Hail The King: Capítulo 194: Técnica da Matança Auto-criada – Sky Frost Fist

505

REPOSTANDO

_____________________________________________________________________________________________
Depois de entrar nos territórios do Império Zenit, a Força Expedicionária de Chambord e o grupo de mercadores de Soros ficaram aliviados.
Neste território imperial, nenhum reino afiliado ousaria atacar o povo de Chambord. Caso contrário, até mesmo um rei de reino afiliado de nível 1 seria preso pelos Cavaleiros Executivos e executado por cometer crimes como traição ou conspirações. Não haveria espaço para refutação e não haverá qualquer hesitação ou exceção.
Esse era o poder do País Imperial.
Fei, que veio para o País Imperial pela primeira vez, ficou muito curioso.
Ele podia sentir claramente que a atmosfera nos territórios do País Imperial era completamente diferente de outros reinos afiliados. O ambiente parecia mais rigoroso. Assim que a força de Chambord entrou nos territórios, Fei viu vários postos de segurança e bloqueios de segurança que estavam escondidos em lugares diferentes. Fora isso, havia cavaleiros imperiais totalmente armados que patrulhavam a área. Eles estavam e formação dentro de muitas equipes, e seus caminhos e gerenciamentos de tempo eram tão rígidos que pareciam formar uma enorme rede olhando para baixo a partir do céu. Com altas torres de vigia, eles podiam garantir que ninguém poderia entrar na área sem ser descoberto.
A força expedicionária de Chambord e o grupo de Mercadores de Soros apenas avançaram cerca de uma dúzia de quilômetros em direção ao território, mas eles foram detidos e interrogados dez vezes pelos soldados de Zenit. Suas perguntas eram tão detalhadas que fizeram com que Fei se sentisse tratado como um inimigo.
Esse fenômeno surpreendeu Fei, mas, ao mesmo tempo, Fei se sentiu estranho sobre isso.
“A atmosfera parece estranha, isso é esquisito. Mesmo que o poder militar de Zenit seja excelente, não deveria ser tão rigoroso. Isso me deu a sensação de me preparar para uma grande guerra que está prestes a ocorrer. Muito interessante.”
Fei cuidadosamente observou e se perguntou a si mesmo.
“Talvez seja por causa do Exercício Militar que está prestes a ocorrer. Haverá soldados de elite de 250 reinos afiliados, então eles têm que ser cautelosos sobre isso.” Fei só podia pensar nessa única explicação.
Fazia um dia desde a batalha na Montanha Torre Gêmea.
Agora mesmo, Fei não relaxou. Por causa de seus bons hábitos, ele estava pensando nos ganhos que obteve da batalha com Chris Sutton. Essa batalha estimulou Fei, e isso trouxe a pressão que ele sentiu quando chegou a este mundo. Ele tinha a sensação de que estava prestes a encontrar guerreiros mais poderosos e encontrar mais desafios. Ele tinha que tentar o seu melhor para melhorar sua força para que ele pudesse lidar com a tempestade que estava prestes a chegar.
Com o passar do dia, Fei fez muito progresso ao pensar na batalha novamente.
Para Fei, a maior surpresa foi à técnica de luta do bárbaro.
Havia uma coisa que era verdade neste amplo e grande continente de Azeroth que os deuses nem sequer podiam evitar. Ambos os guerreiros e magos tinham seus próprios estilos secretos de luta. Desde a criação e as melhorias feitas por muitas gerações de gênios, essas técnicas continham uma compreensão profunda do poder e poderiam causar danos inacreditáveis. Entre eles, técnicas de luta de guerreiros e magias de canto de mago eram as técnicas mais poderosas.
