Beyond?: Capítulo 49 – Segredos.

4
469

Tradução: KingofHornet
Revisão: Pomba


“E o Mestre concedeu a cada um de seus servos uma parte de seu poder.”

– A Crônica Proibida.

 

***Cidade Livre Estado de Nict, Capital***

***Azir***

 

Quem teria pensado que a rede de mana tinha um impacto tão grande? Eu me inclino para trás na cadeira em meu laboratório e olho para as estatísticas. Na primeira semana após a minha publicação nada aconteceu. Eu apenas espalhei a ideia de uma rede de informação e como construir um artefato flutuante, que concede acesso a ela.

Um deles está flutuando ao meu lado. É um disco e tem um diâmetro de cerca de dez centímetros. Há runas em sua superfície, mas caso contrário não parece uma grande invenção. Esses artefatos criam um campo estático e usam a mana ambiental em seus arredores para executar algo semelhante a uma rede de computadores.

Você pode armazenar e pegar informações desta rede. Também é possível criar programas que facilitam sua interação com a rede de mana. A única exigência é uma habilidade para magia mental básica, que quase todo mundo tem, e estar registrado.

Ele concede acesso a algo como uma interface de linha de comando, que aparece em seu campo de visão e permite que você peça informações. Embora isso é tudo que você possa conseguir no momento.

Se você for bom, então gradualmente você ganha acesso a recursos mais complicados até chegar a uma interface visual e pode programar seus próprios recursos.

A rede de mana não só me permitirá espalhar conhecimento, mas também controlar e espionar quase todos. Estou relativamente certo de ter a liderança no conhecimento sobre este campo, para não mencionar que eu já tenho uma ideia muito boa sobre suas possibilidades. Vai levar um tempo até que os encantamentos de hacking, vírus mágicos e ferramentas de espionagem apareçam. E se o pior chegar a acontecer, ainda tenho a chave mestra para a coisa toda.

Meus pensamentos retornam à estatística. Como esperado demorou um pouco para que as pessoas percebam o potencial. Nos primeiros dias da publicação literalmente nada aconteceu. Então algumas pessoas com interesse em artefatos tropeçaram na ideia e construíram seus próprios pontos de conexão. Eles pertenciam principalmente aos Siorda. Gostaria de saber se Louise disse a sua gente para assumir a liderança e lidar com a nova tecnologia?

Então tudo literalmente explodiu na terceira semana e a rede de mana começou a crescer exponencialmente. Eu projetei os discos para ser produzido de forma barata e rápida. A desvantagem é que sua largura de banda é pequena e limita o suporte dos usuários. As pessoas vão começar a descobrir o princípio por trás da tecnologia em breve e melhorá-la por conta própria.

Até agora há milhares de magos estão conectados à rede e tem sido apenas um pouco mais de um mês desde que eu comecei tudo. O destino também me concedeu o observador perfeito para minha nova criação. Ivy está usando a rede como seus remotos com grande eficácia.

Eu olho ao redor e suspiro. De alguma forma eu sinto falta dela ser um robô em forma de uma aranha pequena, sempre me dando a ferramenta certa enquanto eu trabalho, estando sempre pronta com um copo de água. Eles crescem muito rápido.

Agora ela está sempre no andar de cima, no laboratório de Stella, ajudando-a em sua pesquisa. Stella mencionou que é uma grande ajuda em seus estudos ter um cadáver ao redor… Eu não quero saber o que elas estão fazendo lá em cima.

Ivy mencionou que ela está ajudando Stella em sua pesquisa para manter o funcionamento do corpo de Ivy e para impedi-lo da decadência. Ontem organizaram um banquete para celebrar o primeiro batimento cardíaco de Ivy desde que ela assumiu o corpo. Eu não entendo o que é tão grande sobre um batimento cardíaco, se você é um cadáver.

Um cadáver… devo dizer a Eliot que ele cometeu necrofilia fazendo com Ivy? Hm, eu poderia fazer isso da próxima vez que ele me irritar, embora tenha agido muito dócil desde sua aventura com ela.

Meus olhos vagueiam para o drone, que eu estou construindo para explorar o mundo. Ele tem asas e usa energia solar para ficar no ar dia e noite. Eu não sou do tipo aventureiro, então eu prefiro ficar em casa e deixar que outros façam o trabalho. Um drone do mesmo tipo já está no ar e voando para o norte para cartografar Dwem e os países por trás dele. O próximo vou enviar para o sul para ter uma olhada das nações do sul.

Pena que eu não tenha a mão-de-obra para colocar um satélite em órbita. Bem, eu não posso ter tudo e a espionagem de drones vai fazer o trabalho também. Talvez eles peguem a radiação da minha pequena arma nuclear, então eu saberei que direções temos que esperar problemas.

