Beyond?: Capítulo 27 – ~ Convite. ~

0
413

Tradução: Pomba

Revisão: P_


 

“O Warcat é o animal de estimação amado de cada homem com valor. Embora eles fossem usados anteriormente para ajudar na caça de soldados inimigos que fugiam, eles se transformaram em animais de estimação e guardiões da casa e do jardim. Eles estão disponíveis em diferentes cores e graus de fofura. O maior deles alcança uma altura de dois metros.

É recomendado para o proprietário manter o Warcat bem alimentado, a fim de ser tolerado. É necessário alimentar o gato regularmente. Uma ou duas vezes não fará nada de bom. É claro que um extenso jardim é recomendado.

Isso e o desejo natural do Warcat de permanecer dentro de um pequeno território, enquanto ele não ficar com fome tornaram guardiães perfeitos. Você não tem muito mais a fazer do que ouvir os gritos aterrorizados de ladrões e assassinos, como eles tentam chegar a sua casa. Os gatos não perderam sua natureza vil, apesar de serem criados para serem mais fáceis de manusear por muitas gerações.”

 

-*Equerry.

 

[Nota P: Servo de alta patente]

 

 

 

***Cidade Livre Estados de Nict, Capital***

***Azir***

 

Algo se move sob mim e me acorda. Estou deitado sobre a Stella. Ainda estamos parcialmente com nossas roupas e a cama está completamente desarrumada.

Stella está acordada e tentando me empurrar:

 

“Nós temos que levantar. Eu tenho aulas em uma hora… e você é pesado.”

 

Eu sorrio enquanto me lembro da noite passada e beijo seu pescoço:

 

“Mas há algo que tem que ser cuidado pela manhã.”

 

Stella ofegou quando coloquei minha mão em seu precioso lugar.

Mesmo que ela reaja bem, ela ainda tenta me empurrar:

 

“Eu preciso tomar banho e tomar os contraceptivos.”

 

[Nota P: Parte importante, as duas : P]

 

“Você não pode simplesmente mudar o seu corpo em conformidade? Você está estudando medicina e ainda confia nos relatórios de sua amiga. Quando você vai aprender que ela está brincando com você?”

 

Eu começo a esfregar meu corpo contra o dela.

Ela se contorce sob mim:

 

“Mas os livros estão todos evitando descrições detalhadas do ato em si por algum motivo. E eu disse que mexer com o corpo é perigoso. Especialmente quando se trata de detalhes finos dentro dele. É difícil controlar a mudança quando você não pode olhar para o efeito. Eu não quero prejudicar meus órgãos permanentemente.”

 

“Muito ruim.”

 

Eu agarrei seus quadris e penetrá-la. Ela solta um grito bonito, mas é diferente de ontem. Disparando acima por seus gemidos eu começo a mover em minha própria conveniência. Ontem ela jogou comigo enquanto estava no topo o tempo todo. Isso é vingança.

Depois de um tempo ela estremece com um gemido bonito e eu a sinto apertando, o que me leva ao final de minha resistência e uma sensação de queimadura percorre meu corpo enquanto suas pernas se fecham ao meu redor.

 

*Crack*

 

Paro de me mover quando uma dor abrasadora dispara na minha coluna e a pressão acumulada se libera dentro dela. Eu suspiro.

 

“Isso é suposto acontecer quando eu sou um velho! Por quê?”

 

Voltando à realidade, acho que as pernas de Stella me pressionam como um vício.

Finalmente ela relaxa e percebe o que ela fez:

 

[Nota P: Muié bruta de mais]

 

“Ow! Eu sinto muitíssimo!”

 

Eu me forço a sorrir:

 

“Não posso… mover… dói!”

 

“C… Cura!”

 

A dor aguda desaparece e eu saio dela:

 

“Por que não podemos fazer isso normalmente? Somos amaldiçoados?”

 

“Jeez. Você merecia isso. Agora eu vou chegar atrada com certeza.”

 

Ela bate em meu rosto.

 

“Não se preocupe. Louise disse que é preciso tempo para encontrar o ritmo certo.”

 

Saindo da cama sozinha, ela se levanta e tira um robe e um conjunto de roupas de um dos roupeiros. Então ela sai correndo do quarto.

