Beyond?: Capítulo 28 – ~ Festa. ~

2
446

Tradução: Pomba

Revisão: P_


 

“Eu digo o que eu quero dizer e faço o que eu quero fazer. Não há nenhum meio termo. As pessoas vão amá-lo ou odiá-lo por isso.”

-Uma verdade simples.

 

 

 

***Cidade Livre Estados de Nict, Capital***

***Stella***

 

 

 

“Tem certeza de que você não quer mudar seu cabelo para prata? Apenas mostrar a eles que você é realmente um Gejene?”

 

Azir pergunta enquanto segura minha mão. Estamos na parte de trás de um palco e à espera de nossos pais para fazer o anúncio *feliz. Ouço a voz abafada de minha mãe através da madeira separada. Ela está segurando um de seus discursos terrivelmente longos.

 

[Nota P: Ou não]

Azir está usando um terno preto que o faz parecer dois ou três anos mais velho. Eu estou em um vestido branco apertado com bordado de prata.

 

Eu balanço a cabeça:

 

“Não. Eu quero ir lá e mandá-los dar uma boa olhada em mim. Eu quero que eles percebam quem eu sou. Quero que eles se lembrem do que disseram sobre mim. E depois, no palco, vou mudar meu cabelo.”

 

Azir concorda:

 

“Isso certamente terá o efeito máximo. Você é uma pessoa cruel, sabe disso?”

 

Me contorcendo um pouco, eu pego sua mão na minha e olho para ele:

 

“Você acha? É muito cruel? Eu estou errada? Estou ciente de que, em grande parte, fui deixada sozinha na escola, mas isso foi apenas porque eles temiam que eu contasse que eles falaram comigo.”

 

Ele acaricia minha cabeça e sorri:

 

“Assuste eles tanto quanto você quiser. Eu só pensei que poderia ser um pouco demais.”

 

Um som de palmas pode ser ouvido do palco, juntamente com a voz da minha mãe:

 

“E finalmente posso anunciar o ponto mais importante desta noite. Minha segunda filha que estudou incógnita na universidade se apaixonou e podemos anunciar alegremente o noivado de Stella Gejene e Azir Zait. Esta é uma hora feliz para ambos os nossos clãs e estou muito feliz em apresentar os dois para você.”

 

“Esse é o nosso sinal!”

 

Eu puxo Azir em torno da madeira separada e aceno para a multidão de pessoas com um sorriso no meu rosto. Azir faz o mesmo, embora caminhe um pouco rígido. Minha mãe e seus pais estão esperando por nós no palco.

 

Quando chegamos ao lado da minha mãe, ele se inclina um pouco e sussurra.

 

“Eu acho que não sou tão bom com discursos.”

 

“Apenas diga o que vem à sua mente e tudo está bem.”

 

[Nota P: Isso não é uma boa ideia]

 

Eu sussurro enquanto eu procurava os rostos na multidão. Finalmente eu encontro aqueles que eu estava procurando.

 

Eu mantenho meus olhos em Olivia e depois em Annice por vários momentos. Todo o salão do festival é completamente silencioso e todos estão nos observando. Alguns com interesse, alguns em choque e com mandíbulas abertas. Então eu mudo minha cor do cabelo para o efeito o mais dramático e algumas caras pálidas.

 

Minha mãe nos dá um sinal e eu dou um passo adiante. Azir faz o mesmo enquanto segura minha mão.

 

Eu deixei meu olhar vagar sobre a multidão inteira, ao tomar no salão luxuoso do festival. Os candelabros de diamantes, as insígnias douradas nas paredes, o caro piso de mármore. Não há material que é muito luxuoso ou muito raro quando se trata de minha família. Podemos simplesmente transmutar sujeira em tudo o que desejamos que seja.

 

Meus olhos encontram Louise, Talia e Karsen. Eu sorrio e começo meu pequeno discurso.

 

“Agradeço a todos vocês por estarem aqui esta noite. Especialmente porque esta é a primeira vez que somos devidamente apresentados. Meu nome é Stella Gejene. Eu tenho que dizer que eu estou incrivelmente feliz que meu relacionamento com o quem eu amo é finalmente oficial ~!”

 

Eu abraço Azir de lado e o beijo em sua bochecha.

