Super Gene – Capítulo 107

735

Capítulo 107: Nos mostre do que é capaz

Tradução: Pumpkin | Revisão: Barão

“Sem chance, Cara do Punho. Esse é o cara que você nos falou?”

“Esquisito do Cu é o mestre que seu amigo recomendou?”

“Mano, você está nos tirando?”

“Mano, você está zoando a gente?”

Os homens do Cara do Punho falaram ao mesmo tempo, pois nenhum deles acreditava que o Esquisito do Cu fosse quem eles estavam esperando.

Cara do Punho também ficou chateado. Fang Jngqi disse que enviaria um mestre assassino, mas ele jamais imaginou que fosse Han Sen.

Cara do Punho conhecia Fang Jingqi bem e sabia que ele jamais faria esse tipo de brincadeira. Como foi Fang que recomendou Han Sen, ele deve ter uma razão.

Cara do Punho considerou Han Sen e disse: “Fang disse que você é habilidoso em assassinato.”

“Melhor que a média.” Han Sen disse.

“Melhor que a média? Nós vamos matar uma Criatura de Linhagem Sagrada. Você consegue fazer isso?” Minguinho disse com desconfiança e mordeu os lábios.

Essa gangue era diferente da gangue do Filho do Céu e da Qin Xuan. Ela não tinha apoio militar e o Cara do Punho não pagava os membros. A Gangue do Punho foi formada por um grupo de amigos e o Cara do Punho era o líder. Todos os membros se referiam entre si com apelidos.

Mata-Piolho, Fura-Bolo, Pai-De-Todos, Seu-Vizinho e Minguinho, além disso, Cara do Punho era a espinha dorsal da Gangue do Punho. Todos os seis estavam aqui hoje, o que mostrava a importância que eles atribuíram a essa Criatura de Linhagem Sagrada. :speech_balloon:

Cara do Punho estava quase maximizado com pontos de Gene Sagrado e tudo o que ele precisava era a carne de uma criatura para maximizar. Então ele podia entrar no Segundo Santuário de Deus com os pontos de Gene Sagrado maximizados.

Foi por isso que dessa vez eles não estavam compartilhando a carne, mas sim escolhendo pagar com uma Montaria de Alma de Besta Mutante.

Cara do Punho acenou para Minguinho parar, olhou para Han Sen e disse: “Eu confio em Fang, mas isso é muito importante para nós e tenho que me responsabilizar com meus manos. Por favor, nos mostre do que é capaz.”

Depois de sacar uma adaga da cintura, Cara do Punho entregou para Han Sen.

Han Sen não ficou ofendido pois ele sabia que a sua reputação no Abrigo Blindado de Aço não era boa. Ele tinha pensado que isso podia acontecer e não culpou esses caras por isso.

Han Sen estendeu a mão para agarrar a adaga. Quando Cara do Punho estava prestes a retirar o braço, a mão de Han Sen se moveu. Bem quando Cara do Punho queria se desviar, a adaga que ele deu para Han Sen já estava no seu pescoço. Subitamente, Cara do Punho congelou e suas mãos ainda estava no ar, pois ele não foi nem mesmo capaz de usá-las para se defender.

O resto da gangue ficaram todos estarrecidos com o rosto sério.

Eles conheciam as habilidades do Cara do Punho. Embora fosse um ataque furtivo de Han Sen, o cara ainda foi capaz de pegar Cara do Punho desprevenido e colocar uma lâmina no pescoço. Nenhum dos apelidados de dedos pensou que eles seriam capazes de fazer o mesmo.

Han Sen afastou a adaga, recuou para trás e jogou de volta para o Cara do Punho. Ele perguntou com um sorriso: “Preciso fazer outro teste?” :jack_o_lantern:

“Não, vamos pegar a estrada.” Cara do Punho disse de maneira simples. Ele teve um pensamento favorável sobre Han Sen e guardou a adaga na cintura.

Minguinho e os outros membros ficaram curiosos sobre Han Sen, não imaginando que o infame Esquisito do Cu tivesse tais habilidades. Mas ele não podiam dizer muito também e invocaram suas montarias para ir.

Como não tinha nenhuma montaria, Han Sen foi convidado para se sentar junto com o Cara do Punho na montaria, que era tão forte quanto um rinoceronte. A gangue marchou em direção às montanhas meridionais.

Ao longo do caminho, a gangue não fez nenhuma pausa a não ser que fosse necessário. No terceiro dia, eles finalmente chegaram ao Grande Desfiladeiro. Han Sen estimou que se não fosse pelas montarias, teria levado meio-mês para chegar aqui.

Eles não podiam montar mais no desfiladeiro, então Han Sen seguiu a gangue a pé. Ao longo do lado do vale, eles desceram e viram um rio ondulante, que ainda não era o destino deles.

Depois de caminhar por mais de duas horas, eles finalmente viram uma caverna enorme na margem. Estava escuro dentro e eles ascenderam tochas antes de entrar. Assim que entraram na caverna, estalactites chamaram a atenção deles.

“Tenham cuidado. Embora nós cuidamos disso da última vez que viemos, a caverna tem uma estrutura complexa, então não temos garantia que cuidamos de todas.. Além disso, pode ter novas criaturas escondidas em algum lugar. Todos prestem atenção.” Cara do Punho disse solenemente.

Todos respondem confirmando e o Mata-Piolho liderou o caminho segurando um Escudo de Alma de Besta Mutante na mão. O resto seguiu atrás dele para as profundezas da caverna.

Minguinho estava andando na parte traseira com um par de mini katanas na mão, olhando ao redor com vigilância.

Dentro da caverna, água estava gotejando, o som disso estava particularmente nítido na caverna. As pedras debaixo de seus pés eram escorregadias e tinha algumas poças de água com mais de 2,5 centímetros de profundidade.

Eles estavam sendo muito cuidadosos, não porque era difícil andar, mas com medo de que criaturas perigosas pudessem aparecer a qualquer hora.

Ao longo do caminho, Han Sen viu um monte de manchas de sangue, que devem ter sido deixadas quando a gangue esteve aqui da última vez.

Obviamente, a preocupação deles era desnecessária, pois ele não encontraram nenhum perigo no caminho. A gangue deve ter feito um bom trabalho da última vez, pois não tinha mesmo nem uma criatura primitiva.

“Prestem atenção, caras. Nós estamos quase perto. Não façam nenhum barulho.” Cara do Punho sussurrou, que estava bem atrás do Mata-Piolho, depois de caminharem por quatro ou cinco horas.

Na verdade, essas palavras foram direcionadas para Han Sen, pois todos já estiveram aqui antes e sabiam que estavam perto da criatura. Eles estavam andando na ponta dos pés, não fazendo nenhum som.

Han Sen concordou com a cabeça para o Cara do Punho, que então sinalizou para Mata-Piolho continuar. Em pouco tempo, eles viram no fim do caminho um espaço que subitamente ficou grande. Um salão de pedras apareceu na frente de seus olhos. As estalactites penduradas no tento tinham quase 1 metro, que não era nem mesmo um décimo da altura da caverna. Videiras pretas e desconhecidas cresciam por todo lugar na caverna e as folhas das videiras eram tão pretas como tinta. Tinham até mesmo flores pretas espalhadas nas videiras.

De onde eles vieram era como um túnel que se conectava às paredes do salão e tinham muitas entradas como essa. Cara do Punho colocou o dedo na boca a fim de fazer a ação de ‘psiu’ para Han Sen só que sem produzir som e depois apontou para abaixo. Han Sen olhou para baixo e seus dedos se iluminaram.