Eu fico na cama por mais cinco minutos enquanto aplico magia de cura nas minhas costas. Isso pode se tornar problemático se continuar assim. Finalmente encontro coragem para tentar me mover. Funciona de alguma forma. Embora ainda haja uma sensação estranha.

Em seguida, me visto e vou para a cozinha para comer alguma coisa. Não parece que uma empregada foi incluída no pacote. Há pão, carne salgada e legumes. Um café-da-manhã suficiente. Vou para o banheiro e quase fui atropelado por Stella no seu caminho para fora. Um pouco mais tarde, saio de casa e encontro o meu animal de estimação lá fora.

O Warcat olha para mim com expectativa. Felizmente eu trouxe um dos coelhos comigo. Eu os guardo em uma caixa de resfriamento gelado na entrada. Segurando o coelho na minha frente, ele desaparece com um estalo das mandíbulas do Warcat e tudo o que me resta é as orelhas do coelho no qual eu o segurava.

 

“Eu acho que vou chamá-lo de Ghost, já que você é quase completamente branco.”

 

A pele do Ghost é longa e macia, apenas seu rosto, as patas e a cauda são manchadas de marrom e vermelho.

Ghost começa a ronronar e esfrega a cabeça contra o meu peito, quase me derrubando enquanto faz isso. Talvez eu deva considerar entrar e sair da minha casa voando.

Na entrada, eu sou esperado pelo guarda cabeludo que acena para mim. Saúdo-o também e saio da propriedade. Alguns alunos estão olhando para a construção que apareceu durante a noite e eu me apresso para ficar longe de lá.

Eu quero visitar Talia, Louise e Karsen para trazer-lhes a notícia feliz. Karsen e Talia devem estar no escritório de Ryland hoje, então eu vou buscá-los primeiro.

De fato, alguns minutos depois eu os encontro lá. Eles estão lendo relatórios.

 

“Amigos! Tenho uma notícia feliz!”

 

Ambos olham para mim com expressão interrogativa.

 

“Eu estou apaixonado!”

 

Talia encolhe os ombros:

 

“Nós todos sabemos isso. Há rumores suficientes sobre você e Stella.”

 

Ela toma um gole de um copo de água.

 

“E a partir de hoje estamos comprometidos um com o outro. É um negócio acabado.”

 

Eu sorrio para eles.

Karsen franziu o cenho enquanto Talia cuspiu água no documento que estava lendo.

 

“Seus pais vão matá-lo. Não! Eles vão me matar porque eu não parei!”

 

“Não! Aconteceu que Stella é uma Gejene e escondeu sua identidade desde que ela queria ir para a escola.”

 

E então eu levo o meu tempo para explicar tudo. Há algumas perguntas surpresas depois de explicar.

 

“Parabéns?”

 

Karsen pergunta com uma sobrancelha levantada, ainda não acreditando inteiramente em minha história.

 

“Annice e Olivia vão explodir.”

 

Talia zomba, se levanta e me abraça. Então ela sai.

 

“Como se eu me importasse com isso. A propósito, o que vocês dois estão fazendo com todos esses relatórios?”

 

Eu aceno com a cabeça para os estoques de pastas na frente de Karsen e Talia.

Karsen responde completamente:

 

“Estamos tentando encontrar um padrão nos ataques dos magos negros. O incidente em que estivemos envolvidos nos fez pensar.”

 

“Um padrão?”

 

Darei uma olhada em uma das pastas.

Talia acena com a cabeça:

 

“Sim. Há definitivamente algo estranho sobre todos os incidentes ao longo dos anos. A primeira questão é a seguinte. Quem são eles?”

 

Karsen continua:

 

“Eles não seguem o padrão que normalmente se esperaria. Chamamos a todos os que cometem crimes morais usando magia de ‘mago negro’. Então, quem são eles? A primeira hipótese é que são pertence a magos de clãs nobres que buscam poder a todo custo. Eles têm acesso à educação e ao conhecimento. Então é possível que alguém desse grupo crie um incidente na escala como nós experimentamos.”

