Warlock of the Magus World – Capítulo 209 – Otimizado e Fácil

7
539

Tradução/Revisão — Reizen


A espada vermelha colidiu com as correntes verdes, causando uma intensa onda de choque.

*Crack! Crack!*

A longa espada vermelha partiu-se em pedaços, e uma parte da armadura no peito de Ciel também quebrou-se. Muitas anéis verdes haviam sido cortados ao meio e caíram no chão.

“Você… Você não é um mago qualquer que recentemente avançou!”

Ciel recuou, sua expressão mostrando seu arrependimento.

“Espere… espere um pouco! Podemos conversar sobre isso! Ainda tenho muitos… Argh!”

Embora Ciel quisesse falar algo à mais, Leylin não lhe deu a chance para fazê-lo.

Ele perseguiu Ciel e o golpeou novamente, com escamas negras cobrindo seu punho apertado e emitindo um lustroso brilho preto.

Primeiro soco! O peito de Ciel foi esmagado e incontáveis anéis de ferro verde* foram estilhaçados.

Segundo soco! O feitiço de defesa inata de Ciel foi completamente destruída. Ele recuou alguns passos para trás com seu peito amolgado devido à golpes e com sangue escorrendo do canto de seus lábios.

“Quais são as suas últimas palavras?” Leylin se aproximou dele, sem nenhuma expressão no rosto.

“M-Meu mentor irá se vingar de mim!” Ciel repetiu sem parar essas palavras como se fosse um disco raspado.

“Que sem graça!” Leylin se preparou para usar o terceiro ataque!

*Boom!* O cérebro de Ciel explodiu que nem uma melancia, com líquidos esbranquiçados e vermelhos misturados juntos que se espalharam por todo o chão.

O acólito que teve seu rosto marcado estava no chão, olhando fixamente para o cadáver sem cabeça que estava jogado no chão. Ele sequer teve a presença de espírito para limpar o sangue que havia salpicado na sua cara.

“Eu… Eu… Eu…”

George ficou boquiaberto e sacudiu o braço de Shiera:

“Você tem certeza que aquela pessoa era um grandioso Mago semi-convertido? Você tem certeza que ele não era apenas um acólito?”

“Sem dúvida alguma! Apenas um olhar dele seria capaz de nos matar!” Sheira forçou uma risada.

“Então… que tipo de poder Lorde Leylin tem para ter sido capaz de vencer e até mesmo matá-lo?”

George observou Leylin, que estava fuçando o cadáver de Ciel, com uma expressão complicada no rosto.

“Lo… Lorde”

Só então, o acólito de pé ao lado voltou ao seus sentidos.

Momentos atrás, havia um arrogante Mago semi-convertido. Como ele morreu assim tão facilmente nas mãos de Lorde Leylin?

“E agora, como iremos lidar a cerca da questão da traição de Lyhart?”

O acólito traidor sentou-se no chão com a mente vazia que nem um idiota enquanto falava besteira inconscientemente. A marca secreta que Ciel havia deixado nele era extremamente chamativa.

“Deve haver uma punição estabelecida pela aliança para punir os traidores, não? Você precisa mesmo que eu te ensine isso?”

Leylin lançou uma olhada para o acólito.

Embora tenha sido apenas um olhar, o acólito instantaneamente recuou vários passos para trás, e até suas pernas ficaram frouxas.

“N-Não, meu Lorde!”

Este acólito desertor foi amarrado pelos seus ex-companheiros e enviado ao forte. Todos os acólitos presentes expressaram terror e respeito nos seus rostos para com Leylin.

“Lyhart está acabado!” murmurou um acólito.

De acordo com as regras e regulamentos estabelecidos pela aliança dos Magos claros, todos os magos e acólitos que desertassem para o lado inimigo receberiam a pior punição possível.

Lyhart havia traído a todos bem na frente deles e até teve uma marca secreta do mago opositor em seu rosto. Esta era uma evidência incontestável.

Neste tipo de situação, a morte era a saída mais fácil.

