Reborn: Evolving From Nothing – Capítulo 1 – Renascido

1021

Ative o Modo Noturno

 

Tradução: Denn | Revisão: The Careca


¤¤¤

[Denn – O Volume 1 tem um foco abrangente que também inclui vários outros pontos de vistas de personagens secundários para ajudar a definir o plano de fundo dos 30.000 mundos. Do volume 2 em diante o foco está no ponto de vista do protagonista (embora ainda inclua outros pontos de vistas)]

¤¤¤

Clink.

Clink.

Clink.

O som de um ruído despertou Dorian. Quando ele começou a acordar, sentiu uma pressão estranha empurrando-o para baixo, restringindo-o. Ele tentou abrir os olhos quando acordou completamente, sua mente estava inundada em confusão, mas acabou falhando.

Clink.

Clink.

Clink.

Muitas lembranças surgiram enquanto ele tentava entender onde estava e o que estava acontecendo.

Ele era um recém-formado na faculdade, um engenheiro aeroespacial comemorando a formatura com uma noite de farra. Dorian forçou sua mente, e vagamente se lembrou de atravessar uma rua local e ouvir um barulho alto e estridente.

A última coisa que Dorian pôde lembrar foi uma onda de dor e então uma súbita escuridão dominou tudo.

“Eu morri? Estou morto?”

Ele pensou. Quando ele tentou falar, no entanto, tudo o que saiu foi um eco estranho.

Clink.

Clink.

Clink.

O som do ruído continuou por mais alguns minutos enquanto Dorian lutava para ver ou falar.

Depois de alguns minutos de esforço, Dorian descobriu que, mesmo que não conseguisse ver ou falar, era capaz de se mexer, ainda que muito lentamente. Ao focar sua vontade em mover seu corpo para frente, ele sentiu que lentamente estava começando a avançar.

Através disso, Dorian determinou que ele não tinha mais um corpo humano. Ou, se ele tinha, era um que foi horrivelmente mutilado além do reconhecimento.

Clink.

Clink.

Clink.

Dorian sempre foi uma pessoa calma e analítica. Ele havia conseguido obter seu diploma de engenharia aeroespacial em três anos, em vez de quatro, e já havia sido aceito como aluno de pós-graduação. Quando ele se deparava com um problema, ele sempre o detalhava para entender exatamente o que estava enfrentando e como resolvê-lo.

Depois de um pânico inicial, Dorian se acalmou e se concentrou, tentando entender mais da situação em que estava.

“Eu não tenho braços ou pernas que eu possa sentir. Eu também não consigo ver nada, e sou incapaz de emitir qualquer som. Bem, pode ser que eu seja incapaz de ouvir corretamente devido ao som deste ruído, mas eu não sinto que posso falar.”

Dorian mudou seu pensamento de tentar avançar, para se concentrar em tentar sentir o seu entorno. Depois de alguns momentos, ele foi recompensado por seus esforços.

Uma compreensão vaga do mundo ao seu redor entrou em sua mente. Apesar de não ser capaz de enxergar, ele conseguia sentir o ambiente o suficiente para desenhar uma imagem mental sombria.

Ele estava em um tipo de gaiola. Dezenas de barras pretas grossas cobriam os lados da gaiola, e um estranho símbolo branco brilhante se destacava em uma placa de metal no topo da gaiola. Ele foi incapaz de ver além dos confins desta gaiola.

Ao tomar nota disso, ele também tentou examinar seu corpo. Não era bem um corpo, ele notou enquanto sorria ironicamente em sua cabeça. Ele parecia ser algum tipo de bolha negra a maior parte do tempo. Ele tinha um senso inato de que ele tinha cerca de um metro de largura e comprimento, e que a gaiola em que ele se encontrava tinha cerca de cinco metros de largura e comprimento, de forma circular.

[Denn – A forma dele é semelhante a um Slime, porém negro.]

