Reborn: Evolving From Nothing – Capítulo 16

224

Ative o Modo Noturno

 

Tradução: Denn | Revisão: The Careca


Reflexão

[Dragão Myyr – Estágio de Crescimento: (2/4) Adolescente]

[Progresso do Crescimento – 1.208 / 8.620]

[Nova habilidade obtida]

O corpo de Dorian alongou-se, suas asas se esticaram e puxaram para fora, seu focinho se tornou mais longo, e ainda mais dracônico. Seu corpo se transformou de sua estatura diminuta para enormes 3 metros de altura, seu corpo alongou-se entre cinco e seis metros de comprimento. Suas escamas verdes pareciam ter um brilho misterioso, brilhando mesmo na luz fraca da caverna.

Seus sentidos pareciam se expandir. Sua visão ficou mais afiada, sua audição ficou mais poderosa, seu olfato mais forte. Os sons relaxantes de um rio em movimento, o cheiro fresco da água, o brilho sutil do musgo sombrio. Tudo ao redor dele ficou mais em foco.

Ele também sentiu que agora estava incrivelmente apertado aqui, seu corpo batia contra o teto baixo.

“Ow! Ausra, posso voltar a ser pequeno?”

Ele gritou mentalmente, temporariamente ignorando as outras mensagens que apareceram em sua mente.

“Sim, agora que sua Alma se adaptou completamente a esta nova forma, você é capaz de se transformar em qualquer forma que tenha crescido. A reversão para um estágio de crescimento anterior também é possível, mas exigirá uma supressão constante do seu crescimento e, portanto, drenará lentamente sua energia.”

A resposta legal de Ausra ecoou.

“Como eu posso reverter para um estágio de crescimento anterior?”

Ele perguntou rapidamente, sentindo o teto da caverna rochosa mudar um pouco. Ela estava exalando uma enorme quantidade de pressão sobre ele. Se desmoronasse…

“Simplesmente se concentre na forma que quer assumir, e você mesmo vai reverter. Sua matriz de feitiços da alma seguirá seus comandos.”

Dorian fez uma pausa e depois concentrou-se em tornar seu corpo pequeno, desejando voltar ao primeiro Estágio de Crescimento de sua forma atual.

Um momento depois, uma luz em seus olhos brilhou e Dorian sentiu seu corpo se contrair. Demorou apenas um instante, e ele logo teve a aparência de sua forma anterior.

“Uau!”

Ele disse em voz alta, esticando as costas. Ele olhou para o teto, vendo uma pequena camada de rachaduras.

“Isso não parece um bom sinal.”

Ele deu de ombros e saiu rapidamente da caverna subterrânea, só por segurança.

Quando ele saiu, ele observou seu status de alma, verificando sua condição.

[Dorian – Alma]

[Estágio da Alma: Classe Mestre (Baixo)]

[Saúde: Perfeito]

[Energia: 94% (drenagem a 1% por 47 segundos)]

“Hmm, realmente há um dreno significativo em manter essa forma.”

Ele pensou, esfregando o queixo dracônico. Ele parou de querer estar no primeiro estágio e sentiu seu corpo automaticamente retomar seu estado natural.

Aquele de um Dragão Myyr de 3 metros de altura.

“Ei! Eu alcancei a Classe Mestre! Impressionante, eu passei pela Classe Céu! Os dragões são os melhores!”

Ele notou depois de um momento, fazendo uma pequena dança comemorativa.

A diferença entre as classes foi extremamente importante nos 30.000 mundos. Para as feras que confiavam em suas linhagens crescerem fortes, essa diferença era uma estatística de vida ou morte.

A Classe Mestre era uma linha divisória entre as feras. Uma única fera de Classe Mestre poderia facilmente esmagar várias feras de Classe Céu.

Entre aqueles que praticavam Magia, uma vez que a sua compreensão da Magia, e a habilidade de usá-la, alcançasse a Classe Mestre, sua Alma criaria uma barreira inata para proteger seu corpo.

Para feras com linhagens poderosas que naturalmente alcançavam a Classe Mestre, foi um pouco diferente.

As feras da Classe Mestre desenvolviam um certo nível de inteligência, além das feras comuns. Não era suficiente para ser totalmente consciente na maioria dos casos, mas o suficiente para ser capaz de detectar a Aura de outras feras, e formar respostas coerentes para elas. A Alma de uma fera de Classe Mestre era muito mais forte que a de uma fera de Classe Céu.

