Beyond?: Capítulo 08 – Paraíso.

974

Tradução: Pomba
Revisão: P_


“Os magos negros são aqueles que estragam a ordem social. Eles estão perseguindo cada vez mais poder apesar de ser concedido o maior de todos os presentes. Nessa busca eles não se importam com quantos eles têm de sacrificar, a fim de evoluírem. Suas artes são chamadas as artes negras porque somente a escuridão pode resultar de seu uso.

Todos os que têm o dom da magia são, portanto, chamados a matar magos negros no local, onde quer que eles possam ser encontrados, quem quer que sejam “.

Primeira lei, do livro negro.

***Cidade Livre Estados de Nict, Tri***

***Azir***

Este mundo é o meu paraíso! Não há necessidade de temer por sua sobrevivência. O país está em paz e meus pais estão me fornecendo tudo o que eu quero. Sejam livros ou ferramentas para construir alguns artefatos interessantes. Meu pai brinca comigo de vez em quando e me mostra técnicas de lança, mas tudo de uma maneira muito leve e corajosa. Meu corpo ainda não está pronto para a tarefa.

Minha mãe me ajuda todos os dias a treinar minha habilidade. Eu estou bem com ela, mesmo que suas lições são um pouco pesadas.

Então eu invisto uma hora por dia em estar com minha irmãzinha, tentando ensinar palavras e números. É melhor começar cedo e ela é tão fofa.

De vez em quando somos visitados por minha avó Quamar. Essa é a única reclamação que tenho sobre a minha vida. Quamar parece me odiar. Ela é um verdadeiro dragão. Felizmente minha mãe pode mantê-la na coleira. A velha bruxa até uma vez tentou colocar algum tipo de maldição em mim. Felizmente eu poderia combater o feitiço que a confundiu. Depois ela começou a pensar algo sobre a magia negra e a desova do mal.

Os outros visitantes da casa são alguns criados que só aparecem para a limpeza e desaparecem novamente como uma brisa do vento.

Quase me esqueci de Daylen, ele é o conselheiro de meu pai. Mas ele não se preocupa comigo. Ele só aparece para conversar com meu pai sobre coisas sobre a cidade e que há muito mais pessoas que tentam enganar com os impostos estes dias. Bem, eu acho que não há mais do que antes. A diferença é que o cara que está calculando os relatórios fiscais mudou. ‘Haaa’.

Minha tia Jade se junta a ele de vez em quando para conversar um pouco com minha mãe. Eu gosto de suas visitas porque ela sempre me traz um presente. Ela parece estar muito grata por ter salvado sua vida.

Eu pisco e olho para o relógio de pulso na mesa. É um dispositivo muito delicado. Eu usei telecinese para esculpir as porcas, parafusos e engrenagens fora do metal. É um hobby meu para construir relógios no meu tempo livre. Estou fascinado por esses dispositivos que se destinam a medir o tempo, mas falham inevitavelmente.

Apenas uma última engrenagem. Pego uma pinça e tento inserir a última engrenagem em seu lugar. É claro que eu poderia montar o relógio inteiro com telecinese. Mas essa tarefa é como meditação para mim. Seria chato usar…

* BAM!* “Azir!”

“Droga!”

Valda chutou a porta do meu quarto e abriu. Fiquei tão surpreso que me encolhi e deformei uma das engrenagens. “Uma semana de trabalho! Mamãe, o que aconteceu?” Eu viro para minha mãe e a olho assustadoramente.

“Você brincou toda a noite novamente? Eu lhe disse que você tem que dormir à noite!”

[Nota P: Lembrei-me da minha infância sempre na parte final do filme … minha mãe mandava eu dormir pq tinha aula no outro dia cedo :’( ]

“Tanto faz. Eu vou ter que dar uma olhada em seus hábitos de sono.” Ela segura uma bolsa para mim. “Pegue isso e venha. Não podemos chegar atrasados, ou você tem que esperar mais um ano.”

Pego a bolsa que é feito de couro duro e dou uma olhada no interior. Todo esse material dentro dele parece estranhamente familiar, mas eu não posso colocá-los no contexto certo. “Tarde para quê?”

