Warlock of the Magus World: Capítulo 146 – Jenna.

1
855

Tradução: P_
Revisão: Denn


Entre aqueles que estavam viajando na mesma rota como Leylin,  não havia somente Magos, mas também muitos povos regulares.

A maioria das pessoas regulares montou em carruagens de cavalo, e eles armazenavam grandes quantidades de vegetais e frutas na parte de trás.

Mesmo que eles pudessem tratar os Magos com muito respeito, era óbvio que eles não tinham medo quando os enfrentava. Parecia que, nos domínios dos Magos da Luz, os magos eram frequentemente reverenciados, embora estivessem em estreita relação com os civis.

Esta situação era uma tanto enigmática para Leylin. Em um reino onde os Magos Negros governavam, a mera menção de Magos daria origem a pensamentos de terror e derramamento de sangue. Até um acólito estaria suficiente assustado em uma cidade de pessoas como essas.

“Pelo que parece, o fato de que Magos da Luz e humanos regulares são capazes de coexistir harmoniosamente é verdade!”

Leylin olhou para um fazendeiro que tinha tirado o chapéu para cumprimentá-lo, e acenou com a cabeça em reconhecimento.

“E…”

Seus olhos azuis brilharam:

“Não há vestígio de radiação em seu corpo. Isso tem a ver com a torre de purificação?”

Na área sob as regra dos Magos da Luz, umas torres brancas elevadas foram erguidos em distância a distância uma das outras. As torres foram capazes de neutralizar a radiação dos mágicos, o que foi vital para permitir que Magos e humanos regulares se misturem nesta área.

Quanto à área governada por Magos Negros, Leylin já havia visto dentro da biblioteca da Abyssal Bone Forest Academy, os desenhos para a torre de purificação. Mas, era evidente que os Magos Negros não estavam dispostos a construir tal coisa em seus próprios territórios. Além do problema dos custos de construir tal torre, Leylin supôs que os Magos Negros gostaram de governar os plebeus com um regime sangrento e terrível.

Como uma montaria que estava voando continuamente, Leylin sentiu que seus horizontes estavam continuamente se expandindo.

As ondas verdes, quase como as ondas de um oceano, ondulavam na brisa, produzindo uma atmosfera espessa.

Aqui estavam as Grandes Planícies de Teljose que cobriam uma área de vários milhares de quilômetros quadrados e tinham várias cidades com população maior que 100.000 habitantes.

E a Cidade Teljose estava localizada no meio desta imensa planície, e era a zona central desta enorme região.

“A vegetação é exuberante e abundante aqui!”

Leylin soltou um suspiro sincero. Quanto mais se aproximava da cidade de Teljose, mais crescia a colheita, como se gostassem das pessoas. Havia mesmo plantas de trigo que eram tão altas quanto um homem – vendo que Leylin se sentia comovida.

“Isso não é incrível? Você é um Mago de fora desta região?”

Um pônei vermelho parou bruscamente, além da própria montaria selada de Leylin, e da Maga sentada sobre o pônei vermelho, ela falou com Leylin.

Esta Maga usava um vestido branco de estilo chinês, e usava um colar amarrado com pérolas e pedras preciosas em volta do pescoço. Sua aparência era bastante comum, mas em seu rosto, ela usava uma expressão gentil e sorridente.

Leylin experimentara esse sentimento de tranquilidade algumas vezes.

Embora esta Maga irradiasse as ondas de energia de um Mago de nível 1, ela tinha muito pouca experiência de combate real. Havia apenas uma camada de feitiço de defesa inata sobre seu corpo, que parecia ser suficiente para ela.

“Isso mesmo, Senhorita, eu venho de longe e sou um Mago errante! Você pode me chamar de Leylin!”

Leylin colocou um sorriso inofensivo enquanto se apresentava.

“Meu nome é Jenna, eu sou um Maga local de Teljose. Você está surpreso ao ver estas muitas colheitas, não é?”

A Maga sorriu e bateu uma conversa com Leylin.

“De fato, você raramente vê o trigo crescer tão alto e não vamos esquecer a quantidade…”

O rosto de Leylin estava coberto por uma expressão intrigada.

