The Novel’s Extra – Capítulo: 34

117

Modo Noturno

 

 

Tradução: Jonathan Duarte   |||   Revisão: Coruja

Capítulo 34. Período do exame (2)

Yoo Yeonha ligou para Chae Nayun e perguntou se o que Kim Hajin disse era verdade. Chae Nayun explicou cuidadosamente o que aconteceu no dia anterior, e foi como Kim Hajin disse. De fato, Chae Nayun foi tão longe a ponto de fazer uma afirmação definitiva.

“Não há como Kim Hajin ser um Djinn”, disse ela.

A reunião foi dissolvida depois. Kim Hajin saiu do quarto, enquanto Kim Suho e Yi Yeonghan o seguiram.

Uma vez que a discussão curta, mas feroz, passou, a sala 303 ficou em silêncio. As três pessoas restantes não falaram. No meio do silêncio, Yoo Yeonha viu Kim Horak massageando seu ombro direito.

“…Isso dói?”

“N-não, eu estou bem.”

“Esse foi o seu dom, certo?”

Muitos cadetes já sabiam sobre o dom de Kim Horak.

Um dom simples e bruto que instantaneamente ampliava o poder explosivo e destrutivo de seu corpo. Este dom fácil de entender era um dos dons mais fortes para as artes marciais.

Mas Kim Hajin evitou o ataque com facilidade. Seu movimento não era chamativo ou ágil de forma alguma. Quase como se simplesmente tivesse tropeçado, usara um movimento conciso para se esquivar de Kim Horak, cujo Dom era especializado em artes marciais.

“…”

Kim Horak desviou o olhar de Yoo Yeonha. Ele não sentiu culpa por acusar injustamente Kim Hajin. Estava apenas envergonhado por seu ataque ter sido tão facilmente esquivado.

“Ehew”

Yoo Yeonha suspirou e olhou para Shin Jonghak. Por um tempo, ele estava apenas olhando para o relógio inteligente. Ele estava mandando mensagens para Chae Nayun? É com isso que Yoo Yeonha se preocupa.

“Jonghak, o que você está fazendo?”

Yoo Yeonha se aproximou dele com um sorriso carinhoso. Shin Jonghak respondeu sem se incomodar em encará-la.

“Eu estou checando se há mais algumas unidades do item que eu comprei.”

“Item?”

“Sim, eu comprei algo”

“O que você comprou ~?”

Yoo Yeonha puxou o braço de Shin Jonghak e agiu de forma fofa à sua maneira.

“Você não precisa saber.”

Mas Shin Jonghak a afastou. O rosto dela congelou por sua ação fria.

“…Tsk. Se terminamos, vou embora.”

Shin Jonghak se levantou. Em sua mente, suas ações eram justificadas. O site que ele estava olhando era o famoso Banquete Violeta. No entanto, os cadetes da Cubo eram proibidos de serem membros desse site. Não apenas dele. Possuir qualquer identificação no mercado negro era suficiente para expulsar um cadete.

Mesmo assim, sua atitude indiferente feriu os sentimentos de Yoo Yeonha.

“Kim Horak, você não vem?”

“Hã? Oh sim.”

Kim Horak, que estava espiando o rosto de Yoo Yeonha, seguiu Shin Jonghak como um cachorrinho.

Assim, Yoo Yeonha ficou sozinho. Ela olhou ao redor do quarto vazio. De repente, a raiva preencheu seu coração. Esta não foi a primeira vez que algo assim aconteceu. Agora, ela estava começando a ficar chateada.

‘Shin Jonghak seu bastardo, apenas que parte de Chae Nayun é melhor do que eu? Ehew, mas o que posso fazer, só tenho que me esforçar mais.’

Quando Yoo Yeonha estava prestes a perseguir Shin Jonghak, seu relógio inteligente vibrou.

Era uma mensagem de Yun Hyun.

– Vai haver uma prova preparatória na próxima segunda-feira. Você está vindo, certo?

