▲H.A.D.E.S: Capítulo 47

202
▲H.A.D.E.S: Capítulo 46
▲H.A.D.E.S: Capítulo 48

Lana

Cecilia: Ah! Que droga Lana porque nosso Alpha Dog foi retirado de nos ele era tao útil?

George: Ela e sempre assim?

Lana: Não, ela só esta chateada de ter que carregar essa velharia de arma ela mesma.

Lady S: Em pensar que já andamos tanto e ate agora não encontramos nenhum monstro, parece que esse andar esta realmente secando.

Cecilia: Eu ouvi dizer que já tem gente indo para o terceiro andar, mesmo sem a aprovação das Corporações.

George: E verdade quando dizem que nos somos como gafanhotos consumindo tudo pelo caminho.

Lana: Quem liga? No final estamos apenas matando monstros.

Cecilia: E o Demiurgo? Eu sei que a cara de morcego dele não ajuda, mas ele é mais legal que muitos dos homens que eu conheci na minha vida. Sem ofensa George.

George: Nenhuma tomada. Eu sei como os homens são, principalmente soldados e posso ate dizer que se a situação não mudar em breve iremos ver um aumento nos assassinatos e roubo.

Lana: Sinal de vida a frente.

O time de 4 pessoas parou de repente e cada um tomou uma posição.

Alguns segundos depois:

Lana: São Elfos.

Os Elfos evitaram contato com eles e eles também não tinham nenhum motivo para falar com eles, já que na escassez ate mesmo os Elfos e Anões estavam saindo desse andar, mas Cecilia que entendia a língua dos Elfos os ouviu dizer: Já passou da hora do mestre do andar eliminar essa praga da terra.

Dois dias depois o time já havia matado alguns ursos gigantes e alguns Ogros da neve. A colheita estava começando a fazer valer a pena ter peregrinado ate aqui, mas quando Lana menos esperava um bola branca do tamanha de um punho apareceu acima de sua cabeça.

No meio de toda a neve que caia esporadicamente seria impossível perceber naturalmente aquela bola branca leitosa, mas algo veio dela como um chamado e todos incluindo Lana inconscientemente olharam para ela, como se não fosse bizarro o suficiente no momento seguinte eles ouviram uma voz dentro de suas cabeças, apesar de não haver nenhum som saindo da bola eles podiam ouvi-la mais nitidamente do que podiam ouvi uns aos outros.

[ Eu sou o Guia Akashico temporário, dessa equipe. Em instantes vocês serão transferidos para a zona de guerra no planeta Lyr, a missão de vocês e acabar com os  inimigos enquanto a fenda e selada, a cada inimigo derrotado você receberá 10 pontos de méritos os pontos ganhos pela a equipe sera dividido entre os participantes no final da missão.]

No instante em que aquela coisa começou a se comunicar as imagem de um grande monstro cheio de tentáculos apareceu na minha mente junto com isso eu podia sentir a localização de 9 pessoas ao meu redor, eu soube instantaneamente que 3 delas eram Cecilia, George e Lady S, as outras pareciam esta perto, mas eu não sabia quem eram.

George: Ei vocês também sentiram essa coisa falando com vocês?

Todos assentiram assustados.

Lady S: Parece que os outros membros dessa equipe estão a alguns quilômetros atras de nos provavelmente outros exploradores que estavam nessa área.

George: O que faremos? Devemos encontrar os outros ?

Alguns segundos de silêncio se passou quando uma tela azul envolveu a todos os 4 e ele desapareceram do segundo andar.

Em um instante eles estavam em uma grande planície a vegetação no local era rasa e a unica coisa que diferenciava aquile local de um andar era que você podia ver o céu e os contornos de planetas próximos mesmo estando de dia.

Olhando ao redor Lana percebeu que havia muitos outros aqui, os números de humanos deveriam ser mais de mil, mas também havia Anões, Elfos e algumas raças que ele não conhecia e outras nas quais ela já ouviu falar como os Pandarianos e os Draconianos. Mas o que mais chamou sua atenção, foi que a poucos quilômetros uma horda daqueles monstros de tentáculos avançava parecendo sair de um buraco negro que estava atrás deles. Os monstros possuíam cinco metros de altura mas os tentáculos poderia facilmente chegar a 10 metros de cumprimento, era como se mil Kraken’s da mitologia saíssem do mar e andassem sobre a terra.

Os Draconianos tomaram a iniciativa em avançar, mas apesar de fortes os números deles eram pouco mais de 200, logo todas as raças começaram a lutar exceto os humanos, talvez por que ainda estavam confusos com a situação ou talvez por medo dos monstros, mas uma mensagem deixou todos apreensivos.

[ Aqueles que não entrarem em batalha nos próximos 30 minutos irão perder o direito ao Guia temporário.]

Cecilia: humpf! Como se isso nos importasse.

Lady S: Acho que você esqueceu que foi essa coisa que nos trouxe ate aqui, sem ela quem garante se iremos voltar?

Imediatamente o som de pessoas conversando ao redor disparou e como se essas palavras fossem uma ordem de abate todos começaram a pegar suas armas e disparar nas criaturas de longe.

Lana ainda estava para pensativa quando uma mão pousou em seu ombro.

Phellipe: Ele não foi trazido para esse lugar e se tivesse ele com certeza teria lutado.

Lana: Talvez ele não estivesse em condições, se ele tivesse ferido não poderia ter entrado em combate.

Phellipe: Eu acho que ele esta no terceiro andar, mas se ele estiver nesse planeta ele vai vim ate essa batalha.

Olhando para o monstro de tentáculos ele tinha sofrido  apenas escoriações, esse mostro era como um tanque de guerra, balas não poderiam para-lo.

Enquanto os draconianos com suas espadas e lanças cortavam tentáculo por tentáculo, matando varia criaturas, os humanos ainda permaneciam com o ato inútil de atirar, não que eles estivessem gostando de propositalmente jogar munição fora, mas eles não queriam correr o risco de ser deixado nesse andar e nem queria combater um inimigo totalmente desconhecido.

Mas no fim não havia outro caminho e alguns mais corajosos começaram a se aproximar das criaturas e foi um banho de sangue. A mesmas criaturas que os Draconianos matavam tão facilmente e os anões e os elfos tinham suas próprias estrategias para derrotar, matava humanos como um ceifador do inferno. Eles eram esmagados, arremessados e o pior devorados somente as granadas e armas modificadas conseguiam perfurar a couraça dura da criatura, mas a criatura era resistente e suportava dano, aqueles humanos que tinham armas especiais ou bençãos estavam se saindo melhor, mas na medida que a maioria dos humanos recuavam sobravam criaturas demais para tomar conta, mas o fato de ser uma planície deixava tudo mais difícil.

A batalha foi desesperadora depois de 6 horas a fenda se fechou, mas ainda havia muitas criaturas para abater, as outras raças vendo a incompetência dos humanos se afastaram levando seus grupos para lutar longe dos humanos pois houve ate mesmo aqueles que foram vitimas de fogo amigo, no final foi pequenos grupos organizados que tiveram mais sucesso, um desses grupos era controlado por Pheliipe outro eram de nacionalistas chineses e outros menores, mas a salvadora foi Lana e Cecilia, com o seu canhão laser de braço Lana conseguia obliterar as criaturas com um único disparo já Cecilia com seu rifle anti tank com munição de 20x110mm conseguia causar um grande dano no monstro com tiros a menos de 500 metros e teve um papel crucial dando suporte a todos os grupos.

▲H.A.D.E.S: Capítulo 46
▲H.A.D.E.S: Capítulo 48