O Leão Meio Sangue – Capitulo 01: Aquele Xun Kou.

0
135

Dentro das Montanhas, em um grande abismo sem fim, onde a luz do sol jamais alcançará, dentro de uma caverna muito bem construída. Um rapaz estava sentado em posição de Lotus, meditando calmamente, como se ignorasse a o próprio mundo.

“Ren…”

Ele lentamente abriu seus olhos, eram olhos destemidos que carregavam fúria, qualquer um que o visse agora, poderia muito bem o confundir com uma besta selvagem.

De repente, ele estava preso a seus pensamentos. Ele via na sua frente, um rapaz alto, com longos cabelos negros e trançados, vestindo uma simples blusa branca com uma calça preta. Na sua frente estava um rapaz com cabelos prateados e curtos, com uma bela franja bem cortada e olhos tão azuis quanto o mar, ele vestia roupas pretas com símbolos de nuvens bordadas.

“Diga Xun Ren, já tem 19 anos agora e está no ápice do sexto nível humano, isso é surpreendente, mas recentemente, eu também atingi o ápice do sexto nível humano, e também tenho apenas 19 anos. Por que você então, é dito como o mais talentoso da nossa geração?” disse o rapaz com um forte olhar para Xun Ren.

“Gun Ren, como dois Rens, deveríamos nos unir, e não nos enfrentar.” Disse Xun Ren, mas após isso ele apenas sorriu, de repente, os dois estavam dando altas gargalhadas.

“E já não estamos? Ambos somos contra o rei idiota e suas regras inúteis, porém, no momento, eu quero ver se meu rival continua tão forte quanto antes!” Gun Ren ficou em posição de batalha, e friamente, começou a olhar para Xun Ren.

“Se é apenas um bom duelo, eu o acompanharei.” Xun Ren disse já se posicionando com os braços em formato de Asas de águia.

De repente os dois começaram a trocar golpes, as pessoas ao redor apenas gritavam comemorando, e o pequeno garoto, semelhante a Xun Ren, apenas observava com um belo sorriso.

De repente o belo sorriso do garoto se transformou em um rosto aflito, e gotas de sangue caiam em seu rosto.

Um homem velho e alto, vestindo luxuosas roupas pretas, segurava uma espada em sua mão direita, e acima da espada, um homem que havia sido perfurado, era Xun Ren.

“Xun Kou…apenas vá e viva.” Disse Xun Ren antes de explodir em milhares de gotas de sague.

“Merda!” o Rapaz sentado dentro da caverna abriu novamente seus olhos, suor frio descia de seu corpo.

“Pelo menos eu pude romper…” ele pensou consigo mesmo.

Nesse momento, ele ouviu o barulho de passos, e imediatamente levantou, e andou apressadamente até o barulho. Ao chegar na entrada na caverna, seu olhar se tornou escuro.

Na frente havia um rapaz gordo, com longos cabelos loiros e vestia uma túnica verde e bela, seus olhos eram azuis como o mar e suas bochechas redondas e rosadas.

“Oh! Irmão Xun Kou! Eu sabia que iria o encontrar se procurasse, apesar de eu já o estar procurando há 4 horas…” disse o Gordo enquanto suspirava profundamente.

“Irmão Benn, vejo que está muito bem, como sempre.” Disse respeitosamente Xun Kou ao sair da caverna. Sua aparência podia ser vista claramente, sua pele era branca e seu corpo era bem definido, como alguém que treino por anos, vestia uma calça preta e esfarrapada, seus cabelos eram longos, belos e negros, e ondulavam ao vento. Bem na entrada da caverna, havia uma blusa suja e amassada jogada ao chão, ela deveria ser um belo verde ciano, mas já não aparentava ser tal cor com várias sujeiras espalhadas e rasgões em algumas partes.

Xun Kou a pegou e a vestiu rapidamente, então ele finalmente suspirou e seu rosto enrijeceu-se para o nada.

“Esse gordo achou meu esconderijo, que droga, agora eu vou ter o trabalho de criar outro!” pensou Xun Kou enquanto suspirava e caminhava lentamente.

“Vamos irmão Xun Kou, eu gostaria de conversar sobre aquilo sabe… se você já tiver pensado sobre…” Benn foi falando aquilo com cautela, e falava tão baixo que até Xun Kou tinha dificuldades em ouvir.

“Aqui não, Benn, vamos para um local onde possamos discutir isso bem.” Disse Xun Kou, e então partiu a caminhar ao lado de Benn.

O local que ambos estavam era escuro e apenas com poucas tochas guiando tudo, algumas pequenas hortas podiam ser vistas, com alguns legumes estranhos. Muitas poucas cabanas podiam ser vistas naquele local, e raramente viam uma pessoa sentada no lado de fora de alguma cabana, se exercitando ou lendo algum livro com ajuda de uma tocha.

Ao caminhar por alguns minutos, eles chegaram há uma vila bem mais iluminada, com várias pequenas casas e alguns estabelecimentos, eles entraram, e caminharam até um beco escuro, logo na entrada, estava um velho gordo, deitado no chão com uma garrafa de bebida ao seu lado, ele balbuciava palavras tolas enquanto sonhava com suas riquezas imaginárias.

Eles caminharam até um bar com uma placa caindo aos pedaços com letras riscadas da pior maneira possível, na placa apenas dizia “Bar doido”, e ele estava relativamente movimentado pelo que se podia ver de fora.

Ao entrar, eles ouviram um velho no balcão gritar e se gabar.

