Warlock of The Magus World: Capítulo 01 – Reencarnação

3849
Tradução: Reizen | Revisão: Reizen

“Minha cabeça dói muito…”

Este foi o primeiro pensamento de Fang Ming ao acordar. Era como se houvesse um corte em sua cabeça, doendo tanto que parecia que seu crânio parecia estar prestes a partir.

Quando sua consciência clareou, ele notou que estava andando no que parecia ser uma carruagem puxada a cavalos. Seu corpo saltitando ao ritmo da carruagem em movimento, enviando ondas de choque até a ferida. A dor era tão forte que ele teve que inalar o ar repetidamente.

Abrindo seus olhos, ele observou seus arredores.

O que preencheu a sua visão foram paredes feitas de tábuas ocas. Ao lado dele havia vários jovens de cabelos claros e olhos azuis, seus olhos fechados em seus devaneios. Nenhum deles se incomodaram em dar uma olhada na sua direção.

Ele parecia estar deitado no piso da carruagem. Sentindo o gelado da madeira, Fang Ming percebeu que seu corpo não seria capaz de suportar ficar deitado por muito mais tempo. Para evitar pegar um resfriado, ele tentou seu máximo para se levantar apressadamente.

Naquele instante, ele sentiu uma dor intensa na cabeça.

A dor repentina trouxe consigo um fluxo de estranhas lembranças. Os olhos de Fang Ming se reviraram e ele desmaiou.

“Leylin… Leylin! Acorde…” Fang Ming ouviu em seu torpor, e não pôde deixar de abrir os olhos.

‘Será isto… reencarnação?’

Ele ainda se lembrava claramente das chamas ofuscantes da explosão do reator de energia, uma que era impossível de sobreviver com sua falta de proteção. Além disso, esse tipo de carruagem feito de tábuas de madeira era considerado uma relíquia antiga no seu mundo passado, e definitivamente não estaria em uso.

Depois de organizar as novas memórias em sua mente, Fang Ming teve uma ideia sobre seu corpo e este mundo.

Este mundo era uma semelhante à Idade Média Europeia. Mas havia algo a mais neste mundo, a presença de uma força misteriosa. A presença… da magia.

O dono original do seu corpo atual se chamava Leylin Farlier, que era o filho de um nobre pouco importante. Ele tinha sido testado e foi dotado com o talento de se tornar um Mago e, como tal, seu pai – Visconde John Farlier – havia mexido os pauzinhos para permitir que ele se tornasse um mago em treinamento, ou seja, um acólito. A carruagem que ele estava atualmente viajava para uma academia de magia.

Aquele que o havia acordado era um jovem grande e masculino.

Seus olhos grandes estavam cercados por suas sobrancelhas grossas que complementavam seu longo nariz reto e cabelos dourados brilhantes. Embora seu rosto fosse um tanto delicado, mostrando sua juventude, ele tinha um corpo robusto e musculosa. Ele parecia extremamente viril.

Vendo que Fang Ming havia acordado, o menino riu alegremente:

“Haha… Leylin, você está finalmente acordado! Se você estivesse alguns minutos atrasados, você provavelmente não teria sua janta. Você não quer morrer de fome, quer?”

Fang Ming baixou o olhar. Depois de pensar um pouco, ele descobriu a identidade dessa pessoa:

“Obrigado, George!”

Todos os jovens nesta carruagem haviam sido testados e dotados de talento com magia. George era o filho legítimo de um Conde e era um dos favorecidos. Quando seu talento foi revelado, o Conde gastou muitos recursos puxou muitos pauzinhos para que ele pudesse entrar numa academia.

“Um Conde?” Fang Ming pensou internamente.

Suas lembranças focaram-se no pai de Leylin, o Visconde John Farlier. Suas terras eram tão grandes como uma simples cidade na vida anterior de Fang Ming, e ele tinha milhares de soldados sob seu comando.

Neste mundo, os rankings dos nobres estavam inexoravelmente ligados à força pessoal. O pai de George como um conde significava que suas posses eram provavelmente do tamanho de pelo menos várias cidades, e sua renda anual era de alguns milhares de moedas de ouro. E mesmo com essas finanças e poder à sua disposição, foi preciso muito esforço para que George viajasse nessa carruagem. Fang Ming não conseguia imaginar como o pai de Leylin conseguiu fazer o mesmo por ele.

Enquanto ele ainda pensava sobre essa questão, outra dor intensa sacudiu sua cabeça, e outra cena apareceu em sua mente.

Ele estava num quarto escuro, com prateleiras velhas e mofadas enfileiradas nos lados e cheios de um senso de antiguidade. Os arredores estavam repletos de poeira.

