KING: Capitulo 15: A visão de King

88
Depois que eu desmaiei ao lado do garoto, eu acordei dentro do que parecia ser uma gaiola, essa gaiola emanava uma energia fria e tudo fora dela era escuridão. Contemplando  essa escuridão descobrir que essa energia não me incomodava, na verdade me dava um sentimento de familiaridade. Esse sentimento de familiaridade aumentou constantemente como se minha mente tivesse se misturando a escuridão, logo uma mudança ocorreu, uma energia branca começou a inundar a área e essa energia começou a empurrar a energia escura isso durou alguns momentos antes de ambas energia se igualarem. No lado em que eu estava a energia escura reinava abundante, do outro a majestosa energia branca passava uma sensação extremamente pura, como se um deus estivesse na minha frente.
Eu sentir que pela primeira vez, eu tinha uma pista sobre o que eu realmente buscava.
Depois de alguns momentos o cenário ao meu redor mudou e como se eu estivesse sendo conectado a varias outras energias, eu vi diante dos meus olhos um mundo novo inteiramente diferente, ao “sentir” esse mundo algumas informações sobre ele penetraram minha mente. De forma simples esse mundo era dominado por duas raças. A raça Long que são os descendentes do Dragão Celestial e a raça Shé que são os descendentes da Serpente Milenar.
 Cada vez mais informações entravam na minha mente como se contassem uma historia.
Essa duas raças viviam em guerra e o único objetivo delas era a extinção uma da outra, cada raça possuía seus ídolos e esses eram os representantes mais fortes de cada lado. Para a raça Long os mais fortes eram os 9 Titãs  cada um deles não só era incrivelmente poderoso como também era o líder de um dos nove clãs em que os Long eram divididos, o Titã mais forte era chamado de Qi Sheng.
A raça Shé possuía as 27 Matriarcas cujo o poder da maioria delas estava um reino abaixo dos Titãs, mas entre elas a mais poderosa conseguia competir de igual para igual com Qi Sheng. Seu nome era Li Daiyu.
Os outros povos desse mundo não gostavam tanto dos Shé quanto dos Long, o motivo era simples, nas incontáveis batalhas entre essas duas raças os maiores prejudicados era eles os povos de outras raças e de raças diferentes que viviam de forma independente, entre esses povos as poucas organizações que existiam eram tao pequenas e indefesas diante dessas duas raças, que a eles só sobrava a opção de aceitar esse fatídico destino.
Li Daiyu e Qi Sheng guerrearam incontáveis vezes durante os últimos anos, e talvez pelo caminho do mais forte ser dito um caminho solitário, ambos se distanciava cada vez mais de seus semelhantes e cada vez mais pareciam encontrar semelhanças entre si. Isso continuou ate um ponto em que antes de lutarem entre si as vezes eles conversavam, no inicio eram geralmente elogiando a força um do outro, mas isso foi evoluindo e se transformando, ate que suas batalhas que geralmente geravam grandes fendas espaciais e deixava grande destruição para trás deram lugar a longas conversas entre os dois.
Em uma dessas conversas eles tentaram persuadir suas respectivas raças a entrar em um acordo de paz, eles como símbolo de maior poder entre seus iguais ate conseguiram um pequeno armistício que durou poucos anos, mas conspirações dentro de suas próprias raças estimularam o conflito novamente. Qi Sheng e Li Daiyu por sua vez deixaram claro que não iriam tomar ações contra a outra parte e a Guerra entre as raças continuou sem eles.
Li Daiyu e Qi Sheng continuaram se encontrando em segredo, no começo com o objetivo em comum de trazer paz ao conflito, mas depois, sentimentos de afeição se tornaram mais claros entre os dois e se afastando de suas respectivas raças eles se uniram amorosamente. Algum tempo depois Li Daiyu engravidou.