“Eu estou no quinto nível humano apenas com 43 anos! Nada mal para um vendedor de bebida barata hein, o que acham?” Disse o velho com nariz enrugado, e barriga levantada, ele era baixinho e tinhas cabelos enrolados e já grisalhos.

“Hahahaha! E o que tem de mais velho? Eu tenho dez anos a menos e já estou no quinto nível humano! Se você é bom, então eu sou incrível!” Disse um homem robusto, sentado em uma mesa enquanto bebia um copo de alguma coisa que borbulhava.

“Que bastardo! Você é um guerreiro, sua obrigação é ser forte, a do velho é apenas servir bebida, e olha, que essa é bebida da boa, diferente da sua habilidade de combate, que é um completo lixo!” gritou outro homem que estava na mesa, ele bebeu todo o copo com um gole e o bateu na mesa.

O velho voltou seu olhar para a entrada. Ao ver os rapazes, o velho acenou para eles e então os saudou.

“Bem-vindos ao bar doido, o único Bar de Littlegarden aberto por 24 horas… Vai um suco de Boboronga ai?” disse o velho enquanto pegava uma fruta verde e redonda, com um caroço triangular no meio.

“Dois copos, por favor.” Disse Xun Kou, e então caminhou até uma mesa.

“Na verdade, traga 2 copos e uma fatia de torta de Repolho Roxo também, por favor…”disse Benn colocando algumas moedas sobre o balcão, antes de seguir para a mesa.

Ao sentar-se, ele olhou seriamente para Xun Kou.

“As Três facções estão se movendo tão rápido quanto podem, eu sinto que em menos de um ano, uma guerra pode realmente estourar.” Disse Benn olhando para Xun Kou enquanto suas sobrancelhas franziam.

“E o que quer que eu faça sobre isso? Eu sou apenas um jovem de 14 anos seguindo a própria vida.” Disse Xun Kou enquanto apenas olhava ao redor, verificando se ninguém os observava.

“Você é um Xun! Irmão de Xun Ren! O líder da revolução, as três facções nasceram dos desejos de Xun Ren, porém as três não estão juntas, elas precisam de um verdadeiro líder, e esse é você!” disse Benn enquanto apontava diretamente para o rosto de Xun Kou.

“Veja bem Benn… eu não sou Xun Ren, Ren aos 14 anos já havia atingido o quinto nível humano, eu estou apenas no quarto.” Disse Xun Kou enquanto soltava alguns suspiros de decepção.

“Não brinque comigo! Eu tenho 14 também e estou apenas no terceiro nível humano, e mesmo aos 15 talvez eu não alcance o nível quatro! Você deve está no top 3 dos mais talentosos não só de littlegarden, talvez até mesmo de Palace!” Disse Benn enquanto batia no peito com orgulho.

Xun Kou ia voltar a falar, mas antes, o velho trouxe em uma bandeja de pedra, os dois copos e uma fatia de torta de repolho Roxo. O suco de Boboronga tinha uma cor laranja, e algumas pequenas migalhas verdes, a torta de repolho roxo parecia pegajosa por fora, mas por dentro era roxa e macia.

“Pedido feito é pedido cumprido, aqui está, o melhor suco de Boboronga da cidade! Só não garanto o mesmo da fatia de repolho roxo…” disse o velho enquanto os saudava e lentamente saia.

Xun Kou levou o copo de suco de Boboronga até sua boca, e deu alguns belos goles, antes de o voltar a mesa e respirar fundo.

“Eu realmente não entendo quais são seus planos, mesmo que eu possa ser visto como alguém talentoso, o que você realmente acha que eu posso fazer sobre as três facções?” disse Xun Kou.

Benn estava com um grande pedaço da fatia de torta de repolho na boca, ele mastigou o mais rápido que pode e quase se engasgou antes de voltar a falar.

“Irmão Kou, é obvio, todas as três facções respeitam Xun Ren, muitos que não se uniram as facções respeitam Xun Ren, mesmo os adultos no quinto nível humano, a realidade, é que todos respeitam sua linhagem.” Disse Benn após engolir todo o suco de Boboronga.

“Linhagem não tem nada haver com força, eu não sou páreo para meu irmão, e claramente não sou páreo para qualquer capitão ou general do exército.” Disse Xun Kou enquanto olhava friamente para Benn.

“Veja irmão Xun Kou, o que eu realmente quero, é o que o povo quer! O que aconteceria se de repente você se unisse a mim, e declarasse que vai montar sua própria facção? Todos os neutros e até mesmo os que sentem que não tem nada haver se uniriam a ti! Esse é o poder do teu nome, e você precisaria apenas escolher uma das três facções para ajudar, assim as outras duas seriam obrigadas a cooperar, e claro, você seria o grande líder!” Disse Benn enquanto limpava a boca com um pano que foi deixado de lado, antes de voltar a falar.

“O Que eu quero meu caro irmão, é uma revolução!”


Notas do autor: Boboronga é uma fruta verde, redonda e possui um caroço triangular no meio, ela é do mesmo tamanho de um melão, o gosto dela é ácido e doce, por isso é perfeita para sucos e sobremesas, por isso é bem popular entre o povo em geral.
Como eles vivem no subterrâneo e não possuem a luz solar. Eles tem poucas frutas e legumes para usar, as plantações são muito fracas.
Algumas frutas populares e que crescem sem a energia do sol, nesse universo são:
Boboranga, Avilla, Teki e Planastrão. São apenas nomes bobos e sem nenhum sentido, afinal são apenas frutas.