“Esta é a bênção de um Mago! Com o passar do tempo você pode experimentá-lo sozinho!”

A Maga usava uma expressão de mistério, mas também expectativa.

“Estou ansioso para isso!”

Leylin sorriu brevemente.

Ele podia julgar com apenas um olhar que esta mulher é como uma ovelha inocente, sem a experiência de conhecer magos ruins e era extremamente curiosa sobre tudo.

Assim como uma jovem de uma grande família, que tem vagado por aí.

Depois, Leylin parou de observar essas questões, enquanto a Cidade Teljose estava aparecendo na frente dos olhos de Leylin.

Na linha de visão de Leylin, apareceu pela primeira vez um ponto preto.

Depois, esse ponto preto aumentou de tamanho como se transformasse em uma nuvem escura, envolvendo todo o céu.

A mandíbula de Leylin caiu – ele viu uma montanha alta e bem construída, alcançando através das nuvens e permanecendo em silêncio nas planícies.

Leylin tinha visto um monte de grandes montanhas em sua vida passada, mas ele tinha certeza de que ele nunca tinha visto uma montanha tão grande que poderia cobrir os céus.

Além disso, naquela grande montanha havia numerosos prédios bem feitos e pontos pretos movendo-se em torno das muitas camadas naquela montanha.

Ao pé da montanha, uma grande muralha alta da cidade foi erguida de forma circular. Uma estimativa visual deu a sua altura em um par de dezenas de metros e que era inteiramente feita de granito cinzento. Parecia extremamente impressionante.

No pico gigante da montanha, havia camadas de neve luxuosa. A fumaça era continuamente emitida do pico, como se fosse entrar em erupção a qualquer momento.

“Um vulcão ativo! Cidade Teljose é erguida em um vulcão ativo!”

Leylin ofegou.

“Correto! Continue olhando ao redor!”

A Maga Jenna apontou para a abertura do vulcão com uma risada.

*Boom!*

Inúmeras fumaças negras estavam subindo, todo o vulcão estava ganhando vida. Assim como um gigante mítico rindo sadicamente no céu.

Um gigantesco pilar de fumaça se precipitou para o céu, colorindo parte do céu negro.

“Estranho, por que não houve tremores?”

Leylin chegou a uma súbita compreensão:

“Esta deve ser a obra dos Magos da Cidade?”

“Correto, continue a olhar!”

Jenna apontou para as nuvens negras:

“A bênção do Mago logo descerá!”

*Rumble!*

Uma chuva suave estava surgindo, minúsculas gotas de chuva preta caíam através da brisa.

A chuva de costas caiu no chão, transformando todo o chão cinzento, em cinzas.

Logo um casal de fazendeiros saiu correndo dos campos, ajoelhou-se diante de Leylin, Jenna e outros magos e cumprimentou respeitosamente, dizendo:

“Agradecemos aos nossos senhores, os Magos, pela nossa colheita!”

“Isso é uma cinza vulcânica?!”

O corpo de Leylin começou a emitir luz cinzenta, envolveu o corcel gigante e estava sob a chuva preta. Estendeu a mão direita para recolher uma gota de chuva cinzenta e começou a examiná-la.

“Parece que algumas coisas artificiais foram adicionadas a ela, ela se assemelha a fertilizante nitrogenado!”

As cinzas vulcânicas eram naturalmente ricas em nutrientes, o que favoreceu o crescimento das plantas. Juntamente com outras coisas que os Magos tinham acrescentado, não era de admirar que as colheitas aqui tivessem uma forma e um rendimento tão surpreendente.

“Isso mesmo, os Magos controlam a erupção do Vulcão Teljose. Transportam e distribuem uniformemente a cinza vulcânica através das planícies e fertilizam a terra. Quanto aos recursos como a energia geotérmica, os Magos irão recolhê-los e convertê-los em uma fonte de energia para Teljose. Por isso, o nome alternativo para a cidade de Teljose que eu amo ainda mais – Cidade Sem Noite!”

Jenna explicou

“… Esta tecnologia é simplesmente incrível!”

