Beyond? – Capítulo 77

252
Beyond? - Capítulo 76
Beyond? - Capítulo 78

🌞 Ative o Modo Noturno 🌚

       

Tradução: Denn | Revisão: Denn


Bem vs Mal

“O que você pensa ser bom às vezes é ruim e o que você acha ruim pode ser bom.”

– Sabedoria antiga.

*** Cidade Livre do estado de Nict, Capital ***

*** Azir ***

Ainda estou dançando com Stella quando noto uma pessoa estranha abrindo a porta principal do salão de baile. Ele fala com um dos guardas que endurece e aponta para nós. O recém-chegado está violando o código de vestimenta, cobrindo-se com um robusto manto velho e até seu rosto está oculto. Por que o guarda não o está jogando fora? Ele é alguém importante?

O mendigo ignora o guarda e se dirige diretamente para mim e Stella.
Paramos de dançar para encarar a pessoa que se aproxima, que está ignorando as vozes conturbadas das pessoas ao seu redor.

“Você é Azir?”

A pessoa pergunta com uma voz profunda. Ainda não consigo reconhecer o rosto dele.

“Voc…”

Minha resposta ainda não está terminada quando uma espada flamejante avança e se encaixa no meu peito. Eu sinto meu mana sendo sugado de mim e o mendigo recupera sua espada enquanto as pessoas ao nosso redor começam a gritar. Stella pula para frente com um grito, mas o mendigo acena com a mão para ela e ela é jogada para trás como um brinquedo e atinge a parede a dez metros de distância.

Me deixando cair de joelhos, eu vomito sangue e olho nos olhos do homem. Eles brilham em várias cores diferentes enquanto ele olha para mim. Então ele se vira para encarar os guardas que se aproximam, mas eles não podem pará-lo enquanto ele corta um caminho para si mesmo em direção a Helen.

“Fique aí! E de joelhos! Honre o juramento de sangue ao seu antepassado!”

Ele grita e Helen, que foi arrastada por Lucas, perde toda a sua força, se ajoelhando.

Eu caio no chão e tento juntar minha mana, mas não há nada. Isso é estranho. Eu fui curada do veneno de manatite por um mês agora. Ah, não tenho tempo para coletar mana. Tudo está ficando escuro.

“Azir!”

De repente Valeria está ao meu lado e pressiona a mão no meu peito.

“Cu… Cure!”

Mana flui para dentro de mim e eu pego a mão dela, pegando o pequeno relógio no bolso.

“Desculpa. Val… não… resista.”

Eu bati com força na sua reserva de mana e assumi o controle dela. Então eu coloco toda a mana de Valeria no feitiço, esvaziando-a completamente. Seu corpo sem vida cai sobre mim enquanto o relógio em minha mão reconfigura o poder bruto em um enorme círculo mágico giratório.

O mendigo se vira e levanta a mão.

“Não!”

A formação mágica gira a uma velocidade incrível debaixo de nós, mas diminui rapidamente até que chega a uma parada rastejante. O tempo congela ao meu redor e tudo fica em silêncio. Por um momento, o universo está em perfeito equilíbrio. Eu mantenho minha mão firmemente fechada em torno do relógio e dou um tapinha na cabeça de Valeria.

“Não se preocupe. Você estará de volta.”

O círculo começa a girar novamente, desta vez no sentido anti-horário e com ele o tempo está fluindo para trás.

O mundo ao meu redor se rebobina para um estado anterior e eu com ele. Apenas o relógio fica na minha mão. Valeria abre os olhos e se afasta de mim. O mendigo e Stella retornam às suas posições anteriores. Sua espada me perfura mais uma vez, retornando minha mana. Então se retira, fechando a ferida. O mendigo anda para trás e para fora do salão de baile.

Alguns momentos depois, me vejo dançando com Stella.

“Existe algum problema?”

Stella pergunta enquanto estamos dançando.

Eu mordo meus lábios.

“Se você chamar seu ancestral me matando e acabando com a festa de problemático, então sim.”

“Ha?”

Ela olha para mim perplexa.

Sorrindo, dou de ombros.

“Desculpe, você poderia me desculpar por um momento? Eu tenho que matar alguém de uma maneira muito feia, então podemos continuar a dançar.”