A  raça Shé é composta de seres que cultivam especificamente a energia Yin, enquanto a raça Long cultiva energia Yang, uma prole entre seres dessas diferentes raças gerou um feto que ainda no útero era amado pela energia Yang e pela energia Yin, isso trouxe alegria ao casal, mas essa alegria não durou muito. A energia Yang do feto foi se tornou um “veneno” para o corpo de Li Daiyu o que fez com que suas defesas corporais atacassem o feto em gestação, e o feto só não foi gravemente prejudicado, por que Li Daiyu com o infinito amor de mãe suprimiu seu próprio corpo para que o feto pudesse crescer saudável, isso entristeceu muito Qi Sheng, ele sentiu como se o próprio céu estivesse contra ele, a tristeza aumentou ainda mais quando ele percebeu que se Li Daiyu continuasse a se suprimir ela certamente morreria.
Qi Sheng ficou com uma decisão nas mãos que nenhum homem poderoso ou fraco deveria ter que tomar, salvar sua amada e prejudicar seu filho ou salvar seu filho e assistir sua amada morrer. Ele implorou ao céu, e não obteve resposta, ele procurou entre as heranças de sua raça, mas nada podia ajuda-lo.
Impotente Qi Sheng voltou para junto de Li Daiyu que lhe recebeu com um sorriso caloroso:
“Amado Sheng não se preocupe comigo! nosso maior bem, nessa vida é, e sempre será nosso filho, prometa-me que vai protege-lo quando eu me for.”
Li Daiyu passou todos os segredos de sua raça para que Qi Sheng pudesse passar ao seu filho quando ele fosse mais velho, as técnica normais de cultivo dos Long não eram adequadas para o cultivo da energia Yin, mas Qi Sheng havia descoberto em meio as heranças de sua raça um manual ancestral de cultivo que era focado em ambas as energias, o que restava agora era as técnicas mortais da raça Shé e os segredos que elas continham que ele recebeu de Li Daiyu.
Algum tempo depois Li Daiyu faleceu ao dar a luz ao seu precioso filho, foi um dia de grande alegria e tristeza para Qi Sheng, mas para a raça Shé foi um dia de grande fúria, a chama de vida da Suprema Matriarca havia se apagado, ela que se manteve reclusa nos últimos anos, ainda era um símbolo para sua raça, e sua morte inflamou ainda mais o ódio contra os Long.
Assistindo a cada cena como se eu tivesse presenciado tudo pessoalmente, 10 anos se passou e agora a criança já crescida acompanhava seu pai em suas caminhadas pelo mundo. O nome dessa criança era Li Qi Ye, ele emanava uma aura de poder e fúria ao seu redor e seus olhos eram de cores diferentes sendo um azul como o mar e outro castanho como as folhas secas essas características, incomuns nesse mundo sempre atraia a atenção onde que que fosse.
Dentro da raça Long o boato de o grande Titã Qi Sheng havia se isolado de sua raça e estava andando pelo mundo com um novo aprendiz já havia se espalhado, entre os Titãs alguns mantinham uma expressão de alivio com a noticia, para esses a noticia do todo poderoso Qi Sheng deixando de vez a disputa interna de poder da raça Long, era como se um peso fosse tirado de seus ombros, mas alguns ficaram desconfiados com comportamento de Qi Sheng nos últimos anos, o único motivo deles não terem intervindo durante esse tempo foi porque eles achavam que ele estava em cultivo a portas fechadas, um dos motivos que os fizeram acreditar nisso foi que anos atrás Qi Sheng vasculhou todos os tipos de heranças da raça Long, pegou alguns itens e nunca mais os devolveu, claro que como o mais forte ele podia fazer isso e como a poderosa Matriarca inimiga também se ausentou das batalhas, eles não reclamaram pois era uma rara chance de subir seus status ainda mais perante a raça.
Inúmeros espiões de ambas as raças foram enviados para coletar informações a respeito de Qi Sheng e a criança que o acompanhava, e todos os espiões que voltaram relataram algo em comum, que o grande Titã tratava a criança, não como um aprendiz, mas sim como filho e algo que perturbou ainda mais a raça Long foi que a criança era mestiça.
Pouco tempo depois cultivadores de ambas a raças começaram a perseguir Qi Sheng e Li Qi Ye, o objetivo dos Long era prender ou eliminar o antigo Titã que manchou o sangue puro da raça Long, o objetivo da raça Shé era capturar Qi Sheng ou o mestiço e usa-los para atingir a moral dos Long.
