KING: Capítulo 22

325
KING: Capitulo 21
KING: Capítulo 23

🌞 Ative o Modo Noturno 🌚

       

●▬▬▬▬๑۩۩๑▬▬▬▬▬●

Capítulo 22: O estudioso Enlai

“Técnica de Rank Inferior – Chama explosiva”
“Técnica de Rank Inferior – Pássaro de fogo”
Uma besta lagarto foi atingindo pelos minhas técnicas e morreu.
Seis meses se passaram desde que eu avancei para o Rank Bronze, nesse tempo eu vaguei por várias cidades, seguindo em direção ao norte. Nesse tempo eu conseguir duas técnicas de rank inferior, e agora eu faço parte de um grupo de mercenários que esta escoltando um nobre estudioso para uma de suas pesquisas de campo.
O grupo de mercenários é composto essencialmente de cultivadores rank prata, mas o líder do grupo me chamou para entrar no grupo por causa do alcance das minhas técnicas.
Depois que eu entrei no rank bronze meu sentido espiritual despertou, e para minha surpresa eu sou realmente bom e manipular meu fluxo de energia, com isso eu posso lançar ataques a 150 metros de distancia sem perder a eficiência, ataques que mudam de direção também não são um problema para min como para outros cultivadores.
“Oh, os ataques desse guerreiro são realmente precisos, em pensar que alguém poderia atingir a cabeça de uma besta lagarto a 100 metros de distancia!” Disse o Estudioso Enlai.
“Ah sim, apesar de ser somente um rank bronze ele e muito talentoso em usar o sentido espiritual, apesar de eu conseguir lançar técnicas com a mesma distancia, nenhum rank prata que eu conheço tem a precisão dele ao lançar técnicas.” Disse o Chefe Mercenário Cong.
“Além disso ele é jovem portanto, ele pode realmente chegar longe.” Completou o estudioso Enlai.
O estudioso Enlai era famoso por dar bons esclarecimentos no caminho do cultivo, o Chefe Cong se aproveitando que a outra parte havia iniciado uma conversa perguntou:
“Mestre Enlai você é um famoso estudioso do DAO marcial e cultivo se importaria de me responder uma pergunta?”
Enlai era de família nobre, ele sempre mostrou uma grande curiosidade pelo cultivo, mas suas veias espirituais despertaram com um mal desconhecido que não permitem a ele cultivar, desde que seu problema se tornou conhecido todos da sua família lhe viraram as costas, até mesmo os servos e os guardas de sua família o tratavam de forma inferior. Depois de vários anos pesquisando uma cura para o seu problema ele se tornou conhecido como um grande estudioso, mas mesmo assim ele ainda é tratado com desdém, pois apesar de sua família crescer muito usando o seu conhecimento, sua família prega que somente a força individual e digna de respeito.
“Pergunte!” disse Enlai de forma orgulhosa.
Chefe Cong ficou em êxtase em poder receber respostas desse estudioso, mesmo que a pessoa em si fosse fraca seus ensinamentos poderiam clarear a sua mente.
“Para laçar as técnicas os cultivadores tem que dizer o nome da técnica para invoca-la, é possível pular essa parte?” Esse era um grande tabu para a maioria dos cultivadores do rank prata, pois no campo de batalha a vantagem da surpresa era tudo.
“Sim é possível, mas você tem que entender que a técnica é uma sequencia especifica de runas carregadas com fundamentos e energia, quando um guerreiro adquire um pergaminho de técnica, as sequencias de runas flui do pergaminho para o Dantian do guerreiro, mas isso não significa que o guerreiro entendeu ou assimilou a técnica completamente, isso só significa que o guerreiro descobriu um atalho através da sequencia de runas para liberar o poder da técnica, o ato de invocar verbalmente a técnica nada mais e você dizendo para o seu eu interior o que fazer. Um exemplo você já ouviu falar que um cultivador rank ouro pode modificar suas técnicas para que elas fiquem mais poderosas?”
“Sim, mas eu nunca conheci um cultivador rank ouro.” disse o Chefe Cong.
“Um dos requisitos para ser avançar do rank prata para o rank Ouro é conhecer e entender a si mesmo, uma vez que o cultivador entende a si mesmo ele entende por que ele luta, como ele luta, e quais fundamentos regem sua vida e destino.
E como diz o ditado: Aquele que se entende, entende o mundo todo. É esse entendimento que torna a técnica algo que o cultivador pode usar conforme ele deseja.” Finalizou Enlai.
“Obrigado pela orientação Mestre Enlai” disse chefe Cong enquanto continuava refletindo sobre essas palavras, um grande número de cultivadores estagnavam no rank prata e não conseguiam mais avançar, ele mesmo estava a 12 anos no rank prata e as palavras do estudioso Enlai apontavam um caminho para superar esse obstáculo.
Todos os mercenários prestaram atenção as palavras do Estudioso Enlai, e todos nos começamos a remoer essas palavras. O Estudioso Enlai fechou as cortinas da carruagem e os guardas pessoais de Enlai colocaram os cavalos para andar novamente, a pausa havia acabado. Eu terminei de recolher o núcleo do lagarto e voltei correndo para a carroça com mais quatro mercenários que seguia na vanguarda, o Chefe Cong subiu ao lado do cocheiro na carruagem de Enlai e sinalizou para a outra carroça com mais três mercenários que vinham na retaguarda com vários suprimentos.
O grupo viajante era composto por dez mercenários do chefe Cong dois guardas pessoais e Enlai, havia duas carroças que eram puxadas por uma espécie nativa de cavalos e a carruagem e os dois guardas pessoais estavam usando uma espécie elegante de cavalo de batalha, esses cavalos de batalha se cansavam com facilidade nesse tipo de terreno, por esse motivo o grupo teve que fazer pausas frequentes.
O destino do grupo viajante era uma ruína localizada perto da fronteira, que segundo Enlai era o túmulo de descanso de um Mestre.
No grupo mercenário outros três integrantes eram somente 3 anos mais velhos do que eu, e entre matar uma besta e outra, nós conversamos sobre as suas aventuras e historias pessoais.
O chefe Cong era um cara legal e buscava ser justo, ele tinha fama de sempre cumprir com o trato e isso atraia os clientes. Em missões de escolta consideradas fáceis ele sempre levava seus três aprendizes, não muito tempo atrás ele me viu caçando bestas e me contratou, essa é a minha primeira missão junto dos mercenários, o ganho prometido e de 2 moedas de prata por dia e por ser mais seguro do que caçar sozinho eu aceitei, os núcleos que conseguíamos durante a viagem eram guardados nas carroças e depois seriam divididos igualmente entre todos os membros na volta pra cidade.
….
A viagem ocorria sem grandes riscos, até agora o julgamento do chefe Cong de que essa era uma missão fácil, se confirmava.
KING: Capitulo 21
KING: Capítulo 23