Play Again – Capítulo 31

87
Play Again - Capítulo 30
Play Again - Capítulo 32

Autor: Kyoua | Revisão: Denn


A Ocarina Laranja.

A carruagem finalmente tomou o seu rumo em direção a Mansão de virgem. Mesmo que a gloriosa Mansão de câncer ainda estivesse ali, Yukio não poderia a manter em seus olhos por muito tempo.

“Senhor Sasaki. Quando chegarmos na mansão de Virgem, eu gostaria que você permanecesse ao meu lado sempre que possível. Talvez outras pessoas ainda estejam irritadas em relação ao que aconteceu ano passado. E talvez possam querer jogar isso no novo enviado… “

As palavras de Antares fizeram as sobrancelhas de Yukio se erguerem.

“Diabos! Por que eu precisaria tomar cuidado por causa de algo que aconteceu quando eu sequer estava nesse mundo? Vocês precisam mesmo dificultar tanto assim para mim? “ O jovem ficou extremamente frustrado, mas não havia nada que pudesse fazer sobre isso.

“Tudo bem, mas mesmo que eu esteja sozinho, sinto que consigo me virar bem. “ Para ele, ficar sozinho e conhecer pessoas novas era o ideal. Quantos mais contatos uteis tivesse, melhor.

“O Yukio é um cabeça dura, mas eu tenho certeza de que ele não vai fazer bobagem. “ Mirela cruzou os braços e acenou positivamente com a cabeça.

Ambos continuaram a conversar calmamente, por algum motivo, tudo parecia muito mais relaxante e calmo.

“Esperem! “ Uma gota de suor desceu da testa do Marquês, e ele começou a virar o rosto para todos os lados, como se procurasse algo.

Os dois enviados à sua frente ficaram extremamente confusos, um segundo atrás eles estavam conversando calmamente, o que aconteceu com a cabeça do Escorpião?

“Há algo errado. É como se alguma coisa nos forçasse a relaxar. Eu sinto uma energia sinistra! “ O Escorpião finalmente saiu da carruagem e começou a procurar ao redor.

“Uma ilusão? Ou algo do tipo? “ Sabendo que a situação não era boa, Yukio saltou atrás, e logo, Mirela.

“Você… “ Olhando na direção dos homens que guiavam as carruagens, ambos poderiam ser vistos com olhos brancos. Eles sequer estavam conscientes.

“Para nos atacar assim… e mesmo eu demorei para notar… a força da outra parte não é inferior à minha… “ um leve brilho vermelho foi emitido do dedo de Antares, ficando em posição de combate, ele se preparou para qualquer casualidade.

“Alguém do seu nível? “ Ambos os enviados franziram as sobrancelhas.

Para alguém ser tão poderoso quanto um marquês… era obvio que sua força devia ser no mínimo, insana!

Para ambos que estavam longe desse patamar… era morte certa!

Isso foi o que causou a pior preocupação para Antares. Se fosse somente ele, lutar com tal inimigo não poderia ser considerado tão complicado. Mas visto que ele precisava tomar conta de duas pessoas importantes, isso abaixaria em muito suas chances de vitória.

“A outra parte usa técnicas ilusórias… não… de alguma forma, a técnica vem pelo ar. É muito provável que ele esteja usando alguma arte de vento! “ O escorpião se tornava cada vez mais cauteloso, elevando seus instintos ao máximo.

“Poderia ser música? “ Disse Yukio. Ele lembrou de alguns instrumentos de sopro da sua vida anterior. Todos poderiam causar sons belos e relaxantes.

“Primeiro estávamos conversando tão calmamente mesmo em uma missão tão importante… a outra parte não poderia estar atacando com música? “ Perguntou ele.

“Música? Mas quem teria um domínio tão grande em música e em técnicas de combate para misturar os dois? “ Mirela ficou impressionada, mas em seguida, furiosa. Não era a hora para aquele estrangeiro falar bobagens.