Eu a soltei e me curvei. Sem esperar por uma resposta eu me dirijo para a entrada do salão de baile onde Jeremiah aparecerá. Recolhendo mana para me preparar para o encontro, paro ali e espero, observando a porta principal, enquanto conto os segundos. Um momento antes da porta do salão de baile se abrir eu levanto a minha mão enviou uma bola de fogo para a porta, explodindo-a para revelar… nada?

Os outros convidados olham para mim, chocados, mas eu os ignoro e coço minha bochecha. Eu entendi errado? Não. Tenho certeza de que o relógio funcionou corretamente, só tem um problema com a geração de calor residual. Isso foi uma aposta desde que eu não testei o relógio corretamente, mas funciona.

Eu ativo minha visão de mana e procuro por algo estranho. Levantando o pequeno relógio, dou uma olhada.

“Tanto tempo e ainda não há o suficiente.”

*** Cidade Livre do Estado de Nict, Capital ***
*** Viajante ***

Farei isso rápido. Retornar o lugar à sua ordem natural deve ser simples. Este edifício está me lembrando muito dos velhos tempos. Eu só ficarei aqui pelo tempo que for necessário. Os guardas ao redor deste lugar não são o problema, suas mentes podem ser facilmente influenciadas.

A única coisa que tem que ser feita é matar este Azir. De acordo com as pessoas com quem conversei, ele é a força por trás do progresso de Nict.

Depois eu instruirei o governante atual do meu país para que pare com suas ambições e eu terminarei. Foi um grande erro ter uma licença de duzentos anos. Descansar por um tempo era necessário e o norte era o lugar perfeito para isso.

Eu coloco minha mão na porta do salão de baile e paro. Imagens da minha morte passam pela minha mente e todos os meus sentidos uivam que algo não está certo.

Recuando minha mão da porta, dou um passo para trás. Minha habilidade profética não é sem falhas, mas me manteve vivo até hoje.

Eu viro à esquerda, mas um arrepio corre pela minha espinha. Em seguida eu tento andar de volta pelo caminho que eu vim, mas uma imagem do meu corpo torcido e quebrado aparece lá. No final, eu tomo o corredor para a direita. O que há de errado com esse lugar? Normalmente, basta mudar uma única decisão para influenciar o futuro e evitar o mau final.

O corredor leva ao redor do salão de baile e volto minha atenção para a fileira de janelas à minha direita. Novamente eu sou repelido por uma cena horrível em minha mente e continuo no meu caminho.

Quase no final do corredor sou interceptado por um jovem com as vestes oficiais da família real.

“Veja. A culpa é sua.”

Ele está me olhando acusadoramente e segura um pedaço de metal em uma corrente. É um relógio e parece estar quase no ponto de derretimento. O metal está brilhando como se tivesse saído da fornalha e o artefato está um pouco deformado.

“Agora é inútil. Você tem alguma ideia de quanto tempo vai demorar para consertá-lo?”

Minha testa desenvolve várias rugas e eu dou uma olhada mais de perto no rosto do homem.

“Quem é você, rapaz?”

Ele sorri e se curva.

“Azir.”

Eu hesito por um momento, mas a minha previsão não me avisa desta vez. Encorajada pelo bom sinal, puxo minha espada e me envolvo.

O julgamento do imperador é uma arma excelente e poderosa. A fina lâmina prateada flui perfeitamente pelo ar e a alça dourada pode não ser decorada com jóias, mas as runas brilhantes compensam isso. Ele imita os poderes de um Anja e pode inflamar mana à vontade. Se exercido por um Anja é um complemento perfeito para sua capacidade de manipular o fogo.

Mas como é tão poderoso em manipular mana, a arma é muito útil para qualquer outra pessoa também. Apenas o mero contato com a pele do oponente é suficiente para privá-los de suas reservas de mana. A arma simplesmente pega o que puder para armazená-la para uso posterior. O Julgamento do Imperador é um dispositivo muito faminto por mana, que tem que ser usado com muito cuidado.

Aponto a ponta do centro morto da lâmina para o homem, mas uma adaga aparece em sua mão aparentemente do nada. É o desejo do imperador! Arma do meu filho.

Nossas armas entram em contato e faíscas voam, mas em vez de recuar, Azir se aproxima e agarra meu manto.

“Ancestral Reverenciado, por favor, seja gentil e aposente a sua posição.”

