Beyond?: Capítulo 04 – Linguagem.

1
497

Tradução: Pomba
Revisão: P_


***Cidade Livre Estados de Nict, Tri***
*** Valda ***

“Isso é definitivamente estranho.” Laney puxa seu lábio inferior enquanto ela olha Azir que está jogando no chão.

Tem sido uma semana desde o meu rapto e devo admitir que eu ainda estou abalada. Eu pensei que eu ficaria louca nessa caverna. Mas então meu filho nos resgatou. Eu não me importo com o que ele é. Azir é meu filho e é isso.

Ele se abriu para mim durante a última semana e eu comecei a pensar que toda essa história pode ter um bom final.

Embora eu logo tivesse que admitir que Azir não é uma criança normal. Ele é muito inteligente e não age como uma criança de sua idade. O único problema parece ser que ele não sabe o nosso idioma.

Mas ele está trabalhando nesse obstáculo. Eu tenho que me corrigir. Ele não está brincando. Ele está rabiscando notas em um caderno enquanto ele está folheando as páginas de um livro infantil. É um daqueles que têm imagens com os nomes das coisas abaixo deles.

Eu gesticulo para Azir. “Ele até mesmo ensinou o alfabeto para si mesmo. Tudo o que fiz foi ler alguns livros para ele enquanto o tinha no meu colo.”

Laney acena com a cabeça. “Uma criança normal não aprende a falar e escrever ao mesmo tempo. O que ele está fazendo parece mais com uma abordagem adulta na aprendizagem de uma língua desconhecida.” Ela inclina a cabeça. “Talvez seja sua habilidade?”

Eu franzi a testa. Todos os magos em nosso mundo têm uma habilidade inata que lhes permite usar uma magia particular sem cantar. É por isso que os grandes clãs surgiram. Nosso clã tem o poder de manipular mana livremente. Outros podem ser capazes de formar água de acordo com sua vontade. De vez em quando, alguns membros do clã desenvolvem habilidades diferentes. Mas a habilidade normalmente é herdada através da linhagem feminina. É por isso que os líderes de clãs são quase sempre mulheres.

Cada clã protege ferozmente sua linhagem mágica, sempre tentando colocar suas mãos em crianças adequadas para garantir a próxima geração. Uma criança entre um Mago feminino e um não Mago não é garantido que a descendente ira herdar habilidade mágica. A habilidade de usar magia pode adormecer por muitas gerações nesse caso. Há casos de linhagens que foram pensadas perdidas, reaparecendo na criança de um plebeu que teve um antepassado com poder mágico. Ao contrário, uma criança entre dois magos é sempre um mago.

Eu cruzo minhas pernas e penso sobre ele por um momento. “Você acha que ele melhorou memórias e inteligência? Mas essa é a habilidade do clã Siorda. Acho que não tenho nenhum deles na minha árvore genealógica. E eu pensei que sua habilidade é controlar livremente o sangue?”

“Talvez ele viesse da linhagem masculina? Pena que não temos registros completos dos maridos que casaram em nosso clã. Embora eu não tenha ouvido falar de um caso de alguém com duas habilidades.” Laney cruza seus braços na frente de seu peito.

Azir olha para cima e eu volto minha atenção para ele. Ele está segurando uma folha de papel e acena no ar, então me ajoelho na frente dele e sorrio. “O que você tem ai? Mostre a mamãe o que você escreveu.”

Ele balança a cabeça e aponta para Laney. “Ela!”

Laney se aproxima e pega o folha. “Oh, você é tão charmoso de pensar em mim…” Ela olha e seu rosto sorridente se torna imediatamente inexpressivo. Então ela fecha os olhos e sorri novamente enquanto me entrega a folha. “Ele não é apenas bonito, ele é também um verdadeiro príncipe encantado. Acho que você vai ter muito trabalho se quiser combiná-lo com uma das melhores damas.”

Pego a folha e franzo a testa ao ler as cartas rabiscadas não refinadas.

“Filth (Maldição?) Moonfaceslut (Insulto?). Mulher, pare de picar com os teus bastões. Possa você errar e acertar você mesmo com eles. “

[Nota P: Esse aí perdeu o amor nos seus dentes]

A expressão de Laney se torna viciosa. “Eu acho que você deveria dobrar sua porção semanal de fígado.”

Ela não gosta ficar lembrando do rosto de seu filho redondo. Não é como se ela fosse feia, mas ela ainda tem um pouco complexo sobre essa característica particular dela.

[Nota P: Fofão XD]

“Eu acho que você está olhando para isso de forma errada.” Eu sorrio para Azir e acaricio seu cabelo. “Essa foi uma boa tentativa Azir, mas você cometeu alguns erros.”

A expressão de Azir se torna preocupada. “Erro?”

Essa é uma palavra que ele já entende. Então eu me curvo e corrijo minha frase. “Veja. É suposto ser assim. Esta é Laney.” Eu aponto para Laney.