Sob a luz fraca, John Farlier solenemente passou-lhe um anel, dizendo:

“Leylin, meu querido filho, esta é a herança de nossa família Farlier, um presente de um Mago. Seu avô uma vez ajudou um Mago ferido e, em troca, ele lhe presenteou este anel.

Este anel é uma promessa. Se algum dos descendentes do seu avô tivesse o talento para magia, eles poderiam usar este anel pra entrar numa academia de magia de graça! Dou-lhe este anel agora, na esperança de que você possa ser o orgulho da Família Farlier e defender nosso legado…”

‘O anel!’ Os olhos de Fang Ming se estreitaram, e sua mão direita subconscientemente se moveu para o peito dele.

Quando sua mão tocou por cima de suas roupas, ele podia sentir um sólido por baixo, o anel de metal ainda estava lá.

Com um suspiro de alívio em seu coração, ele pensou:

“Ufa! Ou esses caras não reconhecem isso como um tesouro, ou há uma espécie de restrição. De qualquer maneira, graças a Deus isso não foi roubado de mim.”

Fang Ming era um cientista na sua vida anterior, e a própria menção de uma força misteriosa como a magia o encheu de um desejo de realizar várias pesquisas sobre isso.

Além disso, ele não queria ter de voltar para casa porque perdera um anel que o permitiria entrada na academia.

Embora ele tenha assumido este corpo e até mesmo suas memórias, ele ainda era muito diferente do Leylin original. Os membros da sua família, que passaram anos com ele, poderiam facilmente perceber a diferença. Se eles o considerassem possuído por um demônio e talvez implorassem a um desses misteriosos Magos para investigar, era extremamente provável que ele fosse descoberto.

‘No entanto, se eu puder entrar em uma academia de magia, provavelmente não voltarei por pelo menos vários anos. Nesse momento, quaisquer alterações no meu comportamento serão apenas naturais, dado o tempo que eu passei fora. Magos são conhecidos por serem estranhos e excêntricos. Nesse ponto, seria estranho se eu não tivesse mudado nada, não se eu tivesse!’

Enquanto ele ainda pensava profundamente, um par de mãos grandes e forte de repente o ajudaram a ficar de pé.

“Sobre o que você está pensando?” George perguntou.

“N–Nada!” Fang Ming sacudiu a cabeça rapidamente, mas depois segurou-a mais uma vez, ainda com dor.

Ele subitamente virou a cabeça e olhou para George, fazendo o coração do menino parar nas suas batidas. Ele sentiu como se estivesse sendo observado por uma cobra venenosa.

Fang Ming revirou os olhos e perguntou:

“Querido George, por que você não me acordou mais cedo, em vez de me deixar no chão assim por tanto tempo?”

“Heh heh! Eu vi você tendo um sono tão bom e achei que você estivesse gostando de estar deitado ai!” George coçou a cabeça embaraçado. Entretanto, seus olhos reluziram com um brilho astuto.

Sob o olhar mortífero de Fang Ming, ele finalmente levantou as mãos em sinal de rendição:

“Ok! Ok! Quem te mandou que você ofendesse a minha deusa? Ofendê-la ainda está bem; como seu amigo, sou capaz de deixar passar essas coisas. Infelizmente, toda a carruagem está te tratando como um inimigo agora, e eu não quero ficar isolado também!”

‘Ofender? Deusa?’ Fang Ming coçou a cabeça, mas logo ele se lembrou do motivo de ser sido espancado.

Era uma menina chamada Bessita. Embora ela tivesse apenas 15 anos de idade, seu corpo já estava bem desenvolvido e voluptuoso. Juntamente com seus grandes olhos lacrimosos, esta foi uma grande atração para o lascivo Leylin.

O Leylin original não era um cavalheiro. Ele perdera a virgindade aos 12 anos e, depois disso, seduzira ou forçara muitos outros, e já dormira com mais de cem mulheres! Ele era conhecido como a desgraça das propriedades de seu pai.

Quando Fang Ming terminou de explorar as memórias, ele revirou os olhos novamente em desdém. Não é de se admirar que este corpo fosse tão fraco e frágil, não era só por causa dos ferimentos.

Pensando bem, estava claro que Leylin estava muito acostumado a causar problemas em seu próprio território, e não tinha conseguido se controlar quando viu Bessita.

Nos primeiros encontros tudo foi bastante normal; flertando e tentando seduzi-la. Porém, no fim, ele recorreu a meios violentos. Quando Fang Ming viu essas memórias, ele não pôde deixar de rotular o original como um idiota.

