Hail the King: Capítulo 21: Continuação da Merda

2
640
Tradução: Shaduum
Revisão: Zeon

“Deus abençoe!”

“Salve o Rei Alexander!”

“Salve Chambord!”

O tempo parecia rebobinar até o final da batalha sob o pôr-do-sol, com todos no palácio aplaudindo e gritando. Todos entenderam o significado do que viram.

Essa cena inimaginável chocou todos como nunca antes.

“Então o Rei pode realmente se comunicar com os Deuses como nos rumores. Então isso significa que o Deus da Guerra está abençoando Chambord…… Se é assim, os inimigos cruéis nunca serão capazes de sitiar o Castelo de Chambord!”

Todo mundo pensou.

De repente, as preocupações e os medos na mente de todos desapareceram. Enquanto todos aplaudiam, Angela ficou ali quietamente. Esta menina bonita olhou fixamente para o homem no meio de todo o povo enquanto apreciava os elogios retumbantes e a adoração. Ela sentia-se completamente aliviada. Ela não sabia de onde esse sentimento vinha, se da bênção do Deus da Guerra, ou da mudança de Alexander.

A atmosfera era espetacular e até mesmo Emma que era dura com Fei foi afetada por ele, pulando e torcendo entre a multidão também.

Os dois jarros de água com sangue e misturados com a Poção de Cura Menor foram distribuídos para as mãos de cada soldado ferido sob a ordem de Brook. Surpreendentes risos e alegria enchia o palácio. Em apenas meia hora, muitos dos soldados que gemiam não podiam mais sentir a dor, e os levemente feridos podiam literalmente pegar suas armas para voltar à batalha novamente.

A luz e a esperança estavam mais próximas do povo de Chambord desde quatro dias atrás. Tudo isso por causa do Rei Alexander, que foi abençoado pelo Deus da Guerra. Todos olhavam para Fei com adoração e respeito.

……

……

Os inimigos não tentavam atacar à noite; Isto permitiu a maioria dos soldados para obter sua preciosa noite de descanso nos últimos quatro dias.

Depois de curar todos os soldados feridos enganando-os para beber a Poção de Cura Menor, Fei deixou uma dupla de soldados inteligentes para lidar com o resto da situação. Ele foi em uma caminhada com o segundo comandante dos guardas do Rei, Brook. Eles logo chegaram na parede defensiva. O muro parecia magnífico à noite. Fei parou no meio do muro defensivo e olhou ao redor.

Chambord era cercada por montanhas à esquerda, direita e atrás. Como se este pequeno castelo fosse aprovado pelos Deuses, os três lados de Chambord eram protegidos por “muralhas defensivas” naturais. Os lados das três montanhas que ficavam para fora eram íngremes e quase impossíveis de escalar; Mesmo um guerreiro de classificação estrelada teria um momento difícil em fazê-lo.

O que era especial era aqueles lados que apontavam para Chambord (lado da montanha), a montanha era muito mais lisa e levantava-se mais gradualmente. Se escalando do castelo de Chambord para a montanha, mesmo crianças pequenas e anciãos seriam capazes de facilmente chegar ao topo das montanhas. Este estranho terreno fez Chambord muito fácil de defender e difícil de sitiar. Parecia o trabalho de um Deus.

Com as montanhas que cercam o castelo, a única estrutura artificial era a parede defensiva. O portão estava de frente para o fosso Zuli. O muro tinha quase meio quilômetro de comprimento (600m), e fechava a única abertura deixada aberta pelas montanhas. O fundo da parede defensiva tinha 15 metros de espessura e o topo tinha 12 metros de espessura; Era firme e maciça. Você poderia literalmente andar com quatro carros em cima dela.

O que também era especial era que a muralha defensiva não era reta; Ela foi projetada para ser ligeiramente côncava. Isso eliminou a maioria dos pontos cegos e permitiu que cada soldado visse o que estava acontecendo sobre e sob qualquer parte da parede.

A um terço de uma milha (450m) da parede de defesa estava o rio de Zuli. Ele estava agindo naturalmente como o fosso do castelo. As torrentes rugiam quando a água fluia. O rio de uma milha (1.400 m) de largura era frequentemente coberto de neblina. O rio era extremamente profundo, por isso era impossível para os soldados atravessarem o rio sem um barco ou navio a menos que eles fossem guerreiros super poderosos e tivessem a capacidade de voar. Todo mundo que tentasse nadar seria “comido” instantaneamente pela correntesa.

Havia uma ponte de pedra meio natural, meio artificial que ligava os dois lados.

De acordo com Brook, ninguém sabia de onde veio essa ponte de pedra. Mesmo a pessoa mais velha em Chambord não sabia quem construiu a ponte. Ela tinha uma longa história e era muito críptica.

Fei observou cuidadosamente. A ponte de pedra foi sustentada por nove enormes cais naturais.

