Beyond?: Capítulo 39 – Segredo.

6
442

Tradução: Pomba

Revisão: P_


“Os rituais xamanísticos não são uma ciência precisa. Lançar um feitiço através de objetos, runas, som e gestos ao mesmo tempo leva muita experiência. A maga sábia Shandeley gastou muito tempo ao pesquisar este método. Ela chegou à seguinte conclusão.

-Aprender bem a teoria e aperfeiçoa-la.

-Aprender através das tentativas e desenvolve-las.

-Aprender pela sobrevivencia!

-Aprender, tentar, sobreviver e compreender.

Aprendendo, tentando, sobrevivendo e memorizando.”

-Papyri magicae.

***Cidade Livre Estados de Nict, Capital***

***Azir***

“Que merda. Eles suspeitaram e deixaram meus presentes para trás.”

Eu resmunguei e comecei a gravação mais uma vez para ouvir, mas eu já sei que não vou aprender nada de novo.

“Eu ainda acho que espioná-los não é a coisa certa a fazer. E se eles puderem provar que seus presentes são ferramentas de espionagem? Poderia resultar em guerra! Da próxima vez me informe de um plano tão perigoso!”

Stella reclama ao meu lado.

“Sim irmão! Isso foi muito infantil de você! Nós temos um relacionamento ruim com os Dwemers desde gerações. Não faça nada que possa ofendê-los! Nosso país tem problemas suficientes com os ataques regulares das nações do sul. É só graças aos esforços e negociações de Lucas Gejene que vivenciamos um longo período de paz.”

Valeria puxa minha orelha, enquanto olha por cima do meu ombro.

Estamos dentro do meu laboratório e eu pretendia obter algum elogio para a coleta de informações, mas tudo o que tenho são repreensões rígidas.

“Bem, pelo menos aprendemos que eles não são apenas estudantes e servos normais, mas pessoas que desejam alcançar algo vindo aqui.”

Eu me viro para encarar Valeria:

“E, por favor, não fale de Lucas como se ele fosse algum grande herói. Ele é apenas um pai preocupante com problemas familiares.”

Stella encolhe os ombros:

“Não é como se não soubéssemos que há mais que eles escondem. Você não apenas envia estudantes de intercâmbio para um país que está em mau estado com o seu próprio.”

Ela sai para dar uma olhada nos esquemas em meus quadros.

Eu aperto meus dedos e pego um pequeno saco cheio de microfones em miniatura. Eles são feitos sem o uso de qualquer magia, vamos ver se os Dwemers são capazes de encontrar esses. Pegando meu dedo mais uma vez, minha pequena assistente finalmente chega. O robô aranha em miniatura olha para mim com um olhar questionador. Eu dei a habilidade de aprender e mudar sua própria programação quando eu a criei. Depois que eu coloquei algum esforço sério em treiná-lo, Spidey se tornou um auxiliar confiável.

[Nota P: Até a primeira guerra de robôs… to sentindo um bombado vir do futuro XD]

“Implante esses furtivamente na mansão em frente a nossa, não seja pego.”

Eu solto a bolsa ao lado do pequeno robô e rasteja para fora com a bolsa.

Valeria bufa:

“A sério! Você vai nos meter em problemas se for pego!”

Eu levanto minhas mãos:

“Eu não sei de nenhum artefato animado em minha posse. Quem neste mundo poderia construir algo como Spidey? Nós apenas temos que negar sua existência.”

Valeria franziu as sobrancelhas:

“Eu não gosto de seu animal de estimação, mas isso é muito cruel. Até eu percebo que Spidey não é apenas uma máquina estúpida!”

Um som triturador puxa minha atenção e eu olho para Stella, que está em pé na frente do meu quadro-negro. Ela tem um pedaço de giz na frente de sua boca, enquanto olha distraidamente para os esquemas.

“Stella? Por que você está comendo giz?”

O que há de errado com ela?