Dorian se esforçou ao tentar seguir em frente, usando a imagem da gaiola em sua mente para se movimentar. Depois de alguns minutos de esforço, ele alcançou o lado da gaiola em que estava. Ele lentamente se esticou para a frente e entrou em contato com as barras da gaiola.

Ele não sentiu nada. Seu senso de toque parecia não estar mais presente também.

Ele notou, no entanto, que em vez de ter seu corpo negro e esbelto passando pelos buracos na gaiola, uma barreira invisível o empurrou para trás, impedindo-o de escapar.

Dorian insistiu por alguns minutos tentando passar pelas barras antes de desistir, deslizando de volta para o meio de sua gaiola circular. Ele se acalmou por alguns instantes, tentando pensar em um plano.

“Parece que estou preso aqui.”

Ele murmurou em sua cabeça e ele voltou seu foco para o topo de sua gaiola.

Um brilhante símbolo branco iluminou o topo da gaiola. Tinha a forma de duas letras “Y” empilhadas uma em cima da outra e uma estando de cabeça para baixo. Dorian sentiu que a luz que emitia era muito brilhante, iluminando o resto da gaiola. Ele tentou novamente expandir seus sentidos além de sua gaiola, mas descobriu que só podia se concentrar em coisas a poucos metros dele.

Clink.

Clink.

Clink.

O som do ruído surgiu novamente, continuamente. Dorian finalmente voltou seu foco para isso, tentando descobrir de onde estava vindo esse ruído irritante.

Ele se concentrou no som, tentando encontrar ele. Era um ruído abrupto e agudo, mas ocorreu com uma frequência normal. O barulho parecia ecoar toda vez que aparecia, dificultando o rastreamento.

“Está vindo do símbolo?”

A única coisa em sua gaiola que poderia emitir som parecia ser o símbolo branco brilhante acima dele. Não havia mais nada de especial em sua gaiola.

“Eu preciso sair desta gaiola. Não consigo pensar em nenhuma boa razão para ficar preso em uma gaiola, e sair é de extrema importância, mesmo neste corpo estranho. Eu acho que preciso arriscar.”

Falar sobre as coisas em sua cabeça sempre foi um método que ele usou para se acalmar e trabalhar as coisas com a qual estava tendo dificuldades.

Ele parou por um momento e depois começou a se concentrar. Ele imaginou seu corpo se esticando para cima, tentando alcançar o símbolo brilhante. Seu movimento anterior exigiu que ele se concentrasse em se mover, em vez de realmente se mover fisicamente. Por alguma razão, mover-se dessa forma parecia natural a ele enquanto ele estava neste corpo.

Lentamente, ele começou a se esticar para cima, a bolha negra que era ele, afinou quando chegou ao topo da gaiola. Quando ele se moveu para cima, uma ligeira tensão começou a ferver dentro de si. Ele sentiu um estranho impulso de pressão, aumentando à medida que se aproximava do símbolo.

Quando ele se aproximou, o som do ruído aumentou de volume, começando a ecoar alto e dolorosamente em sua cabeça.

Clink.

CliNK.

CLINK.

Dorian mentalmente grunhiu de dor quando ignorou o barulho cada vez mais alto e tocou no símbolo, sentindo uma espécie de compulsão. Quanto mais alto o ruído, mais ele sabia que precisava tocar o símbolo acima.

Assim que ele tocou o símbolo, um clarão branco ofuscante de luz o dominou. Um rápido instante de dor percorreu seu corpo, deixando-o formigando. Se ele tivesse olhos, eles teriam desfocados enquanto tentava se recuperar. Um barulho alto de rangido soou e o ruído irritante parou abruptamente.

*THUMP*

A cobertura em cima de sua gaiola deslizou para o lado. Com isso, uma voz de repente ecoou na mente de Dorian, com tal poder e presença que o dominou, quase deixando-o inconsciente.

