomo, esfregando o queixo.

A parede em si era grande e imponente, feita de pedra branca que estava manchada de cinza pelas cinzas que subiam de vez em quando. Embora fosse raro que qualquer Gigante de Lava ou outros animais nativos das Terras de Magma atacassem a cidade, especialmente considerando o quão alto era, ainda havia guardas e Magos movendo-se em patrulha.

“Henry, o que temos nos grupos que estão brigando lá fora?”

Ao lado do Rei Flamejante havia um grupo de subordinados, liderados pelo Mago de Classe Rei Henry. O ruivo estava com o cenho franzido e olhava para as explosões distantes.

“Senhor. Embora não tenhamos certeza de quem são os atacantes, no momento presente, sabemos que a Família Aurélius estacionou 3 de seus Reavers ali, em um acampamento temporário. Além disso, acreditamos que dois dos membros de seu grupos são caóticos, criaturas conhecidas como ‘Anomalias’, de acordo com os Magos do Destino. Os Vampiros entraram na cidade mais cedo e alugaram um pátio no distrito externo.” Suas palavras eram precisas e rápidas, pronunciadas tão rapidamente que pareciam se separar.

“A Família Aurelius, hein?” Pavlo olhou para o cetro que segurava na mão, deslocando-o ligeiramente.

“Falei com o Grande Senhor há muitos anos. Eles deixaram claro que não têm interesse em tentar uma aquisição hostil de Magmor, nem teriam qualquer chance de conseguir isso.” Pavlo balançou a cabeça, confuso.

“Henry, pegue alguns de seus homens e confira. Eu não gosto de ter um combate tão intenso tão perto da minha cidade. Force-os a acabar com isso.” Assim que ele terminou de falar, no entanto, um raio de luz rápido, quase imperceptível, disparou da distante cena de combate e aterrissou dentro da cidade.

Esse raio se movia tão rapidamente que era praticamente invisível a olho nu. Mesmo Pavlo, o poderoso Mago de Classe Rei que estava perto de romper com a Classe Angélica, não conseguiu detectá-lo.

De fato, de todos os que estavam na parede, apenas uma pessoa viu o raio de luz.

Uma figura encapuzada, em pé na parte de trás do grupo de subordinados.

Os olhos de Mello brilharam dentro de seu capuz disfarçado, enquanto ele mal conseguia ver o feixe, sua cabeça lentamente se voltando para o distrito externo de Tomo, onde havia pousado.

Ele inclinou a cabeça ligeiramente para o lado.

Henry imediatamente se curvou ao ouvir as ordens de Pavlo, dando ordens rápidas,

“Balt, Kanden, vocês dois estão comigo. O restante de vocês pode voltar para a cidade e estão livres até que vocês sejam chamados. Estejam preparados para se mover com suas equipes a qualquer momento. A Tartaruga Imperador das Chamas estará surgindo em breve, em algum lugar perto de Tomo desta vez.”

O grupo de Magos subordinados ao Rei Flamejante se dispersou da muralha, movendo-se em várias direções.

Uma forma em particular, coberta por um longo manto escuro, podia ser vista saindo do grupo, indo em direção ao distrito externo…

[Careca – Capítulo mais cedo hoje abiguinhos!!! Sinto muito, eu acho que o probus morreu, essa merda do melo voltou! fuck!]

[Não esqueçam de comentar e recomendar]

[Não esqueçam de se INSCREVER NO CANAL e acompanhar nossos vídeos]

Ei, você gosta desta novel? Acha que tem pontos a se melhorar? Ou acha que o autor já conseguiu expor toda sua experiência com esta obra? Diz pra gente lá no novo site da Central Novels!

Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 118
Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 120
COMPARTILHAR
Leitor inveterado Veterano na fundação da internet: "na minha época, isso tudo aqui era mato" Traduz, revisa, erra, conserta e ri.