Este tolo! Pensar que um jovem como ele poderia fazer qualquer coisa para alguém como eu! Mas ele cometeu um erro, encarando-me de frente! A partir desta posição, eu apenas tenho que agarrar seu braço e aplicar uma pequena maldição enquanto evito o punhal. Enquanto o punhal está em contato com a minha espada, as duas armas se anulam mutuamente.

Eu alcanço Azir, mas de repente ele se foi! Algo bate no meu joelho e percebo que ele está debaixo de mim. Tentando fugir eu começo a lançar um feitiço e abro meus sentidos, algo puxa minha formação mágica e ela se desfaz como um castelo de cartas.

Azir arremessa seu ombro com músculos mágicos forçados em minha barriga e eu estou sendo levantado no ar.

O mundo começa a girar e eu faço um feitiço de defesa bem a tempo de me proteger do impacto. Poeira e detritos enchem minha visão enquanto eu caio do ar. Então eu toco o chão e deslizo vários metros. Azir me enviou voando pela parede do corredor até o salão de baile.

Pessoas assustadas se afastam de mim quando eu me levanto e me oriento. Azir está me seguindo calmamente com o relógio derretido na mão esquerda. A adaga desapareceu novamente.

Eu franzo a testa e decido fazer isso rápido. Essa pessoa não pode ser subestimada. Erguendo a mão, conjuro um raio de vórtice e o combino com um feitiço de mudança dimensional. Tudo o que tenho a fazer é variar a ressonância da mudança e minha magia será capaz de penetrar em qualquer defesa.

Azir levanta a mão casualmente para interceptar meu feitiço com a palma da mão. Meu feitiço sobe e corta uma fenda inofensiva no teto. Nesse meio tempo ele continuou andando e sorri para mim sem um cuidado no mundo.

Não… isso não é sem cuidado. Essa é a expressão de alguém que encontrou algo perturbador em sua casa e quer se livrar disso!

Eu levanto as duas mãos para conjurar o meu feitiço mais forte. Não importa se eu tiver que derrubar o palácio inteiro!

Mas minha magia não se forma! Eu tento forçá-lo a existir, mas apenas um momento antes de eu terminar, o círculo mágico se desfaz. É ele! Ele é um Zait e ele destrói a minha formação mágica, deformando as partes que não estão sob o meu controle consciente! Como? Ele teria que me conhecer muito bem, conhecer meus hábitos em lançar feitiço exatamente.

Isso significa que eu tenho apenas pequenas magias e poder bruto disponível para o meu arsenal. Apontando minha mão para ele, libero minha mana em uma explosão concentrada!

As partes da onda de choque na frente de Azir se desfazem e ele continua andando. Isso é tão surreal! Ele não está nem mesmo lançando mágica e todos os meus feitiços são anulados ou desviados.

Eu seguro minha espada com as duas mãos e dou um passo à frente para encontrá-lo. A adaga provavelmente ainda está em sua mão, está apenas invisível como antes. Esquiva, defesa, finta. Trocamos alguns golpes até travarmos nossas armas um com o outro. Eu vejo a minha chance e mudo o ângulo da minha espada. É muito mais longo que o punhal dele. Tudo que eu preciso fazer é tocá-lo!

Ele se move um momento antes de meus músculos seguirem meus comandos. Minha lâmina corta o ar vazio e Azir está em minha defesa.

A adaga se encaixa na minha coxa esquerda e minhas pernas são arrastadas para debaixo dos meus pés. Eu caio para frente enquanto a parte de trás da minha cabeça está sendo agarrada. Minha cabeça é empurrada e vejo a pista de dança se aproximando a uma velocidade alarmante!

Trevas…

Algo desliza no meu ombro e me acorda! Eu levanto minha cabeça do amassado na pista de dança e grito, jorrando sangue e dentes. Meu queixo parece estar quebrado, tudo dói.

Do canto do meu olho, vejo o Julgamento do Imperador pregando meu ombro no chão. A lâmina está sugando o mana de mim para se abastecer para uso futuro!

“Tenho que parar isso.”

Eu tento me empurrar para cima, mas algo… ou alguém se ajoelha nas minhas costas! O relógio em brasa entra na minha visão. Com a corrente, parece um amuleto, mas isso não me preocupa agora. Quem está em cima de mim colocou o metal quente diretamente sob minha cabeça e está me pressionando para baixo em direção a ele. Como não tenho mana, esta é uma luta só dos meus músculos.

