Noite de Halloween, A preciosidade da lótus: Capítulo 41

188
Noite de Halloween, A preciosidade da lótus: Capítulo 40
Noite de Halloween, A preciosidade da lótus: Capítulo 42

Autor: Allan | Revisão: Allan

Cap.41

Sangue e escudos parte 1.

— Senhor! Nossos escudos não vão agüentar!

Poroso e seus soldados que antes eram os maiores entre os guerreiros se viam agora cercados de imensas e poderosas feras e se ainda estavam vivos era devido à sagacidade do seu líder Crocodilo.

Com os escudos montaram um grande círculo e em seu miolo lanceiros e arqueiros acertavam as imensas feras que batiam forte nos escudos.

— Soldados! Agüentem mais um pouco! O efeito da droga logo vai passar! Só temos que agüentar! — rugia Poroso estocando seus inimigos.

O som da batalha era intensa, golpes pesados de imensos répteis castigavam os escudos dos defensores, lanças entravam e saiam de seus inimigos, mas estes completamente loucos pela droga rugiam e batiam ainda com mais força, Poroso como um grande líder gritava e incentivava sua tropa a se manterem firmes e lutarem até o fim.

A platéia urrava ao ver o grupo de guerreiros lutando contra os imensos monstros, pois na história de seu povo existiam muitas lendas de bravos guerreiros matando imensas criaturas e hoje todos presenciavam uma nova lenda nascer! E ao presenciarem essa batalha, em seus corações, Poroso já era o rei!

— Soldados! Hoje contarão estórias sobre essa batalha de sucessão e mostraremos que o rei e os futuros ministros deste país não chegaram ao poder por política!

E um outro crocodilo monstruoso salta por cima da muralha de escudos e rugi para Poroso e os seus:

“Rooaaaaaaaaaaarrrrrrrrrr!!!!!”

Poroso empurra sua guarda pessoal para o lado e avança sobre seu inimigo que era 2x o seu tamanho, esquiva de sua mordida e lhe enfia suas poderosas garras na garganta de seu inimigo e puxa:

“Scccchliiiiiphhhhhhh”

O sangue jorra por toda parte e Poroso pega o corpo com suas duas mãos e joga nos monstros do outro lado da muralha de escudos.

Vendo isso o ânimo da tropa aumenta e os escudos foram brandidos ainda mais alto e o sangue dos seus inimigos agora servia como refresco para a linha de defesa.

***

— A vista aqui de cima é ótima.

— Não quero saber de seus gostos, com todo o sangue que já foi derramado durante essas décadas, mais o sangue dos meus filhos e de cem valorosos guerreiros, os cristais finalmente funcionarão?

— Sim…

— Assim espero necromante, caso o contrário eu mesmo irei lhe matar.

— Funcionarão… Asseguro-lhe, vossa majestade…


[Não esqueçam de comentar e recomendar]

[Leiam BEYOND? O Denn finalizou a novel!]

Ei, você gosta desta novel? Acha que tem pontos a se melhorar? Ou acha que o autor já conseguiu expor toda sua experiência com esta obra? Diz pra gente lá no novo site da Central Novels!

Noite de Halloween, A preciosidade da lótus: Capítulo 40
Noite de Halloween, A preciosidade da lótus: Capítulo 42