Reborn: Evolving From Nothing – Capítulo 112

365
Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 111
Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 113

🌞 Ative o Modo Noturno 🌚

       

Tradução: Denn | Revisão: The Careca


O Dragão encontra O Orgulho

A Cidade Oasis Tomo era a maior das seis Cidades Oasis em Magmor. A cidade em si era enorme, dezenas de quilômetros de largura e comprimento, cheia de uma variedade de pessoas. Uma imponente parede de pedra branca, manchada de cinza das ocasionais cinzas do Mar de Magma, protegia a cidade em torno dela.

O que diferenciava Tomo das outras Cidades Oasis era o homem que a controlava.

Magmor não tinha governante ou líder, mas isso não significava que ninguém de força vivesse aqui.

Tomo era controlada por um humano poderoso conhecido como Pavlo, o Rei Ardente. Um Mago de Classe Rei que estudou Magia de Magma, um tipo especializado de Magia de Fogo. Sua presença em Magmor foi uma grande razão para sua independência. Sua destreza fizera dele uma espécie de lenda que nenhum Grande Poder queria antagonizar.

Pavlo tinha se estabelecido aqui há mais de 250 anos, obcecado com a pesquisa de Magia de Magma e as lendárias Ruínas da Ascensão, que serviam como fonte perpétua de mistério e admiração.

Como um Mago de Classe Rei de alto escalão, Pavlo era extremamente poderoso. Se ele quisesse, ele poderia ter tomado o controle das outras Cidades Oasis sem problemas. Ele havia recusado isso, no entanto, no interesse de estimular a concorrência.

Pavlo não queria controlar o planeta ou qualquer forma de poder ou posses mundanas. Ele simplesmente queria resolver o enigma das Ruínas da Ascensão e entrar na Classe Angelical.

Como parte disso, várias vezes por ano, quando surgia a chance de entrar nas Ruínas da Ascensão, ele produzia e encorajava uma enorme competição, contratando equipes de mercenários e magos para explorar as Ruínas, enquanto também oferecia grandes recompensas para qualquer um que pudesse voltar com novas informações.

E agora, Pavlo podia ser encontrado sentado em uma pequena cadeira de pedra em um pátio no centro da grandiosa Cidade Oasis.

Ele tinha uma aparência de meia-idade, com um peito magro e um físico magro. Ele usava uma longa túnica vermelha e tinha um rosto marcado pela idade. Cabelos brancos curtos cobriam a cabeça, com um bigode considerável plantado firmemente no rosto.

Na mão direita, ele segurava um cetro vermelho brilhante.

“Então você se especializa em infiltração e subterfúgio, de acordo com os registros mercenários que tenho de você.” Sua voz estava quieta enquanto ele falava. Não possuía uma ponta intimidadora, mas por trás disso, uma sólida sensação de confiança e força podia ser sentida.

“Sim, Rei Pavlo.” De pé em frente ao lendário Mago de Classe Rei, havia uma figura indefinida cujo rosto estava escondido por um longo manto negro. Sua voz era neutra, nem feminina nem masculina.

“Um mago como você será um recurso valioso para as minhas Equipes de Ruínas. As Ruínas da Ascensão vão aparecer em questão de dias, talvez até horas.” Pavlo começou, acenando com o cetro vermelho para a figura encapuzada.

“Meus homens avaliaram completamente seu histórico e confirmaram tudo. Decidi contratá-lo. Juntamente com a sua presença, poderemos contestar pelo menos metade dos pontos para entrar desta vez.”

A figura vestida de preto parecia se mover ligeiramente. Seu rosto estava invisível, mas um ar de prazer parecia se formar ao redor deles enquanto a figura olhava para baixo.

“Essa é uma excelente notícia, Rei Pavlo. Eu já discuti meu pagamento com você.”

“Sim, sim. Tudo será como prometido. Eu não volto atrás na minha palavra.” Pavlo respondeu, balançando a cabeça com indiferença. Ele acenou com a mão para o lado, levando um homem para a frente.