“AH, PRIMOGÊNITO DO MEU REBANHO PERFEITO. VOCÊ ESTÁ FINALMENTE PRONTO E LIVRE.”

“VOCÊ FOI CRIADO DO ÉTER, POR SEU SENHOR E MESTRE, O DEUS-REI YUKELI.”

“VOCÊ VAI SEGUIR MEUS COMANDOS, SUA ALMA FOI SELADA. VOCÊ SABERÁ O QUE VOCÊ PRECISA FAZER QUANDO O TEMPO CHEGAR.”

“CRESÇA!”

“EVOLUA!”

“PLANTE AS SEMENTES DO CAOS NOS 30.000 MUNDOS.”

“VOCÊ, PRIMOGÊNITO, IRÁ CARREGAR AS MINHAS ESPERANÇAS MAIS ALTAS.”

“MESMO QUE EU NÃO ESTEJA MAIS VIVO NO REINO DIVINO, MEUS PLANOS IRÃO CONTINUAR SE DESENVOLVENDO.”

“CAOS VAI SURGIR! A ORDEM SUCUMBIRÁ! O CICLO DA EVOLUÇÃO CONTINUA SEMPRE ADIANTE.”

A mente de Dorian entrou em choque quando a mensagem poderosa o inundou, surgindo em sua consciência. Intensamente, uma dor lancinante tomou conta de sua alma, quase fazendo com que ele desmaiasse. Agonia como ele nunca tinha sentido antes corria selvagem dentro dele, como se mil adagas ardentes estivessem atravessando sua carne, cortando-o em pedaços.

Quando a dor encheu a mente de Dorian, deixando-o inconsciente, uma sensação intensa de ser puxado o atingiu, fazendo seu último pensamento sumir antes de ser inundado por uma mistura de choque, admiração e confusão.

¤¤¤

Dorian, ainda sonolento, acordou outra vez. Pontadas fracas de dor assolando-o enquanto ele olhava ao seu redor, espalhando seus sentidos.

Ele ainda era uma bolha negra. Ele não estava na jaula. Em vez disso, ele descobriu que estava sentado em uma pequena cratera no chão. Manchas aleatórias de sujeira e pedras cobriam o chão perto dele, o cheiro de sujeira surgiu no ar.

“Ah! Cheiros! Finalmente eu posso sentir os cheiros!”

Dorian mentalmente sorriu quando chegou a essa conclusão. Em sua gaiola, ele não tinha tido muitos sentidos que ele poderia detectar, exceto a capacidade de obter uma compreensão geral de seu entorno.

Dorian se concentrou em sair desta cratera no chão, e descobriu que enquanto se movia, ele lentamente obteve um sentimento do chão abaixo dele.

“Então eu posso sentir as coisas agora também.”

Ele murmurou em sua cabeça. Ele podia ver vagamente a luz do sol caindo em seu corpo em forma de bolha negra.

“Onde eu estou agora? O que aquela voz ridiculamente alta estava dizendo? Eu sou o ‘Primogênito’ e preciso evoluir? Semear o caos? Que tolice é essa? Nada disso faz sentido!”

Ele resmungou mentalmente. Dorian já havia se acostumado com a estranheza de sua situação atual. Ele meio que esperava que um anjo ou Deus aparecesse, mandando-o embora em alguma missão mística. Ele balançou a cabeça mentalmente e começou a caminhar para o lado da cratera.

Quando chegou à beira da cratera, subindo pela lateral da parede, ele espalhou sua consciência o máximo que pôde, tentando sentir o ambiente ao redor.

Gradualmente, uma imagem da área em que ele estava entrou em foco. Ele também descobriu que qualquer coisa a 25 metros dele era algo que ele podia detectar.