As atividades do clube parariam durante os períodos de exames, mas o clube acadêmico ofereceu aulas particulares durante esse período.

Yoo Yeonha começou a digitar, mas de repente ela se lembrou do que Kim Hajin disse. Que o culpado desse incidente seria Yun Hyun …

“Estúpido.”

Yoo Yeonha descartou a ideia mais uma vez e enviou sua resposta.

**

21h… Eu estava sentado em um banco. Eu já havia despachado Kim Suho e Yi Yeonghan, que me seguiram para me consolar.

Em um parque vazio, olhei para o céu noturno sozinho. Meu coração estava cheio de amargura.

“…Haa.”

Eu refleti sobre o que aconteceu. Não só acabei, de alguma maneira, entrando no mundo da minha própria novel, eu até discuti com personagens que criei com tanto amor. Todos os tipos de sentimentos que eu mantive reprimidos em meu coração explodiram hoje.

Eu queria parar, queria voltar para a minha antiga casa de um cômodo. Eu queria ver meus pais. Eu os evitava, dizendo que estava muito ocupado, mas agora estava cheio de arrependimentos.

Como o tempo fluia no meu antigo mundo? Se fosse na mesma velocidade que em este lugar, eu deveria ser considerado uma pessoa desaparecida. Eu posso até ser considerado morto quando voltar. Afinal, eu teria que passar quase 10 anos neste mundo.

Neste momento, fiquei feliz por ter elevado minha perseverança. Neste mundo, eu não tinha nada. As memórias que construí, os relacionamentos, sentimentos, nenhum deles estava aqui.

Meu antigo eu não teria sido capaz de suportar isso. Mesmo que não tivesse coragem de cometer suicídio, eu teria desistido da esperança de voltar para casa. Eu poderia ter desistido de fazer parte do enredo principal e tentado viver uma vida comum.

“Ah, eu quero ver você, mãe.”

Para um homem de 26 anos, dizer isso não parecia certo, mas minha voz tremia pela profunda sinceridade em meu coração.

Eu esperava que ela estivesse saudável. Eu esperava que ela estivesse se dando bem com o papai.

Se o tempo estivesse fluindo normalmente no outro mundo, eu esperava que eles descobrissem sobre o meu desaparecimento o mais tarde possível. Eu não queria nem imaginar vê-los tristes por minha causa.

Tais pensamentos fluíam em minha mente, como um rio.

Eu me lembrei dos meus amigos. Eu os xingava de vez em quando por me incomodar quando estava ocupado, mas sentia falta deles, especialmente hoje. Até os veteranos da minha faculdade e do exército, que gostavam de mexer comigo, apareceram na minha cabeça.

Ambas as boas e más conexões que fiz em minha vida se iluminaram no meu coração como estrelas.

Mas o mundo exterior ainda estava escuro, e nem o mais fraco brilho das estrelas poderia ser visto nesse céu nublado.

Pensar no brilho delas nessa noite escura só me encheu de angústia.

“…Isso.”

Eu limpei meus olhos marejados e me levantei. A arma na minha mão estava fria e pesada. A sensação era de certa forma familiar.

**

Minha alta perseverança me dava um incrível poder de recuperação. Um dia foi suficiente para melhorar meu estado depressivo, e depois de malhar, caçar e comprar ações, como de costume, o fim de semana voou em um piscar de olhos.

“Os exames são na próxima semana, começando pelos escritos. Os de combate serão na semana seguinte. Mas lembre-se do que eu sempre disse, os exames escritos são tão importantes quanto os de combate. ”

Hoje era segunda-feira. O professor propositadamente falou em tom grave. Assim como ele disse, os exames começariam em apenas uma semana.

Eu também estava um pouco apreensivo.

Claro, eu não tinha nada para se preocupar em relação aos exames escritos, mas o problema era os exames de combate.

Nos duelos, os cadetes lutavam entre si em uma batalha. Nas guerras de monstros, os cadetes lutavam contra monstros artificiais convocados por mágicos em vez de fantoches de mana.