 

Algumas meninas que estavam olhando para Azir ficaram vermelhas e outras pálidas ainda mais.

 

Azir dá um passo à frente com o rosto virado para uma máscara sorridente.

 

“Olá a todos. Alguns de vocês me conhecem. Eu sou Azir Zait. Infelizmente não sou bom nem discursos, nem com pessoas. Então eu decidi simplesmente transmitir meus sentimentos sobre meu noivado com Stella.”

 

Ele faz uma pausa para o efeito dramático:

 

“Há algo que eu queria fazer na frente de todos, sem me importar se alguém poderia ver!”

 

Ele se vira, me inclinando para trás e me beija. Eu sinto meu coração pular uma batida, é um daqueles beijos que têm um significado profundo!

 

[Nota P: Awn]

 

Do canto dos meus olhos, vejo algumas garotas caírem e outras se ajoelharem em derrota. Um barulho de cursos de alegria pelo corredor. Finalmente Azir me coloca em posição vertical novamente e sorri para a multidão.

 

Minha mãe dá um passo adiante:

 

“Uma vez que ambos ainda estão na universidade, decidi junto com Valda Zait que seria melhor dar-lhes algum espaço livre. Eles têm sua própria casa no campus da universidade e são livres para fazer o que quiserem. Eles ainda têm cinco anos na frente deles e muitas coisas podem mudar em cinco anos. É benéfico para o país ter dois desses indivíduos pendentes disponíveis para ser inserido em uma posição de poder, se necessário. Estou certa de que todos compreendem o que significa esse laço entre o Gejene e os Zait”.

 

Azir se inclina para mim:

 

“Acabei de ter uma má interpretação, ou ela realmente ameaçou todo mundo?”

 

Eu mordo meus lábios:

 

“Ela não os ameaçou exatamente. Eu diria que ela se assegurou de que todos entendessem alguns fatos.”

 

Helen bate palmas:

 

“Assim. Com tudo dito, que nós podemos finalmente começar a festa.”

 

 

 

***Cidade Livre Estados de Nict, Capital***

***Azir***

 

O hall é realmente luxuoso. Os Gejene não se seguraram quando eles são os anfitriões. Apenas veio a mim… mas… Stella é a mulher perfeita para mim! Sempre que eu preciso de um material especial para as minhas máquinas, eu só tenho que ir para Stella e dizer-lhe o que eu quero. Não há sequer um problema com dinheiro! Eu só tenho que lhe trazer uma pá de cocô do Ghost e dizer-lhe para fazer algum ferro para mim. Ou qualquer outra coisa que eu precise no momento.

 

[Nota P: Essa mina realmente é perfeita]

 

Eu olho para fora para nossos pais, mas parecem ter uma conversação importante, não prestando a atenção a qualquer outra coisa.

 

Stella pega minha mão e me puxa para fora do palco:

“Azir, vamos dançar!”

 

Ela aponta para a pista de dança no meio do salão.

 

Eu concordo. Em nosso caminho para a pista de dança, somos interceptados por Annice e Olivia.

 

Annice é a primeira a falar:

 

“Bem jogado. Tenho que inclinar a cabeça, Stella. Não admira que todos os meus avanços posteriores falhassem. Você tomou a posição como a bonita, inocente amiga de infância. Eu deveria ter pensado nisso. Em cima você escondeu sua identidade, então eu nem percebi que você era uma ameaça!”

 

Eu sorrio para Annice:

 

“Então você vai finalmente vão parar de me importunar? Eu disse que não vai dar certo desde quando nos conhecemos.”

 

Os olhos de Annice se arregalam e relaxam novamente:

 

“Então você se lembra disso. Provavelmente eu já estraguei minhas chances naquele dia. Parece que eu tenho que procurar outro alvo. Você viu Louise em algum lugar? Ela sempre me alimentou com alvos interessantes para me distrair de você.”

 

Aponto para minha esquerda.

 

“Eu a vi em algum lugar lá quando eu estava no palco.”

 

Duvido que Annice sinta algo mais sobre isso do que ter perdido a chance de colocar as mãos em um brinquedo interessante.

 

“Eu entendo.”

 

Ela se vira para Stella.

 

“Certifique-se de manter um bom olho nele. Se surgir a chance, eu posso interferir no caminho entre vocês dois.”

