The Magus Era – Capítulo 56: Despertar

2
90

Tradutor/Revisor – Denn


Envolto por um fogo furioso, Ji Hao sentiu que sua mente tinha deixado seu corpo, e ele caiu no mundo dos sonhos. 

*** 

No céu azul claro e ilimitado, dezenas de gigantescos corvos dourados de três pernas com asas de mais de um quilometro estavam flutuando no ar. Cada Corvo Dourado foi curvado por uma luz flamejante dourada. Dezenas de raios dourados brilhavam como tesouros, decorando o céu. 

 

Deitados debaixo do céu azul, haviam altas montanhas, altas praças e a vasta selva primitiva, parcialmente coberta de névoa. 

 

Mais de dez milhares de pessoas nuas, com cabelos desgrenhados e rostos sujos, estavam em pé sobre uma montanha. Em seus braços levantados, algumas presas sangrando estavam suplicando enquanto olhavam desesperadamente aqueles corvos dourados que flutuavam imóveis no ar. 

 

Um homem idoso de cabelos brancos e barbudo, com um fio de sangue pendurado no canto da boca, levantou os braços trêmulos e gritou roucamente para o maior Corvo Dourado: 

 

“Oh ser poderoso, criado e nutrido pela natureza, por favor, tenha pena de nós!  Nossos humildes e vulneráveis homens de clãs!” 

 

“Nós não temos garras afiadas e dentes poderosos, nem temos grande poder para lutar contra nossos predadores.” 

 

“Nós não temos olhos interessantes, nem temos asas poderosas para fugir de todos os tipos de perigos mortais.” 

 

“Nós não conseguimos encontrar comida suficiente, nossos clãs morreram de fome um após o outro, não conseguimos construir um abrigo, tempestades e relâmpagos estão continuamente matando nosso povo. Muitos morreram por nada.” 

 

O maior corvo dourado se dirigiu lentamente, olhando calmamente e pacificamente para o homem idoso e disse: 

 

“Humano, seu tipo foi favorecido pela natureza, você tem a linhagem mais poderosa, rivalizando com os dragões e fênix… Humano, o que nós podemos fazer por vocês?” 

 

“Poder! Apenas poder!” 

 

Gritou o homem idoso de cabelos brancos: 

 

“Nós só precisamos do poder para sobreviver!” 

 

O Corvo Dourado permaneceu em silêncio, olhando silenciosamente para as pessoas em cima da montanha. 

 

Acompanhado de um grande rugido, um smilodon [1] correu para fora da selva, quebrou dezenas de homens fracos até a morte com sua enorme pata, engoliu-os depois e cresceu de satisfação. Finalmente, ele se virou e voltou lentamente para a selva. 

 

[1] Smilodon: Um grande gato dente-de-sabre da época do Pleistoceno 

 

Uma serpente de esqueleto de um tanque de espessura se afastou da selva, abriu a boca para a multidão e respirou levemente. Dez pessoas foram sugadas na boca enquanto chorava e gritava; Eles foram engolidos pela serpente. 

 

Um grande grupo de abutres esquivou-se e mergulhou em direção ao grupo de pessoas, desconsiderando as dezenas de Corvos Dourados que estavam flutuando no ar e não soltaram um pouco de seu poder. Cada um dos abutres pegou um ou dois humanos, e voou com grande velocidade em direção a outra montanha a uma certa distância. 

 

“Poder e esperança.” 

O maior Corvo Dourado suspirou e disse: 

 

“Podemos compartilhar nosso poder com vocês. Compartilhem sua esperança conosco.” 

 

“Com o céu e a terra como nosso testemunho, façamos este pacto inquebrável. Nós, os Corvos Dourados, daremos o poder dentro do nosso sangue para vocês. Nós os protegeremos nesta selva, os ajudaremos a sobreviver e a se reproduzir. Em troca, vocês protegerão nossas almas e nos afastarão… da escuridão espantosa e eterna.” 

*** 

Dezenas de Corvos Dourados levantaram a cabeça e subiram ao céu simultaneamente. Seus corpos começaram a irradiar; inúmeras gotas de sangue dourado se afastaram das raízes de suas penas. Cada gota de sangue transformou-se em um Corvo Dourado de tamanho humano e apressou-se. 

 

As pessoas que estavam em cima da montanha abriram os braços, acolhendo aquelas que caíam, os corvos dourados, em seus peitos. 

 

Aqueles pequenos corvos dourados, que foram transformados de gotas de sangue, rapidamente se infiltraram nos peitos dessas pessoas, transformando-se em fluxos de luz dourada e quente e fluíram rapidamente por dentro de seus corpos. Entre milhares de canais de meridianos entrelaçados de corpos humanos, dezenas de canais fracos gradualmente se iluminam. 

 

Fluxos de luz dourada penetraram incessantemente naqueles canais de meridianos iluminados, e colocaram esses canais em chamas com seu grande calor. Estimulado pelo fluxo de luz dourada, Pontos de Magos, de tamanho de feijões, começaram a brilhar naqueles canais ardentes. 

 

À primeira vista dentro do corpo de cada pessoa, as dezenas de canais de meridiano ardentes formaram um totem que parecia semelhante a um Corvo Dourado de três pernas. 