A profissão de magos tinha uma necessidade ilimitada de dinheiro e recursos devido à sua singularidade. Portanto, havia menos deles. Fei só conheceu alguns magos desde a sua chegada a este mundo, e a maioria deles não eram poderosos. De fato, o mago mais poderoso que ele encontrou foi o ex-ministro-chefe de Chambord, Bazzer. Bazzer era na verdade apenas um mago de quatro estrelas. Como ele não tinha um mestre de magos, ele era considerado um mago de raiz. Ele tinha conhecimento muito limitado, então ele teve sorte que ele avançou para um mago de quatro estrelas. Após o avanço, ele não aprendeu nenhum feitiço de nível 4, então ele não utilizou o poder dele. Ele era como um soldado sem arma. Ele não podia lutar com 100% de capacidade. Essa sequencia de eventos deram a Fei uma impressão imprecisa sobre o poder dos magos.
Exceto magos, Fei já havia encontrado uma tonelada de mestres poderosos que usava suas energias guerreiras. Os mais fortes entre eles eram o ancião de cabelos brancos do lado de Paris e o [Deus da Guerra de Zenit], Andrew Arshavin. Mas a pessoa que causou mais choque a Fei foi o jovem Cavaleiro do Sol Dourado Chris Sutton quando eles lutaram nas Montanhas Torre Gêmeas.
A técnica de combate de guerreiro deste cavaleiro executivo, Ataque Tsunami Lança Dourada, surpreendeu Fei.
Capítulo 194: Técnica da Matança Auto-criada – Sky Frost Fist (Parte dois)
Foi a primeira vez que Fei percebeu claramente que tal técnica poderia permitir que um guerreiro de cinco estrelas atingisse o dano de um guerreiro de nível intermediário de seis estrelas.
Essa técnica de combate de alto nível havia mudado completamente o entendimento de Fei sobre as técnicas de combate dos guerreiros.
Ele estava bastante orgulhoso das técnicas como os Punhos da Velocidade Relâmpago e a Onda de Choque Empilhadora de Cadáveres que ele criou. Mas ele foi forçado a engolir o fato de que essas técnicas que ele criou não foram comparável com o “Ataque Tsunami Lança Dourado” em termos de poder explosivo repentino. Essa descoberta inesperada reconfirmou a determinação de Fei de encontrar pergaminhos de treinamento em energia com classificação mais alta e maior qualidade. Somente depois de consultar pergaminhos de alto nível ele poderia usar seu Modo Assassino para adicionar mais canais de conexões de energia nos pergaminhos de treinamento que ele criou. Se Fei pudesse adicionar mais conexões e utilizar seus poderes místicos, ele poderia criar técnicas de combate que poderiam aumentar o poder explosivo de um guerreiro em um grau maior comparado com o Ataque Tsunami Lança Dourada.
Fora isso, Fei descobriu mais formas de lutar com seu personagem bárbaro durante a luta com o Cavaleiro do Sol Dourado.
Não importava se era a energia do guerreiro ou a força física do personagem bárbaro de Fei, todas elas eram formas de poder; eles não eram diferentes no nível empírico. Infelizmente, Fei que estava sob o Modo Bárbaro só foi capaz de utilizar a força de uma maneira muito instintiva e básica para lutar. Embora esse estilo de luta não fosse convencional e pegasse seus inimigos de surpresa, era muito simples em comparação com as sofisticadas técnicas de combate dos guerreiros, antes que Fei pudesse realmente aprender as técnicas de combate de alto nível de Bárbaro. Além de não poder aumentar os danos de repente, ele não tinha ataques de longo alcance além de jogar coisas.
A partir dessa luta, Fei ficou surpreso que ele encontrou outra maneira de usar o poder do bárbaro.
Usando marcas de punho que poderiam ser condensadas no ar para atacar um adversário de longe.