Um mago vestido em um terno vermelho apertado ficou em atenção. Uma ardente Aura real fluiu em torno desse Mago ruivo, dando-lhe uma aparência perigosa. Seu rosto era bonito, mas seus olhos estavam frios.

“Este é Henry, o líder de todas as Equipes da Ruína que eu formei. Você se reportará diretamente a ele.” Pavlo começou.

“Cada membro da equipe recebe seu próprio nome de código para quando estão atuando. Você decidiu um?”

A figura vestida de preto olhou para cima, o rosto ainda escondido pelo capuz que usavam.

“Sim, na verdade, eu tenho.” O ar parecia tremer um pouco.

“Você pode me chamar de Mello.”

¤¤¤

“Ahh, isso foi gostoso!” Dorian bateu em seu estômago confortavelmente enquanto descansava em sua cadeira, absorvendo a atmosfera do restaurante onde pararam. Era um lugar animado, cheio de mercenários e outros sujeitos de aparência dura. O restaurante tinha uma área aberta, tabelada e um longo bar ao lado.

As panquecas e a carne que haviam descansado no prato haviam sido devoradas em questão de momentos. Eles eram tão deliciosos quanto ele esperava.

“Estava tudo bom.” Líder fungou ligeiramente enquanto olhava para o prato com desdém. A maior parte da comida ainda estava lá.

“Agora, vamos planejar.” Dorian respondeu com um pequeno sorriso, falando sobre o barulho silencioso do restaurante ao redor deles.

“A Ponte Mundial para Lansc é cerca de 60 quilômetros ao norte daqui. Podemos chegar nela hoje com facilidade.” Dorian moveu o prato para o lado da mesa e começou a desenhar uma linha, mostrando o caminho.

“Assim que chegarmos em Lansc, pegaremos um navio voador para a Ponte Mundial para Magmor. Um vôo rápido de uma hora, no máximo, devido à proximidade das duas Pontes.” Ele cruzou o dedo sobre a mesa, aproximando-se da borda.

THUMP!

Ele bateu o polegar no final.

“E então chegamos aqui. Magmor.” Os olhos de Dorian brilharam.

“Ao todo, deve nos levar um dia no mínimo, dois no máximo.”

“Isso soa agradável, Grande Senhor. Vamos completar sua missão e começar o renascimento da Raça dos Demônios!” Líder olhou para Dorian com olhos que brilhavam com fervor. Seu desejo de se aliar com Dorian não mudou nada. A força esmagadora que Dorian, como Yukeli, mostrava era extremamente convincente para aquele que vivia de seu orgulho.

“Tudo bem, então agora vamos considerar as minúcias. Magmor tem seis grandes cidades espalhadas por sua pequena superfície. O que precisamos fazer…” Dorian começou a conversar com Líder, explicando seus planos. Líder respondeu amigavelmente, aumentando a conversa com sua própria astúcia. Todos os seus subordinados deveriam ficar atrás de Paxital enquanto ele se aventurava com Dorian.

TING! TING!

A porta do restaurante tinha um pequeno sino ligado a ele, que soava a qualquer momento que alguém entrava. Soou agora mesmo, tilintando no fundo.

Dorian ignorou, apontando para a mesa,

“Então as Ruínas da Ascensão estão localizadas na parte de trás de alguma tartaruga gigante, através de algum tipo de configuração de portal mágico. A tartaruga só emerge e se torna acessível a cada duas semanas, às vezes em intervalos aleatórios. O governante da Cidade Tomo, o Rei Ardente, libera e espalha informações sobre quando e onde a tartaruga vai aparecer, então não precisamos nos preocupar com isso.” Ele abriu bem as mãos, batendo com todos os dez dedos,

“O que precisamos nos preparar é garantir com segurança uma das dez entradas quando ela aparecer.” Ele acenou com a cabeça bruscamente para Líder.