“Deficiência de cálcio?”

Stella olha para nós e depois para o giz na mão.

“Hahaha. Tão estúpido, eu não estava comendo. Apenas tomei um olhar mais atento e então eu apenas me movi rápido. Deve ter quebrado.”

Ela aponta os pedaços de giz no chão e coloca o giz de volta em seu lugar.

Entendo, ela engolindo deve ter sido minha imaginação. Sério, quem em seu juízo direito comeria giz…

***Cidade Livre Estados de Nict, Capital***

***Stella***

Giz tem gosto bom… por que giz tem gosto bom? Estou doente? Ele disse algo sobre cálcio. Há cálcio no giz. Para que é necessário o cálcio? Meu corpo anseia por cálcio? Eu alargo os olhos e caminho em direção à saída.

“Tenho algo importante a fazer, não posso brincar por muito tempo.”

Eu esfrego minhas têmporas, a fim de obter a minha mente trabalhando novamente. Agora eu entrei em modo piloto automático completo, nem mesmo percebendo o que eu estava fazendo. Isso nunca aconteceu antes.

Saindo do laboratório de Azir, vou para o segundo andar e entro na minha área pessoal. Ignoro meus experimentos e caminho direto para a maior sala com meu equipamento pesado. Eu organizei um vidro de *scrying para meu próprio uso pessoal. É o dispositivo mais importante para curandeiros neste dia e idade, porque permite que você olhar dentro de um paciente.

[Nota Pomba: Cristal Arcaico]

Chegando a meu destino, eu agarro o vidro redondo que é esta num anel dourado. Algumas mudanças rápidas no dimensionamento ativa o vidro. Eu passo em frente ao espelho ao lado da entrada e seguro o vidro sobre a minha barriga.

Há o pedaço de giz eu comi e tudo o resto que eu comi durante o dia. Uwah, repugnante. Felizmente eu desliguei as cores e a imagem é apenas preto e branca.

Segurando o espelho um pouco mais baixo no meu abdômen, encontro o que eu estava procurando… um pequeno *embrião subdesenvolvido. Há mesmo a casca de ovo começando a se formar.

“Hiii!”

[Nota P: …fuu]

Eu deixo cair o vidro de scrying, não me importando se ficou danificado. De repente o mundo começa a girar e eu tenho que ficar de joelhos.

Isto é mau. Por quê? Eu cubro meu rosto com ambas as mãos e uma tempestade de sentimentos indesejados corre sobre mim. Eu sempre tomei os contraceptivos e de acordo com o médico deve ser quase cem por cento seguro. Fui fodida com a palavra ‘quase’? Eu rastejo até o baú onde eu armazeno as pílulas e conto, apenas para ter certeza. Quando eu termino, eu os junto e rosno. Nenhum erro. Eles simplesmente não conseguiram cumprir o seu propósito.

E agora? Aborto? Eu não quero matá-lo, magos são bastante raros:

“Awawawa… Isso não pode acontecer um pouco mais tarde?”

Eu nem sequer conversei com Azir sobre o nosso futuro e os nossos filhos! A questão não surgiu e deliberadamente evitamos falar sobre isso.

Depois de alguns minutos, encontro forças para me levantar de novo. Eu simplesmente tenho que falar com ele sobre isso. Não é como nosso relacionamento poderia ser danificado por algo assim. Nós simplesmente temos que falar sobre isso como pais adultos.

Caminho lentamente para fora do meu laboratório e dirijo-me para o quarto no terceiro andar. Lá eu encontro Azir já em pijama na nossa cama grande, lendo um livro. Parece que Valeria já foi para casa. Troco a minha própria camisola e me deito ao lado dele, *brincando com meus dedos.

[Nota P: quando isso acontece… ai fuu mesmo]

“Azir? Quero falar sobre uma coisa.”

“Hm.”

Ele apenas acena, mas sua atenção permanece no livro.