Os cadetes não demonstrariam misericórdia nos duelos para maximizar seus pontos, e os monstros convocados nas guerras de monstros estavam em um nível completamente diferente dos fantoches de mana. De certa forma, eles não eram diferentes dos monstros “reais”.

Então eu tinha que me preparar para a dor de ter minha carne cortada ou ossos quebrados.

“…”

Mas deixando de lado a preocupação com o exame, não consegui me concentrar na aula de hoje por causa de alguém ao meu lado.

Rachel.

Ela sempre se sentou sozinha na parte de trás da sala, mas desde que os resultados da análise do reino dos fenômenos foram publicados, ela estava se aproximando de mim, cadeira por cadeira, e agora ela estava sentada ao meu lado.

Para ser exato, ainda havia uma cadeira entre nós. De qualquer forma, Rachel continuou bisbilhotando meu caderno. Ela não estava apenas olhando-o, mas também escrevendo algo.

Só para ter certeza, eu escrevi uma sequência aleatória de palavras.

[Yoo Kim Ok Jun Ja Hyuk]

Yoo Okja Kim Junhyuk. Era o nome da minha mãe e pai. Direcionei meus olhos para o lado e observei Rachel.

Como esperado, ela deu uma olhada rápida antes de anotar algo no caderno. Com meus olhos, pude ver claramente as palavras “Yoo Kim Ok Jun Ha Hyuk ????”

Em seguida, anotei uma série de números ao lado dos nomes dos meus pais.

[19680529.19660912]

Era o aniversário deles. Rachel também anotou os números.

Em seguida, rabisquei o nome do cachorro que eu costumava ter, então escrevi ‘adiputseuosue’ que era o anagrama de “eu sou estúpida” …

A aula terminou enquanto eu ainda estava brincando com Rachel.

“Boa sorte em seus exames na próxima semana. Os resultados serão postados para todo mundo ver, então se esforcem.”

O professor saiu depois de lembrar os cadetes. Em seguida, o assento de Chae Nayun ficou barulhento.

Chae Nayun havia retornado do hospital hoje. Parecia que ela ainda tinha problemas em se mover, pois ela tinha todo tipo de equipamento de apoio consigo. Assim como na história original, Kim Suho e Shin Jonghak correram até ela.

“O que há de errado com vocês? Eu posso me mover muito bem sozinha.”

Eles recuaram um pouco após a queixa de Chae Nayun, mas ainda permaneciam pairando em torno dela.

“Kim Suho, você deveria sair.”

“…Por quê?”

“Você não pode ver que Nayun está desconfortável com você por perto?”

Shin Jonghak estava provocando Kim Suho como de costume, e uma garota os observava do lado com olhos um pouco solitários. Ela sorriu, agindo como se estivesse bem, mas eu sabia que ela estava se sentindo solitária. Obviamente, me refiro à Yoo Yeonha.

Yoo Yeonha se aproximou de Chae Nayun e dos outros e falou.

“Jonghak, Nayun, eu vou primeiro.”

“Sim.”

―Hm? Ah, tchau Yeonha. Boa sorte em estudar.

A saudação de Shin Jonghak e Chae Nayun foi apenas por cortesia. Yoo Yeonha saiu da sala de aula mordendo os lábios. Enfiei meu laptop, lápis e canetas na minha bolsa e saí pela porta dos fundos.

Imediatamente, eu encontrei Yoo Yeonha. Ela deveria ter ido para a esquerda em direção ao dormitório, mas por algum motivo, ela escolheu a direção oposta.

“…”

Nós nos olhamos desajeitadamente.

“Onde você está indo?” Eu perguntei.

“… Para o dormitório.”

Como eu disse antes, este não era o caminho para o dormitório.

Mas eu não queria continuar falando com ela.

“Entendo.”

Yoo Yeonha não disse mais nada também.

Ela simplesmente fez uma pequena reverência e passou por mim.

