The Novel’s Extra – Capítulo: 76

241

Modo Noturno

 

 

Tradução: Jonathan Duarte   |||   Revisão: Coruja

Capítulo 76. Pequena Pausa (2)

Rachel retornou à Corte Real sob a proteção de numerosos heróis.

Seus pais estavam preocupados, pensando que ela havia sido raptada pela Evil Society.

Rachel corrigiu o mal-entendido dizendo que ela não foi raptada, mas que saiu por vontade própria. Naturalmente, ela tinha que contar a eles sobre o homem gigante que acabou pegando o Cristal Branco.

Então, a preocupação deles se tornou raiva, e Rachel acabou sendo repreendida.

Tal repreensão continuou por 30 minutos, eles disseram a ela para não fazer algo tão imprudente nunca mais, e que a mesma seria transferida para a Academia Inglesa se algo semelhante acontecesse novamente.

Depois de suportar suas ameaças, ela retornou ao seu quarto.

Ela sentiu como se suas orelhas estivessem sangrando.

Cansada, ela se enterrou em sua cama.

“… Haa.”

Muitas coisas aconteceram hoje que a fizeram suspirar.

O CEO da Roton Corporation, Zelen, foi levado ao hospital depois de desmaiar. Assim que a bolsa de valores abrisse amanhã, as ações da Roton Corporation certamente despencariam.

O que aconteceu hoje não faria mal à Inglaterra. Zelen tinha escrito um contrato, prometendo não culpar a Inglaterra, independentemente do que acontecesse.

No entanto, a guilda da Corte Real seria, sem dúvida, afetada, já que a Roton Corporation era suamaior patrocinadora. Se Roton deixasse de patrociná-la, a guilda da Corte Real ficaria mal financeiramente.

“…”

Deixando de lado tais preocupações por enquanto, Rachel pensou no incidente que aconteceu apenas duas horas atrás.

Primeiro foi Kim Hajin.

Ele havia usado algum método desconhecido para identificar os Djinns que fugiram com o cristal e, em seguida, os perseguiu. Ele quase conseguiu recuperar o cristal, mas um misterioso homem interveio e o roubou.

No final, o cristal foi perdido.

No entanto, a imagem que ficou na mente de Rachel não foi o cristal perdido, mas o homem que timidamente confessou que era seu fã.

… De repente, outros pensamentos começaram a surgir em sua mente.

Ele havia deixado para trás muitas “dicas”.

Kim Hajin era bom em estudar, mas ele era bem conhecido por não compartilhar seu conhecimento com os outros. Ela também ouviu os rumores caluniosos sobre ele.

‘Mas… foi diferente comigo. Ele sempre respondeu a qualquer pergunta que eu fizesse. E durante o exame final, ele imediatamente revelou sua localização pra mim, expressando fortemente seu desejo de estar comigo. Mas eu recusei, e ele me vigiou de longe, me ajudando quando eu estava em uma situação perigosa.’

‘No começo, não entendi por quê. Eu não encontrei nenhum motivo para ele me ajudar. Mas agora… tudo faz sentido. Se o que ele fez não foi dirigido pela razão, mas sim por sentimentos, então tudo faz sentido.’

“…!”

Naquele momento, Rachel teve uma idéia.

Talvez essa fosse uma ótima oportunidade. A guilda da Corte Real precisava de alguém forte em teoria e combate. Kim Hajin era tal pessoa. Se fosse ele, ele seria capaz de elevar o prestígio da guilda da Corte Real.

‘Então, se eu pudesse direcionar os sentimentos ​que ele tem por mim nesse caminho… Não.’

Rachel sacudiu a cabeça.

Ainda eram sentimentos de alguém. Manipular e usar os sentimentos de alguém era algo que as pessoas não deveriam fazer. Rachel imediatamente sacudiu o pensamento horrível que ela tinha.

*Tak*

Ela até bateu na própria cabeça.

**

22h.

Cheguei ao primeiro andar do hotel-cassino. Achei que os membros do clube de Viajens estariam esperando lá. No entanto, Chae Nayun era a única em frente à entrada do hotel. Ela estava matando o tempo chutando umas pedrinhas no chão.

“Haaam…”

Chae Nayun bocejou como se estivesse com sono e depois me notou.

Ela olhou para mim e sorriu.

“Por que você está me olhando?”

“….”

Dei de ombros sem responder a ela.

“Onde estão os outros?”

“Eles foram em frente. Por que você está sempre atrasado?”

Acabei ficando atrasado por causa da videochamada com Evandel.

“Desculpe, eu tinha algo a fazer.”

“… hm.”

Chae Nayun tirou a espada mágica que eu lhe dei do bolso.

“De qualquer forma, obrigado por me dar isso. Ele ajudou muito.”

“Sem problemas.”

Eu realmente não precisei de volta, mas eu ainda peguei e coloquei no meu bolso.

Chae Nayun apontou para a frente e disse.

“Vamos, eu pagarei pela comida.”

Ela então começou a andar animadamente. Eu a segui para fora do hotel.

Estava escuro lá fora, mas lindas luzes iluminavam a escuridão. Porque o incidente de hoje ficou limitado ao Clancy Hall, os outros lugares estavam funcionando normalmente.