Líder deu de ombros,

“Eu ouvi falar do Rei Ardente e tenho certeza que você poderia matá-lo. Ele não é problema.” Líder sorriu confiante, olhando para Dorian com olhos de cachorrinho.

Dorian olhou de volta. Se ele se tornasse Yukeli novamente, Dorian estava confiante de que ele poderia enfrentar a maioria dos inimigos também. Mas isso implicava um enorme risco, e um que Dorian não estava necessariamente disposto a aceitar. Ele estaria colocando em risco a vida de qualquer pessoa ao seu redor.

Ele também não sabia como, ou mesmo se ainda podia mudar de personalidade. Ele ainda tinha as memórias de Yukeli na parte de trás de sua cabeça, mas ele não ouviu mais aquela voz falando com ele, dizendo-lhe para matar pessoas. O mundo ao seu redor havia se tornado muito mais brilhante e leve sem isso.

“A Tartaruga Imperador pode ser um problema, no entanto.” A voz de Líder estava pensativa enquanto ele continuava,

“É uma fera gigantesca que pode lutar com os Magos de Classe Angelical e sair na vantagem. Pode ser muito difícil para nós lidarmos sem preparação suficiente, Grande Senhor.” Suas palavras foram escolhidas com cuidado, como se não ofendessem Dorian.

“Você não está errado, mas não precisamos de…”

THUMP!

Antes que Dorian pudesse terminar de falar, toda a sua mesa tremeu quando uma mão bateu nela. Seu prato saltou, voando pelo ar para bater na cabeça de um mercenário corpulento sentado a poucos metros de distância.

Dorian se virou surpreso, arregalando os olhos.

Um homem alto e bonito usando um conjunto de vestes douradas estava olhando para ele. O homem tinha olhos dourados cativantes que brilhavam com mistério. De pé ao lado dele estava uma linda mulher de vestido semi-translúcido, com os longos cabelos castanhos presos em uma trança.

“Saudações amigo.” O homem começou, sua voz rica e cheia,

“Desculpas para a intrusão, mas eu quero…” Antes que o homem pudesse terminar, ele foi abruptamente cortado.

“QUEM FOI O FILHO DA PUTA QUE JOGOU ESSE PRATO EM MIM?!” O mercenário corpulento que havia sido atingido pelo prato de Dorian, com os olhos vermelhos de raiva. Dorian podia sentir o cheiro de álcool em sua respiração, até mesmo de longe.

Enquanto o homem gritava, a área ao redor deles rapidamente se dissipou, mercenários e outros hóspedes se afastando da briga. Alguns deles pareciam reconhecer o sujeito grande, um pequeno gigante que se elevava a quase dois metros de altura. Os músculos se arqueavam sob as peles de couro cinza que ele usava, dando-lhe uma aparência dura.

¤¤¤

Espécie: Humano

Classe – Classe Grande Mestre (Médio)

Nível Máximo de Energia: 491

¤¤¤

Dorian o examinou em um instante, sua capacidade passiva de olhos demoníacos sempre ativa e deixando Ausra qualificar e quantificar qualquer um que ele olhasse.

“Classe Grande Mestre? Não é muito pobre. Ele parece ser um guerreiro, não um mago. Há realmente uma tonelada de figuras decentemente fortes no planeta deste viajante.” Ele pensou em uma fração de segundo, voltando-se para olhar para o homem vestindo roupas douradas.

“Ah sim, fui eu.” O homem de olhos dourados respondeu, encolhendo as mãos. Sua voz gotejava com arrogância. Seus olhos piscaram para o lado, no entanto, quando ele olhou para a mulher ao seu lado. Seu rosto pareceu apertar e ele acrescentou mais algumas palavras,

“Me desculpe.” Ele deu um forte aceno ao mercenário e então se virou para Dorian.

“Como eu estava dizendo eu…”

“Você acha que pode me atacar e me ignorar?” O mercenário corpulento cambaleou, segurando uma caneca de cerveja na mão esquerda. Seus olhos brilharam perigosamente quando ele olhou para o homem de olhos dourados.