 

Logo, todas as pessoas no topo da montanha pareciam ter sido incendiadas. Seus corpos estavam todos envoltos por chamas douradas fracas que cresciam cada vez mais deslumbrantes; Em seus rostos, manchas leves surgiram uma após a outra. Estimulados pelo sangue do corvo dourado, seus Pontos de Magos estavam rapidamente despertando; alimentados pelo sangue da primeira geração de Corvos Dourados, os Pontos de Magos dessas pessoas tornaram-se extremamente poderosos no decorrer de dezenas de respirações. 

 

Cada uma das dezenas de canais meridianos continha dezenas de centenas de Pontos de Magos de tamanho diferente. 

 

Todos esses Pontos de Magos despertaram no mesmo momento, provocando chamas douradas que transformaram cada pessoa no topo da montanha em um homem dourado e ardente. 

 

Um tigre preto alado correu para fora da selva dirigindo-se para aqueles humanos “frágeis” como de costume. 

 

No entanto, essas pessoas, que não proferiam nem mesmo um som leve quando foram mortas e engolidas por esses monstros, todos rugiram agora. Um homem, cujo corpo apenas dobrou em tamanho e atingiu um ponto de altura de cinco metros, correu para o tigre preto com grandes passos e jogou um forte golpe na cabeça do tigre. 

 

No próximo momento, o tigre explodiu em uma nuvem de névoa de sangue e disparou faíscas. 

 

Um fluxo de chama furiosa surgiu do punho do homem, que estava balançando no ar pulverizado a dezenas de quilômetros de distância, como um rio de lava e quebrou contra outra montanha a certa distância. A montanha de dezenas de milhares de metros de altura explodiu de repente e derretida pelo fluxo de chamas, deixando um enorme lago de lava, com um raio de centenas de quilômetros, no chão. 

 

“Poder!” 

 

Todos no alto da montanha levantaram os braços, deixaram gritos estrondosos e aplaudiram em direção aos Corvos Dourados flutuando no céu. 

 

O maior Corvo Dourado calmamente olhou para as pessoas, que estavam submersas em êxtase, e disse: 

 

“Humanos, escutem! Vocês abandonaram as infinitas possibilidades de seus próprios corpos e preferiram herdar o poder de nós, os Corvos Dourados. Portanto, de agora em diante vocês devem chamar-se a prole de nós, os Corvos Dourados. Vocês vão construir altares para nos consagrar, envie-nos suas ofertas a tempo, vocês devem louvar o nome de nossa espécie de Corvos Dourados todos os dias e a noite!” 

 

A voz do Corvo Dourado reverberou por todo o céu. 

 

Depois, névoa dourada e névoa roxa subiram da selva e do ar, atraindo as dezenas de corvos dourados flutuando no ar. 

 

Os Corvos Dourados abriram seus bicos felizes e sugaram a névoa dourada e roxa. Os corpos começaram a crescer e as luzes que os cintilavam ficaram mais brilhantes; o brilho emitido por seus alunos tornou-se cada vez mais profundo, que os fazia parecer deuses, erguendo-se acima das massas; Quem nunca poderia ser violado por ninguém ou qualquer tipo. 

 

*** 

“Os homens do Clã Corvo flamejante não são realmente os descendentes dos Corvos Dourados. Nossos antepassados apenas ganharam gotas de sangue dos Corvos Dourados, despertaram seus canais de meridiano e imitaram os canais de meridianos dos Corvos Dourados. O que eles ganharam com os Corvos Dourados era apenas um método de cultivo do tipo que os Corvos Dourados usavam.” 

 

Murmurou Ji Hao. 

 

“A humanidade é apenas a humanidade. Os canais de meridianos contidos no corpo humano são incalculáveis, enquanto os dos Corvos Dourados só continham dezenas deles. O potencial da humanidade deveria ser centenas, milhares, mesmo mais de dezenas de milhares vezes maior que o do Corvo Dourado.” 

 

“Não devemos contar com as forças externas, só podemos contar com nossos próprios corpos para as maiores realizações.” 

 

Ji Hao sorriu; de repente, ele entendeu que o poder da linhagem da espécie Corvo Dourado não era suficiente para fortalecê-lo. O único caminho para o topo era praticar cada vez mais e descobrir o potencial infinito escondido em seu corpo humano. 

 

Ji Hao abriu os olhos. Luzes impetuosas saíram de suas pupilas; ele sentiu que seu sangue estava fervendo, borvulhando dentro de seu corpo como uma maré. Dezenas de canais meridianos estavam brilhando dentro de seu corpo. Ele sentiu uma grande dor dentro dos olhos e uma sensação ardente em seus pés; Além disso, ele sentiu que havia uma esfera de fogo presa no peito que ele tinha que soltar. 

 

Junto com um estrondo alto, a chama que ardia no corpo de Ji Hao de repente explodiu. Um Corvo Dourado de três pernas abriu lentamente as suas asas dentro da chama. 

 

Com a ajuda daquele poderoso sangue espirituoso do Magos sênior, Ji Hao pulou além dos níveis décimo primeiro e décimo segundo dos Magos novatos e ativou completamente seu poder da linhagem dentro de um curto momento. Ele ganhou três talentos especiais da linhagem Corvo Dourado e tornou-se um Mago Júnior. 

[Denn – Lembrando que os Ranks são Mago Novato, Júnior e Sênior, até o momento]