Empire Of Shadows – Capitulo 013 – Throne

133

Ative o Modo Noturno

 

Autor :Kyoua
Revisor: Mel
Capítulo 13
Throne


Throne.

“Ci-Cin-Cinquenta?”
Agora a atendente não gaguejava mais por culpa de sua timidez. Qualquer outra atendente se surpreenderia com aquela quantia. Mesmo alguns filhos de pessoas ricas não estariam dispostas em gastar tudo aquilo em pergaminhos!
“Irmão Kou, cinquenta não é meio exagerado?”
Perguntou Blair com os olhos arregalados.
“Não acho, sempre iremos encontrar perigos, por que não preparar defesas? Apenas um tolo entra em uma guerra sem o armamento necessário!”
As palavras de Xun Kou pareciam ser vindas de um sábio. Tanto Blair quanto a atendente ficaram surpresas com aquelas palavras e acenaram com a cabeça.
O que nenhuma sabia, é que Xun Kou comprou aquela quantia no impulso.
“Um pobre que ganha na loteria vai gastar seu dinheiro com luxuosidades e voltar a ser pobre”
Pensou o rapaz. Aquela frase combinava perfeitamente com ele. Em apenas um instante ele torrou 1500 moedas de ouro.
“Tudo bem, retirar 1500 de 100 mil não é tão horrível… Apesar de ser dinheiro que valeria por uma vida. Mas tudo bem, agora eu preciso gastar apenas o necessário.”
Pensava ele enquanto algumas gotas de suor caiam de sua testa. Ele podia ser chamado de rico no momento. Mas se continuasse a comprar daquele jeito…
“Certo Senho-“
“Por favor, apenas me chame de Xun Kou”
Xun Kou interrompeu a moça. Ele era só um plebeu. Ouvir palavras tão formais para si apenas o deixavam com vergonha.
“Q-que… C-certo Xun Kou. Esse é o prisma de venda, basta colocar moedas ou papeis aqui, e sua conta será paga”
A garota tirou do bolso um belo prisma vermelho, com um buraco no meio.
Xun Kou ficou extremamente curioso ao ver aquilo. Parecia muito com o prisma usando no Banco. Essas coisas realmente eram de mundos diferentes do qual ele vivia anteriormente.
A garota passou o prisma pelos itens selecionados, somando uma quantia de 1500 moedas de ouro.
“Sobre o desconto, que tal 7%?”
Disse ela com as sobrancelhas arqueadas. O desconto correto para aquela quantia de pergaminhos era realmente 7%. Aquela atendente era realmente muito boba em vendas.
Xun Kou pensou por um segundo e acenou com a cabeça negativamente.
“Façamos assim, não pedirei descontos e você não dará preços injustos. Que tal assim?”
Ele ergueu sua mão em direção a jovem atendente.
A atendente ficou pasma, e então ergueu sua mão e cumprimentou de volta.
“Está aqui se chama Amanda Firestar, prometo ser justa enquanto estivermos negociando”
Prometeu ela com um olhar sério.
Após isso ela encarou Xun Kou por um momento e soltou um sorriso bobo.
Xun Kou pós um papel dourado que valia 10 mil moedas de ouro dentro do prisma.
Um outro prisma há uns 30 metros dali começou a brilhar. O método de venda era simples; o cliente colocava o dinheiro no prisma. E o prisma que ficava nos caixas iria acender, mostrando o que foi comprado e o troco que deveria ser entregue. Além do nome da vendedora, é claro.
Ao ver as informações em seu prisma, a Mulher de meia idade que estava nesse caixa ficou incrédula.
“Eu achei que a Amanda fosse uma péssima vendedora. Que bom, soube que ela ajuda sua família, agora ela não terá que se preocupar em ser demitida.”
Após por o troco no Prisma, a mulher de meia idade puxou um pergaminho e anotou: “Amanda Firestar. Taxa de rendimento: 319%” após anotar com um pincel, ela pós de lado.
“Agora por favor, nós leve para ver outra coisa”
Disse Xun Kou com os olhos brilhando. O mesmo já estava ansioso para ver mais da loja.
“Irmão Kou, vamos ver as orbes demoníacas, por favor!”
Disse Blair quase gritando
Xun Kou percebeu que dessa vez não era somente a personalidade agitada de Blair falando alto. A garota parecia querer ver as orbes demoníacas mesmo que isso custasse suas vidas.
“Amanda, poderia nós levar até lá?“
Disse ele enquanto fechava os punhos em formato de concha. Mostrando respeito a Amanda.
“Jovem Mestr- Xun Kou, você não deveria fazer sinais respeitosos a mim. O que todos iriam imaginar?”
A garota olhou ao redor extremamente ansiosa.
“Vão pensar que eu sei respeitar os outros. Não é algo que todos deveriam fazer?”
Xun Kou jogava os braços ao falar aquilo. O que impressionou e muito a jovem Amanda.