Se ele tivesse o azar de se encontrar com um juiz severo, no mínimo, o seu espírito seria extraído e torturado por cem anos. A sua família e mentor também teriam que enfrentar algumas calamidades.

“Por que vocês estão tão distraídos? Mãos à obra! Será que querem ficar aqui parados todo dia?”

Leylin olhou para os acólitos atordoados e exclamou friamente.

“Ah, sim, Senhor”

Só então os acólitos responderam e continuaram o seu trabalho. Nem mesmo George e Shiera foram poupados.

Se eles não terminassem a colheita das Flores Negras Mandara, eles não teriam permissão para retornar a sede dos Magos claros. Não importava o quão forte Leylin fosse, ele acabaria sendo pressionado pelas forças dos Magos obscuros se ele permanecesse neste lugar por bastante tempo.

Talvez não levasse tanto tempo para que isso acontecesse. Se o inimigo concentrasse 0,1% ou mesmo 0,01% de sua atenção nesse local, eles estariam condenados.

Por isso, os acólitos trabalharam diligentemente, com esperança de que eles terminassem essa missão e saíssem desse maldito lugar.

“Restaurar!”

Do outro lado, Leylin estava no meio do mar de flores. Ele pegou o cetro negro e murmurou uma única palavra.

*Weng!*

Um anel de branquidão se espalhou do cetro e, como um fino fio, penetrou no chão.

Ao mesmo tempo, no fundo das flores, a formação mágica de defesa apareceu novamente.

Fios brancos que pareciam teias de aranha surgiram, restaurando as áreas que haviam sido destruídas por aquele Mago obscuro.

[Formação de Defesa Jayle — Segunda Forma! Defesa contra ataques físicos: 20 graus. Resistência contra ataques mágicos… Energia armazenada: 34.9%]

Uma tela apareceu na frente dos olhos de Leylin, apresentando-lhe informações dessa formação mágica.

Com a ajuda do A.I. Chip, os trabalhos de restauração foram muito bem sucedidos. Algumas áreas que foram danificados foram perfeitamente reparadas pelo A.I. Chip simulando e Leylin fixando-os fisicamente.

“Mas as capacidades defensivas dessa formação são bastante fracas…”

Leylin acariciou o queixo, se perguntando se ele deveria modificar esta formação mágica para aumentar seu defesa.

Como o Mago que ficava de guarda aqui, Leylin tinha o direito de ganhar uma porção das Flores Negras Mandar, mas a proporção era tão miserável que ela tão pouco se importava.

No entanto, a velocidade em que os acólitos completassem a tarefa estava diretamente relacionada a quando ele poderia sair. Se houvesse ataques todos os dias, como os acólitos colheriam as pétalas?

Por isso, a primeira prioridade de Leylin era garantir a segurança dos acólitos para que pudessem terminar a tarefa o mais rápido possível.

“Eu deveria esperar até o anoitecer e terminar isso eu mesmo!”

Leylin olhou para os acólitos que dobravam as costas e trabalhando como se fossem fazendeiros, um olhar sombrio apareceu em seus olhos.

Não era como se ele não confiasse nesses acólitos, ele apenas estava acostumado a ter alguns trunfos.

Ele poderia também criar métodos que aumentassem a taxa de colheita. Enquanto ele aumentasse a taxa em que o A.I. Chip operasse, e dando prioridade, levaria apenas alguns dias.

Era bem possível que, naquela época, os acólitos pudessem trabalhar mais rápido.

—◊—◊—◊—

Cerca de meio mês se passou em um piscar de olhos.

Na dimensão secreta das Planícies do Rio Eterno, a manhã veio, projetando sombras pelo chão.

A organização de Magos que tinha construído esse lugar usou algum tipo de formação e estruturou de um jeito para que houvesse um sol, lua e diferentes estações.

No entanto, com base na hipótese dos cálculos feitos pelo A.I. Chip, o sol e a lua dentro da dimensão secreta tinha um indício dos corpos celestes originais, que esses antigos magos haviam usado para conseguir projetar na dimensão secreta usando um método desconhecido.

