Beyond?: Capítulo 31 – ~ Vida. ~

0
377

Tradução: Pomba

Revisão: P_


“Lançar um feitiço mágico tem dois requisitos. Primeiro você precisa do poder para alimentar seu feitiço, segundo é necessário guiar o efeito de sua magia. O fornecimento da energia pode ser conseguido pelos seguintes meios.

Usar a mana interna é a solução mais comum. Ela também detém o maior risco para o seu próprio bem-estar. Usar sua própria mana resulta em enfraquecer sua própria constituição física. Este efeito é sutil no início, mas quando você começa a ficar com pouca mana torna-se mais grave. Em alguns casos, pode até resultar em morte.

A segunda possibilidade é usar a mana selvagem de seus arredores. Isso é mais difícil de realizar, já que você precisa ser bom em detectar mana e manipulá-la.

A terceira possibilidade é usar outros seres vivos como fornecedores, ou adicionar seu poder ao seu próprio através de um ritual negro.

Para lançar um feitiço você precisa de uma maneira de controlar o seu efeito. Isso pode ser conseguido através da conversão ou do canto, usando runas ou círculos mágicos para descrever o resultado desejado, ou rituais xamânicos. Há mais possibilidades de guiar uma magia, mas estas são as mais comuns. Todos fazem a mesma coisa. E isso é essencialmente orientar a mana no padrão adequado para alcançar o efeito desejado, alterando as leis da natureza.

Lançar um feitiço por voz ou pensamento é a forma mais antiga desta arte. É apenas uma maneira de ajudar o lançador em imaginar o efeito desejado, mudando assim a realidade para seus desejos.

Rituais xamânicos ajudam um canto adicionando símbolos e objetos, aumentando assim o controle sobre a magia. Isso torna possíveis feitiços maiores e mais complicados.

Runas e círculos mágicos são a forma mais recente de dirigir uma magia. Ao forçar a mana a fluir em um determinado padrão, você pode adicionar muito mais controle e poder ao feitiço. A desvantagem é que este método é muito literal e um pequeno erro pode levar a falhas catastróficas.”

-Papyri magicae.

***Cidade Livre Estados de Nict, Capital***

***Valeria***

Meu irmão é um tutor! Finalmente uma oportunidade de passar mais tempo com ele. E a puta não pode sequer interferir. Levei apenas um momento para a decisão de participar do seu curso.

Por trás dessa porta está o meu paraíso. Eu só tenho que afugentar as outras pragas que estão aderindo a ele. Sem hesitação, abro a porta e entro na sala de aula. O que eu encontro dentro é simplesmente chocante!

Irmão está deitado na mesa do professor e roncando alto. Doze alunos estão sentados na primeira fila com livros grandes na frente deles. Seus rostos são tensos e cheios de medo quando eles olham para cima em uníssono como um relógio bem mantido.

“O que é que isso deveria ser?”

Eu tento bater a porta fechada, mas uma das alunas lança seu caderno com habilidade incrível entre a porta fechando e seu aro. A mesma estudante se levanta e inclina-se para a minha posição.

“Psst! Não o desperte!”

Ela sussurra enquanto recupera seu caderno. Um dos meninos aponta para a porta:

“Você deve virar e sair enquanto puder.”

“Por que eu deveria? Eu quero estar nesta classe para passar tempo com meu irmão!”

Eu respondo sem preocupação. Por que eles estão tentando manter Azir adormecido? Agora eu percebo que a menina que veio até mim não está usando sapatos. Ela está indo para me cumprimentar.

“Você? Você é sua irmã?”

A garota que veio até mim aponta para Azir. De alguma forma eu tenho a sensação de que ela está me lamentando.

[Nota P: Só impressão]

“Sim.”

Eu aceno, não conseguindo entender o que está acontecendo. É algum tipo de jogo pervertido? É o rosto do meu irmão dormindo que é tão adorável para ficar olhando? Meus olhos piscam para ele, mas não parece ser o caso. Ele está deitado de costas e ronco com a boca aberta. Suas duas mãos estão em seu peito e há uma pequena baba correndo por sua bochecha.

“Ele não deveria nos ensinar?”

“Pssst!”

A menina com o caderno gesticula para ficar quieta e cai de joelhos na minha frente. Os outros alunos também se levantam e correm na minha frente e se ajoelham. O que está me assustando é que nenhum deles estava usando sapatos e tudo aconteceu em silêncio absoluto.

Agora eles estão ajoelhados em duas fileiras de seis na minha frente.

“Por favor. Não acorde o dragão adormecido!”

Novamente eles sussurram em uníssono:

“Somente coisas ruins acontecem conosco enquanto ele está acordado.”

Eu esbocei os olhos nessa visão:

“Vocês… o que aconteceu com vocês? Você parece estar realmente com medo dele. Meu irmão não é uma pessoa tão má.”

“Seu irmão é um deus. Ele dá o que quer dar e toma o que quer tomar.”

Todos murmuram em uníssono:

“E troca o que deseja trocar.”

Um deles termina a descrição.

Eles são como um grupo de fanáticos religiosos! O que meu irmão fez para merecer as pessoas assim? Eu os ignoro e uso o meu dedo para cutucar meu irmão. Ele é fraco contra ataques como esse:

“Irmão. Acorde!”

Os alunos suspiram e voltam rapidamente para seus assentos.

Azir abre os olhos e se senta. Eu apressadamente retiro um lenço e limpo seu rosto enquanto ele está sonolento olhando para a parede na frente dele. Ele boceja:

“Eu tive um sonho tão bom.”