Por que eu tenho a sensação de que eu esqueci de algo importante?

 

***Cidade Livre Estado de Nict, Capital***

***Stella***

 

“Tem certeza de que está tudo bem para eu visitar a mansão da sua família assim? Nós nem sequer anunciamos a nossa chegada.” Pergunto a Azir que está me empurrando pelo corredor. “E por que eu tive que me vestir assim?”

Ele sorri. “Está tudo bem! Somos convidados a uma festa e estamos um pouco atrasados!”

“Atrasados? O que você esqueceu desta vez?” Espero que eu não estou indo para algo embaraçoso.

Ele começa a brincar com as mãos. “O filho da minha tia está sendo apresentado à família.”

Eu rolo meus olhos. “Você tem um presente legal pelo menos?”

Azir concorda ansiosamente e tira um pequeno colocar e um brinco. “Algo para a criança e a mãe. Coloque isso na pequena criatura.” Ele levanta o colar. “E isso em sua orelha.” Ele apontou para o brinco. “E então você sempre ouvirá o que está acontecendo em torno de seu filho.”

Os cantos da minha boca ondulam. “A criança vai agradecer por isso.”

Então entramos em um quarto de tamanho médio com algumas pessoas dentro dele. Eu suspiro, pelo menos não era algo como uma grande festa oficial. Parece que só os parentes imediatos de Azir estão presentes.

Acontece que chegamos duas horas atrasados e a menina, Zana, já tinha adormecido. Sua mãe Jade era uma pessoa agradável o suficiente para perdoar nossa entrada tardia e ficou encantada com o presente. Ela forma um maravilhoso par com seu marido, Daylen.

E, para ser honesta, a festa é um pouco chata desde que eu conhecia a maioria das pessoas só de vê-los algumas vezes. A única exceção é Valeria, mas ela não era capaz de me manter companhia o tempo todo e então eu tenho que me entreter com Azir.

Pelo menos até que uma certa pessoa chegou à cena. ” ~Olá. Faz muito tempo, Azir.” Uma mulher com cabelos castanho e uma cara redonda caminha em nossa direção, seus chifres são dois pequenos picos que sobressaem de sua testa e ela está sorrindo calorosamente para Azir.

Ele se enrijece ao olhar para ela e ele estende sua mão para me puxar entre ele e ela. Eu quase caio sobre a minha própria cauda sobre o movimento inesperado. Sua mão segura meu braço com força enquanto eu estou de pé entre ele e ela, parecendo pasmo.

“Laney! Realmente, muito tempo sem te ver.” Sua voz saiu um pouco agitada.

” ~Ohoho…~” A mulher segura sua mão na frente de sua boca. “Você não tem que ficar tão estressado perto de mim. Os tempos em que nos vivíamos diariamente foram a muito tempo.” Ela arruma uma mecha de cabelo atrás de suas orelhas.

“O que você quer?” Sua voz não mudou e ele ainda me segura.

“Aw… não seja assim. Sua mãe queria te ver, ela está no salão de treinamento.” A mulher gesticula com o copo em sua mão para a saída.

“Obrigado, vou sair então. Stella, desculpe.” Azir anda rapidamente, quase correndo.

“C… Certo. Não se preocupe com isso.” Meus olhos voltam para a estranha mulher. “Então você é Laney? Meu nome é Stella, sou noiva a do Azir.”

A mulher sorri e eu noto alguns cabelos grisalhos em sua cabeça. Então ela é um dos magos mais velhos. “Prazer em conhecê-la, minha querida.”

“Você seria tão gentil quanto para elaborar a relação entre você e Azir?” Gesticulo para a saída para onde Azir apressadamente desapareceu.

Laney coloca uma mão em seu rosto. “Oh, ele não falou sobre mim? E eu sou como uma segunda mãe para ele. Eu sou a curandeira pessoal da principal família dos Zait, Laney Edinus. Eu não pertenço ao clã, mas sou tratada como um membro da família desde que eu tenho sido um empregado permanente desde então… sessenta… sessenta e três anos.”

Ela me oferece a mão e eu a agito. “Então você conhece Azir desde…”

“Desde que ele nasceu, sim. Como eu disse, eu era como uma segunda mãe para ele. Embora ele não parece apreciar a minha atenção, ele era um objeto tão interessante para estudar.” A mulher balança a cabeça em pensamento. “Você é tão bonita. Eu sabia que ele se tornaria um príncipe encantador desde o dia em que falou suas primeiras palavras.”

“É assim mesmo? Então você gostaria de me contar algumas histórias sobre sua infância fora da escola? Estou estudando medicina e química a propósito.” Gesticulo para uma mesa próxima.