Leylin estava em admiração pelos métodos e ousadia que esses Magos antigos tiveram.

Na cidade de Teljose, os humanos fizeram o uso de um vulcão para aumentar a produção em suas redondezas através do uso de uma formação, e isso deixou Leylin boquiaberto. Contudo, comparado ao antigo Mago que poderia pegar as estrelas, abraçar a lua, causar tempestades com o aceno de suas mãos e projetar chuva com outro balançar de outra mão, Leylin tinha que se curvar em inferioridade.

“Não só Lorde Leylin Mago poderoso, ele também se especializa no estudo das plantas!”

No mar de flores, dois acólitos que eram os que estavam mais próximos dele estavam conversando enquanto suas mãos movimentavam-se.

“Não é nenhuma surpresa; Afinal, ele é um Mago oficial! Não é algo que nós acólitos podemos nos comparar.”

O acólito que havia acabado de falar tinha cabelos vermelhos curtos. Neste momento, havia uma camada de luz azul cobrindo suas mãos. Depois de friccionar os dedos, vários fios de linha azul se enroscaram em torno das Flores Negras Mandara.

*Ka-Cha!* *Ka-Cha!*

O som de uma flor sendo cortada foi ouvida. Seguindo o que, as pétalas daquela Flor Negra Mandara flutuou devagar de seu caule e foi guardado seguramente pelo acólito, que a colocou dentro de uma bolsa.

“Anteriormente, cada pétala exigia um enorme consumo de poder mágico e força espiritual obter. Mesmo Krall, que era o melhor entre nós, poderia apenas arrancar 20 pétalas em um dia! No entanto, desde que Lorde Leylin nos confiou esse novo método à nós, até alguém como eu posso colher mais de 40 pétalas em um único dia…”

O acólito de cabelos vermelhos tinha um olhar de admiração.

“Com essa velocidade, enquanto durarmos por mais alguns dias, poderemos deixar esse maldito lugar!”

O outro acólito que tinha falado revelou um indício óbvio de anseio:

“Eu não desejo ficar neste lugar nem mais um dia! Com tantos magos e acólitos obscuros vindo nos atacar todos os dias, nós teríamos sido mortos mais de cem vezes se Lorde Leylin não estivesse aqui!”

*Boom!*

Neste exato momento, o alerta da formação mágica defensiva soou. No entanto, esses dois acólitos pareciam não ter escutado nada enquanto continuavam fazendo o seu trabalho de colheita arduamente.

“Diga… Quem você acha que será o infortunado hoje?”

O acólito de cabelos vermelhos perguntou com algum schadenfreude.

Nota Reizen: Schadenfreude – Designar o sentimento de alegria ou satisfação perante o dano ou infortúnio de um terceiro

“Deve ser outro Mago oficia. Os acólitos normais não tem flutuações tão grandes de ondas de energia!” O outro acólito enrugou as sobrancelhas mas logo continuou novamente a arrancar mais pétalas, como se não tivesse nada haver com ele.

“Seja como for, com Lorde Leylin por perto, o que há para temer?”

“Você está certo!” O acólito de cabelos vermelhos assentiu com a cabeça e continuou suas tarefas diárias.

—◊—◊—◊—

Neste momento, dentro das paredes do castelo.

Em uma cela subterrânea e úmida desprovida de luz, Leylin avançou em frente, carregando uma figura vestida de preta em seus braços.

*Crash!*

A porta da cela foi aberta, e Leylin jogou a pessoa que estava carregando dentro da cela sem se importar.

*Bang!*

Quando a carne e o piso duro fizeram contato físico, houve um barulho altíssimo.

A pessoa que antes estava inconsciente estava agora acordada.

Ei, você gosta desta novel? Acha que tem pontos a se melhorar? Ou acha que o autor já conseguiu expor toda sua experiência com esta obra? Diz pra gente lá no novo site da Central Novels!