O homem de olhos dourados respirou fundo, seu rosto se contraiu quando ele se virou para olhar para o mercenário.

“Não foi a minha intenção…” Ele foi cortado novamente.

O mercenário se adiantou, agarrando a bainha do manto do homem de olhos dourados enquanto ele gaguejava.

“Escute aqui, seu bastar…”

WHOOSH!

No instante em que o mercenário bêbado agarrou a bainha das roupas do homem, Dorian viu um breve indício de emoção aparecer nos olhos do homem de olhos dourados. Uma emoção que era estranha para Dorian, estrangeira. Insensível, indiferente, um olhar que encarava o humano como se ele fosse uma presa.

Uma fração de segundo depois, o braço direito do homem ficou embaçado.

BUMM!

Um impacto ressonante soou quando o corpo do mercenário foi arremessado através do restaurante, quebrando várias mesas e cadeiras de madeira, jogando pedaços de madeira no ar. O corpo do homem corpulento borrou o ar e atravessou a parede do restaurante, deixando um buraco aberto.

Seu corpo saltou por cerca de uma dúzia de metros, deslizando por uma rua de pedra pavimentada e derrubando vários transeuntes antes de descansar, coberto de sangue e estilhaços de madeira.

O restaurante inteiro caiu em um silêncio de medo ao sinal de poder inspirador. Um segundo depois, o caos explodiu quando todos começaram a fugir, escapando rapidamente da área. No fundo, gritos e gritos irromperam quando as pessoas pediram a guarda da cidade.

“Aiden, nós concordamos que não iríamos atacar ninguém…” A mulher de vestido semi-translúcido ao lado dele começou.

“Eu não o matei. Ele ainda está vivo, eu me segurei o suficiente, viu?” Aiden a interrompeu, apontando.

Dorian se virou junto com a mulher, perdido, incapaz de proferir uma palavra.

Apenas mal, através do buraco que ele havia deixado na parede, Dorian podia distinguir a figura do mercenário corpulento. O homem tinha lutado com os joelhos e estava olhando para o chão, de alguma forma ainda vivo. Alguns espectadores estavam tentando ajudá-lo.

“Rude e arrogante.”

Dorian se virou quando a voz de Líder ecoou no restaurante, crescendo com autoridade.

Os olhos de Líder estavam frios quando ele olhou para o homem de olhos dourados, desprazer visível em seu rosto.

“Você desaprova meus métodos?” O homem de olhos dourados sorriu divertido, virando-se para olhar para Líder.

“Não. Você vai direto ao ponto. Eu admiro isso. Sua arrogância inabalável, no entanto, é a sua queda.” Uma poderosa Aura cor de arco-íris começou a envolver Líder enquanto ele falava, o ar ao redor dele começando a tremer.

O homem de olhos dourados sorriu levemente. Pequenas escamas douradas começaram a aparecer em seu rosto, formando-se do nada.

“Oh, é assim?” A estranha emoção retornou aos olhos do homem quando ele respondeu Líder, avançando para que ele ficasse a apenas um metro de distância.

Líder sorriu de volta, seus olhos exemplificando a Aura do Orgulho ao seu redor enquanto ele respondia, levantando-se,

“De fato. Não pense que você pode apenas me esmagar para o lado e ignorar.”

BOOOOOOM!

O braço do homem de olhos dourados se moveu rápido demais para ser visto, nem mesmo um borrão, quando bateu no peito de Líder.

Uma fração de segundo depois, o corpo de Líder explodiu para fora, atravessando o ar e passando pelo fundo do restaurante de madeira. Deixando de lado uma boa dúzia de mesas e cadeiras, como se não pesassem nada, destruindo-as por acidente.

BUMM!

O corpo de Líder voou para longe, batendo na loja do outro lado da rua, uma loja de roupas de algum tipo. A loja explodiu do impacto, uma mistura de linho e madeira lançada no ar. Vários gritos soaram, juntando-se ao caos geral ao fundo.