[Nota P: Shit.. advinhei kkk]

Valda agarra minha mão e me puxa da minha cadeira. “Escola, claro! Você tem cinco anos e um novo semestre está começando.”

“Escola?” Meus olhos se voltam grandes e redondos sobre a temida palavra. “Mas eu não tenho cinco! Eu tenho um pouco menos de quatro anos neste mundo! E o que uma escola poderia me ensinar? Eu provavelmente sei mais sobre…”

“Isso não é o que os documentos falsificados dizem.” Mãe não se importa e me puxa para frente. “Eles podem não ser capazes de ensinar-lhe nada de novo, mas você vai pelo menos aprender algum conhecimento comum e bom senso. E você aprenderá como lidar com sua geração. Talvez você consiga forjar algumas conexões futuras importantes com outros clãs.”

Eu franzi minhas sobrancelhas enquanto deixamos a casa. “Como a escola neste mundo funciona?”

Mamãe bate na minha cabeça. “Você é tão inteligente na maioria das áreas. Eu sempre esqueço que você é um completo idiota em algumas coisas. Ouça. Desde que você é talentoso com magia você tem que entrar na grande academia na cidade central na idade de cinco. Não se preocupe, é apenas uma curta viagem pelo portal da cidade com uma carruagem. Então você começa uma educação padrão até a idade de quinze. Se você provar digno, você pode escolher um ensino superior que dura até que você tenha vinte e cinco. Isso também permite o acesso à grande Biblioteca de Patres. É uma biblioteca com todo o conhecimento restante de nossos antepassados. Você pode considerar este preço digno de passar algum tempo em uma sala de aula.”

Talvez. Talvez não. Mas o acesso a uma famosa biblioteca seria legal. Jogar um estudante também pode ser interessante. Eu teria mais do que tempo suficiente para procurar uma menina adequada, que é fácil de manipular. Ou eu poderia encontrar várias…

*Smack*

[Nota P: Esse movimento é um sanfonão]

“Não vá por esse pensamento!”

“Ow! O que foi isso, mamãe?” Eu esfreguei a parte de trás da minha cabeça quando entramos em uma carruagem. Talvez eu pudesse ir com uma menina em cada dedo? Uma menina para cada noite, logo que eu sou velho o suficiente? Ou melhor ainda, tentar todas elas!

*Smack*

“Pense na reputação de nosso clã! Tem que ser um bom encontro! Não permitirei qualquer uma.”

Eu suspiro. “Como… Como diabos você sabe o que eu estou pensando!”

Valda resmunga enquanto a carruagem começa a se mover. “Eu sou sua mãe. Eu te conheço muito bem.”

Coloco a bolsa de couro protetoramente entre mim e ela. “Você me conhece há pouco tempo, menos de quatro anos!”

Ela sorri com os olhos fechados e coloca uma mão em sua bochecha. “~ Mas para mim é como eu te conheço por toda a sua vida. ~”

Eu olho para fora da janela para evitar o contato visual com ela e assistir o que acontece na rua. As casas são feitas de tijolos vermelhos e as ruas são arrumadas. Tri não se parece com uma cidade que cresceu ao longo do tempo, mas como ela foi projetada na prancheta e construída de acordo com o planejamento.

As pessoas que não têm magia são todos plebeus, mas de acordo com minha informação eles vivem uma vida surpreendentemente boa. Pessoas com magia são algo como protetores para eles e os clãs são quase adorados.

A magia torna sua vida mais fácil e os artefatos, que são criados por magos, estão ajudando em todos os aspectos da vida diária. É claro que os clãs estão sempre trabalhando duro em sua imagem para conseguir isso. Há penalidades rigorosas para quem prejudica um não-mago.

Eu assisto as ruas com as pessoas. Alguns deles estão se inclinando até a carruagem. Depois chegamos a o Portal. É um anel enorme simples com a rua larga que conduz através dele. O portal parece ser feito de prata e o sol está sendo refletido na superfície, que é coberto com runas.

Um fluxo constante de carruagens está passando pelo portal em ambas as direções e entramos na fila de carruagens de espera. A fileira está se movendo constantemente e não demora muito até que passamos.

