Hail The King: Capítulo 170: Conquiste a fortaleza, não deixe vidas para trás! (Parte um)

4
471

Tradução: LK
Revisão: Gelo


“Eu sou o Rei de Chambord.”

Toda vez que Fei falava isso antes, ele se sentia muito legal e dominador. Se exagerasse um pouco mais, poderia dizer-se que ele tinha uma aura ao seu redor, como se ele fosse o Rei do mundo. No entanto, quando disse isso desta vez, se sentiu que ele só podia olhar para as duas pessoas na frente dele.

No entanto, o ancião Zolasc estava obviamente atordoado.

A expressão em seu rosto transformou-se de perda e choque, para de alegria selvagem, e excitação indescritível e, finalmente, de desconsolo. Como uma criança pequena que tinha sido intimidada, que finalmente viu seus pais, ele abraçou a coxa de Fei e soltou um choro alto.

“Boo-hoo …”

De repente, soltou todas as emoções que estavam oprimidas dentro dele.

A voz do ancião estava rouca e seca, como se sua língua que tinha sido cortada ainda não tivesse se curado. O som disparou diretamente de sua garganta. Parecia o choro de uma besta moribunda, como a corrente crescente de um rio que atravessava a barragem, como um muro de defesa de cem metros de comprimento que desabava sob a força de um enorme poder. E como o rugido de um broto que cresceu sob uma rocha pesada. Fei sempre repugnou homens que choram, mas, por algum motivo, sentiu seus olhos ficarem um pouco molhados ao ouvir este honesto e complexo lamento.

O jovem e magro como bambu, Modric, ficou completamente atordoado ao lado do ancião.

“Ele é o rei de Chambord?”

“É este Santo Rei que projetou as estátuas sagradas e a lei?”

“Este é o Santo Rei de Chambord que derrotou a força conjunta dos Nove Reinos que o tio Zolasc estava falando?”

“Sim.” Quanto mais Modric pensava sobre isso, mais ele entendia: “Deve ser ele! Com exceção de nosso Rei de Chambord, quem mais poderia chegar à minha frente vindo do céu com outros poderosos guerreiros e quem poderia matar todos os soldados demoníacos de Black Stone por um pequeno garoto de Chambord como eu? Quem mais poderia curar o tio Zolasc que estava à beira da morte como um deus?”

“Não pode ser nenhum outro exceto ele!”

Uma enorme sensação de satisfação e emoção encheu o corpo desse jovem magro.

“Sua Majestade… Você… você está finalmente aqui…” Esta foi a primeira coisa que o ancião disse a Fei. Zolasc era uma pessoa muito sábia que tinha experimentado muitas coisas. Depois de um breve momento, sua calma retornou. Ele apontou para a montanha feita de cadáveres na cova com o dedo enquanto lágrimas escorriam pelo seu rosto enrugado. Com os olhos cheios de raiva e ódio, ele disse: “Eles são todos cidadãos da nossa Chambord…”

“O quê?” Fei ficou chocado; ele sentiu como se estivesse ouvindo mal: “Todos… todos eles?”

No poço, havia mais de mil cadáveres frios. A partir das feridas, Fei podia dizer que todos eles foram torturados até a morte. Uma perna ou um braço faltando era muito comum porque não havia cadáveres completos; a cena era aterrorizante… Fei pensou que esta era a cova de enterro para todos os escravos que morreram de exaustão ou espancados nas minas, mas todas essas pessoas eram de Chambord?! Desde quando tantas pessoas de Chambord acabaram sendo escravizadas aqui?

“… Durante todos esses anos, o Reino de Black Stone está por trás de tudo isso. Há pelo menos três a quatro mil pessoas de Chambord que foram capturadas por mercenários, por grupos que capturaram pessoas para escravidão e por outros reinos devido à guerra. Todos foram trazidos aqui para trabalhar nesses poços de mineração. Todos os que vieram aqui há três ou quatro anos já morreram; Ninguém pode sobreviver aos poços de mineração escuros, à falta de comida e o espancamento dos soldados supervisores por mais de três anos. Além disso, como Chambord e Black Stone eram inimigos com profundo ódio uns contra os outros, escravos de Chambord sofreram mais do que todos os escravos aqui; houve escravos de Chambord que foram espancados até a quase morte pelos guardas usando correntes de ferro todos os dias. No último mês, o nome de Sua Majestade e sua história de derrotar as forças conjuntas dos nove reinos foi espalhado e isso ameaçou o Rei de Black Stone. Sob sua raiva e seu ódio, a tortura que os cidadãos de Chambord experimentaram ficou ainda pior. Durante o último meio mês, esses demônios desumanos torturaram e mataram mais de mil escravos de Chambord!”

Os pensamentos do ancião Zolasc tornam-se mais claros e evidentes. Ele usou as palavras mais simples para descrever a trágica história dos escravos de Chambord nesses poços de mineração. Fei olhou para cada cadáver frio no poço em silêncio; Ele podia ver cada um de seus cidadãos sofrendo uma morte horripilante por toda a tortura e gritos. Ele quase podia ver as almas injustiçadas flutuando na frente dele e falando sobre as crueldades de Black Stone; Ele sentiu como se estivessem perguntando a onde estava o rei de Chambord quando estavam sofrendo por isso.

O ressentimento subiu ao céu, e todos na Fortaleza de Black stone sentiram isso.

 

  • Amauri Fernandes

    Quero maisssssssssss

  • pedrin

    obrigado pelos 2 capítulos

  • Caeneus

    Foda <3

  • Key Yamamoto

    Agora um reino cai…