 

Talia ergue um dedo:

 

“A segunda possibilidade para o aparecimento de um mago negro são os trapaceiros, os magos antes desconhecidos que deslizaram através da rede de detecção do país e desenvolveram suas habilidades em segredo. Isso pode acontecer se o filho de um plebeu desenvolver poderes mágicos. Mas eles não teriam acesso ao conhecimento ou à educação. É improvável que alguém assim desenvolva as habilidades para criar portais por conta própria. Isso implica que alguém está procurando essas pessoas muito eficazmente e treinando-as. Ainda mais eficaz do que o país!”

 

Karsen assume novamente:

 

“Isso nos leva ao terceiro grupo. Eles vêm de fora e estão tentando criar estragos e agitação para preparar o país para um evento maior. Isso se encaixaria no padrão, já que a maioria dos magos negros em nossos arquivos tentou matar o maior número possível de pessoas. Os eventos recentes que estávamos envolvidos é tudo que sabíamos até agora. Se aquele mago tivesse convocado uma horda de monstros debaixo dos nossos pés e os soltasse, poderia ter-nos custado muitas vidas. E não apenas qualquer vida, mas a vida da próxima geração das principais personalidades do país.”

 

Comecei a mastigar meu lábio inferior enquanto ouvia Karsen e Talia:

 

“Então eu suponho que você verificou seus arquivos pela as identidades dos criminosos?”

 

“Todos eram desconhecidos. Pelo menos a maioria deles, mas tem de ser esperado uma vez que nem todos os incidentes têm de ser relacionados uns aos outros. Estamos falando de números de um mago previamente conhecido a cinquenta incógnitas completas em todo o país. E podemos acrescentar que o caso recente era desconhecido também, depois de examinar o corpo que foi encontrado no mês passado. Não há nenhum relacionamento óbvio entre os magos negros entre eles mesmos, nem têm nenhum laço de família com as famílias mágicas conhecidas. Esse último incidente ocorreu nos últimos dois anos. Voltamos mais para trás olhando para os arquivos. O país começou a ser atormentado por ondas desses incidentes cerca de seiscentos anos atrás. E nos últimos cem anos têm um aumento significativo.”

 

Talia faz uma pausa para me deixar pensar.

Depois de um tempo eu dou a minha interpretação:

 

“Então estamos olhando para um grande grupo organizado de fora do país. Provavelmente outro país. A menos que criem seus próprios magos em gaiolas em algum lugar. Eu não posso acreditar que alguém pode conseguir ficar escondido por tanto tempo enquanto arrebatando crianças inteligentes longe de seus pais. Sem mencionar que não há muitos desses casos. Apenas no caso de que seria bom para procurar casos de crianças desaparecidas ou famílias inteiras morrendo de uma vez. Se você não silenciar os pais quando sequestra, eles certamente falariam.”

 

Karsen sacode a cabeça:

 

“Há alguns, mas não o suficiente. ”

 

“Então eles vêm de fora e têm um meio de passar a fronteira em segredo. Muito provavelmente outra nação. Embora o intervalo de tempo dos preparativos me preocupe. Até recentemente eles eram muito pequenos em escala também.”

 

Eu murmuro:

 

“Mas eles mantinham o país ocupado e focado em si mesmo. Existe algum país que se beneficia se Nict não olhar para suas fronteiras?”

 

Talia pensou e disse:

 

“Todos eles. Eu não acho que um único de nossos vizinhos é infeliz contanto que nós permanecemos longe deles. Então você chegou à mesma conclusão que nós.”

 

“Sim. Você deve levar isso para Ryland e Quarma. Eles podem concluir essas informações por eles mesmos.”

 

Eu coloco o relatório de volta na mesa. Continuamos falando sobre outras coisas enquanto o tempo passa. Principalmente sobre Stella e eu.

Depois de um tempo a porta se abre e Stella entra com Louise:

 

“Aí está você. Azir já explicou a eles?”

 

Karsen e Talia assentiram com expressão de espanto:

 

“E pensar que nós trabalhamos com a filha da líder todo este tempo”

 

Stella abraça os dois:

 

“Por favor, não me trate de forma diferente. E eu queria convidá-los para a festa no palácio esta noite. Helen Gejene vai anunciar nosso noivado lá.”

 

Um sorriso se espalha sobre o rosto inteiro de Stella.

Ambos Karsen e Talia acenam ansiosamente.

 

[Nota P: É agora só se mudar para outro país para se salvar kkkk]