Noite de Halloween, A aurora da Coragem: Capítulo 20

82
Noite de Halloween, A aurora da Coragem: Capítulo 19
Noite de Halloween, A aurora da Coragem: Capítulo 21

 

Autor: Allan | Revisão: Allan


Cap.20

Os pecados de meus irmãos.

A noite começara a surgir, Coragem estava no meio do bosque sentado atrás de uma árvore muito grande, onde sentara em posição fetal com as mãos na cabeça e chorava descontroladamente…

Em sua mente havia imagens de assassinatos, roubos e até estupros…

Sentia cada sentimento, cada pensamento de Flack e Dam, em mais de 200 anos de violência…

O sentimento de vitória da flecha acertada, do golpe desviado, da punhalada certeira e também os golpes sofridos, os cortes, fraturas, contusões, cada golpe que já haviam levado também sentia…

Dentro de sua mente só havia dor e caos, milhares de experiências extremamente intensas…

O sentimento de ser olhado nos fundos dos olhos por um Orc sedento de sangue, de enfrentar um exército sozinho, de lutar contra seres 10x mais fortes e de matar mulheres e crianças!

O sentimento de olhar centenas e centenas de amigos mortos no campo de batalha, o ódio de enfrentar o seu inimigo mortal e o sentimento de ser HUMILHADO, PISADO por aquele que você mais odeia…

Coragem só conseguia chorar e chorar, pedindo que aqueles sentimentos desaparecessem de dentro dele, mas sentia cada vez mais…E mais…

Sentia também o remorso de inúmeras atrocidades cometidas pelos dois goblins como se fosse ele mesmo… Como se cada facada, cada flechada, cada soco, tivesse ele próprio dado… Sentia uma dor infinita pois não sabia lidar com aquilo, pois era como se ele próprio tivesse pecado…

Seu corpo todo tremia e suava frio, seu coração disparara, a ponto de achar que ia enfartar e em sua boca sentia até o gosto do sangue dos seus inimigos.

O QUE VOCÊS DOIS FIZERAM!!!???— gritava o menino com todas as suas forças.

Sentia nojo, raiva, ÓDIO! Dos dois goblins… Não se conformava que os dois que ele considerava “amigos” tinham um passado tão cruel e obscuro…

Coragem começara a perceber que os seres a sua volta eram TODOS! INESCRUPULOSOS, GANANCIOSOS, ASTUTOS, ARDILOSOS, SÍNICOS, FALSOS, HIPÓCRITAS, mas principalmente eram cruéis… E percebeu uma coisa…

Eu estou no inferno…

E passou o resto da noite chorando…

Coragem acordou na manhã seguinte com raios do sol em seu rosto, mudado, completamente mudado.

Se levantou e foi em direção da caravana que começavam a levantar acampamento para continuar a viagem, quando os três arqueiros goblins aparecem no meio do caminho.

Agente não tem uma parada para acertar? — perguntou Nº12.

Coragem passa por eles como se ninguém houvesse dito nada…

Eu falei com você! — disse o goblin segurando o braço de Coragem com a mão esquerda.

E o menino instintivamente agarra o braço do arqueiro com a outra mão e o parte em dois, causando uma fratura exposta.

AHHHHHHHHH!!!! — grita o goblin em desespero ao ver seus ossos para fora e o sangue espirrando…

O menino segue totalmente indiferente para sua carroça enquanto os outros arqueiros tentam acudir o irmão que gritava de dor.

Coragem já não era mais um menino.


[Não esqueçam de comentar e recomendar]

[Leiam BEYOND? O Denn finalizou a novel!]

Ei, você gosta desta novel? Acha que tem pontos a se melhorar? Ou acha que o autor já conseguiu expor toda sua experiência com esta obra? Diz pra gente lá no novo site da Central Novels!

Noite de Halloween, A aurora da Coragem: Capítulo 19
Noite de Halloween, A aurora da Coragem: Capítulo 21