Empire of Shadows – Capitulo 11 – A Espada Negra

64

Ative o Modo Noturno

 

Autor: Kyoua
Revisor: Mel
Capítulo 11


A Espada Negra.

Xun Kou ignorou Ren Xuan, mas percebeu que a garota de cabelos negros o encarava de vez em quando.
Ele não a prestou muita atenção nela e foi conversar com Blair.
“Onde exatamente nos estamos? Quem são essas pessoas?”
Perguntou ele.
“Ah é verdade! Kouzinho, esse é o Centro de Alquimistas, você sabe o que é um alquimista, certo?”
Perguntou ela com os olhos cintilando.
“Um alquimista é alguém que faz algumas misturas e cria uma formula nova com isso.”
Como antes Xun Kou era um plebeu sem nenhum conhecimento do caminho marcial, obviamente ele não saberia muito sobre o caminho da Alquimia.
“Que vago… Um alquimista é alguém que deve controlar perfeitamente a construção de novas matérias. Um alquimista é alguém nobre com anos de estudo! Quando criança meu sonho era ser uma grande alquimista. Mas eu não levo jeito pra coisa!”
Blair coçava o rosto em vergonha ao dizer essas palavras.
“Todos tem algo em que não são bons. Isso é natural.”
Xun Kou tentou confortar a jovem.
Logo a atendente voltou correndo.
“O vice-diretor Howard os espera”
Ela esticou os braços na direção da sala em que eles deveriam entrar.
Sem perder tempo, os dois caminharam até a sala.
Entrando lá, Xun Kou viu um homem velho, com uma longa barba branca. Seu olhar estava focado em algumas folhas em cima de sua mesa.
A mesa do velho estava uma bagunça, com papeis para todos os lados. Seus cabelos estavam amarrados, mas alguns fios simplesmente escapavam e ficavam cobrindo seus olhos. Ao notar os dois entrando, ele rapidamente acenou com a mão, para que ambos fossem Rápidos.
“Irmão Xun Kou, o Vice-diretor Howard é muito ocupado. Apenas coloque a espada em cima da mesa, e ele dirá algo sobre.”
Avisou Blair.
Xun Kou pós a espada em cima da mesa, no momento em que ela se despediu da mão de Xun Kou, um som de lamento soou da espada.
O vice-diretor Howard saltou no susto e encarou aquela espada com os olhos arregalados.
Blair Também se assustou ao ouvir aquele som belo, porém assustador. Uma espada realmente poderia fazer aquilo?
O velho encarou Blair e Xun Kou. Blair é uma adorável garota que todos conhecem. Ele não acreditava que ela poderia encontrar aquela arma.
Ele voltou seu olhar para Xun Kou, essa espada poderia ser desse jovem rapaz? Se esse jovem na sua frente realmente for o dono dessa espada, como ele poderia ser uma pessoa simples? O quão incrível séria seu fundo?
“Jovem, como devo chamá-lo?”
O vice-diretor perguntou de maneira não bajuladora, mas que mantivesse respeito.
“Ah senhor, pode me chamar de Xun Kou.”
Xun Kou curvou seu corpo em respeito.
“Bom, bom…”
O vice-diretor ficou feliz ao saber que aquele rapaz tinha tal humildade. Qualquer outro com essa espada em mãos séria extremamente arrogante.
“Devo perguntar, qual valor quer nessa espada?”
O vice-diretor Howard colocou apertou suas mãos ansiosamente. O preço de uma espada daquelas nunca séria normal.
“1 milhão!”
Blair ao lado gritou rapidamente.
“Certo certo, na verdade é um preço justo”
Pensou o vice-diretor.
“Que tal um acordo?”
Xun Kou deu um passo a frente ao falar.
Nesse momento o vice-diretor diretor o encarou.
Apenas da um milhão de moedas e pegar a espada séria simples demais. Aquele rapaz com certeza tentaria aumentar o preço. Mas Ele estava disposto a pagar até mesmo 1 milhão e meio se fosse preciso.
“Claro que dinheiro é importante. Mas façamos um acordo melhor para todos.”