Primeiramente ela era somente uma atendente novata. Mesmo que ela fosse uma líder de grupo, ainda assim se surpreenderia com alguém lhe prestando respeito dessa maneira.
Ela mostrou um grande sorriso no rosto e assentiu.
“Certo! Irei levar vocês até lá!”
Ela os guiou firmemente, com uma disposição de abalar os céus. Ela era do tipo de garota extremamente tímida. Mas se você pudesse deixá-la se abrir para você. Encontraria uma grande amiga.
Amanda levou ambos até o outro lado do comércio. Eles subiram uma escada de madeira vermelha, com degraus limpos e bem polidos.
Ao terminar a curta escalada, os olhos de Xun Kou brilharam ao extremo enquanto ele encarava aquela bela visão a sua frente.
Haviam várias mesas redondas com várias cadeiras. Em cima dessas mesas haviam pedaços de papeis de aproximadamente meio metro. Esses papeis tinham desenhos diferentes, Mapas, símbolos ou outras figuras.
Os atendentes de cima eram quase todos homens, haviam 7 homens e duas mulheres.
Alguns atendentes ficavam em enormes mesas retangulares. Essas mesas continham desenhos ainda mais intensos de mapas e outras figuras.
Em vários lugares da sala eram possíveis ver esferas transparentes enormes que flutuavam. Dentro dessas esferas haviam centenas de orbes demoníacas. Abaixo de cada uma dessas esferas haveria um refinado tronco de madeira com um prisma no meio. As palavras “Ponha uma moeda de Ouro e tente a sorte” estavam em cada uma delas.
Atrás de enormes balcões, vendedores estariam negociando algumas bebidas e petiscos.
Em outros balcões ainda maiores, haveriam milhares de esferas demoníacas dentro de Balcões com vidro. Os clientes apontavam e poderiam olhar a orbe de perto.
“Isso é incrível!”
Gritou ele observando.
Vendo a maravilhada expressão de Xun Kou, Blair ficou um pouco confusa. Ela coçou a cabeça e perguntou;
“Não é possível que no império de onde você veio, não hajam Os gloriosos Salões de “Throne War”
Disse Blair com os olhos encarando Xun Kou.
Nesse momento Amanda ficou surpresa e encarou o rapaz.
“Pra começo de conversa, eu nem sabia que ele estrangeiro”
Pensou ela.
“Realmente, eu não sei o que séria “Throne War”
Disse ele de maneira indiferente enquanto encarava tudo ao redor.
As duas moças cambalearam juntas e quase caíram.
“Você é um estrangeiro ou um ser de outro mundo?”
Ambas pensavam a mesma coisa.
Amanda seguiu a frente e apontou para uma mesa onde dois jovens estavam.
“Vai começar uma começar uma partida. Podemos mostrar para ele diretamente ao invés de tentar explicar.”
Disse Amanda.
Xun Xou e Blair seguiram a moça. Pela primeira vez Xun Kou realmente queria correr e ver como aquele jogo funcionava o mais rápido possível.
Ao ficarem há apenas um metro de distância da mesa. Um dos jovens acenou a cabeça e disse pro outro que estava no outro lado da mesa;
“Já temos visitas para assistir a derrota do irmão Patrick, lembre-se de sua aposta, qualquer orbe demoníaca abaixo de 10 moedas de ouro.”
Disse o rapaz, com cabelos curtos e pretos. Ele exalava a confiança de um especialista.
“Haha, irmão Ken só pode estar brincando. Eu treinei muito em casa, garanto que eu ganharei a aposta. Lembre-se, o seu Mapa para criaturas de fogo será meu se perder.”
Disse Patrick. Esse mesmo vestia uma longa túnica cinza e seus cabelos eram longos e castanhos.
“Haha! Eu gostaria de vê-lo tentar”
Rugiu Ken.
Xun Kou sentiu um forte arrepio na espinha. Parece que ele vai poder assistir uma briga entre os dois.
Mas enquanto ele se preparava para assistir uma briga. Os dois tiraram várias orbes demoníacas da bolsa e colocaram em uma placa especial que ficava grudada a mesa.
“O desafiado começa!”
Rugiu Ken enquanto puxava uma bela orbe demoníaca branca e a colocava naquele papel de quase meio metro.
Só agora Xun Kou percebeu que o papel era feito exatamente para grudar, mas não parecia ser um grude que rasgaria. Parecia ser especifico para orbes.
“Eu deixo meu “Coelho de presas vermelhas” Desse lado do campo.”
Xun Kou arregalou os olhos e sua concentração aumentou. Ele percebeu que por todo o desenho do mapa, haviam cerca de 30 pequenos quadrados. Cada orbe ia em cada pequeno quadrado daqueles.
“Mas o que diabos…”

Ei, você gosta desta novel? Acha que tem pontos a se melhorar? Ou acha que o autor já conseguiu expor toda sua experiência com esta obra? Diz pra gente lá no novo site da Central Novels!