Durante a luta com o Cavaleiro do Sol Dourado, Fei entrou em um estado de batalha muito estranho quando ele estava extremamente com sede de batalha sob pressão. Naquele momento, parecia que todas as células do corpo dele estavam ativadas. Nesse estado, sua força física bárbara criou algo especial – sob a plena liberação de poder, Fei esmagou uma série de marcas de punho semitransparentes que eram do tamanho de rodas de carro no ar usando sua força brutalmente devastadora. Essas marcas de punho eram de cristal, e o detalhe dos punhos, como os nós dos dedos, era exibido com nitidez em cada marca de punho.
O que mais surpreendeu Fei foi que cada marca de punho continha 100% da força que o soco dele produziu. Estas forças foram envolvidas nas marcas dos punhos por um curto período de tempo antes que elas simplesmente desaparecessem, e Fei foi capaz de empilhar até 30 a 40 marcas de punho e acertar o oponente de uma vez. Juntos, a força explosiva e o dano equivaliam a 30 a 40 “Feis” atacando ao mesmo tempo. O dano causado por esse ataque já alcançou o poder de ataque de um guerreiro de seis estrelas, e essa técnica era comparável a técnicas de combate de guerreiros de alto nível.
Esta foi à verdadeira razão pela qual Fei foi capaz de mudar as coisas quando ele já estava ferido pela energia guerreira de metal e derrotar Sutton, que tinha o Ataque Tsunami Lança Dourada.
Isso também fez com que Fei entendesse que ele realmente deveria obter algumas técnicas de combate se quisesse vencer batalhas nesse nível.
Este foi o novo entendimento de Fei do seu Modo Bárbaro.
No último dia após a luta, Fei tentou várias vezes entrar no estado em que ele se encontrava antes e fazer as marcas de punho transparentes. Ele foi capaz de dominar esta técnica depois de muita prática, e ele também descobriu que a força, o instinto físico, o senso de batalha e a experiência de luta de seu personagem Bárbaro nível 38 lhe permitiram empilhar até 46 marcas de punho. Esse era o limite dele. Depois de 46 marcas de punho, a primeira marca do punho começaria a se dispersar no ar, então ele não poderia mais empilhá-las.
O ataque com 46 marcas lidou com o dano de um guerreiro nível intermediário de seis estrelas, o que por si só já era impressionante.
“Essa técnica de empilhamento de marcas de punho não é inferior a essas técnicas de combate e eu a criei. Portanto, eu tenho que dar um nome fodão…… Eh…… Deixe-me chamá-lo Sky Frost Fist¹! Hahah!” Fei pensou em uma série de TV chamada [Vento e Nuvem] e a técnica de arte marcial do discípulo sênior chamado Qing Shuang era esse. Ele achava que o nome era legal, então ele não tinha vergonha de roubá-lo. Na verdade, ele estava tão orgulhoso de sua ideia que começou a rir alto.
Após a batalha com Sutton, Fei sentiu como se tivesse aberto um novo portão para o poder. Ele sentiu como se o teto que ele sentiu uma vez foi levantado conforme ele soube que ele poderia usar as habilidades de diferentes personagens do Diablo World agilmente para criar estilos de luta mais versáteis. Para Fei, que era um otaku cheio de idéias, isso era muito divertido.
“Então agora eu tenho uma técnica ofensiva, que tal uma defensiva…”.
Fei pensou.
O estilo de batalha de um bárbaro poderia ser simplificado em uma frase. Apenas ataque e sem defesa, apenas para frente e sem recuo. Mas como um rei, Fei sentiu que aparecer sangrando e estar à beira da morte depois de cada batalha não se encaixava muito bem em sua imagem.
No entanto, ele não conseguiu se concentrar 100% nas coisas que estavam em sua mente.
Porque atrás dele, na direção do Reino de Chambord, Fei sentia que alguma coisa o estava chamando por algum motivo. O vago, porém repentino e urgente chamado e convocação, fez com que Fei se afastasse e estivesse distraído.

Ei, você gosta desta novel? Acha que tem pontos a se melhorar? Ou acha que o autor já conseguiu expor toda sua experiência com esta obra? Diz pra gente lá no novo site da Central Novels!