A capital Nict do outro lado não é diferente de Tri. A única mudança que eu posso reconhecer, é que o sol está em uma posição ligeiramente diferente no céu.

“O que você diz sobre o Portal?” Mamãe sorri para mim.

“Dispositivo arrumado, mas um pouco desajeitado. Eu poderia construí-lo menor se eu tivesse os materiais.” Eu continuo a prestar atenção às ruas até que eu percebo que minha mãe está olhando fixamente em mim com uma expressão em branco.

Então ela suspira. “Não diga isso a ninguém. Isso criaria um alvoroço. Por que estou mesmo surpresa com isso?” Ela murmura enquanto olha para o teto da carruagem.

Eu franzi o rosto. “Quando eu tentei escapar do meu mundo morrendo, construí um dispositivo de teletransporte semelhante.”

Ela ergue uma sobrancelha. “O que deu errado?”

Limpo minha garganta. “Aquele erm… quando eu ativei o teletransporte, eu poderia claramente dizer que tudo funcionou corretamente. Foi quando eu pisei na plataforma que eu percebi algo… e que era que eu não tinha ideia de onde eu deveria-me teletransportar. O espaço é vasto e a maior parte dele está vazia. E eu tinha apenas uma tentativa.”

Valda sorri. “Isso soa com você. Ah, parece que chegamos.”

A carruagem para e nós pisamos fora em uma praça enorme. Há edifícios maiores do que eu vi mais cedo em toda a cidade. É claramente o campus da escola. Valda me leva a um dos edifícios maiores. “O campus é seguro, mas você não deve andar sozinho nas ruas. A carruagem vai trazê-lo aqui todas as manhãs e levá-lo à noite, basta procurar o sinal do nosso clã na carruagem.”

Eu aceno com a cabeça e vamos para um grande prédio onde encontramos uma secretária esperando por nós. Valda preenche alguns documentos que lhe são entregues. Depois ela me abraça e nos despedimos. Um servo me leva a uma sala de aula. A porta está marcada como 1C. De lá em diante eu sou deixado por mim mesmo.

Sem outra escolha eu entro na classe e a encontro em caos total. Crianças da minha idade estão correndo para a esquerda e para a direita enquanto brincam uns com os outros e gritam. Isso é o inferno!

[Nota P: Bem vindo ao Ensino Médio XD]

Conto onze meninos, incluindo eu, e vinte e nove meninas. Uma sala bastante grande. Quarenta alunos? A mesa do professor está na frente de um grande quadro, enquanto as fileiras de mesas para os alunos estão um pouco elevadas. A sala de aula parece um estádio.

“Se mova!”

De repente eu sou empurrado para a sala de aula. Olho para trás e encontro um homem de quarenta e poucos anos que faz movimentos espantosos. Ele caminha até a mesa do professor e bate sua mala nela. Então ele se vira para a classe.

“SILÊNCIO! Todos que não encontraram um assento dentro de dez segundos têm que escrever dez páginas com todas as letras do alfabeto até a manhã!”

Todos tropeçam para conseguir um lugar, mas porque eu ainda estou perto da saída, não há maneira de eu chegar até as mesas dos alunos a tempo. As fileiras são preenchidas rapidamente. Apenas alguns lugares são deixados abertos no canto direito mais distante na parte de trás da sala de aula.

Uma menina pequena está sentada lá. Seu cabelo é preto e gradualmente branco nas pontas. Isso me parece um pouco estranho. Nunca vi alguém com duas cores de cabelo neste mundo. As cadeiras livres são arranjadas em torno dela e eu não tenho muito tempo a perder.

Eu me atiro na cadeira ao lado dela. Enquanto isso, o professor começa a desempacotar suas coisas. Então me viro para a garota, sorrindo. As primeiras impressões são importantes. “Oi! Meu nome é Azir. Qual é o seu?”

A menina olha para mim com uma expressão confusa enquanto pressiona seus lábios juntos, tornando-os brancos. Ela não responde e olha pela janela.

Que rude! Mas então eu ouço os sussurros.

Ele se sentou ao lado do demônio!”

“Minha mãe disse que eu não deveria falar com uma regressa.”

Ele não sabe o que é medo?”

“Você não deve se misturar com alguém sem um clã.”