A razão pela qual todos os animais de Classe Mestre e de Classe Grande Mestre fugiram ou se esconderam ao sentir que a Aura Dorian foi liberada foi devido a isso.

Mas a maior diferença entre a Classe Mestre e a Classe Céu era um ponto mais sutil.

Densidade muscular e óssea.

Nos 30 mil mundos, quanto mais forte a alma de um ser, mais poderoso era o corpo que o ser pode conter ou manipular. Para magos, isso era aparente nos feitiços inspiradores que eles poderiam desencadear.

Para as feras que cresciam através de sua linhagem, isso começava a se mostrar enquanto seu corpo físico se tornava cada vez mais poderoso. As células do corpo começaram a se condensar, ficando mais fortes e mais compactadas, aumentando em número. Quanto maior a Classe, mais aparente isso era.

Uma quantidade incrível de força e poder poderia ser concentrada em uma única forma física, apoiada por uma poderosa matriz de feitiços da alma. Foi assim que as leis deste universo muito diferente funcionaram.

Guerreiros que não eram capazes de praticar magia seguiram uma rota similar àquela dos animais, aumentando a força do seu corpo através de constante treinamento e estimulação física. Enquanto eles não seriam capazes de alcançar os picos que certas linhagens poderosas poderiam, eles ainda poderiam alcançar níveis extraordinários.

Dorian sentiu seu corpo, sentindo uma força nele que ele não havia sentido antes. Ele olhou para suas garras longas de vários centímetros, batendo-as juntas.

*CLINK*

O ressonante eco era poderoso e parecia ameaçador. Ele sentiu uma força em seu corpo que ele não sentiu antes, como se ele pudesse esmagar casualmente uma árvore inteira em estilhaços de madeira com um golpe casual. Ele se tornou muito mais forte.

Ele então olhou para as asas de costas com seus olhos brilhando.

Naturalmente, como que por instinto, Dorian os esticou, sentindo como se tivesse um par extra de braços presos às costas. Uma brisa fresca lavou suas asas enquanto elas se expandiam, crescendo vários metros a mais do que seu corpo.

Ele franziu a testa enquanto olhava para isso. Como estudante que estudou engenharia aeroespacial, ele sabia muito bem que uma envergadura desse tamanho nunca poderia sustentar seu corpo de 3 metros de altura.

“Ausra, o Dragão Myyr pode voar?”

Ele perguntou.

“Um Dragão Myyr é uma das linhas de sangue Dracônicas mais fracas e são incapazes de voar. Planar e outras formas de voo temporário são possíveis.”

Ausra respondeu friamente.

Dorian encolheu os ombros, aceitando como era. Seus olhos brilhavam, no entanto, no pensamento de obter uma forma que pudesse voar pelos céus. Que humano não sonharia com tal coisa?

Quando ele chegou a um acordo com seu corpo, ele se concentrou na última notificação mental que sua Matriz de Feitiço da Alma lhe enviara.

[Nova habilidade obtida]

[Habilidade: Chamas Esmeralda Menor (1/3)]

[Descrição: Uma habilidade única para várias raças dracônicas, a capacidade de liberar poderosas chamas verdes que queimam com ferocidade, particularmente eficazes no derretimento do metal. As chamas são inofensivas para o ser que as liberou e não podem o danificar. Esta habilidade cresce com maestria.]

O que exatamente eram habilidades?

De acordo com Ausra, habilidades eram um poder exclusivo para animais com linhagens únicas ou poderosas.

A linhagem sanguínea de uma besta e sua respectiva Matriz de Feitiços da Alma foram inerentemente únicas para quase todas as criaturas. Algumas criaturas tinham habilidades únicas que ganhavam devido à composição de seu sangue e Matriz de Feitiços da Alma.

Essas habilidades eram muito semelhantes às magias. A fonte de cada um era idêntica, a própria matriz de feitiços da alma. Os magos, no entanto, tiveram que praticar muito duro para manter seu domínio de qualquer feitiço específico, aprendendo e entendendo mais sobre como a magia funcionava.

