Hail The King: Capítulo 162.1: Crescimento Explosivo da Força Nacional.

5
679

Tradução: LK
Revisão: Pomba


No momento em que o sino tocou quase todos da cidade de Chambord tiveram o desejo de soltar um longo suspiro de alívio.

Desta vez, o sino não soou porque houve um ataque inimigo, mas sim porque o rei havia retornado.

Todos viram os dois cavaleiros de ouro abaixo do trono do rei de Chambord, e todos os níveis de funcionários militares e políticos se apressaram em direção ao palácio real. As ruas da cidade de repente ficaram caladas, e todos os cidadãos saíram de suas casas e olharam em direção ao palácio, que estava situado em um terreno alto no norte. Agora, todos ficaram completamente impressionados com o seu jovem rei, para não mencionar o fato de que derrotaram o Exército de Armadura Negra e a Coalizão dos Noves Reinos. Mesmo durante este curto período em que o rei Alexander entrou em isolamento, toda a cidade poderia sentir claramente a influência deixada pelo rei Alexander.

Durante este tempo em que o rei esteve ausente, muitas coisas aconteceram na cidade de Chambord.

O primeiro foi o comando deixado pelo rei Alexander antes de entrar em isolamento. A grande quantidade de lixo que estava empilhada na área de lixo da cidade foi limpa por Warden Oleg e seus homens dentro de um mês. Este foi um método de processamento muito estranho que a maioria das pessoas não entendia. Mas depois de ver como o lixo estava embebido em uma piscina até se tornar uma pasta grossa, que depois foi transformada em papel, toda a cidade começou a ferver.

Essas pilhas de lixo eram um pequeno câncer da cidade de Chambord, e durante todo verão, sempre havia moscas e insetos em todos os lugares. Isto era a fonte de desordem e de doenças. Um mês antes de toda a cidade sofrer uma reorganização de todas as áreas funcionais, alguém sugeriu que se despejasse todo o lixo no rio Zuli, mas foi detido imediatamente pelo rei. Ninguém pensaria que essas pilhas de lixo imundo que nem mesmo os cães perdidos se aproximavam um dia seriam transformados em papel.

Não é como se não houvesse papel no Continente Azeroth, mas em lugares rurais e pobres como a cidade de Chambord, o papel era muito raro. Mesmo quando as pessoas gravavam ou passavam comandos no Palácio Real, eles costumavam usar pano macio ou pele animal processada. Pequenos instrumentos como papel podiam ser considerados um item de luxo. Mas agora, com grandes quantidades de lixo sendo transformadas em pasta grossa e depois transformadas em papel, todas as pessoas pobres da cidade poderiam se dar ao luxo de usar papel agora.

Para os muitos cidadãos de classe baixa na cidade de Chambord, o desaparecimento do lixo e a aparência do papel também lhes trouxeram muitos benefícios, porque qualquer pessoa que estava disposta a ir na “Fábrica de papel da cidade de Chambord” para ajudar poderia ganhar 2 moedas de prata por dia. Para a maioria das pessoas, esta foi uma oportunidade muito rara de ganhar dinheiro. Era quase final de outono, e a estação de colheita havia passado então todos queriam ganhar algum dinheiro com segurança para passar o inverno.

A segunda coisa foi que todos os sistemas de esgoto que anteriormente estavam entupidos devido ao uso incorreto e manutenções deficientes foram renovados e colocados em uso novamente. Esses esgotos acessíveis e sistemas de drenagem existiam há muito tempo, mas os reis no passado não prestaram muita atenção à sua manutenção, fazendo com que esses sistemas de drenagem entupissem. Havia também outra ordem deixada pelo Rei Alexander. Warden Oleg liderou um grupo de pessoas e preparou cuidadosamente esses sistemas de drenagem que estavam obstruídos há anos. Em primeiro lugar, algumas pessoas não entendiam por que valia a pena fazer isso, mas os ajudantes podiam receber moedas de prata todos os dias, então ficaram felizes em ir trabalhar. Uma vez que o sistema de drenagem foi completamente limpo e cada casa adicionou um simples encanamento de água, os cidadãos descobriram que o sistema de drenagem original poderia tornar a vida muito mais fácil. Então, a maneira como as pessoas olhavam para o guardião gordo Oleg também ficou mais agradável. Oleg foi uma vez o representante da escuridão e tortura cruel, mas após a introdução do moinho de papel e do sistema de esgoto, as pessoas perceberam que esse gordo também estava mudando lentamente.