Ao ouvir aquelas palavras, Blair ficou confusa, e o vice-diretor acenou com a cabeça em aprovação.
“Pois bem, primeiro: eu tenho uma família extremamente pobre, o senhor enviará dinheiro suficiente para construírem várias casas grandes, e para que eles possam viver por alguns meses. Segundo: Junto com essa quantia de ouro, o senhor deverá enviar alguns guardas para que possam proteger minha família. Estou falando de pelo menos uma dúzia, e todos acima do nível 2. Séria bom se houvesse um nível cinco junto a eles. Tente pagar um período razoável para eles. Terceiro: o senhor me dará passe livre para que eu possa estudar o que eu quiser aqui, junto com minha amiga. E por último: o senhor me dará 500 mil moedas de ouro. Se aceitar todos esses termos, a espada é sua.”
Xun Kou explicou calmamente seus requisitos.
Os olhos do vice-diretor mostraram um brilho intenso. No final talvez ele não gastasse nem mesmo 1 milhão de moedas. Mesmo sendo o vice-diretor do poderoso centro de alquimistas, a quantia que ele recebia por mês eram cinquenta mil moedas de ouro. Claro que ele sempre levaria alguns milhares por fora. Mas raramente ele ganharia mais de 100 mil moedas em um único mês.
Vendo que ele poderia poupar ainda mais de suas economias, ele mostrou um largo sorriso.
O fato dos dois terem passes livres para estudar era praticamente nulo. Os custos para um estudante ficar o dia todo na biblioteca eram apenas 10 moedas de ouro. Mesmo que multiplique isso por 10 anos, ainda assim não séria uma quantia absurda.
Com 300 mil moedas de ouro ele poderia construir algumas casas luxuosas e pequenas mansões. Além de que guardas não cobram tanto também. Aquilo séria um ótimo negócio.
“Jovem, anote todas as informações necessárias em um pergaminho, eu já vou preparar tudo.”
O velho passou uma grande pilha de Papeis grossos, brilhantes e dourados.
“Como já devem saber, cada um desses vale 10 mil moedas de ouro. Pegue esse Anel Espacial de 2 metros, considere ele um adendo”
Ele pós todos os papeis dentro do anel e o passou para Xun Kou.
Após isso ele deu alguns pequenos emblemas de prata para Xun Kou.
“Com esses emblemas, você e alguns amigos poderão ficar até 10 horas por dia na biblioteca, deve ser o suficiente!”
Disse ele.
Xun Kou acenou com a cabeça confirmando.
“Eu deixarei que você cuide dos negócios, eu trarei o pergaminho com todas as informações necessárias em uma hora ou duas.”
Disse Xun Kou enquanto curvava seu corpo em respeito e se despedia.
Blair também se despediu, e seguiu atrás de Xun Kou.
A Espada Negra mantinha uma poderosa aura escura ao redor, o vice-diretor a encarou por alguns segundos enquanto seus olhos brilhavam.
“Nosso dever como alquimistas é fornecer suporte a cidade. Se eles pensam que vão nos derrubar, estão enganados. Essa arma é poderosa e ajudará nossa cidade a se defender!”
O vice-diretor guardou a espada em um anel espacial, e seguiu rapidamente para o fundo do centro de alquimistas.
Ele passou por um longo corredor, e depois por uma sala gigantesca, com milhares de livros. Alguns estudantes cumprimentavam respeitosamente o velho.
Ele continuou por outro corredor, passou por mais algumas pequena salas. Subiu alguns lances de escada e ficou de frente a uma porta branca majestosa.
Ele deu três batidas na porta, e após ouvir o chamado da outra parte, ele entrou na sala.

Ei, você gosta desta novel? Acha que tem pontos a se melhorar? Ou acha que o autor já conseguiu expor toda sua experiência com esta obra? Diz pra gente lá no novo site da Central Novels!