“Olá minha linda donzela, Laney. Por favor, pare de me cutucar com seus instrumentos, obrigado. Não se engane e se machuque com eles.”

Azir procura vários segundos na nova frase, então ele vira o caderno e começa a rabiscar novamente, corrigindo algumas de suas anotações.

Laney franziu o rosto e gesticulou para ele. “Você sabe que não vai demorar muito até que ele descubra?”

Eu encolho os ombros. “Não se preocupe com isso. Você nos maltratou a noite toda com seus instrumentos. É compreensível que ele tenha um pequeno ressentimento”

“Deixe-me tentar alguma coisa.” Laney se ajoelha e olha para Azir. “Oi, eu sou Laney” Ela aponta para si mesma. “Quem é você?” Ela gesticula para ele.

Azir olha por um momento para suas mãos. Então ele sorri. “Azir.”

Eu aceno e acaricio sua cabeça. “Bom menino.” Murmura Laney. Então aponta para si mesma. “Laney é daqui.” Ela gesticula para o quarto. Então ela aponta para Azir. “Azir é de…?”

Azir inclina a cabeça. Então ele aponta para cima até o teto e continua sua pesquisa sobre o livro infantil.

Eu suspiro. “Eu acho que ele interpretou mal.”

Laney continua a olhar para Azir. “Acho que não. Ele fazia parte de uma cerimônia de convocação. E se não é o seu corpo que foi convocado, mas a sua alma? Sempre me perguntei de onde esses magos negros conjuram suas monstruosidades.”

Eu abraço Azir. “Mas ele não é um monstro. Qual monstro pode ter uma mente brilhante como ele?”

Laney pega uma folha de papel e desenha um horizonte com o céu, a terra e o sol. “Laney é daqui.” Ela aponta para o chão. “Azir é do céu?” Ela aponta para o céu.

Azir dá um suspiro e aponta para o sol. “Do além.” Ele pega a folha e faz alguns pontos no céu. “Do além.”

Laney pega a folha. “Existem teorias de que existem outros mundos. E que cada luz no céu noturno é outro sol como o nosso.”

Eu balanço a cabeça. “Mas ele disse que ele é do além? Há algo mais distante? Azir? Como é o além?”

Azir puxa uma careta dolorosa. “Além do frio. Aqui está quente. Muito melhor.” Ele me abraça.

Eu não posso ajudá-lo e abraçá-lo também. “Azir? Nunca diga a ninguém que você é do além, ok?” Eu aponto para o papel. “Azir não diga. Azir não é do além.”

Ele franziu as sobrancelhas, então ele balança a cabeça e sorri. “Azir daqui.” Ele bate no chão e eu solto um suspiro.

***Cidade livre Estados de Nict, Tri***
*** Azir ***

Eu tenho um nome! Tem sido um longo tempo desde que eu tinha um. E eu decidi ficar com a mulher assustadora que parece ser minha mãe. Nenhuma ideia por que ela quer ser minha mãe, mas eu não tenho nenhuma objeção a ter uma protetora.

Este mundo está além do meu raciocínio. Por que essas pessoas mantêm tantos animais perigosos ao seu redor? Há um gato realmente assustador passeando na propriedade dos meus pais. Eu provavelmente seria apenas um jantar.

Pelo menos, Valda explicou-me que o material branco é algo que o meu novo corpo precisa. Ela não estava tentando me envenenar. E o nome da médica louca é Laney. Agora elas estão discutindo algo entre si.

Mas elas estão falando muito rápido para mim, então eu não tenho chance de entendê-las. Minha mãe deseja que eu esconda o fato de que eu não sou uma criança normal. Provavelmente, há algumas questões culturais que desconheço. Mas, por agora, toda a minha atenção está focada na aprendizagem da língua.

Essa maldita linguagem me deixa louco. Não há nenhum tempo adicionado aos verbos. Em vez disso, você indica o tempo, colocando o verbo no início, no meio ou no final da frase. E dependendo de determinados ponteiros que não têm nenhum significado de seus próprios, você pode mudar completamente o significado de uma palavra.

[Nota P: Tão difícil quanto o português e suas exceções]

Por exemplo: “Rahuun” significa lua. Mas “aRahuun” é o amanhecer da manhã. Eu queria ter minha magia e poderia simplesmente sugar o conhecimento de alguém. Provavelmente eles não reagiriam muito bem a isso. Talvez seja melhor aprender à moda antiga.

Olho para cima e escuto a confusão entre minha mãe e Laney. Pelo menos minhas técnicas de auto-hipnose ainda estão funcionando. Dizem que a melhor maneira de aprender uma nova língua é escutá-la dia e noite. Mesmo enquanto esta dormindo. Então, eu forço minha atenção em suas bocas e tento ignorar o resto do mundo.

Depois de um tempo eu suspiro e continuo tomando minhas notas para fazer sentido desta confusão.

  • Arthur Popuslou

    muito bom ;-;