Ele estava em uma pequena clareira. Várias rochas pequenas e grandes o rodeavam, com um pequeno riacho a cerca de 20 metros à sua frente. Ele podia ver claramente várias árvores muito grandes próximas ao rio, cercadas por alguns arbustos. Grama cresceu ao redor. Pequenos insetos e animais se arrastavam, tudo dentro de seu campo de visão. Ele sentiu vários peixes nadando dentro do rio.

Qualquer coisa depois de 25 metros, no entanto, estava completamente em branco para Dorian. Ele não conseguia nem ver os topos das árvores a 20 metros de distância, restringido a sentir apenas as partes inferiores delas.

Atrás dele havia apenas mais pedras, lentamente inclinadas para cima, como em uma colina ou montanha.

Enquanto Dorian estava considerando o que fazer, um flash de luz azul se espalhou através dele, e uma voz fria falou baixinho em sua cabeça.

“Formas para Absorção foram detectadas. Após o Protocolo “Matriz de Feitiços”, o Anfitrião tem três chances de solicitar ajuda para Absorção. Por favor, elabore um alvo e envie um comando para a Matriz quando a ajuda for necessária.”

Dorian piscou mentalmente. Ele esperou um momento para ver se a voz ia dizer mais alguma coisa. Quando permaneceu em silêncio por alguns segundos, ele tentou fazer uma pergunta mental.

“Como eu envio um comando para a matriz?”

Ele não recebeu uma resposta.

Dorian esperou mais alguns momentos. Ele então se voltou para o foco dentro de si mesmo, imaginando que, se a voz lhe disse para fazer algo, então deveria ser algo possível.

Ele examinou seu próprio corpo como se estivesse observando o ambiente ao seu redor, concentrando-se em si mesmo. Ao fazê-lo, ele imediatamente percebeu uma pequena esfera de luz amarela, dentro de si. Ele olhou mais de perto a esfera, vendo centenas de milhares de símbolos minúsculos, com linhas brancas conectando-os em diferentes combinações. Pequenos fluxos de energia moviam-se ao longo dessas linhas ao acaso.

Ele imediatamente se agarrou a isso, focando nisso. Ao fazê-lo, uma inundação de conhecimento invadiu sua mente.

Esta era uma Matriz de Feitiço da Alma. Foi uma construção inacreditavelmente complicada de energia e magia, criada pela combinação de um número incontável de símbolos mágicos e linhas de energia. Foi essa matriz que uniu seu corpo atual e sua alma. Estava perfeitamente fundido dentro dele, de tal forma que seria impossível removê-lo.

Uma voz começou a falar dentro de sua cabeça.

“Olá. Eu sou o Gênio da sua Matriz de Feitiço da Alma, Ausra. Você pode direcionar qualquer pergunta para mim.”

A voz tinha um leve toque feminino e era reconfortante de ouvir.

Dorian deu uma segunda olhada, surpreso. Ele mentalmente balançou a cabeça, no entanto, surpreso por ele ter ficado surpreso. Com todas as coisas estranhas que estavam acontecendo, outra voz dentro de sua cabeça não era tão surpreendente.

“Ausra, o que é uma Matriz de Feitiço da Alma?”

Ele havia recebido uma definição geral da matriz quando ele olhou para ela, mas ele queria saber mais.

“Todos os seres, não importa quão grandes ou pequenos, através dos 30.000 Mundos têm dentro deles uma Matriz de Feitiço de Alma. É através desta Matriz que eles se tornam mais fortes e são capazes de aprender novas habilidades ou poderes. Sua Matriz de Feitiço de Alma é única nesse sentido. Ela possui a capacidade complexa de permitir que você evolua, bem como possuir um gênio de matriz tão cedo no seu desenvolvimento.”

A voz do gênio permaneceu fria e relaxante.

“Hmm…”

Os pensamentos de Dorian se voltaram para dentro de si. A esfera pulsante que era sua Matriz de Feitiço da Alma parecia incompreensível para ele no momento, mas ele estava cheio de uma curiosidade intensa. Como isso funcionou? Isso tudo era tão estranho.