“Por quê? Como?”

“Porque você estragou minha festa de casamento, seu cuzão! Levei um tempo para descobrir que tenho que esconder minha intenção de matar! Então eu tive que aprender a lutar com você sem matar dezenas de inocentes. Minha esposa não ia parar de brigar comigo se algum dia soubesse que eu poderia ter te matado de uma forma mais limpa!”

A voz de Azir sussurra com raiva no meu ouvido e ele dobra seus esforços para me pressionar, mas o calor do relógio me repele.

Pequenas chamas e fumaça sobem do chão de madeira quando é queimado.

“Eu não entendo! Do que você está falando!?”

“Você não vê isso?”

A voz sussurra em meu ouvido.

Então percebo os fortes efeitos remanescentes da magia dentro do relógio. O calor forte e a luz emitida a mascararam, mas agora ela resfriou o suficiente para enxergar.

O feitiço que me pegou está fortemente impresso no artefato. Eu perdi o momento em que não consegui matá-lo instantaneamente. É eficiente. Os números e a magia, tudo isso se soma! Eu entendo agora!

“É lindo!”

“Você quer dizer que todo… maldito… tempo!”

Meus músculos ardentes cedem e minha testa está pressionada contra o relógio.

*** Cidade Livre do estado de Nict, Capital ***
*** Stella ***

Eu lentamente me aproximo de Azir que está sentado em cima do homem estranho. Os outros membros da família estão bem atrás de mim. Azir parece estar furioso por algum motivo e eu não entendo o que está acontecendo. Eu nunca vi uma expressão tão brava em seu rosto e parece até que ele está gostando de machucar aquele pobre mendigo.

Todos disseram que eu deveria ir falar com ele desde que ele é meu marido. Quando olhei para Valda em busca de ajuda, ela cruzou os braços na frente do peito e balançou a cabeça. Ela olhou para mim com uma expressão inabalável e disse: “A partir de hoje eu recuso qualquer responsabilidade por ele. A propriedade foi transferida para você, então aprenda a mantê-lo sob controle.”

Então eu tenho que lidar com essa situação.

Alguns momentos atrás, ele se desculpou e então este mendigo veio voando através da parede com Azir seguindo-o. O mendigo parece ser um mago poderoso, já que todos podiam sentir seu poder, mas de alguma forma Azir interceptou todos os seus feitiços, não importando o que ele fizesse.

“Azir? Amor?”

Azir olha para cima e sua expressão se transforma em um sorriso forçado.

“Stella! É uma boa festa, não é? Por favor, me dê mais alguns momentos. Estou ocupada aqui.”

A pessoa sob Azir está gritando como uma criança. Todos os seus membros se movem em direções aleatórias e fumaça está subindo de sua testa, onde ele está sendo pressionado contra o metal quente. Azir não solta, não mostrando piedade.

Eu luto contra o desejo de vomitar quando o cheiro de carne queimada atinge meu nariz.

“Amor? Quem é esse?”

Eu aponto para a pessoa chorando debaixo dele.

Azir lambe os lábios, pensando em uma resposta.

“Oh, amor. Ele não é ninguém importante.”

Ele balança a cabeça e luta para manter o homem no chão.

“Apenas Jeremiah Draco, o filho do primeiro imperador. Eu acho que você poderia chamá-lo de seu ancestral. O cara a quem eles estão chamando de Salvador?”

Então Azir sorri.

“Ha! Que piada! Apenas continue com a festa. Eu tenho tudo sob controle.”


[Denn – Caralhooo! Que capítulo foda! Quem diria que o cara do capítulo anterior fosse Jeremiah Draco kkkkkkk muito foda namoral!]

[Não esqueçam de comentar e recomendar]

[Não esqueçam de se INSCREVER NO CANAL e acompanhar nossos vídeos]

Ei, você gosta desta novel? Acha que tem pontos a se melhorar? Ou acha que o autor já conseguiu expor toda sua experiência com esta obra? Diz pra gente lá no novo site da Central Novels!

Beyond? - Capítulo 76
Beyond? - Capítulo 78
COMPARTILHAR
Imperador Universal e um dos três Líderes Supremos do Grande Império. Mestre Supremo da Arte da Tradução e Revisão. Amante de novels, mangás, livros, games, filmes e séries.