Uma habilidade, por outro lado, era completamente natural para o ser que a mantinha. Os símbolos complexos e a energia usada funcionavam automaticamente, significando que mesmo a fera menos inteligente poderia operá-la.

Alguns magos tinham feito o trabalho de sua vida para descobrir mais sobre as habilidades dos seres que os detinham, para descobrir os segredos do universo. Ausra não tinha nenhuma informação específica sobre como eles haviam progredido, mas disse que era totalmente possível para um Mago imitar uma habilidade, se você a estudasse e aprendesse sobre isso por tempo suficiente.

“Ausra, diz que essa habilidade cresce com maestria? O que isso significa especificamente?”

Ele sentiu como se pudesse adivinhar, mas queria ter certeza.

“Algumas habilidades estão ligadas ao crescimento da sua forma física. À medida que você se torna mais forte, a habilidade crescerá ao seu lado à medida que seu corpo e sua alma se tornarem capazes de lidar com sua forma mais forte.” O gênio respondeu.

Ele assentiu. Isso foi o que ele imaginou. Quanto mais forte o corpo dele, mais Habilidades poderosas ele seria capaz de usar.

Como ele passou por um crescimento recente, Dorian fez questão de não baixar a guarda, mantendo uma vigilância cuidadosa sobre o vale circundante. Ele viu que pelo menos uma centena de árvores, uma vez altas, foram envergadas ou quebradas, pela onda de choque mais cedo.

Ele decidiu tirar alguns momentos antes de sair, analisando os últimos minutos.

Ele se sentiu um idiota.

Ele estava tão empolgado ao obter aquela poderosa Aura, que achava que ele era invencível. Afinal, uma Aura tão poderosa deve fazer com que qualquer ser inteligente fuja de medo, certo?

A resposta para isso parecia ser um retumbante não. Só porque ele tinha um trunfo não significava que sempre funcionaria. Confiar nisso para salvá-lo era tolice.

Ele baixou a guarda em um vale que ele sabia ser perigoso. Claro, parecia seguro na época, e ele só teve um único encontro com humanos inteligentes antes, mas isso não era motivo para se deixar aberto.

Começar uma fogueira no deserto criou uma trilha de fumaça óbvia. Ele começou a cantar enquanto relaxava, sentindo-se como se estivesse realmente seguro.

Ele precisava lembrar a si mesmo que isso não era a Terra. Ele não podia agir como se ele fosse apenas um humano normal em algum acampamento.

Criaturas poderosas existiam aqui, seres que poderiam esmagá-lo como um inseto.

Seus olhos endureceram quando ele acenou com a cabeça bruscamente. Ele teve muita sorte de ter sobrevivido dessa vez, e as chances de isso acontecer uma segunda vez eram quase inexistentes.

Ele não deixaria esse erro acontecer novamente.

Dorian suspirou, esfregando a cabeça. Ou, bem, tentando. Suas garras pareciam ser muito mais afiadas do que suas escamas, e ele acidentalmente se cortou. Pelo menos sua regeneração parecia ter aumentado um pouco graças a sua melhora, a ferida se fechou e começou a cicatrizar lentamente.

Por que todos aqueles humanos e vampiros tentaram atacá-lo, afinal? Ou melhor, tentaram capturá-lo. Até a luta se desenrolar, nenhum deles parecia querer realmente matá-lo.

Como eles o encontraram?

Seus olhos brilharam quando se lembrou daquele mago que viu sua Salamandra Vermelha se formar. Talvez ele os tenha trazido até aqui?

Mas, e os Vampiros?

Enquanto Dorian estava ponderando sobre isso, tentando decidir para onde ir agora, um flash de luz branca capturou seus olhos.

Ele se virou, um rosnado em seu rosto enquanto se preparava para fugir, seus olhos brilhando.

Flutuando no ar à sua frente estava a figura transparente de um homem velho com uma longa barba branca.

“Com licença, jovem dragão. Eu poderia ter um momento do seu tempo?”

A voz do homem idoso era calma e suave quando ele estendeu as mãos, parado e sem se mexer.

¤¤¤

Centenas de quilômetros de distância, Lorde Hadrion, do Departamento de Relâmpagos Negros, estava olhando na direção de Dorian, com uma pequena carranca no rosto. Ele estava na muralha sul da grande capital Obsidia, olhando para o mundo ao seu redor. O enorme rio fazia fronteira com a cidade a leste, enquanto uma grande e relaxante planície fluía em outras direções.