“Não… talvez… talvez ele esteja certo… droga… se for realmente música, eu não posso ficar parado aqui esperando, ou a situação vai piorar! “ O brilho no dedo de Antares dobrou de tamanho, em seguida, dezenas de agulhas vermelhas foram disparadas em direção a floresta.

*Boom* *Boom* *Boom*

Pequenas explosões vieram e a poeira se levantou como se várias rochas caíssem naquela região.

Antares começou a ofegar um pouco, e Mirela e Yukio ficaram ainda mais impressionados com tanto poder destrutivo.

Quando todos entraram em estado de alarme, um belo som foi ouvido.

A frente, na floresta, uma figura saiu.

Usando uma bela armadura vermelho e fina, cheio de detalhes e com várias penas ao redor, um homem saiu. Ele vestia um capacete que escondia todo o seu rosto. Em suas mãos, ele segurava uma ocarina laranja, na qual ele tocava um som tão belo que atraia qualquer pássaro das regiões próximas.

“Quem é você? “ Preparando outra onda de energia vermelha nas mãos, o escorpião rugiu.

Mas o homem não respondeu, ele continuou tocando por mais alguns segundos, até finalmente tocar a última nota.

“Me surpreende que você tenha descoberto o segredo por trás do meu golpe. Só houveram duas pessoas que conseguiram isso nesse continente. Diga-me, qual é o seu nome? “ Mesmo que a voz ficasse abafada devido ao capacete, dava para notar que a outra parte era jovem.

“Eu te fiz uma pergunta! “ Ficando ainda mais irritado, as ondas vermelhas do escorpião quase duplicaram de tamanho.

Vendo que a situação ficaria terrível se aquilo continuasse, Yukio interviu.

“Eu sou Sasaki Yukio! Você diz que nesse continente só duas pessoas conseguiram notar o seu golpe? Para ser honesto, eu sou de outro continente também! Poderia saber qual o seu renomado nome? “ Tomando a frente, ele se apresentou enquanto fazia gestos respeitosos.

“Você… “ Mirela e o Escorpião se viraram para o jovem, não é que eles ficassem surpresos com as suas loucuras. Mas aquele rapaz não parecia querer parar de se jogar em assuntos cada vez mais perigosos que os outros!

Dessa vez ele até mesmo tomou a frente para conversar com alguém que era tão poderoso quanto um marquês! Qual o seu próximo passo? Voar?

“Hm… “ O homem abaixou seus braços, e guardou sua ocarina em uma pequena bolsa presa ao seu cinto.

“No momento, você não precisa saber disso. Apenas saiba que tem o meu respeito. Nos encontraremos mais tarde… “ o homem se virou e saiu lentamente.

“Espere! Quem você acha que é? “ Rugiu Antares quando preparava seu próximo ataque.

“Ah, eu devo avisar, que estava aqui com o único propósito, de lidar com as criaturas aéreas. Como marquês, você deve saber da situação da semana passada. Onde uma poderosa onda de energia demoníaca, permeou o ar. Centenas de criaturas do tipo aérea, invadiram nossa região, para evitarmos uma matança sem fim, eu fui enviado para tocar para elas. Matarei as que aparecerem em meu caminho. Mas não sou seu guarda, então tomem cuidado. “ A voz jovem, ainda que abafada, transmitia uma calma e serenidade sem fim. Logo, a sua sombra sumiu na imensidão das sombras.

Por algum motivo, Yukio sentiu que aquele homem não era completamente desconhecido para ele. Lhe dando até mesmo uma certa sensação de familiaridade.

Antes que Antares pudesse rugir novamente, dezenas e dezenas de gritos vieram da floresta. Logo, uma pequena mancha negra voava em sua direção. Dezenas de aves com um metro de largura rugiam furiosamente. Havia uma crista negra em suas cabeças, e suas asas vermelhas poderiam causar o temor no coração de qualquer um.