“Ei.”

Enquanto eu estava andando devagar, Chae Nayun de repente bateu no meu ombro.

“O que?”

“Isso não é seu?”

“O que… huh?”

No local que Chae Nayun apontou, a moto que eu dirigi no início do dia estava estacionada. Eu me esgueirei até a moto. Eu realmente a queria. Parecia que o dono da moto era um dos hóspedes deste hotel.

Chae Nayun bateu nos lábios e perguntou.

“Podemos dar uma volta?”

“Não é minha. Eu apenas a peguei emprestada.”

“…Mesmo?”

Nós dois prosseguimos com relutância.

*Tak, tak*

Nós começamos a caminhar novamente para o restaurante. Liguei o GPS do relógio inteligente. Chae Nayun era a última pessoa em quem eu confiaria para me guiar.

“Ei.”

Eu estava andando em silêncio, e Chae Nayun de repente iniciou uma conversa. Eu olhei de volta para ela.

Sob uma luz fraca, ela sorriu friamente. Então, ela perguntou fugazmente.

“Você não acha que podemos ser amigos ?”

Meus pés pararam.

Amigos. Essa era uma palavra que nunca passou pela minha cabeça.

Eu olhei para Chae Nayun sem expressão. Ela estava brincando com o cabelo e fingindo estar indiferente. Eu não sabia o que ela estava pensando ou porque de repente ela disse isso.

Contudo…

“Não.”

Olhando diretamente para ela, eu ignorei sua oferta friamente.

“Acho que não.”

Não havia como sermos amigos. Como alguém que acabaria por deixar este mundo, e como alguém que mataria a pessoa mais preciosa dela…

Eu não poderia me tornar seu amigo.

“….”

Chae Nayun ficou parada, aparentemente tomada de surpresa. Ela olhou para mim sem sequer respirar. Logo, com uma expressão levemente rígida, ela soltou um suspiro, depois forçou um sorriso.

“Dane-se então. Tudo bem, se você não quer ser amigo, sem problemas.”  

Ela bateu no meu ombro e correu para frente.

“….”

Silenciosamente olhando para as costas dela, eu esfreguei meu ombro.

“…Isso doeu muito.”

Para ser honesto, senti como se tivesse sido atingido por um martelo.

**

Próximo dia.

Eu fui fazer compras, terminando o que comecei ontem.

Eu visitei outra loja de antiguidades. Embora a maioria das antiguidades fosse apenas um pouco especial na aparência e inútil, consegui pegar dois bons itens.

===

[Sela de Cavalo] [Antiguidade]

Uma sela de cavalo usada por um cavaleiro anônimo 500 anos atrás.

Se você se sentar nela, você será capaz de cavalgar melhor.

===

===

[Flauta de Chifre] [Antiguidade]

Uma flauta usada por um menestrel errante de Joseon.

Se você a assoprar, sua garganta ficará limpa e sua voz ficará mais clara por três horas.

===

Eles eram inúteis em combate e eram para usos mais práticos. Ainda assim, eu realmente gostei da sela do cavalo. Embora fosse cara, sabia que se pagaria um dia.

“Vamos.”

Agora era meio-dia.

Nós ficamos na frente do Portal da Pequena ilha de Clancy. Com nossas identidades sendo claras, não precisamos passar por mais investigações.

Mas atrás de nós, um grupo de cinco pessoas estava alinhado, esperando pela sua vez. Eu tentei o meu melhor para não olhar para eles inadvertidamente. Eles eram todos membros da Trupe Camaleão, que estavam disfarçados com o Dom de Jain.

Da Pequena ilha de Clancy para a Inglaterra, em seguida, da mesma para Seoul.

Nós usamos dois Portais no total.

“Houve um problema inesperado ontem, mas como Heróis, devemos começar a nos acostumar com tais situações.”

Foi isso que Oh Hanhyun disse depois que chegamos à estação do  Portal de Seoul. Todos assentiram enquanto davam sorrisos amargos.

“Agora, vamos todos voltar para casa. Bom trabalho pessoal, ontem e hoje!”

Depois das palavras de encorajamento de Oh Hanhyun, saímos da Estação Portal de Seoul.

Então, todos, menos eu, congelaram de surpresa.

A parte externa da Estação Portal estava cheia de repórteres.

– Ah, eles estão aqui!

– Eles voltaram!

As câmeras dos repórteres relampejaram cegamente.

– É verdade que a princesa Rachel foi sequestrada ontem na Pequena ilha de Clancy.?

– O que aconteceu?

– Há relatos de que o cadete Kim Suho prestou um ótimo serviço no incidente…

Os repórteres nos bombardearam com perguntas. Vídeos do que aconteceu em Clancy Hall devem ter se espalhado para a Coreia, e o excelente desempenho de Kim Suho certamente virou manchete.

Os outros membros do clube estavam em transe, mas eu não estava. Eu sabia que os repórteres não teriam interesse em mim.

Voltando furtivamente, me esgueirei para um restaurante conhecido por seu frango assado.

Eu tive que comprar lanches para Evandel que estava esperando por mim em casa.