“O que você acha que foi, Larah?”

Ele disse, apontando para a distância.

Um grande e reluzente pilar de relâmpago havia disparado para o céu, atraindo sua atenção apenas momentos antes. Este pilar continha uma grande quantidade de energia natural dentro dele, o suficiente para ele perceber, mesmo a essa distância.

Larah Consta, sua companheira Maga do Destino de Classe Grande Mestre, encolheu os ombros, seu rosto simples desprovido de emoção enquanto ela respondia.

“Eu não tenho certeza, mas quase certamente tem a ver com um dos nossos. Vou investigar. Deveríamos ter alguns dos meus magos na área.”

A mulher sentou-se, diretamente encostando-se na parede de pedra externa da cidade, suas mãos acenando na frente dela. A luz parecia brilhar em seus olhos enquanto ela se concentrava.

Como o principal membro do Departamento do Destino entre todos os Magos do Destino que tinham vindo com eles, Larah era o líder absoluto entre eles. Ela tinha uma compreensão única da Magia do Destino que estava no auge da Classe Grande Mestre.

A magia do destino era um tipo incrivelmente obscuro de magia, mas também um dos mais úteis. Qualquer grupo ou equipe qualificada de magos teria entre eles um mago estudando magia do destino, sem falhar. Era parte da razão pela qual o Departamento do Destino era um dos maiores e mais difundidos dos 108 Departamentos, tendo membros em equipes com todos os outros departamentos.

Hadrion olhou para o relâmpago enquanto ele se dissipava, com os olhos calmos. Isso foi definitivamente um feitiço de algum tipo, e tinha uma semelhança muito forte com a Magia do Relâmpago: Réquiem Superior.

Ele suspirou. O tempo estava acabando, infelizmente. Eles provavelmente nem tiveram um dia inteiro antes de os membros do Departamento de Escuridão e o Departamento de Divisão chegarem. A sede do Departamento de Raios Negros ficava em um planeta próximo a esse mundo externo, mas também a sede do Departamento de Escuridão e do Departamento de Divisão.

Se ele conseguisse capturar com sucesso o que causou o distúrbio no destino aqui, ele ganharia uma quantidade muito grande de mérito dentro de seu Departamento, e subsequentemente seria muito recompensado.

Infelizmente, a magia do destino, mesmo para os melhores magos do destino, pode ser uma coisa muito difícil de se desdobrar. Eles conseguiram identificar a perturbação no destino para algum lugar dentro de mil milhas daqui, mas a localização exata era elusiva. Ele já havia espalhado seus homens o mais longe possível, mas ainda não havia encontrado nada.

O feixe luminoso da magia de raio para o oeste, no entanto, era incrivelmente intrigante.

“Eu estabeleci uma conexão através do destino com um dos nossos na área… Eles encontraram a localização da perturbação no destino!”

A voz de Larah continha, por uma vez, uma sugestão de excitação.

Hadrion sorriu, cerrando os punhos. Parecia que eles não chegaram tão tarde, afinal. As próximas palavras de Larah, no entanto, esfriaram seu entusiasmo.

“É aparentemente pelo menos uma Fera de Classe Lorde, e uma muita poderosa.”

Ela continuou, e então parou, gaguejando.

Hadrion virou a cabeça, acenando para ela continuar.

“Que tipo de fera é essa?”

Ele franziu a testa rispidamente. Uma poderosa Fera de Classe Lorde. Isso poderia ser problemático, especialmente se estivesse no auge da força. Sua última batalha com uma fera da Classe Lorde tinha sido extremamente difícil, e destruiu toda a cadeia de montanhas, e essa fera nem estava no pico da Classe Lorde.

“Isso… uh, parece ser… um dragão bebê de escamas verdes… que gosta de cantar e dançar?”

[Não esqueçam de comentar e recomendar]

Ei, você gosta dessa novel? Acha que o tradutor merece um incentivo para continuar mantendo o bom trabalho? Pois agora ela tem Padrim e você pode contribuir com apenas 2$.

Ei, você gosta desta novel? Acha que tem pontos a se melhorar? Ou acha que o autor já conseguiu expor toda sua experiência com esta obra? Diz pra gente lá no novo site da Central Novels!