 

Annice sai e nos deixa para trás.

 

Stella murmura:

 

“Eu não faço em trio.”

 

[Nota P: NNNNnãããõooo]

 

Eu volto minha atenção para Olivia, que parece que ela quer dizer algo a Stella.

 

Ela aperta os punhos.

 

“Claro que eu sabia que você ganharia desde que você me bateu. Essa força estranha sua não é nada para rir. Mas ainda me incomoda que você escondeu sua verdadeira identidade. Desde que o contrato mágico que você me forçou foi finalmente terminado, eu posso te perguntar agora. Por que você fez isso?”

 

Stella arranhões seu queixo:

 

“Porque minha mãe só me permitiu ficar na universidade, desde que eu não fosse descoberta.”

 

Oliva amaldiçoa e se afasta:

 

“Se eu tivesse encontrado uma maneira de contar a alguém sobre ela!”

 

Eu sorrio para Stella:

 

“Então você foi a culpada, afinal. Eu suspeitei. Qual contrato você aplicou a ela.”

 

Stella inclina a cabeça enquanto tenta se lembrar:

 

“Não fale comigo. Não fale sobre minha verdadeira identidade. Não dê qualquer informação sobre a minha verdadeira identidade de forma alguma. Encontre uma desculpa se alguém achar que seu comportamento é estranho. Mantenha sua distância de mim. Não me aponte. Não confirme ou negue nada sobre mim… e algumas formulações mais redundantes.”

 

“Mais? Você foi muito meticulosa.”

 

Finalmente chegamos à pista de dança e começamos a dançar.

 

Stella acena com a cabeça:

 

“Eu aprendi que isso tem que ser feito direito quando eu encontrei as lacunas no contrato entre minha mãe e eu.”

 

Está certo. Os contratos mágicos não podem ser configurados de forma suficientemente complicada. Isso é porque eles são como uma linguagem de programação.

 

“E a força que ela mencionou. Você já demonstrou poder físico extraordinário. Da próxima vez vou melhorar minha força antes de te atacar.”

 

“~ Nããão. ~ Você vai me atacar novamente amanhã? Eu estava vinte minutos atrasado por causa disso.”

 

Ela me abraça um pouco mais apertado:

 

“Isso é apenas um pequeno truque que eu encontrei quando eu brincava com minha habilidade. Como minha habilidade funciona ao infundir minha mana em objetos, tentei manipular o fluxo de mana dentro de mim para aumentar minha força. E funciona muito bem. Se você concentrar sua mana em certas áreas você consegue um impulso considerável no poder.”

 

Isso é muito legal:

 

“Soa interessante. Você tem que me ensinar. Quando me lembrei dos ferimentos de Olivia, já pensei que você tinha transmutado ou algo assim.”

 

“Certo. E não. Você não pode transmutar seres vivos em uma situação de combate, pois você teria que infundir sua mana neles. A reação normal de alguém que é atacado é forçar a mana do inimigo para fora de seu próprio corpo. Embora funcionasse se o alvo relaxar e deixar acontecer.”

 

Ela se inclina mais perto e sussurra em meu ouvido:

 

“Podemos tentar trocar de papéis na próxima vez.”

 

“Hahahaha… Não.”

 

[Nota P: O.o]

 

“Foi só uma sugestão.”

 

“Você já me disse como é perigoso e você quer transformar todo o corpo? Não conte comigo. Existem melhores soluções para conseguir algo assim.” Eu balanço a cabeça.

 

“Oh?”

 

Ela sorri:

“Quais?”

 

“Não vou dizer. Isso é território proibido.”

 

E não de uma só maneira. Eu não vou pisar nesse chão.

 

“Então nós fazemos isso normalmente esta noite.”

 

Ela ri.

 

“Ainda há muitas posições que não tentamos.”

 

Eu sussurro em seu ouvido.

 

“Irmã!”

 

Nossa dança é subitamente interrompida por uma beleza de cabelo prateado em seus melhores anos. Acho algumas semelhanças com Stella, mas a nova chegada tem um rosto ainda mais magro que não prejudica sua aparência. Seu vestido está mostrando frivolamente seu busto ao ponto que eu temo que eles possam irromper e libertar-se de seus grilhões a qualquer momento. Seus chifres estão arqueando para cima de sua testa e curva então para trás em torno de sua cabeça como uma coroa. Eles são prateados como seus cabelos. Eu suponho que ela os manipulou com sua habilidade.

