Hail The King – Capítulo 173: A Devastadora Maldição dos Mortos Vivos (Parte 1)

0
288

Tradução: LK e Denn
Revisão: LK e Denn


Bang!

A corda do arco no arco asa de águia vibrou implacavelmente quando Fei disparou a flecha.

No entanto, o alvo era o cavalo do rei de Blackstone.

Bam!

O Rei de Blackstone, que já estava tão assustado, perdeu todos os instintos básicos de um guerreiro de duas estrelas. Quando seu cavalo caiu no chão, ele não reagiu rápido o suficiente e caiu com o cavalo também. Ele rolou no chão por algumas vezes; Seu rosto e roupas ficaram sujas, e alguns de seus dentes caíram da sua boca. A coroa de ouro com o rubi como uma peça decorativa, que ele usava mesmo em seu sono, também caiu e rolou até um arbusto distante.

Em frente a ele, o único guarda que sobrou olhou para ele e chicoteou seu cavalo quando ele escapou como um louco; Ele não se importava com a vida de seu rei. Neste ponto, ele simplesmente não queria que Fei o acertasse com uma flecha afiada.

Um sorriso frio apareceu no rosto de Fei ao ver seus inimigos em tal caos.

Ele rapidamente voltou ao Modo Necromante, e a energia cinza esbranquiçada sombria o rodeou e cobriu seu rosto e seu corpo. Então ele rapidamente correu para algum lugar que estava a cerca de vinte metros de distância do rei de Blackstone. Neste momento, o Rei Blackstone não percebeu a aproximação de Fei enquanto sua cabeça ainda estava atordoada por causa da queda.

Fei formou um punho com a mão e, de repente, estendeu os dedos. A energia cinzenta de morte disparou de seus cinco dedos e imediatamente se transformou em cinco fantasmas cinzas parecido com criaturas que estavam gemendo e chorando. Como tubarões que cheiravam sangue, os cinco “fantasmas” se precipitaram ate o rei de Blackstone e desapareceram quando rasgaram e abriram a armadura do rei e penetraram nela.

habilidade de maldição Necromante – [Decrepit]. (Decrepito)

O alvo da maldição envelheceria rapidamente e diminuía a sua velocidade. Qualquer dano que o alvo recebeu era amplificado.

Depois que Fei lançou a maldição, ele pensou nisso e não ficou satisfeito. Ele abriu as palmas novamente, e uma nuvem de energia da morte girou na palma da mão como um mini-tornado. Ele empurrou essa energia para o Rei de Blackstone, e instantaneamente entrou no corpo do rei. Então, Fei foi o único que conseguiu ver que uma luz de uma chama vermelha apareceu acima da cabeça do rei de Blackstone.

habilidade de maldição Necromante – [Confusion]. (confusão)

O alvo da maldição cairá em um estado de ansiedade e caos. O alvo se tornaria muito agressivo e quer atacar tudo ao seu redor, ignorando se eles eram aliados ou inimigos.

Depois de lançar os dois feitiços, Fei finalmente parou. Sem hesitação, ele voltou ao Modo Bárbaro e usou o [Leap](Salto). Em alguns segundos, ele desapareceu de onde ele estava parado. Ele estava correndo de volta para a Fortaleza de Blackstone através do caminho subterrâneo que ele tomou antes.

Esta foi a primeira vez que ele usou as habilidades de maldição do Necromante na vida real.

[Decrepit](Decrépito) faria o rei de Blackstone perder toda sua energia e espírito e permanecer em um estado de envelhecimento rápido e doloroso. Qualquer tipo de lesão, incluindo de estilhaços de madeira, faria com que ele sangrasse continuamente. [Confusion](Confusão), por outro lado, o tornaria muito agressivo; Mesmo as pessoas mais próximas, como seus filhos, esposas e ministros confiáveis, seriam atacados por ele.

O rei de Blackstone se transformaria em um homem perdido com essas duas maldições sobre ele. Ele se transformaria em uma besta feroz e violenta. A astúcia que ele teve uma vez iria desaparecer. Com relação ao Reino de Blackstone, este rei só os levaria ao caos e à matança, e o reino seria repleto com medo, tumulto e turbulência.

Essas duas maldições ficariam com o Rei de Blackstone até que ele morresse – A menos que alguém o ajude voluntariamente a se livrar das maldições; mas a chance de isso acontecer era muito pequena. Pela analise do velho obsceno Caim, embora as habilidades do Necromante e a magia dos Mortos Vivos no Continente Azeroth compartilhassem as mesmas raízes, elas se diferenciavam em muito em técnicas e processos de moldagem. Fei tinha certeza de que ninguém no Império Zenit conseguiria se livrar das terríveis maldições do Diablo World.

Claro, Fei pensou em conquistar o Reino de Blackstone antes.

Mas este não era o momento certo.

Primeiro, a Força Expedicionária de Chambord precisava ir a São Petersburg para a Prática Militar. Esta oportunidade tinha prioridade na lista. Antes que Chambord tivesse o poder de lutar contra o império, Fei teria que jogar de acordo com suas regras. Através da participação no Exercício Militar, Chambord conseguiria obter mais recursos e espaço para desenvolvimento futuro. Além disso,  Zenit, como um Império, conseguiu proteger Chambord que estava na infância de perigos externos como um guarda-chuva.

Embora a batalha entre os dois reinos já fosse ilegal, poderia ser encoberta com desculpas como todos os cadáveres de escravos vindo de Chambord que estavam nas minas, assim como Chambord usou como desculpa o ataque dos nove reinos para capturar seus príncipes. Na verdade, não importa se Fei destruísse os edifícios na superfície, mas matar a família real de um reino era considerado traição, já que a maioria dos reis foi canonizada pelo Império Zenit. Especialmente desde que Blackstone era um reino afiliado de nível 4 e Chambord era apenas um reino de nível 6, e assim o rei de Blackstone tinha um status superior a Fei. Se Fei matar o Rei de Blackstone, o Palácio dos Cavaleiros de Execução da Lei definitivamente iria atrás dele. Embora Fei não estivesse com medo deles, Chambord precisava de paz e tempo para crescer, então era mais esperto não procurar por problemas. Neste momento, Fei teve que deixar esse rei viver; Havia muitas oportunidades para matar esse inimigo.

Através do túnel subterrâneo escuro e longo, Fei logo retornou à Fortaleza de Blackstone.

A batalha foi praticamente desapontante.

90% dos quatro mil soldados de elite do Reino de Blackstone estavam mortos. O resto deles deixou cair as armas e se ajoelharam na praça, tremendo enquanto esperavam os comandos dos soldados de Chambord.