God is a Game Designer – Capítulo 26

97

Ative o Modo Noturno

 

Tradução: The Tempest

Revisão: The Careca


Olhe para o Futuro

Nathan e Kaye riram juntos quando o peixe acabou sendo liberado de volta para a água, o ar noturno se refrescando, algumas pessoas assistiam à distância com interesse, principalmente com interesse em relação a Nathan.

Nathan lentamente moveu seu corpo para trás, inclinando-se até sentir a terra abaixo de seu corpo, deitado com os pés ainda na água enquanto seus olhos olhavam para o céu noturno. Ele havia modelado ligeiramente as estrelas acima no céu. Mais precisamente, ele inverteu metade das estrelas, adicionando mais algumas estrelas no céu noturno enquanto removia algumas outras. Era para ser uma terra de fantasia depois de tudo.

“Posso perguntar por que você veio aqui, Nathan?”

A pergunta de Kaye levou um momento para te resposta. Ele tinha que pensar sobre qual era a resposta certa, ele precisava dar uma resposta que não fosse uma mentira, mas que também não contasse toda a verdade. Dizer às pessoas que ele veio por seu plano divino era uma mentira, enquanto dizer às pessoas que ele foi enviado para cá porque o sistema o ferrou só levantaria muitas questões mais complicadas. :warning:

“Eu deveria estar aqui há muito tempo, mas em algum momento deu errado. Eu suponho, e é por isso que estou aqui. A data atualmente é 997 A.E, certo?”

Kaye assentiu com a cabeça quando sentiu o humor ficar sombrio, respondendo à sua pergunta enquanto olhava para ele.

“Isso é certo. É o vigésimo segundo da Nova Vinda do Ano de 997.”

Nathan acenou com a cabeça enquanto lentamente esfregava a cabeça, pensando claramente ele escolheu suas palavras cuidadosamente. “Bem, eu deveria estar aqui mais ou menos em 669 A.E, durante o período de aquecimento. Eu acho que esse plano foi descontrolado. Eu preciso descobrir o que acontece, talvez eu devesse falar com Auryn sobre isso e descobrir mais.”

Kaye mordeu o lábio, balançando a cabeça enquanto olhava para ele com uma expressão severa. “Você não deveria, eu não sei os detalhes completos, eu ouvi dizer que era o inferno, deuses lutando entre si em uma paisagem de pesadelo com um estalar de dedos milhares morriam, foi um tempo cruel, e eu conheço outros que estavam vivos na época que têm lembranças horríveis disso.”

Nathan olhou para ela e se sentou de volta, olhando para ela com a intenção, pois precisava saber mais sobre o que aconteceu. Ele precisava fazer perguntas bastante simples para que pudesse obter uma linha de base enquanto olhava para ela.

“O que aconteceu Kaye. Eu preciso saber, eu preciso de um esboço por favor.”

Kaye pensou por alguns momentos, perguntando-se se era certo para ela discutir sobre esse assunto, era história do passado, mas parecia ter algum peso para o homem com quem ela estava falando.

“Bem, você sabe sobre os sete semideuses certo?”

Nathan assentiu com a cabeça. Ele começou a listar cada um deles, as lembranças de cada um voltando para ele, já que conhecia todos os filhos que ele havia criado.

“Saleh Deusa da Noite e Crepúsculo, Elnas Deusa do Oceano, Yztrix Deusa da Fertilidade, Aelina Deusa da Morte, Ingros Deus do Sol, Oana Deusa da Riqueza e da Fortuna e Cyris Deus das Feras e da Natureza”.

Ele nomeou os sete, embora soubesse que isso não era verdade. Dois outros semideuses existiam, a primeira filha que ele criou foi Celorian, sua filha, que ele nomeou e deu seu sobrenome, o outro foi o principal antagonista de seu jogo, e este foi o verdadeiro cérebro por trás da guerra.

Kaye acenou com a cabeça quando ela começou.

“Bem, Aelina começou uma guerra, matando muitos do povo de Saleh, Saleh enlouqueceu e começou a atacar todo mundo, ferindo pessoas de outros campos e eventualmente o mundo todo foi para a guerra, alguns se aliaram a Aelina alegando que ela não estava envolvida em tudo e outros se juntaram a Saleh após o massacre ter acontecido.”

Ela parou por um momento enquanto tentava se lembrar dos fatos, este não era um forte para ela, e devido à educação, Kaye poderia dizer que alguns dos eventos haviam sido alterados para se encaixarem com seu reino, já que ela estava morando em um lugar que adorava Saleh.

“A guerra durou vinte anos, acho que acabou por cerca de 699 A.E, a guerra terminou quando os deuses finais morreram, Saleh e Aelina lutaram, e Aelina venceu a luta. Mas os exércitos de Saleh venceram a batalha. Com o seu poder tão drenado, os exércitos finalmente conseguiram matá-la, e isso acabou levando ao Período da Queda.”

Nathan sentiu o coração afundar, todos os seus filhos lutaram até a morte e se mataram. Não era assim que ele planejou o jogo, seus filhos deveriam se unir e se tornar um só, mais fortes unidos do que mais fracos. Ele sentiu seu coração doer enquanto lutava contra as lágrimas.

Por que ele estava perto de chorar por personagens que ele havia projetado, era estúpido. Ele precisava se segurar.

“Obrigado por me dizer, mas você disse que Saleh morreu, como ela está envolvida agora?”

Kaye acenou com a cabeça, como se fosse algo mais recente, ela até tinha visto o evento com seus próprios olhos quando era uma mulher jovem, era algo que ela nunca podia esquecer.

“Em 987, cerca de dez anos atrás Saleh foi trazido de volta a este mundo, os líderes do antigo império realizaram um ritual em que se sacrificaram para trazer a crença da deusa a uma altura forte, o que levou a Deusa a renascer no mundo. “

Ela ainda podia se lembrar da visão, o mundo inteiro ficando escuro ao seu redor, as luzes se apagaram e o sol escureceu completamente, o corpo da Deusa mal aparecendo conforme ela aparecia no céu, suas palavras ainda ecoando dentro de sua cabeça.

“Eu renasci para enviar as pessoas de mal puro para o vórtice da própria vida.”

Ela lembrou-se daquelas palavras enquanto as repetia, logo depois disso o vale dos deuses se transformou no vórtice, qualquer um que apoiasse outra religião tinha sido condenada ao vórtice, o Império que era próspero lentamente se tornou estagnado.

Ela ainda se perguntou se foi um erro trazer de volta a Deusa.

“Obrigado, deve ter sido difícil Kaye.”

Nathan falou suavemente conforme olhava para ela, seu próprio coração pesando sobre como sua filha deve ter sofrido muitos problemas, foi culpa dele alguns e culpa deles por outros. Não era para ser assim.

O silêncio pairava no ar pesado, as estrelas brilhavam acima enquanto ambos continuaram sentados e ouvindo o rio suave passando, os peixes nadando e os sons de ronco distante. :speech_balloon:

Ei, você gosta desta novel? Acha que tem pontos a se melhorar? Ou acha que o autor já conseguiu expor toda sua experiência com esta obra? Diz pra gente lá no novo site da Central Novels!