A terceira coisa foi que em um mês finalmente as pessoas da cidade se adaptaram ao código de Leis dos 12 guerreiros de bronze. Não só eles se acostumaram, mas mesmo a recente enxurrada de estrangeiros também se adaptou ao código. Não havia outra maneira, eles não tiveram escolha senão se adaptar… No início, houve alguns idiotas cegos que não levaram a sério e deliberadamente quebraram a lei. O resultado foi que os  guerreiros do santuário e a administração urbana da cidade os cercaram e lhes deram uma surra cruel. Então, eles foram levados para a “pequena casa negra” por alguns dias. Depois de algumas vezes, todos os estrangeiros aprenderam a comportar-se, e a primeira coisa que faziam ao chegarem à cidade de Chambord era ir para o templo e recitar o código dos Guerreiros de Bronze da cidade de Chambord, para se lembrarem de que caso violarem acidentalmente a lei eles serão espancados ate ficar igual a uma pilha morta de merda pelos inflexíveis executores da Lei.

Durante este processo, a união da cidade de Chambord aumentou rapidamente.

No passado, durante todas as estações de outono, sempre haveria alguns mercenários, caravanas, samurais, pequenos comerciantes e ladrões chegando à cidade de Chambord. Isto era porque o outono era uma boa temporada de caça, e muitas bestas magicas ainda seriam filhotes durante a primavera e o outono. Era um bom momento para os aventureiros ganharem dinheiro. Essas pessoas estrangeiras frequentemente entrariam em conflito com os nativos da cidade de Chambord. Com a força passada de Chambord, eles não conseguiram proteger seu próprio povo. Para os nativos, esses estrangeiros eram a fonte de seus pesadelos. Mas agora, era diferente. A fama do Rei Alexander de  Chambord tornou-se cada vez mais proeminente, e sob seu comando, os dois Cavaleiros de Ouro, os cavaleiros do zodíaco e 200 Oficiais de Execução da Lei eram como lobos e tigres. Eles já conquistaram aqueles malditos estranhos com os punhos. Além dos primeiros dias, ninguém ousou se rebelar na cidade. Portanto, os nativos da cidade de Chambord agora podiam andar nas ruas com a cabeça erguida e apreciar os olhos de pessoas de fora que estavam cheias de respeito. Mesmo que conhecessem um cachorro perdido nas ruas, aqueles estranhos que costumavam ser muito agressivos e arrogantes não teriam escolha senão mostrar algum respeito!

Esse tipo de sentimento poderoso de ser protegido era uma coisa maravilhosa, e fez com que todos sentissem que ser membro da cidade de Chambord era uma grande sorte.

Todos sabiam quem trouxe isso para a cidade de Chambord.

Agora, esse homem estava de volta.

E com metade de um mês restando, o maior evento do Império Zenit – A Batalha do Exercito de Armas ocorreria. Quase todos os cidadãos da cidade de Chambord, desde o ancião mais antigo até os filhos mais jovens, estavam firmemente convencidos de que a Batalha do Exercito de Armas, que havia sido um desastre no passado para a cidade de Chambord, agora seria a chance de Chambord brilhar no cenário mundial.

Todos os olhos estavam no palácio.

Havia uma figura que era sua fonte de confiança, e também a fonte de sua crença.


A segunda parte deste capítulo sairá as 22h (pode atrasar um pouquinho)

  • Abraão Jhônatas

    Obrigado pela tradução

  • Orihara Izaya

    Muito Obrigado

  • Ákila Tomaz

    amo vcs e amo essa novel na moral

  • Lucas Antonio

    Obrigado pelo capítulo.

  • Arthur Popuslou

    “dá até um tesão de ler essa novel”-Alborghetti, adaptado