 

O vestido é um apertado de ouro e prata com muitos segmentos abertos, exibindo suas pernas e quadris enquanto ainda escondem a maior parte deles. A roupa de Stella é apertada e reveladora também, mas comparada a esta mulher Stella é moderada e restrita.

 

Stella suspira e paramos de dançar.

 

“Posso te apresentar. Essa é Sola Gejene, minha irmã mais velha por quatro anos e nove meses. Sola, este é Azir, ele pertence a mim! Então fique longe.”

 

“~ Ahn! ~ Como é fria. O que eu já fiz com a minha irmãzinha para merecer isso. Imagine minha surpresa quando a mãe me disse que o pato preto de nossa família se transformou em um cisne branco e conseguiu um cara. Tudo isso praticamente da noite para o dia.”

 

Ela olha para mim e puxa seu lábio:

 

“Ele ainda é um pouco jovem, mas você se importaria de emprestá-lo para mim? Eu precisaria apenas de uma noite.”

 

Esta mulher é uma cadela! Uma verdadeira cadela em um país matriarcal! E ela é a sucessora da líder do país!

 

“Prazer em conhecê-la, sou Azir.”

 

“Oh! Uau! Eu sou Sola, prazer em conhecê-lo.”

 

Ela olha para Stella:

 

“Ele está olhando nos meus olhos. Não é muitos homens que fazem isso. O que você acha, irmã? Você pode tê-lo de volta depois. Originalmente eu pensei em pegá-lo para mim mesmo quando seu clã estivesse pronto para negociar, mas você me derrotou. Esgueirar-se assim era um pouco desonesto de você. Posso lhe oferecer um favor em troca.”

 

O rosto de Stella se transformou em uma máscara sorridente:

 

“E quanto a ‘Ele é meu’ ‘E Fique longe!’É difícil de entender?”

 

“Aw. Bem. A oferta ainda está de pé se você precisar de alguma coisa.”

 

Ela olha além de nós e vê algo que chama a atenção dela:

 

“Catarina! Muito tempo sem te ver.”

 

Sem nos incomodar mais ela sai.

 

Eu sigo a partida dela em silêncio, aqueles quadris balançando, o andar de rolamento! Ela é a personificação de um P…

 

Stella puxa meu rosto:

 

“Não olhe assim, seus olhos cairão!”

 

“Não… eu só pensei …”

 

Por um momento eu considero se eu deveria transmitir meus pensamentos, mas não deve ser um problema, já que Stella não parece gostar de sua irmã:

 

“… que cadela! Ela realmente vai ser a próxima líder do clã?”

 

Stella solta a minha bochecha:

 

“Você acha? Bem, se encaixa nela. Por um momento eu pensei que você estava apaixonado por ela.”

 

“Não. Seu clã está em apuros. Espero que você perceba isso.”

 

Eu encolho os ombros.

 

Stella ri:

 

“Infelizmente, não é tão ruim assim. Ela pode não parecer, mas ela tem um cérebro entre os ouvidos. Caso contrário, minha mãe teria usado todos os meios possíveis para me devolver ao palácio.”

 

“Então… desde que conheci sua irmã, que tal me apresentar ao seu pai?”

 

Pergunto um pouco assustada:

 

“Há mais surpresas para mim?”

 

“Infelizmente, meu pai está em uma missão diplomática através da fronteira sul. Ele não voltará antes do próximo mês. Felizmente, minha irmã é a única estranha da família.”

 

“Então… que tal fugir antes que sua irmã volte?”

 

Faço uma pausa significativa:

 

“De preferência um lugar onde estamos sozinhos.”

 

Stella inclina a cabeça:

 

“Isso pode ser uma boa ideia.”

 

[Nota P: no começo é todo dia… até o bendito casamento.]

 

  • Arthur Popuslou

    n sei se tem muito problema num casamento quando sua esposa é gostosa, vc é um mago e a esposa pode transmutar seu proprio corpo para ficar bonita, esses detalhes ae de chifres são impossiveis de entender e sempre achei chifres fodas

    • Jonathas Alexandrino

      É, bons argumentos kkkk