“Você disse que a minha é única porque me permite ‘Evoluir’? O que especificamente você quer dizer com isso?”

Ele perguntou.

“Ao absorver as Matrizes de Feitiço da Alma de outros seres, você pode absorver algumas de suas habilidades ou suas linhagens e evoluir, transformando-se em um ser novo ou diferente. Você não evoluirá sempre quando absorver a Matriz de Feitiço da Alma de uma criatura, mas sua força e capacidades evoluirão. Essa habilidade foi projetada pessoalmente pelo Deus-Rei Yukeli para criar o ser perfeito. Magias Regulares podem fazer um ser crescer e se expandir, permitindo que esse ser cresça mais forte ou mais poderoso, mas nunca podem fazer uma criatura mudar sua raça fundamental.”

“Uma Matriz de Feitiço da Alma de Goblin sempre será uma Matriz de Feitiço da Alma de Goblin. Foi somente através de milhões de anos de pesquisa e experimentação que Nossa Santidade foi capaz de criar sua Matriz de Feitiço da Alma.”

“OK.”

Dorian respondeu, pensando rapidamente enquanto refletia sobre as coisas.

“Então o que eu devo fazer? Por que ele tirou a MINHA alma do éter? Por que estou aqui?”

Essa era a coisa que o incomodava. Por que ele foi escolhido? Não fazia sentido. Ele era um humano comum.

“Isso…”

Ausra fez uma pausa.

“Eu não tenho certeza. Parece ter havido algum tipo de… O reencarnado não deveria possuir nenhuma inteligência ou memórias anteriores, ainda que você as mantenha. O Selo da Alma deveria ter sido aplicado a sua alma para remover tais coisas. No entanto, parece ter falhado. O primogênito parece ter sido… Nossa Santidade não comete erros. A razão do Primogênito manter a memória de antes está meramente além do meu entendimento.”

“Entendo.”

Dorian entendeu, um pouco. O selo da alma supostamente deveria limpar suas memórias e o escravizar, mas parece ter falhado. Talvez tenha sido porque ele foi o primeiro, ou talvez seja algum erro aleatório do destino.

“Que merda, eu realmente achei que mantive as minhas memórias por ser especial ou por ter algum tipo de benção divina ou poder milagroso, mas parece que eu sou apenas um erro e só por isso estou aqui.”

Independentemente disso, ele estava livre agora, e ele não tinha intenções de ser escravo de outra pessoa.

“Foda-se também. Não é como se eu quisesse ser o escravo de alguém, hahaha.”

Antes que ele pudesse pensar sobre isso ainda mais, os pensamentos de Dorian foram rudemente interrompidos.

Uma grande salamandra apareceu na borda da visão de Dorian explodindo no rio à sua frente, atacando um peixe. A salamandra era grande, com vários metros de comprimento e coberto de escamas verdes brilhantes. Tinha uma longa boca cheia de dentes que se agarrava a um dos pequenos peixes que nadavam no rio.

Assim que pegou uma refeição, a salamandra saltou da água, parando na área gramada. Começou a devorar sua refeição antes de parar e olhar para Dorian com curiosidade.

“Alvo para Absorção foi detectado.”

[Denn – E aqui começamos a nossa jornada com nosso querido amigo Dorian. Espero que gostem dessa novel tanto quanto eu gosto e que apoiem ela sempre que puderem. Vamos começar a nossa jornada!]

[Não esqueçam de comentar e recomendar]

Ei, você gosta dessa novel? Acha que o tradutor merece um incentivo para continuar mantendo o bom trabalho? Pois agora ela tem Padrim e você pode contribuir com apenas 2$.

Ei, você gosta desta novel? Acha que tem pontos a se melhorar? Ou acha que o autor já conseguiu expor toda sua experiência com esta obra? Diz pra gente lá no novo site da Central Novels!