“Por que você me ama?”

Vou tentar iniciar esta discussão em seu ponto central. Ele levanta as sobrancelhas e sua testa se transforma em uma massa de rugas. Posso dizer que ele está se perguntando por que eu de repente trouxe isso.

Ele começa a falar como se estivesse tentando atravessar um campo minado.

“Porque estamos juntos desde a infância e namorando desde que tínhamos quinze anos? Porque você é independente, inteligente e sexy?… porque você pode *mudar seus três tamanhos?”

[Nota P: Vai ficar sem hj de novo, mas é um mane mesmo]

Estou um pouco surpreso, porque ele simplesmente jogou uma série de perguntas para mim.

“Esses recursos se aplicam a quase todas as mulheres nesta universidade.”

Se você não contar o ponto com os três tamanhos.

Ele joga o livro no chão ao lado da cama.

“Há algum ponto para esta discussão? Claro, todos os recursos que eu atribuo a você podem ser encontrados em toneladas de outras mulheres também! Se a cadeia de eventos fosse um pouco diferente eu poderia ter me apaixonado por outra pessoa.”

Lá vai seu lado anti-romântico outra vez! Eu odeio isso!

De repente ele rola em cima de mim e beija meu pescoço.

“A resposta é simplesmente porque é você. Eu amo você e ninguém mais.”

Suas mãos vagam por minha espinha e minhas pernas, forçando as a abrirem.

Suspiro e o abraço:

“Eu te amo porque você está me dando à sensação de que eu sou única para você. Do nosso tempo na escola até agora você estava sempre ao meu lado e nunca olhou para alguém, apesar de ter muitas opções para escolher.”

Ele me puxa em seu abraço enquanto ele continua a acariciar meu pescoço.

“As outras não eram tão confiáveis quanto você. Você desistiu do objetivo pelo qual trabalhou, por anos, só para estar junto comigo. O que mais eu poderia querer?”

Eu enrijeço um pouco. Sim… eu sou confiável… confiável o suficiente para engravidar sem ter falado sobre as consequências óbvias do sexo.

“Azir, o que você acha das crianças.”

Agora ele é o que se congela:

“Eeeh… sério?”

Ele se senta entre minhas pernas e me puxa com ele para uma posição ereta:

“Ee… não é… como eu… odeio crianças!”

Ele gagueja.

“É só que eles são barulhentos e gritam. E você tem que cuidar deles para a maior parte de uma década até que você pode deixá-los sozinhos, sem ter que se preocupar.”

Ele força um sorriso em seu rosto e eu posso sentir que ele está desconfortável com a questão.

“Não podemos esperar pelo menos até que terminemos com a universidade e casados? Esta vida universitária é realmente agradável, você sabe? Livre de responsabilidade, enquanto simplesmente estamos um com o outro. E não é como se estivéssemos com pressa. Nós dois somos magos fortes e o país está em paz… se você não contar certos problemas. Há muito tempo.”

De um momento para o outro eu tenho medo de dizer a ele que sua noiva de confiança esta confusa e que a sua *feliz sorte vai está chegando ao fim! Há ainda alguns meses antes que possa ser visto. Posso trabalhar minha coragem em outro momento.

[Nota P: Sim ela pode acabar… então encapa o bixo]

“Certo. Eu também acho. Não há necessidade de correr.”

O que devo fazer?

  • Donyatsu

    kkkk ela ta comendo giz… nunca provei, será que é bom?

    • Pomba Desumana

      Se você estiver gravido, então acho que sim.

      • Donyatsu

        ufa, pelo menos o filho não vai nascer com cara de giz né

        • Pomba Desumana

          Se você tiver muita vontade de comer giz, talvez isso aconteça. HUASUHASUHA

  • emerick

    Eu cheirava giz e nao comia.
    Se fudeo vai ser papai kkkk

  • Arthur Popuslou

    quando decide esconder que a porra desanda 1-1