“Puta merda! “ Os dois enviados gritaram juntos. Mas diferente do rapaz que não sabia o que fazer na situação, Mirela começou a puxar todo tipo de grama, flor ou o que pudesse da região.

“Eu vou criar uma poção fedida, assim vou afastar todos eles! “Gritou ela enquanto corria como louca.

“Pois bem! “ O escorpião acenou positivamente com a cabeça.

“Senhooorr! “ Logo, outro gritou soou. Eram os guardas da mansão de escorpião correndo nessa direção, todos já estavam bem preparados e praticamente prontos para uma guerra.

“Boa, vocês não se atrasaram nenhum pouco! Agora vamos brincar! “ O dedo de Antares brilhou, e uma energia vermelha e fina como uma espada atravessou o peito de uma das criaturas como se não fosse nada. Logo, uma batalha sangrenta se iniciou.

Haviam apenas doze guardas, e eles tinham uma leve dificuldade em manter as criaturas afastadas. Mas o Marquês atravessava o coração de cada uma facilmente, com o mover de um dedo.

Yukio ficou sentado meditando, tentando fazer algo para ajudar, logo, uma sombra apareceu na cabeça de uma das aves, em formato de braço.

*Tong*

A sombra acertou em cheio um soco na cabeça do animal, que caiu desgovernado e atrapalhou a formação de seu bando.

Os soldados olharam para o rapaz em profunda descrença. Mesmo Antares virou o rosto em choque para ver aquele pirralho que nunca fazia nada quebrar uma formação inteira.

“Hm, foi apenas algo casual. Não me entendam errado, essas tarefas sangrentas, eu deixarei para vocês… “ Falando como um especialista, ele ficou ali sentado, de olhos fechados.

Isso aumentou a moral dos soldados, que começaram a rugir e contra-atacar as feras imediatamente.

O Escorpião acenou positivamente com a cabeça, então moveu seu dedo novamente e perfurou o peito de outra ave.

“Esse garoto é mesmo incrível… eu me pergunto até onde ele pode ir… “ Pensou ele enquanto o sangue do animal fluía como uma cachoeira de seu peito.

“Merda… só isso e eu fiquei extremamente cansado? Essa técnica ainda não pode ser usada em batalha, pelo visto! “ Yukio estava quase desmaiando, com os olhos vermelhos e suor descendo de sua testa.

Se Mirela não estivesse tão focada em fazer a poção, ela teria percebido isso.

Golpes sangrentos foram deferidos para todos os lados e alguns soldados eram atingidos pelas garras grossas das aves.

“Mestre Antares, se continuar assim nós iremos sofrer muitas baixas!” gritou um soldado que carregava um machado pesado.

“Não se preocupe. Nós já enfrentamos inimigos que fariam esses demônios parecerem meros passarinhos. “com uma gargalhada maligna, uma espada estranha perfurou o peito de uma das aves.

Não era ninguém, além de Órion que veio correndo assim que viu a mancha negra cobrir um pedaço do céu.

“Você se preocupa demais. Essas criaturas não representam perigo.”

Rugiu Antares enquanto seus golpes criavam chuvas de sangue. Órion e Antares tinham uma união incrível e sem erros. As criaturas continuaram a ser mortas rapidamente, até que não sobro nenhuma.

“HM, foi um trabalho bem feito. Continuem assim, soldados. “após uma batalha desse porte, eles poderiam sentar, descansar e comer.

Claro, com as grandes festividades se aproximando, eles não poderiam arriscar ficar relaxando por tanto tempo, e logo pegaram o caminho de volta.


[Não esqueçam de comentar e recomendar]

[Leiam BEYOND?! O Denn finalizou a novel!]

Ei, você gosta desta novel? Acha que tem pontos a se melhorar? Ou acha que o autor já conseguiu expor toda sua experiência com esta obra? Diz pra gente lá no novo site da Central Novels!

Play Again - Capítulo 30
Play Again - Capítulo 32