**

Yoo Yeonha abriu a porta do clube. A sala não parecia diferente do habitual, porém agora estava vazia e exalava um ligeiro calafrio. A única pessoa dentro era Yun Hyun, que estava lendo.

Yoo Yeonha inclinou a cabeça. Onde estavam todos os outros?

Naquele momento, Yun Hyun notou Yoo Yeonha e se aproximou.

“Você está aqui?”

“…Sim.”

“Venha se sentar.”

Yoo Yeonha sentou-se. Não ter mais ninguém por perto a fez se sentir um pouco desconfortável, mas logo se acalmou. Foi provavelmente graças a Yun Hyun. Por alguma razão, o cheiro que Yun Hyun emitia era calmo e aconchegante, então Yoo Yeonha sempre podia relaxar quando próxima a ele.

“Onde todos foram?”

“Eles estão chegando em breve. Ah, sim, Yeonha, ouvi dizer que você se juntou à equipe.”

“Equipe?”

“Você sabe, a equipe de investigação do Djinn. Eu sou o representante do segundo ano.”

A voz de Yun Hyun era clara e firme. Pelo menos, é assim que Yoo Yeonha se sentia.

“Sério?”

Como esperado, a suspeita de Kim Hajin era um absurdo completo.

“Mas não fizemos nenhum progresso. Vocês têm alguma pista? Algum suspeito?

“Não, ainda não.”

“Mesmo? Então vocês não fizeram nenhum progresso?

Yun Hyun perguntou suavemente. Yoo Yeonha ponderou por um momento em sua maneira cortês de falar. Progresso. Não houve nenhum. A reunião foi dissolvida antes que algo acontecesse.

“Mm… Uma pessoa disse alguma coisa, mas foi algo estúpido.”

“Estúpido? Estou curioso para saber o que aconteceu.

Yun Hyun encostou-se à mesa onde Yoo Yeonha estava sentada e colocou uma vela perfumada.

“O que é isso?”

“Uma vela perfumada. Ajudará quando estivermos estudando depois. De qualquer forma, o que essa pessoa disse?

Yun Hyun perguntou com um sorriso gentil no rosto. Yoo Yeonha cheirou a vela perfumada. Seu cheiro era gentil. Seu corpo relaxou e a exaustão do dia pareceu ir embora.

“Conte-me.”

“Não é nada de mais.”

Yoo Yeonha sorriu maliciosamente.

“Um cara disse que você era um Djinn. Que você poderia usar algum tipo de magia mental. Absurdo, não é?

Depois de responder, Yoo Yeonha cheirou a vela perfumada mais uma vez. A maravilhosa fragrância era quase viciante. Porque ela estava focada na vela perfumada, ela não pôde ver o rosto de Yun Hyun

“…Ele tem provas?”

“Não…?”

Naquele momento, Yoo Yeonha de repente saiu de seu torpor. A tensão subiu em seu corpo mais uma vez. Ela virou a cabeça para Yun Hyun e o olhou.

Ao ser acusada de algo assim, a maioria das pessoas inocentes não perguntaria se haviam provas. Pelo menos, não seria a primeira pergunta.

Afinal, não poderia haver qualquer evidência contra alguém que não cometeu um crime.

“Oh, oops, eu me expressei mal. Que criança engraçada. Em que base ele está me chamando de Djinn?

Yun Hyun percebeu seu erro e rapidamente se corrigiu. Mas era tarde demais. Yoo Yeonha recuou, tirando o chicote do bolso de trás e apontando para Yun Hyun.

“Quem é Você?”

“…O que há de errado, Yeonha?”

Yun Hyun sorriu.

O arco suave de seus olhos e lábios rapidamente se torceu violentamente.

“Não é a sua vez ainda.”



Ei, você gosta desta novel? Acha que tem pontos a se melhorar? Ou acha que o autor já conseguiu expor toda sua experiência com esta obra? Diz pra gente lá no novo site da Central Novels!