Observando de longe, esses nove pilares eram como montanhas invertidas sendo conectadas à água; Eles eram realmente surpreendentes. Era impossível ter feito esses cais artificialmente. Pareciam mais como se um deus cortasse os picos de montanhas para fora e os jogasse no rio.

Esta ponte de pedra era outra vantagem de terreno para Chambord.

Era conveniente para o povo de Chambord viajar para fora do castelo em tempos de paz, e a ponte fina tornou muito difícil para os inimigos para transportar máquinas de cerco enormes perto da parede defensiva durante os tempos de guerra.

“Os terrenos são extremamente vantajosos! Não admira que Chambord fosse capaz de se defender contra dois mil inimigos bem treinados durante quatro dias com menos de oitocentos soldados…… Este castelo é literalmente uma fortaleza de guerra natural! ”

Depois das observações de Fei, ele compreendeu os terrenos de Chambord. Embora ele não fosse um gênio militar, ele ainda estava surpreso pelo que ele tinha visto. Ao mesmo tempo, ele também estava perplexo.

A riqueza e a mão-de-obra do atual Reino de Chambord nunca conseguiriam construir uma construção tão grande, a menos que Chambord fosse uma vez glorioso e poderoso ou este castelo tivesse uma longa história por trás dele.

Tudo não parecia tão simples. No entanto, Fei não recordou nenhuma história sobre o castelo. As memórias e o conhecimento do velho Alexander não deixaram Fei com muita informação útil.

“Brook, as pessoas me chamavam de retardado antes, certo?”

Como se Fei de repente se lembrasse de alguma coisa, ele perguntou á Brook pacificamente.

Os pensamentos de Brook pararam. Ele não sabia como responder a uma pergunta tão direta do Rei.

O velho Alexander era um retardado que tinha a inteligência de um menino de três anos; Ele não poderia nem mesmo sobreviver por conta própria. Sob a instigação de seus “amigos”, ele tinha ferido muito Chambord. Embora ele fosse o Rei, ninguém gostava dele. Somente devido ao seu status como um Rei concedido por seus pais, o Rei anterior e a Rainha, ele não foi abandonado pelo seu povo.

Mesmo Brook não tinha respeito pelo velho Alexander. Ele mostrou um pouco de desdém para ele. No entanto, depois de testemunhar a batalha de Fei na muralha defensiva e suas ações divinas que salvaram os soldados feridos, quem ousaria tratar o homem que foi abençoado pelo Deus da Guerra como um retardado?

Brook tinha mudado completamente sua visão sobre o Rei. Não havia dúvida, o homem à sua frente merecia sua lealdade e respeito.

“Quando fui atingido por uma flecha na manhã de ontem, minha cabeça atingiu uma rocha. Talvez eu tenha sido abençoado pelo Deus da Guerra. Muitas coisas apareceram na minha cabeça e minha mente ficou clara… ”

Como se Fei estivesse falando consigo mesmo, ele falou devagar enquanto tocava o musgo em uma tenda.

“Você sabe? Essa colisão me fez sentir que de repente eu cresci. Por muitas coisas que eu não entendi naquela época, eu posso entendê-las agora completamente….. Hehehe, agora eu sei que eu realmente era um retardado que todo mundo odiava….. Brook, você pode me dizer todas as coisas horríveis que eu fiz antes? ”

Enquanto ouvia o “monólogo” de Fei, quase todas as dúvidas e incertezas sobre a mente de Brook desapareceram:

“Então a flecha de ontem tinha coincidentemente trazido o Rei de volta ao normal… Quando o velho Rei ainda estava vivo, havia uma profecia de que Alexander era retardado porque ele foi amaldiçoado por Deus… Parece que a maldição finalmente foi revertida pelo Deus. ”

Fei riu em sua cabeça enquanto observava a expressão de Brook.

Fei continuou:

“Quando fui trazido de volta ao palácio, senti um poder misterioso fluir em meu corpo. Quando acordei, eu tinha força inimaginável. Eu era capaz de aprender qualquer coisa rapidamente e eu era capaz de controlar a minha força…… e eu era capaz de usar as técnicas de batalha naturalmente como se elas tivessem nascido dentro de mim.

Depois de ouvir isso, o último pedaço de incerteza desapareceu da mente de Brook.

A monstruosa força do jovem Rei e as devastadoras técnicas de machado eram coisas que Brook e todos os soldados não conseguiam entender. Mas agora, tudo parecia como se fosse o decreto do Deus da Guerra.

Não havia outra maneira de explicar a batalha que ocorreu esta tarde e o sangue que salvou todos os soldados feridos…… Apenas a intervenção divina.

Fei estava observando a expressão de Brook de perto. Quando viu a súbita compreensão no rosto de Brook, soube que sua merda funcionava como tinha planejado.

  • Lich

    A merda funcionou… Kkkkk

  • Arthur Popuslou

    esses tradutores são muito foda e o mc zueiro, sinto muita dificuldade em imaginar esse castelo/cidade, n entendo 🤔