Essa Bessita era a princesa de um pequeno país! E Leylin ainda queria estuprá-la. Havia um cérebro no seu crânio ou era apenas sujeira? Sheesh!

O que aconteceu a seguir foi evidente – Leylin foi ensinado uma lição brutal por um grupo de ‘Guardiões da Flor’, eventualmente sucumbindo aos ferimentos. Isso acabou por beneficiar Fang Ming.

‘Heh, essa Bessita não é tão simples quanto parece. Uma mente maquiavélica!’ Fang Ming riu friamente com esse pensamento.

‘Ótimo. Apesar de tudo eu apoderei-me do seu corpo. Se eu tiver a chance, me vingarei de você. Afinal, agora sou Leylin Farlier!’ Fang Ming jurou em seu coração.

Leylin não encontrou nenhuma menção a qualquer pessoa que se parecesse com os asiáticos em suas memórias, nem ouviu nada sobre a China. Neste novo mundo ocidental, usar seu próprio nome chinês seria perigo demais!

Leylin olhou em volta e descobriu que não havia mais ninguém dentro da carruagem espaçosa. Não era de admirar que George tivesse vindo chama-lo.

“Seja como for, eu ainda tenho que te agradecer! George, você tem algum remédio?” Fang Ming se levantou e esticou seu corpo. Embora ainda doesse em alguns lugares, isso não impedia seus movimentos, e a ferida na parte de trás da sua cabeça já havia se transformado em crosta.

“Heh heh… Eu sabia que você precisaria disso!” George riu enquanto jogava uma pequena garrafa para ele.

“Este é o produto secreto da minha família. Ouvi dizer que geralmente é usado durando o treinamento de Cavaleiros e é extremamente eficaz contra qualquer lesão corporal!”

Enquanto George falava, ele olhou em volta de forma furtiva:

“Tudo bem! Já está quase na hora do jantar. Eu vou pra lá primeiro, você deve aplicar o remédio rapidamente e se apressar também. Lembre-se, não conte a ninguém sobre a nossa amizade!”

Depois de terminar de falar, George saiu correndo como uma rajada de vento!

Olhando para a figura de George desaparecendo na distância, Leylin não pôde deixar de massagear sua testa. Parecia que este Leylin tinha realmente mexido no ninho de vespas. Mas era realmente um problema tão grave? Suas memórias diziam-no que as pessoas deste mundo eram bastante abertas sobre sexo…

Nesta altura, ele não podia fazer nada para remediar a situação. Tirando suas roupas apressadamente, Leylin rapidamente esfregou o remédio em todos os ferimentos em seu corpo.

“Hss… Esse maldito George. Será que ele não poderia me ajudar a plicar o remédio antes de sair?” Leylin soltou várias respirações gélidas enquanto aplicava o remédio.

O remédio foi extremamente eficaz. Depois que ele aplicou, houve uma sensação de resfriamento e a dor desapareceu.

Depois de lidar com as feridas no seu corpo, Leylin vestiu suas roupas e abriu a porta da carruagem.

*Whoosh!* Uma suave brisa soprou. O sol estava se pondo no horizonte, pintando tudo de um vermelho dourado.

Os olhos de Leylin umedeceram, e ele murmurou:

“É bom estar vivo apesar de tudo!”

Olhando para os seus arredores, ele notou que havia várias carruagens grandes formando um círculo, dentro dela tinha um acampamento temporário rústico. Havia uma grande chama queimando no meio.

Havia muitos jovens ao redor do fogo, sentados e descansando em tapetes de pano colocados no chão. Eles estavam rindo e conversando uns com os outros enquanto comiam o pão em suas mãos.

Leylin andou até uma mesa que tinha alguns pães e sucos colocados nela. De acordo com suas memórias, era aqui onde a comida era distribuída.

Quando ele se aproximou da área, ele viu que havia algumas pessoas formando fila. Ao avistarem Leylin, seus olhos se tornaram em uma de desprezo. Embora Leylin se considerasse casca dura, ele ainda achava difícil de suportar.

Apesar disso, ele não saiu. Custe o que custar, ele ainda tinha que comer.

“Apresse-se!” Uma voz rouca ecoou.

“Des…Desculpe, Lady Angelia!” Um menino com sardas rapidamente pediu desculpas e pegou sua porção de comida antes de sair fugindo.

[Beep! Alerta de perigo! Alerta de perigo! O corpo do hospedeiro está extremamente próximo de uma fonte de perigo. Recomenda-se afastar-se por pelo menos 1000 metros de distância!]

Ei, você gosta desta novel? Acha que tem pontos a se melhorar? Ou acha que o autor já conseguiu expor toda sua experiência com esta obra? Diz pra gente lá no novo site da Central Novels!