Qi Sheng ficou perplexo, ele sabia que sua raça nunca iria aceitar que seu filho fosse um mestiço, mas ataca-lo abertamente o deixou furioso, no entanto por dentro ele imaginou como seria o dia em que eles soubesse que seu filho era parte Long e parte Shé. Em todos os ataques contra eles eram enviados pelo menos 3 Titãs ou 10 Matriarcas, mas todas as tentativas de derrota-lo eram falhas, ele não era o mais forte Titã só no nome.
A caça a Qi Sheng e ao mestiço estava tomando proporções cada vez maiores, as derrotas  de ambas as raças para uma única pessoa feria não somente seus corpos, mas principalmente seu orgulho como indivíduo e como raça. O fato de Qi Sheng não matar ninguém de ambas as raças durante os combates não foi visto como um ato de benevolência, mas sim como um ato de desprezo contra esses guerreiros.
Ao mesmo tempo a raça Long começou a desconfiar de algo, mesmo que as Matriarcas também estivesse caçado Qi Sheng em nenhuma das batalhas a Matriarca mais poderosa Li Daiyu apareceu, no começo eles acharam que isso era um plano para pegar os Long despreparados por isso ele sempre mantiveram a maioria dos Titãs dentro de seus territórios. Do outro lado os Shé achavam que os Long estavam poupando os Titãs para usar um ataque surpresa contra eles, Assim a pressão  sobre Qi Sheng foi relativamente branda, mas tudo isso mudou com um esforço conjunto das raças independentes de apaziguar a guerra, e diminuir a mortes desses povos.
A iniciativa das raças independentes entrou em contato com ambas as raças conflitantes, e tentou primeiramente iniciar um dialogo, mas quando isso se mostrou ineficaz eles tentaram projetar a ira dessas duas raças em seu inimigo em comum,  depois de uma serie de encontros organizados pelas raças   independentes , tornou- se conhecido que a chama de vida Li Daiyu havia desaparecido a 10 anos atrás é que ela havia morrido por causa de alguém da raça Long. Depois disso ambas as raças mai uma vez fizeram uma trégua, e juntos usaram sua maiores potências para atacar Qi Sheng e Li Qi Ye.
Uma grande batalha que prosseguiu por dois dias inteiro eclodiu entre todos os Titãs e Matriarcas contra Qi Sheng, ele liberou todo o seu poder e resistiu bravamente durante o primeiro dia, mas vendo a impossibilidade de vitória ele tentou abrir uma rota de fuga para que Li Qi Ye pudesse fugir, Mas Li Qi Ye foi teimoso e decidiu que não iria perder seu pai.
Desde o cinco anos Li Qi Ye vinha treinando com o Manual Ancestral do Deus Dragão que seu pai lhe deu, ele já havia avançado muito no cultivo e para sua idade ele poderia ser considerado um grande gênio, além disso para que seu filho pudesse controlar o poder que ele havia herdado de sua mãe Qi Sheng obteve todas as técnicas da raça Shé que ele pôde e incluiu uma técnica que a própria Li Daiyu deixou de herança e passou para ele treinar.
Rapidamente Li Qi Ye começou a atacar as Matriarcas, para ele, se ele pudesse lidar com elas isso aliviaria a pressão sobre seu pai. Quando as técnicas de Li Qi Ye atingiu algumas da Matriarcas todo o campo de batalha parou e ficou silencioso. A surpresa e espanto nem foi pelo fato de uma criança de 10 anos poder derrubar uma Matriarca, mas sim por que a criança estava usando as técnicas exclusivas da raça Shé.
O primeiro a falar depois disso foi um Titã:
“Qi Sheng  seu maldito você sujou o sangue da nossa raça! essa abominação deve perecer hoje! use o resto de sua honra e destrua essa abominação com as próprias mão e talvez podemos perdoa-lo!”