“Irmão. O que você acha que está fazendo? Isto será ruim para nossa família se descobrirem. Você deve nos ensinar corretamente. Em vez disso, acho que você está dormindo enquanto seus alunos estão envolvidos em auto-estudo.”

Eu o repreendo.

Finalmente ele olha para mim:

“Oh, desculpe. Ontem eu tive uma noite difícil. Primeiro aqueles assassinos e depois o interrogatório. Stella também tomou seu tempo. Eu estava morto de cansaço e então eu decidi fazer um auto-estudo. Eles já foram feitos? Eu disse que eles deveriam terminar de lerem todo o livro dentro de uma hora.”

“Assassinos! Interrogatório! O que aconteceu?”

Grito em choque.

Ele faz um gesto de desprezo:

“Não se preocupe. Tudo foi cuidado. Quarma e eu iremos informá-la esta noite quando houver tempo.”

“Oh, ótimo. Então a vovó cuidou das coisas.”

Então deveria estar bem. Volto-me e olho os volumes pesados que são usados para a aula de estudos gerais:

“Tudo isso? Dentro de uma hora? Irmão, isso não é possível para a maioria das pessoas normais! A não ser um Siorda ou você, ninguém pode fazer isso. Eu também não seria capaz se você não tivesse me ensinado seus truques de auto-hipnose.”

Ele pisca:

“Não é? Bem, eles simplesmente têm que superar seus limites. Aprender a magia é um processo constante de quebrar as leis da física e desafiar seus próprios limites. Talvez eles devessem simplesmente abandonar esta escola se não puderem fazer isso.”

“Irmão, por que você não começa nos ensinando suas técnicas de aprendizagem. Isso mostra que você é mau em ensinar se você exige essas coisas de seus alunos. Você me ensinou corretamente também, por que você não os ajuda da mesma maneira. Basta começar do básico e dar pequenos passos.”

Aponto para o quadro-negro.

“Como você fez comigo.”

Ele bufou:

“Isso foi completamente diferente. Você estava fora do ovo. Era razoável ensiná-la a partir do zero. Você realmente espera que eu comece a ensiná-los do zero? Eles já deveriam ter aprendido o básico.”

Eu ando para os outros estudantes e tomo um assento:

“Por favor, seja gentil. Acho que preciso ensina-los tudo o que você me ensinou.”

Por um momento parece que ele está pensando em recusar meu desejo. Então ele rola fora da mesa e pega um pedaço de giz:

“Tch! Foi tão divertido vê-los lutando em vão.”

Então ele nos dá um curso intensivo em técnicas de aprendizagem e treinamento mental.

A partir daí ele começa sua explicação de magia e física. Como os dois podem ser usados juntos para enganar as leis da natureza. Claro que já sei tudo, mas já que existem… ah… Porra! Eu não queria expulsá-los? Eu esqueci completamente, pois os outros alunos se comportaram tão estranhamente.

Um pouco mais tarde, o Irmão coloca o giz:

“Bem. Isso conclui por hoje. Eu vou me apressar em casa para me livrar das minhas coisas. Vamos nos ver na mansão dos nossos pais, Valeria.”

Ele pega um saco e sai correndo da sala antes que eu possa pará-lo.

Sentindo para trás eu me levanto e pego minha própria bolsa, mas então eu percebo que todos os estudantes estão olhando para mim. De alguma forma eu me sinto um pouco perturbada por suas expressões e então eu me levanto e ando em direção à porta.

“Por favor!”

Eu dou um olhar para trás, só para encontrá-los ajoelhados em duas fileiras de seis… novamente! Eles me olham como se eu fosse algum tipo de messias:

“Você tem um bom relacionamento com seu irmão?”

A garota com o caderno de antes olha para mim com olhos esperançosos.

“Bem, claro. Somos irmãos depois de tudo.”

Eu respondo um pouco hesitante. O que meu irmão fez com essas pessoas?

“Ele não coloca sua alma em outro corpo?”

“Ele te ensina corretamente?”

“Ele não pede o impossível de você?”

“Ele te ouve?”

“Ele não a puniu por um erro em sua lição de casa?”

“Ele não quebra seus ossos um por um porque você fez um pequeno truque com ele?”

“É claro que ele não faz nada disso. Eu sou a futura líder do clã. Não fale mal de meu irmão!”

[Nota P: É.. realmente o pior cego é aquele que não quer ver…]

Por que aqueles idiotas derramaram tais mentiras!

Então eles falam em uníssono:

“Nós nunca falariamos mal sobre o mestre!”

Todos eles tocam o chão com a testa.

“Por favor, proteja-nos dele! Se ele te ouvir, você deve ser uma existência ainda maior do que ele. Juramos lealdade eterna! Por favor, visite esta lição todos os dias a partir de agora!”

Eu sinto meu olho esquerdo se contorcendo. O que há de errado comigo. Esse é o hábito do meu irmão quando está sob estresse. É um problema genético de nossa família?

“Eu tenho que ir agora.”

Enquanto estou me voltando, uma das meninas se joga para frente e agarra meu pé:

“Por favor! Você não pode nos deixar assim. Prometa que nos protegerá! Nós nos tornaremos seus servos!”

Eu tento libertar meu pé, mas a garota não deixa ir. Sua força está em outro nível. Embora eu não a sinto usando magia e ela não parece que está fazendo um treinamento adequado. É este o poder do desespero?

“Eu não preciso de servos! Não é como se eu fosse algum chefe de rua!”

Sem me segurar, chuto a garota, mas ela prova ter mais resistência do que eu pensava. Ela não me solta.

Todos respondem como um:

“Você é uma futura líder de clã! Você precisa aprender liderança!”

Naquele dia, doze dos meus mais fiés seguidores se forçaram a mim.