Laney sorri. “Com prazer.”

 

***Cidade Livre Estado de Nict, Capital***

***Azir***

 

“Você tomou seu tempo.” Minha mãe fica no meio do salão de treinamento, esperando. Suas mãos estão cruzadas em frente a seu peito e ela olha para mim com uma expressão irritada.

“Ótimo” Ela está chateada. Eu me pergunto o que eu fiz desta vez. “Vim logo que recebi a mensagem.”

“Isso é porque eu enviei Laney.” Ela suspira. “Eu chamei você para ensinar-lhe mais sobre nossa capacidade.”

Eu pisco. “Você não se recusou a me ensinar até que eu dominasse completamente minha capacidade de coletar mana?” Ela foi inflexível sobre o ponto que outros ensinamentos não fazem sentido até que eu tenha uma compreensão completa sobre a minha capacidade.

Ela inclina a cabeça em pensamento. “A situação mudou. Há uma semana Helen convocou todos os líderes dos clãs principais para o palácio. Ela anunciou a mobilização do exército. Isso não significa que estamos indo para a guerra, mas coloca nossos militares em um estado onde poderia marchar dentro de uma hora. Além disso, os portos marítimos foram reabertos e a construção de uma frota começou.”

Valda bufou. “Ela se recusou a nos dizer por que exatamente essas medidas foram tomadas e argumentou que, à luz da rede subterrânea, que você descobriu, temos que estar preparados. Helen não é alguém que ficar nervosa sem razão. Ela sabe algo que ela não está nos contando.”

Eu tento dizer algo, mas Valda me interrompe levantando uma mão.

“E é seu direito ter segredos. Líder de um país não pode proferir abruptamente tudo vital por ai. Nem mesmo para as cabeças dos clãs… especialmente para as cabeças dos clãs.” Ela assente com a cabeça. “Como a situação se tornou incerta, eu decide avançar seu conhecimento e treinamento.”

“Primeiro, a necessidade de ter total controle sobre sua capacidade era uma mentira.” Minha mãe joga para fora. “Desculpe, mas eu tinha que me decidir a ensinar-lhe mais. Este conhecimento não é suposto cair em mãos erradas.”

Abro a boca e fecho novamente. “O que!? Então por que agora? Você decidiu que minhas mãos são as mais certas?”

Valda fecha os olhos. “Helen não tomaria tais ações drásticas se a situação não poderia se transformar em algo grave. Não estou falando do exército, mas dos portos. Nosso país se isolou por gerações. Em seguida, o Dwemer envia um grupo de ~ estudantes de intercâmbio ~, as nações do sul estão concordando com as negociações de paz, uma rede subterrânea má com motivos estranhos foi descoberta e a frota está sendo reconstruída.”

Ela começa a bater no chão usando seu pé. “Isso pode explodir em nossas faces. Talvez amanhã, talvez nunca. E eu quero ter alguém que possa me suceder. O que estou prestes a ensinar a você normalmente é ensinado somente de cabeça do clã a cabeça do clã.”

Isso parece ser algo grave. Minha mãe teme que algo possa acontecer com ela? “Ahem. Então por que não ensina minha irmã? E quanto a Quarma? Ela não deveria saber o segredo também?”

Mãe sacode a cabeça. “Quarma é muito velha para ensiná-la. Ela ultrapassou seu limite há muito tempo. Você não se pergunta por que ela nunca usa sua habilidade? Ela se queimou durante a última grande invasão pelas nações do sul. E em relação a Valeria, ela não está no mesmo nível que você. Nem na maturidade, nem na capacidade. Ela tem que esperar até que ela esteja pronta. Se o pior chegar a acontecer, você tem que ensiná-la. Dado que você não quer jogar a cabeça do clã.”

Eu suspiro. “Algo assim é possível? Por que você não me disse? E pare de falar como se fosse morrer!” É importante saber se você pode destruir sua capacidade por usá-la demais.

“Não se preocupe. Alguém que não está totalmente treinado não pode abusar de sua capacidade. E isso é apenas uma precaução.” Ela gesticula para eu segui-la e caminha até o canto esquerdo da sala de treinamento. Lá ela puxa afastando uma pilha de tapetes empoeirados de treinamento e coloca uma mão na parede atrás deles. “Esse é o maior segredo do nosso clã, então mantenha sua boca fechada.” Um segundo depois, o chão se abre e revela uma escada.

Meus olhos incham. “O que… uma sala escondida?” Eu vivi nesta mansão por tanto tempo e nunca pensei que havia algo como isso.

Valda caminha para a escuridão, convocando um globo de luz. Depois de um momento eu ouço sua voz do poço escuro. “O que você está esperando? Medo de lugares estreitos? Oh, isso mesmo. Havia algo assim. Não se preocupe, esta não é uma caverna.”