“Dê-me dois… não, três.”

“Três, entendi.”

Depois de comprar três frangos assados, voltei para a Estação do Portal.

A entrevista ainda estava em andamento. Yoo Yeonha, que gostava da atenção da mídia, estava conversando com os repórteres enquanto seu cabelo tremulava no ar.

Ignorando-os, fui ao Portal que leva à Cubo.

“Hua.”

O cenário da Cubo era tão familiar quanto um lar para mim. Sentindo o ar do Mar do Leste, atravessei o parque central. Logo, o dormitório 1 apareceu. Meu quarto era o número 109, o que era conveniente, já que eu não precisava pegar o elevador. Eu coloquei meu polegar no scanner de impressões digitais.

*Tiririk*— A porta se abriu com um toque.

Eu bati a porta assim que cheguei.

Ao mesmo tempo, Evandel e todos os animais que ela criou correram para mim.

“Hajin~”

Eu abracei Evandel, que correu para mim. Ela esfregou o rosto contra o meu peito, mostrando sua alegria. Em um instante, meu coração ficou calmo e cheio.

Eu me perguntava se seria capaz de sentir isso quando tivesse filhos no futuro.

Evandel olhou para mim com olhos cintilantes e perguntou.

“Você comprou frango?”

“Sim, eu comprei muito.”

Eu levantei uma sacola plástica cheia de frango.

**

Três dias até o início do segundo semestre.

Eu acreditei ter aproveitado bem essa pequena pausa nas aulas da Cubo. Eu cacei diligentemente, treinei duro e adicionei outra função ao meu laptop – ‘Link com o relógio inteligente’.

Era irritante ter que abrir o laptop toda vez que algo acontecia, mas eu estava adiando porque eu não queria usar o PR.

[Uma incrível sorte se aplica, protegendo você da morte certa!]

[Escapada Estreita da Morte (3/9) – Um atributo especial, acumulação de sorte, torna-se parcialmente desbloqueado!]

[Você obteve 193 de PR!]

Fiz a mudança usando o 193 PR que ganhei graças a Cheok Jungyeong. Agora que eu tinha, eu me perguntava por que eu atrasara uma função tão conveniente até agora.

“Ah, Hajin, tudo bem?’

Liguei para o Park Soohyuk usando meu relógio inteligente atualizado.

“Hyung, você conseguiu o que eu queria?”

Na semana passada, pedi a Park Soohyuk para me arranjar uma moto. Eu estava ligando para ele agora para verificar como estava indo.

– Sim, eu olhei para a moto com as melhores especificações como você queria, mas é muito cara. 150 milhões de won. Agusta, creio que seja esse o nome dela

“Isso inclui todas as funcionalidades adicionais?”

– Não, fica ainda mais caro. Com coisas como revestimento de mana e reforço de motor, o custo final será muito mais do que isso.

“Compre-a mesmo assim. Ganhei muito dinheiro no cassino de qualquer forma.”

Eu ganhei 2 bilhões de won no cassino. Além disso, aquele dia também estava se aproximando.

O dia em que a guilda Mestre das Mulas conquistaria o Ninho do Suwon Devil e, consequentemente, o dia em que eu me tornaria rico.

– Ok, vou fazer um pedido. Mas onde você vai andar? Não existe um lugar na Coréia que seja adequado para tal moto.

“Está tudo bem.”

Eu tinha a Éter, e eu também a Sela de Cavalo, o que melhoraria ainda mais minhas habilidades de direção. No caso de uma emergência, eu também poderia usar o ‘Hora da Bala’.

– Ok, vou encomendá-la no nome da nossa empresa, então venha buscá-lo mais tarde.

“Obrigado. Ah, certo, a empresa está crescendo bem?

-… Haha.

Park Soohyuk respondeu com uma risada.

– Nós temos 13 caçadores conosco agora. Você não precisa se preocupar.

“Ooh, que melhoria~”

– Haha, é tudo graças a você. Estamos nos preparando para expandir nossos negócios. Nós vamos nos mudar para um lugar melhor em breve também.

“Então eu vou investir mais. Como eu disse antes, ganhei muito dinheiro no cassino.”

Quando eu estava animadamente conversando com o Park Soohyuk, um alerta apareceu de repente no meu laptop.

Em um instante, meu rosto endureceu.

Era do Banquete Violeta.

Eu desliguei a ligação e confirmei seu conteúdo.

Alguém havia feito um pedido para a Agência da Verdade. Foi o primeiro pedido em cerca de um mês e meio.

[Por favor, encontre essa pessoa.]

Embora a frase fosse curta, ela veio com as informações pessoais detalhadas e a foto de um homem.

Seu nome era Fernin Jesus

“Eh?”

Eu sabia quem era esse homem.

Fernin Jesus.

Este era o homem que a Tomer mais amava e odiava no mundo, o pai dela.


Combo Patrocinado pelo leitor: SIRIO FEYH



Ei, você gosta desta novel? Acha que tem pontos a se melhorar? Ou acha que o autor já conseguiu expor toda sua experiência com esta obra? Diz pra gente lá no novo site da Central Novels!