Beyond?: Capítulo 24 – ~Vida diária. ~

0
373

Tradução: Pomba

Revisão: P_


 

“A área do parque da universidade é enorme. Mais de mil árvores. Quinhentos e quarenta e seis arbustos. Seiscentos e dois canteiros de flores. Quinhentos bancos. Quatro quilômetros quadrados de gramado. Dez quilômetros de calçadas. Tudo tem de ser realizada em uma condição superior. O labirinto no meio do parque é um desafio excepcional. Se você não é cortado para o trabalho que você deve sair imediatamente. É por isso que eu testo todos os meus novos estagiários, abandonando-os no meio do labirinto. Se não saírem dentro de uma semana, considero-os indignos.”

-Jardineiro.

***Cidade Livre Estados de Nict, Capital***

***Azir***

“Eu não estou feliz.”

Eu estou junto com Stella na área extensa do parque da universidade. Estamos nos escondendo dos outros alunos. O labirinto do parque é especialmente útil a esse respeito.

“Eu também não estou.”

Stella suspira e divide um pedaço, quebrando em pedaços menores e outra vez.

“Como funcionou para você? A palavra está se espalhando que somos um pouco mais do que amigos. As pessoas que voltaram conosco daquela pequena expedição não fecharam a boca.”

Eu concordo:

“Algo como isto tinha que ser esperado. Minha irmã e minha mãe me colocaram sob intenso interrogatório sobre você. Mas inesperadamente Quarma tomou meu lado e quando era sua palavra de encontro a minha irmã mais nova, Valeria estava no lado perdedor. Mamãe não podia imaginar por que Quarma de repente tomava meu lado e me protegia, então ela chegou à conclusão de que minha irmãzinha estava exagerando.”

Stella resmunga:

“Em troca disso Valeria está nos perseguindo agora. E as outras estudantes estão aproveitando todas as oportunidades para me afastar de você. Mas eu conseguirei de alguma forma, não se preocupe.”

“Então você vê alguma chance de que você possa me contar mais sobre esse negócio seu?”

Eu esbocei os olhos e olhei para Stella.

“Você evitou o assunto naquela época.”

Stella suspira e acena com a cabeça.

Depois de um curto silêncio de seu lado, eu continuo:

“É Assim?”

Ela aponta para a boca. E faz gestos para que ele seja selado. Isso é quando a situação se torna um pouco mais clara para mim.

“Então não é uma barganha, mas um contrato mágico?”

Stella acena, sorrindo.

“E eu suponho que inclui que você não pode dizer para qualquer um quem você é, mas é mal feito. Caso contrário, você não poderia trabalhar em torno desse jeito.”

Eu risco minha bochecha.

“Então você tem algo se você cumprir, mas o contrato não é algo ruim. Você não é forçada a fazer nada?”

Ela acena de novo, olhando para mim com olhos suplicantes.

“Haah, ok. Não vou tentar mais. Você, obviamente, passou por grandes esforços para realizar o que você quer. O contrato deve ter sido criado quando você era criança. Embora eu não consiga realmente imaginar o que uma criança poderia ter desejado naquela idade.”

Ela é de um dos grandes clãs depois de tudo?

Stella apontou para o parque.

“Tudo isso”

Eu levantei a sobrancelha:

“Você queria o parque?”

Ela faz um facepalm e aponta para um dos edifícios.

“Então você queria ir para a universidade, ou melhor, você queria ir para a escola.”

Concluo.

Ela balança a cabeça e me abraça:

“Você está satisfeito?”

Eu balanço a cabeça:

“Não realmente, mas está bom se é tão importante para você. Então voltemos para o outro problema. O que fazemos com minha irmã e com aqueles alunos que estão te incomodando.”

“Nós tentamos resistir?”

Stella tenta sorrir, mas de alguma forma sua expressão desmorona e lhe dá uma aura de desgraça.

“Como se estivesse suportando Olivia? Lembro-me de um incidente e me perguntei por que ela estava evitando você desde então.”

Pego a mão de Stella.

“Oh aquilo. Foram circunstâncias especiais.”

A expressão de Stella se torna séria.

“~ Azir! ~”

Eu pisco. Aquela voz:

“Eu esqueci que ela ainda está viva.”

Eu me viro e encontro Annice e Louise atrás de mim.

Annice se deixa cair no banco em que estamos sentados e me abraça de lado.

“Você deveria ter me visitado imediatamente. Eu não podia suportar o pensamento de que você simplesmente se foi da minha vida. Não tenho outros alvos valiosos. Bem, a menos que você conte que um sênior do meu curso, mas ele é manipulado com muita facilidade. Nenhum desafio.”

“Entendo. Então eu sou um desafio.”

Isso não o torna melhor:

“Eu ainda desejo que você se retire da minha zona de conforto.”

“Aw, tão tímido. Você tem que trabalhar nisso.”

Finalmente Annice me solta. Ela é a única que não se sente diferente. Ela ainda é irritante e me incomoda sempre que ela tem tempo.

A expressão de Stella claramente me diz que ela está prestes a assassinar alguém.

[Nota P: Awn ciuminho]

Louise anda ao redor do banco e diz com um tom baixo ‘Desculpe’ com a boca:

“Estou tão feliz que você conseguiu retornar com segurança. Foi uma aventura horrível de acordo com o que ouvi.”

Stella se levanta e abraça Louise:

“Você não pode imaginar o quão horrível. Por algum tempo pensei que não voltaríamos.”

Louise acena com a cabeça:

“Há tantos rumores flutuando ao redor. Você não pode dizer o que é verdadeiro ou falso. Espero que você possa me explicar quando houver tempo.”

Eu concordo:

“Por que não agora? Há um restaurante agradável que eu queria experimentar.”