“Oh, maldição!” Eu a sigo e enquanto eu desço as escadas, elas dobram-se de volta para a parede e placas pesadas de granito voltam para seus lugares. Valda continua a caminhar para baixo na terra.

Depois de um tempo ela decide falar novamente. “Ative sua visão de mana e me diga o que você vê.”

Eu faço como ela disse e encolho os ombros. “Você, as escadas, o corredor, seu orbe de luz.” O que mais está lá?

Valda concorda. “Eu vejo tudo isso e os encantamentos e mecanismos atrás da parede. Eu vejo as pessoas na mansão acima de nós. O que você vê quando me olha.”

Ela pode ver através das paredes? “Eu te vejo? Uma figura, brilhando em azul. Há algumas máscaras diferentes, indicando quanta mana você está emitindo.”

Ela se vira e olha para mim. “Eu vejo as veias em seu corpo, seus músculos, seus ossos, seu coração batendo. Tudo está lá se eu me concentrar nisso. Eu posso mesmo ver os pontos fracos em seus selos mágicos, escondidos sob a superfície da porta de seu laboratório.” Ela sorri. “O problema com a nossa capacidade não é o controle Azir. É o que podemos sentir! Se você não pode sentir a mana, você não pode usá-la.”

Meus olhos e arregalam com a revelação. É assim que ela pode roubar minha mana recolhida. Se ela pode sentir partes de minha mana que não estão sob meu controle consciente, então ela pode afirmar seu próprio controle sobre ela sem muito esforço. “Isso é um hack… e permite tantas outras possibilidades.”

Minha mãe força um sorriso em seu rosto. “Eu acho que não vou ser capaz de melhorar você depois disso. Há apenas alguns pequenos truques deixados no meu repertório. Prometa-me que você não vai usar essa habilidade para algo ruim. É mais poderoso do que você pode imaginar.”

Eu abri minhas mãos. “Você está brincando comigo. A habilidade de ver a mana em tal detalhe é um hack em si só. O aspecto do controle é menor em comparação com isso!” Eu paro. “Não é tão perigosamente perto da capacidade dos rumores do Imperador?”

Valda para e olha para mim. “A capacidade do Imperador não se restringia a ver. Ele compreende imediatamente o que via instintivamente e pôde usá-la no mesmo momento.”

Percebo sua escolha de palavras. “Você fala como se soubesse? E como posso treinar vendo?”

Ela sorri. “O Imperador não é importante. O importante é isso.” Ela aponta para uma luz no final da escada.

Continuamos a descer. A escada levou-nos pelo menos duzentos metros de profundidade. No final de nossa pequena viagem entro numa caverna enorme, mas não é a caverna que está tomando meu fôlego. É o fluxo inacreditável de mana que está circulando através dela.

Eu permaneço lá em temor e começo a rir. “É um fluxo de mana!” Um fluxo de mana fluindo, criado pelo próprio planeta! “Mas tão perto da superfície? Elas são supostas estarem no centro do planeta! Como isso pode estar tão perto da nossa mansão?”

O fluxo de dez metros de largura de mana pode ser visto a olho nu. Eu nem preciso da minha visão de mana. Sai de uma parede no lado esquerdo da caverna e desaparece em outra parede do lado direito. Minha pele está formigando apenas de ficar perto dela.

“Ela sempre esteve aqui e é a resposta à sua pergunta. Ao entrar nela, você pode cegar seus sentidos e treinar para ver o que está além do fluxo. Eu vou guiá-lo.” Valda explica.

Meu sorriso desaparece. “Isso é puro mana! Não é exatamente saudável entrar em um fluxo tão denso de energia.”

*Smack!*

Valda bateu na parte de trás da minha cabeça. “Claro que você não vai simplesmente entrar nisso. Você vai dobrar a mana ao seu redor, de modo que ela bloqueia você do resto do mundo. Eu vou ficar perto no início para me certificar de que nada aconteça enquanto você se concentra em sua visão. Tal mana densa pode dominá-lo. E vamos treinar apenas meia hora por dia, depois saímos. Eu vou te mostrar como abrir a passagem secreta, então você pode vir por conta própria.”

Eu aceno com a cabeça e não consigo tirar os olhos da corrente de mana. Tanta energia! E eu sentei em cima disso a minha vida inteira!

 

  • emerick

    que poder hack, o mc é hack, o poder da cabeça do clan é hack, fudeo pros inimigos

  • Igor Dagoberto

    Obrigado pelo capitulo O/

  • Sabin

    Que o hack supremo seja ensinado

  • AllanmSantos

    quando vai lançar mais