¤¤¤

Espécie: Dragão da Chama Dourada (Forma Humanoide)

Classe – Classe Rei (Médio)

Nível Máximo de Energia: 1.047.395

¤¤¤

O coração de Dorian caiu quando examinou o homem de olhos dourados e examinou a informação que Ausra captou.

“Merda. É um dragão. Um dragão hostil. E é ainda mais forte que o último dragão que vi.”

Sua mente acelerou quando ele começou a planejar, seu corpo ficando tenso. Ele correu sobre as técnicas que ele ganhou de Yukeli, toda sua habilidade e poder, tentando pensar em uma maneira de responder e sobreviver.

“Eu ainda tenho uma última Absorção?” Ele nunca usou o último de seus três Absorções.

Antes que ele pudesse fazer qualquer coisa, no entanto, a voz de Líder ecoou no ar quando ele reapareceu, a Aura arco-íris que o rodeava pulsando com luz.

“EU VOU MATAR VOCÊ!” Líder imediatamente se jogou na Forma Humanoide do Dragão da Chama Dourada. O ataque que o derrubara o pegara de surpresa. Ele não estava ferido, mas seu orgulho havia sido ferido, o pior resultado possível em seus olhos.

“É isso mesmo? Você vai?” O homem de olhos dourados respondeu de volta, avançando para cumprimentar Líder. Uma poderosa Aura dourada cercava o homem, cheia de poder.

“Aiden!” A mulher do vestido semi-translúcido gritou, a voz cheia de preocupação.

BUMM!

Líder e o dragão humanoide colidiram. Uma grande onda de força obliterou o chão do restaurante e tudo dentro de vários metros. Dorian foi jogado para trás de sua mesa, tropeçando vários metros antes de se endireitar, fazendo uso dos instintos que tinha ganhado de Yukeli.

WHOOSH!

BUMM!

Poeira e madeira tinham sido jogadas no ar, temporariamente cegando-o. Ele tossiu algumas vezes, limpando a garganta enquanto olhava ao redor, turvo.

Os dois combatentes não estavam em lugar nenhum. Em vez disso, um enorme buraco era agora visível no telhado do restaurante. Pedaços de madeira se inclinavam para fora desse buraco, rachados e torcidos quando a luz do meio da manhã vazava.

Apenas quase inaudível, Dorian percebeu as vozes dos dois enquanto gritavam um com o outro.

“Você cairá diante de mim! O Orgulho do Homem não pode ser detido!”

“Orgulho?! Hahaha, que orgulho pode ser mais forte que o orgulho de um Dragão?!”

BOOOOOOOOM!

BOOOOOM!

Várias ondas de choque se projetaram, deixando o restaurante quase vazio tremendo ao fundo.

Apesar disso, quando os dois começaram a lutar, Dorian notou que ele não sentiu qualquer má intenção do homem de olhos dourados. Apesar de sua atitude bastante rude, não parecia que ele realmente queria atacar Dorian.

“Oh céus.”

Dorian e a mulher que usava o vestido translúcido exclamaram ao mesmo tempo em que olhavam para o restaurante mais destruído e depois para o outro, trocando olhares.

Ambos suspiraram simultaneamente.

[Careca –  Capitulo 2/2 de hoje, me amem! Devo dizer que eu ri muito nesse capítulo e ouvi ele dizendo “É um fucking dragão”!]

[Não esqueçam de comentar e recomendar]

[Não esqueçam de se INSCREVER NO CANAL e acompanhar nossos vídeos]

Ei, você gosta desta novel? Acha que tem pontos a se melhorar? Ou acha que o autor já conseguiu expor toda sua experiência com esta obra? Diz pra gente lá no novo site da Central Novels!

Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 111
Reborn: Evolving From Nothing - Capítulo 113
COMPARTILHAR
Leitor inveterado Veterano na fundação da internet: "na minha época, isso tudo aqui era mato" Traduz, revisa, erra, conserta e ri.