“Humpf! Ouça todos vocês! meu nome é Qi Sheng, e esse é meu filho Li Qi Ye , minha amada se chamava Li Daiyu, a um algum tempo eu venho sendo misericordioso e não tenho matado aqueles que vieram atrás de min e da minha família, mas hoje aqueles que continuarem aqui sofrerão a minha ira!”
Essa declaração deixou todos chocados e o conteúdo dela perturbou tanto a raça Long quanto a raça Shé. Fúria e  preconceito podia ser visto nos olhos de todos aqueles que olhavam para o garoto.
Depois disso o caos se instalou na batalha, os Titãs atacavam Qi Sheng e Li Qi Ye  com muitas técnicas poderosas que também atingiam as Matriarcas, e essas começaram a fazer o mesmo. Qi  Sheng estava cada vez mais pressionado, enquanto lutava e defendia Li Qi Ye dos ataques indiscriminados. Li Qi Ye lutava com uma ferocidade assustadora mais sua falta de experiência em batalhas fez com que seu pai tivesse que defende-lo contra técnicas que afetavam uma grande área o tempo inteiro. Rapidamente os Titãs perceberam essa fraqueza em Qi Sheng e começaram a atacar ainda mais Li Qi Ye.  Se aproveitando da abertura  momentânea  em que Qi Sheng defendia seu filho eles conseguiram infligir uma ferida grave nele fazendo o recuar uma grande distancia.
Li Qi Ye ao ver a ferida grave de seu pai ficou aterrorizado, mas após um momento um ódio muito grande varreu seu medo, nesse momento ele começou a recitar um encantamento:
“Grande serpente, sinta da minha raiva, banqueteias-te da minha vida e pelo tratado dos ancestrais me conceda seu poder.”
Ao final dessas poucas palavras o poder Yin que Li Qi Ye irradiava aumentou em uma grande margem, uma imagem ilusória de uma serpente gigantesca podia se vista atrás dele e com um movimento de mão essa serpente atacou e metade dos Titãs e das Matriarcas que não recuaram a tempo foi engolida por essa serpente, e somente seus corpos sem vida restaram. A serpente ilusória continuou a perseguir os Titãs e as Matriarcas, cada um deles que ela atingia caia para chão como  moscas mortas, umas das Matriarcas com uma expressão de terror no rosto disse:
“Não pode ser!! É a técnica secreta de Li Daiyu!!! todos se afastem essa técnica não pode ser combatida por meios normais!”
Qi Sheng olhou para a Serpente ilusória e se assustou em todas as batalhas que ele lutou contra Li Daiyu ela nunca usou essa técnica assustadora, a Serpente ilusória crescia a cada um que ela atingia como se ela roubasse a alma da pessoa. Qi Sheng estava com muitos ferimentos graves, ele não poderia lutar por muito mais tempo. O fato de seu filho protege-lo o fez sentir orgulho, mas isso não durou, quando ele olhou para seu filho, ele sentiu que a vitalidade do seu filho estava desaparecendo rapidamente, instantaneamente tudo fez sentido, essa técnica é uma ativação da linhagem ela usa a vitalidade do hospedeiro em troca de grande poder.
“Ye meu filho, pare o ataque, isso esta ferindo sua vitalidade!!”
Para a surpresa de Qi Sheng, Li Qi Ye não o respondeu, ele rapidamente correu para o lado dele e viu que seu filho já estava inconsciente, somente a sua linhagem controlava seu corpo. A expressão dele escureceu, se continuasse desse jeito seu filho iria morrer rapidamente, ele não podia permitir então ele resolveu sacrificar tudo pelo seu filho.
Uma luz intensa brilhou na testa de Qi Sheng  dessa luz saiu um raio que penetrou entre as sobrancelhas de Li Qi Ye depois disso a Serpente ilusória perdeu força e rapidamente tentou atacar Qi Sheng. Um resplendor de energia começou a brilhar ainda mais forte e Qi Sheng usou sua própria técnica secreta, escamas começaram a surgir em seu corpo seus olhos se tornaram fendas verticais e dois chifres cresceram em sua testa, seu poder aumentou imensamente e para aqueles que viram aquilo era como se tivessem vendo um dragão real no meio deles. A Serpente ilusória como se tivesse encontrado seu inimigo natural atacou com ainda força, a onda de choque desse ataque começou a destruir tudo em volta e rachaduras espaciais começaram a aparecer no ar.