Leylin murmurou. O vulcão Teljose, em comparação com o maior vulcão que Leylin viu antes de sua reencarnação, foi muito mais amplo. Para controlar um grande vulcão vivo, eles precisavam de manutenção constante e formações mágicas, o que excedia o que Leylin poderia ter pensado.

Além disso, para controlar diretamente um vulcão como uma fonte de energia e um lugar para viver… este tipo de design e ousadia deixou Leylin sentindo admiração com estes Magos.

“Mas, por favor, perdoe minha franqueza, eu já viajei para a região leste. Os Magos não parecem poupar um pensamento com as pessoas normais…”

Leylin corretamente expressou sua curiosidade.

“Sim, os Magos são um grupo de pessoas intelectuais. Eles fizeram isso porque era para seu benefício.”

Jenna assentiu com a cabeça:

“A maneira como nós o vemos, as pessoas normais que estão vivas também são um tipo de recurso. Além disso, enquanto houver pessoas suficientes, elas podem nos servir sempre, buscar recursos e, além disso, semear nossas sementes e produzir acólitos de excelente qualidade, melhorando a genética…”

“Assim, no meio da nossa região de Magos, não só havia Magos que se especializaram na solidificação de magias inatas para ajudar a prevenir todos os tipos de catástrofes naturais, há ainda Magos que o tempo inteiro estão encarregado de cultivar terras e aumentar rendimento de colheitas…”

“Isso… isso realmente é…”

Leylin usava uma expressão chocada enquanto liberava secretamente um sopro de alívio.

Apesar de Jenna parecer pura e direta, ela ainda se considerava superior aos humanos regulares, semelhante à magia dos Magos.

A única diferença que eles tinham era seu próprio sistema.

Similares ao pastoreio de ovelhas, Mago Negro tendiam a operar de uma maneira mais grosseira e colheriam a colheita em intervalos irregulares. Em comparação, Magos da Luz adotaram um estilo de microgestão, tendo especial cuidado em cada ovelha sua.

Mas ambos tinham o mesmo propósito – obter os materiais necessários de seres humanos regulares.

Apenas com base nesse processo, Leylin sentiu que os seres humanos regulares na região dos Magos da Luz tinha uma vida mais confortável, em comparação com aqueles que vivem no Reino Poolfield.

No entanto, embora Leylin pudesse lamentar sobre as dificuldades enfrentadas pelos seres humanos regulares, isso não significa que ele pensou em reduzir o poder e a autoridade que os Magos detiveram; Era tolice defender um ideal de alcançar a igualdade entre todos os seres humanos.

Sem mencionar os mistérios e a força do mundo do Mago, até mesmo o próprio Leylin acreditava em uma verdade – que o status de alguém determinaria o curso de ação de alguém.

Leylin ele mesmo era um Mago e suportou inteiramente os privilégios e o poder político que todos os Magos tiveram. Quanto aos que tinham delírios de derrubar os Magos no poder, eles seriam mortos imediatamente.

Como parte de um nível mais elevado na pirâmide social, era natural defender conscientemente os direitos e privilégios dessa classe social.

Naturalmente, havia também os estranhos que escolheram trair os interesses de seus colegas, e eventualmente, seriam abandonados por eles.

Leylin concluiu que: a menos que houvesse qualquer sinal de que os Magos caíssem do poder, ele definitivamente não trairia os Magos.

“Muito surpreendente, não é?”

Jenna riu:

“Parece que você sempre esteve viajando pela região dos Magos. Mas uma vez que você chegou à Cidade Sem Noite, você precisará aprender a adaptar-se às novas regras…”

As palavras de Jenna implicavam que ela descobrira a verdadeira identidade de Leylin.

Mas Leylin só levantou a sobrancelha e não pareceu se importar nem um pouco.

Cidade Teljose, ou reputado por ser uma Cidade Sem Noite, por um lado foi o acúmulo do trabalho dos Magos da Luz, e por outro lado foi apoiado pelos Magos Negros.

Se os Magos Negros fossem totalmente removidos, então o comércio total de Teljose cairia imediatamente por mais da metade!

Nenhum centro de comércio iria rejeitar um membro Magro Negro de se juntar a eles.

 

  • Warley

    Meeeeeeeeeeeeeeeeeeee ja chegou na city do futuro