A batalha não durou muito, e Qi Sheng conseguiu dispersar completamente a técnica de invocação da  Serpente, mas o preço que ele pagou foi perder grande parte da sua força, agora ele não poderia mais proteger seu filho nesse mundo, mas ele ja sabia que isso aconteceria.
Em um movimento rápido ele pegou seu filho desacordado no braços e pulou em uma das rachaduras espaciais que se fechou atrás dele.
A turbulência espacial no vazio entre mundos era muito grande, tanto Qi Sheng quanto Li Qi Ye estavam sofrendo muitos danos, Qi Sheng usou seu restante de força e essência vital  para forçar uma nova rachadura no vazio. O ultimo ato de Qi Sheg como pai foi abrir uma fenda espacial e passar seu filho por ela.
….
….
Em uma cratera Li Qi Ye se levantou, aos seus pés ainda havia um jovem deitado, ao seu redor havia numerosos cadáveres e grandes serpentes silvavam em alegria. Todos esses cadáveres e ovos sem vidas, foram sacrifícios desses animais para aumentar sua vitalidade.
Essa dominação inconsciente sobre essas serpentes era algo que veio da linhagem da sua mãe, mas esses animais precisariam de 2 anos desses sacrifícios para que a sua vitalidade se recupera-se por um fio mínimo. Apesar de estar inconsciente, no momento em que acordou ele já sabia de tudo o que aconteceu, também sabia que estava em outro mundo, isso porque ele viu as memórias do jovem deitado no chão.
“Uma vitalidade de 1000 anos! Seus pais provavelmente eram aterrorizantes, eu mesmo só possuía uma vitalidade de 200 anos antes de usar a técnica secreta da minha mãe, eu realmente deveria aproveitar essa oportunidade e mata-lo, apesar de suas memórias seres poucas eu não vi ninguém poderoso ao seu lado, mas e agora que eu tomei quase toda a sua vitalidade será que alguém buscara vingança em seu nome? você também já possui um inimigo poderoso te caçando.” Li Qi Ye murmurou.
“Mmnn! Eu não irei mata-lo, eu irei te dar dois presentes, o primeiro é uma copia da técnica de meditação que meu pai me deu.” 
Ele abaixou e tocou a testa  do jovem em seguida ele colocou a mão no coração do jovem e disse:
“A segunda será a marca de ocultação da alma da raça She, ela vai oculta-lo durante um tempo de seu inimigo. Receba como se fosse um presente de minha mãe e de meu pai, por ter salvo o filho deles.”
“Agora eu irei ficar forte o suficiente, para unificar ou aniquilar os Shé e os Long.”
[CONTEXTUALIZANDO: A técnica Secreta de Li Daiyu usa a própria vitalidade como combustível, depois que a técnica e cancelada o corpo do utilizador fica extremamente fragilizado e pode leva-lo a morte, sabendo disso Qi Sheng usou sua energia Yang para estimular o sangue de origem dos Shé para que seu filho se conectasse e sugasse a vitalidade de tudo ao redor. Reconhecido de alguma forma pela energia Yin de Li Qi Ye, King foi capaz acessar a conexão de origem da raça Shé tendo acesso a toda informação que rodeava Li Qi Ye.]
[CONTEXTUALIZANDO 2:  Após o armistício Li Daiyu e Qi Sheng declararam que não iriam mais tomar ações contra a outra raça, inicialmente ambas as raças viram essas declarações com desconfiança, mas os próprios conspiradores deram uma mão para que a sua raça respectiva aceitasse esse fato de bom grado, afinal para os conspiradores sem essas duas Elites por perto para ofusca-los eles poderiam se sobressair tranquilamente.]
[CONTEXTUALIZANDO 3: A morte de  Li Daiyu foi tratada como segredo pela raça Shé e fora as Matriarcas apenas alguns anciãos sabiam desse fato.]